História Total Drama Myer's Island - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Dragon Ball, Ilha dos Desafios (Total Drama), Scream Queens, Turma da Mônica
Visualizações 6
Palavras 1.343
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shounen
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Talvez tudo isso se torne algo bem sanguinolento...

Capítulo 6 - Em Nome da Lei - Parte 1


Chris: Olá queridos, lindos e deslumbrantes telespectadores! Como vocês estão? Sejam bem-vindos a mais um episódio desse super programa! No último episódio vimos que Magali contrabandeou coisas de fora, que Dakota pretende seguir carreira de escritora e que o Cascão, nesse exato momento, está bem pertinho do nosso querido Chef! Quanto ao nosso desafio, vamos continuar de onde paramos..., com o Salsicha e o Noah! Está começando Total... Drama...Myer’s Island!

Chef: Então meu amigo Chris...

Chris: Que isso, Hatchet? Agora era a hora da abertura!

Chef: Alguns policiais camaradas estão no porto da ilha para ter uma pequena conversinha com você.

Chris: Que tipo de conversinha?

Chef: A do tipo que eu faço a mínima ideia, mas que eu chuto que possa envolver algum participante.

Chris: Então você possui uma ideia!

Chef: Vai logo, cara! Não queremos ganhar mais problemas!

Chris: Tudo bem, tudo bem! Contando que eu não seja preso está tudo bem!

No porto de Myer

Oficial Dalton: O senhor é Chris McClean?

Chris: Em pessoa! Posso ajudar com alguma coisa?

Dalton: Um participante do programa, o sr. Norville Rogers possui uma audiência de pré-julgamento hoje. Dessa maneira, necessitamos dele.

Chris, em choque: Co-como assim?

Dalton: Huh, então parece que ele não registrou isso nessa inscrição. Ele está sendo acusado de tráfico inter-regional de drogas ilícitas pelo Estado da Guanabara.

Chris: Isso explica por que ele parecia tão drogado! Só não entendo o tráfico.

Dalton: As drogas que foram encontradas com ele não eram para revender, e sim para consumo próprio.

Chris: Mas na Guanabara isso não enquadra como crime, não?

Dalton: Sim, mas depende da quantidade de drogas que estão em sua posse. Para ser considerado recreativo é permitido até 250 gramas. Ele estava com 22 quilos e 450 gramas.

Chris: 22 quilogramas?

Dalton: É o que parece. Contudo, existe mais um problema! Talvez como forma de escapar do julgamento ele tenha se inscrito aqui, podendo ter trago drogas junto com ele.

Chris: Você quer dizer que elas podem estar escondidas por aí na ilha?

Dalton: É uma possibilidade. Então será necessário que todos os presentes sejam removidos. Como forma de precaução, todos serão conduzidos para a Guanabara. Vai que tem mais autista com drogas.

Chris: Autista com drogas? Isso não é um termo bonito, digamos, nem um pouquinho refinado. Quanto a sair daqui presumo que seja difícil, estamos em meio uma gravação!

Dalton: Mas o mandato redigido diz uma coisinha ao contrário: vocês serão obrigados a agir de acordo com as leis federais! E você não já foi preso por despejar rejeito tóxico?

Chris: Tudo bem.

O apresentador começa a correr do policial, fazendo com que mande a equipe atrás dele. De qualquer jeito, todos tiveram que ir para o julgamento do Salsicha.

Duncan, arrumando suas coisas: Mas que tipo de coisa que esse magrelinho se envolveu, hein? Não faz o menor sentido! E por que temos que ir nisso também?

Courtney: Está com medo de ser enviado outra vez ao reformatório, gatinho? Será que poderiam descobrir outra coisa envolvendo você?

Noah: Olha que pode ser verdade, não é Cody?

Cody: Pode ser, mas até que eu estou animado com essa ideia! Isso é muito How to Get Away With Murder! Sensacional!

Courtney: Essa não é aquela série que fica sem graça depois de um tempo e que é carregada única e exclusivamente pela protagonista?

Cody: Também não é assim, existem seus pontos positivos!

Noah: Verdade, existem seus pontos positivos!

Cody: Um personagem importante morre na terceira temporada!

Duncan: Pelo nome, pensei que escafediam desde o primeiro episódio..., mas pera aí, isso não é meio que um spoiler?

Cody: Não tem problema. É um seriado famoso.

Duncan: Mesmo assim, os leitores podem querer pedir um plebiscito para te tirar do programa.

Courtney: Plebiscito é uma coisa fora de questão.

Duncan: Tanto faz, só falei porque é uma palavra que soava legal no momento. O filme do Lanterna Verde também soava legal quando eu assistia, o problema foi a reflexão depois de ter assistido.

