História Totalmente Submisso - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias As Tartarugas Ninja
Personagens Donatello, Hamato "Mestre Splinter" Yoshi, Leonardo, Michelangelo, Oroku "Destruidor" Saki, Raphael
Tags Incesto, Lemon, Michelangelo X Donatello, Raphael X Leonardo, Submisso, Yaoi
Visualizações 48
Palavras 427
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Esporte, Famí­lia, FemmeSlash, Festa, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Tigrinho.


POV Leonardo.

O dia já acabou, e passei o dia inteiro, pensando neles. Raphael, pelo seu jeito meio bruto e autoritário, mas também, em Garra de Tigre, com seu jeito meigo e amoroso de ser. Estava em casa, vendo televisão, quando a campainha tocou. Corri até a porta, era Garra de Tigre.

_ Tigrinho!_ Eu lhe abraço fortemente, ele me abraçou carinhosamente, soltava ronronares. 

- Seu pai está aí?- Ele perguntou, meio tímido. Papai aceita Garra de Tigre, mas ele é um pai coruja. As vezes, quando estamos nos beijando, ele nos separa. Nos sentamos no sofá, usando um moletom mais folgado, nos abraçamos.

- Será que nós podemos nos beijar?- Ele perguntou, meio corado. Toquei seu queixo com minha mão, e lhe beijei. O que era para ser um simples selinho, se tornou um beijo de língua, cheio de luxúria e desejo. De repente, alguém entra na sala.

- Léo, o que você está fazendo?- Ele perguntou, segurando um ursinho de pelúcia. Me separei de Garra de Tigre assustado, me levantei do sofá, e andei até Mike.

- Por que você está acordado?-  Eu pergunto, lhe encarando meio bravo. 

- Eu não consigo dormir!- Ele respondeu, meio tímido. Lhe guiei até seu quarto, e o deitei na cama. Peguei seu urso de pelúcia, lhe entreguei.

- Agora, o senhor vai dormir!- Eu encaro seus olhos laranja, ele se escondeu dentro das cobertas.

- Vê os monstros! Por favor!- Ele pediu, choroso. Abri a porta do armário, procurei por todos os lados, e em baixo da sua cama.

- Pronto! Não tem nenhum monstro!- Eu falo, apertando seus pézinhos, ele riu e se virou para o lado, dormindo. Voltei para a sala, a onde Garra de Tigre estava encarando a televisão.

- Voltei tigrinho!- Eu me sento ao seu lado, toquei seu colo, que era coberto pelo seu moleton grande. Ele corou levemente, voltamos a nos beijar, ele tocou meu rosto com sua pata, acariciando meu rosto. Nossas línguas lutavam por espaço, uma guerra cheia de luxúria e desejo. Mas nos separamos pela falta de ar.

- Acho melhor, eu ir dormir!- Eu falo, nos encaramos meio ofegantes, o levei até meu quarto, e nos deitamos na minha cama.

- A gente …- Ele corou, lhe beijei as bochechas, e acariciei seu queixo.

- Não! Você sabe que meu pai não vai deixar!- Eu respondo, meio triste. Lhe arrumei um espaço na cama, nos preparamos para dormir.

- Eu te amo, Léo!- Ele me encara com um sorriso meigo no rosto, lhe beijei as bochechas sorridente.

- Eu também te amo!- Eu respondo, sorrindo. Não demorou muito, para pegarmos no sono.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...