Cody: Concordo com isso, a propósito Noah, foi você quem me recomendou essa bomba!

Noah: Mas pensei que seria um tempo gasto com uma boa história!

Cody: Você esteve errado por 112 minutos.

Enquanto isso, na cabana da outra equipe uma discussão começava. Nesse momento, o camarada Salsicha já tinha sido levado pela tropa de operação. Enquanto era levado mantinha uma postura firme e convicta, mas ao mesmo tempo em que apresentava uma região líquida aparente em suas calças que pode ser interpretada da maneira que quiser. Mas de qualquer jeito ele estava com fome.

Cebolinha: Pindalolas! Eu não estou entendendo nada dessa histólia! Como é que aquele cala se envolveu com isso! Isso vai atlapalhar o andamento da competição.

Scott: Tenho que afirmar que ele já me era estranho desde o início.

Dawn: Estranho até pode ser, mas sinto algo errado nessa história toda. É como se...

Magali: Como se fosse o quê?

Dakota: Como se fosse a primeira vez? Esse filme é lindo!

Chanel: Na verdade o nome é “Como eu era antes de você” ...

Dakota: Isso foi uma declaração?

Chanel: Esquece...

Magali: Er..., Dawn..., poderia continuar, por gentileza?

Dawn: Ah, deixa para lá, eu acho que é só intuição minha.

Scott: Assim como sua relação com a natureza e os animais fofinhos e bonitinhos em que você insiste manter contato como se fosse algo corriqueiro?

Dawn: Isso foi uma provocação?

Scott: Somente uma pergunta.

Dawn: Então você está interessado no que eu faço. Isso tudo é atração por mim?

Scott: É meio improvável tirar conclusões como essa só com que eu disse.

Dawn:Oh...

Scott: O que quis dizer com esse “oh”?

Dawn: Nada.

Scott: Como assim nada? Foi uma censura? É isso que eu entendi, sua aberraçãozinha!

Dawn: Já disse que não foi nada. Dá pra parar de tornar isso aqui um clichê?

Scott: Que se dane! Estou lá fora! Mas saiba que votarei em você da próxima vez.

Dawn: Vai em paz!

Cascão, entrando no alojamento: Que que foi isso? Tinha um pequeno trator vindo em minha direção!

Cebolinha: Já está melhor Cascão?

Cascão: Só com um pouco de dor de cabeça, mas acho que já estou bom sim. Aliás, o Chef falou que a gente tá partindo para a Guanabara? Onde raios fica isso? É algum desafio?

Chanel: Pelo que meu pai falava, essa área aí é perto da região de Baía Cristal, no noroeste estadunidense entre Califórnia e Idaho. Parece que é o lugar em que o esquisitão comprido vai ser julgado.

Cascão: Julgado? Envolve drogas?

Magali: Como você sabe? Ninguém tinha comentado isso com você. Ele te contou algo?

Dakota: Tão direta.

Magali: De que maneira?

Cascão: Isso é um interrogatório? Eu sou seu amiguinho.

Magali: Tô te perguntando numa boa.

Cascão: Não parece.

Magali: Fala logo.

Cebolinha: Lesponde aí Cascão, não vamos contulbar ainda mais esse clima. 

Cascão: Tá..., foi só uma dedução. Nada demais para vocês se assustarem. 

Cebolinha: Na boa Cascão, isso foi estlanho. Como você podelia saber soble uma coisa dessas?

Cascão: Poxa gente, é só olhar aquele cara! Vocês não acham que ele é meio estranho?

Dawn: Tenho que concordar com o Cascão, por enquanto é melhor não pensar nada. E convenhamos, ele aparenta ser isso mesmo.

Magali: De qualquer forma, isso vai ser respondido quando estivermos lá. Mas estou de olho em você.

Cascão: Como quiser.

Chanel: Vocês são crianças muito estranhas, vou te contar.

Dakota: Oba, isso já tá parecendo uma dark fic!

Chanel: É capaz do autor transformar isso em uma obra de romance policial.

Dawn: Ai, ai..., já vi que isso vai ferrar com a gente. Pois tipo, por quanto tempo a gente vai ter que ficar envolvido com isso? O programa pode ser cancelado? E os participantes, vão ficar de que jeito? Eu estaria perdendo o meu tempo se isso aqui não desse em nada.

Cascão: Vamos ver.

Magali: É, vamos ver...

Um estranho clima de desconfiança ganha lugar, colocando em xeque longas amizades e o mais importante: o prosseguimento da competição.


Notas Finais


O que será de nossos participantes agora? E quais surpresas os aguardam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...