1. Spirit Fanfics >
  2. Towards The Sun. (Imagine BTS) >
  3. Ninguém vai nos deter.

História Towards The Sun. (Imagine BTS) - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


╭═• ೋஜ•✧🖤ℒℴνℯ🍷⃟❁🖤๑✧•ஜೋ •══╮

೫๑》bem vindos a mais um capítulo!《๑೫
╰══• ೋஜ•✧🖤ℒℴνℯ🍷⃟:ℒℴνℯ.•ஜೋ •══╯

Capítulo 8 - Ninguém vai nos deter.


Fanfic / Fanfiction Towards The Sun. (Imagine BTS) - Capítulo 8 - Ninguém vai nos deter.

Jin P O V

Eu estava na minha casa, estava bebendo um chá e conversando com Zach, quando Jimin chegou, ele se jogou no sofá ao meu lado, deitou a cabeça sobre minhas pernas e ficou me olhando.

Jin: _ o que foi em senhor estressadinho, está mais calmo?

Jimin: _ mãe, o que você acha de eu namorar de sério uma garota? Tipo namoro sério, me amarrar entende.

Jin: _ o que? Há não... Não me diga que o meu bebê vai me apresentar uma namorada?

Jimin: _ quer dizer... É eu acho que sim, quer dizer eu ainda não sei se ela gosta de mim.

Jin: _ e quem que não vai gostar de você meu filho? Você é perfeito, você é meu filho.

Zach: _ amor você tem que saber primeiro de que família essa garota é, e também eu acho, não que eu queira me meter, mas eu acho, que pra se ter uma namorada você deveria de trabalhar Jimin.

Jimin: _ como é que é?! – se levanta do sofá e vai até ele.

Jin: _ meninos há não sem brigas, por favor. – separa Jimin.

Jimin: _ mas mãe olha ele mãe! E você não se enxerga em Zach? Você não trabalha vive às custas da minha mãe do nosso dinheiro!

Zach: _ eu trabalho, eu sou corretor de imóveis, não tenho culpa se não é qualquer um que tem dinheiro pra comprar mansão todos os dias.

Jimin: _ se fuder vai se fuder seu pnc!

Jin: _ Jimin! O que é isso!

Eu estava apavorado com a má educação do Jimin, quando Thompson, me passa uma ligação e era da tia Regina, eu prontamente atendi.

Thompson: _ My Lord Princess, telefone para a senhora.

Jin: _ quem é?

Thompson: _ Creio que My Lord, não vai gostar nada de saber, é a senhora Regina Wu.

Jin:_ aigo mais essa.

Eu atendi a ligação e era a tia Regina, ligando pra avisar que viria para uma reunião e que eu preparasse tudo na minha casa para recebê-la, ela o filho e o neto, eu fiquei o que: o que essa víbora vem fazer aqui? E discutir o que? Reunião do que? Bom eu confirmei e disse que sim que estaria esperando, eu suspirei fundo e olhei para o lado e Zach estava me olhando sério.

Zach: _ é isso mesmo? É isso? Vai deixar aquele moleque falar assim comigo, sem educação Jin é isso?

Jin: _ aigo agora não Zach, e não chame ele assim, o Jimin só está estressado, está tentando se encontrar.

Zach: _ há estressado... Jin, ele não trabalha, esse garoto não quer nada da vida Jin, você o deixa fazer o que quer e dá nisso.

Jin: _ ain Zach, menos tá. Ele só não achou a formação profissional dele, e eu não vou ficar forçando, ele é jovem ainda. Aigo e me deixe me deixe porque estou cheio de coisas pra resolver.

Zach: _ há é assim né vai ficar do lado dele, lógico, filho... Quer saber pra mim chega! Eu cansei de ser sempre segunda opção. – pega o blazer dele e as chaves do carro e sai.

Jin: _ Zach aonde você vai, Zach volta aqui! Aigo era só o que me faltava, ta vendo isso Thompson?

Thompson: _ sim senhora, se me permite dizer, não fique estressada e nem franze a testa, isso acaba com sua pele digníssima real pele de pêssego.

Jin: _ mande preparar os quartos de hóspedes, porque a jararaca mãe e a cacatua filha e cacatua mirim estão vindo.

Thompson: _ sim senhora.

Jin: _ há e convoque uma reunião com a família para amanhã, um jantar aqui.

Thompson: _ como queira, com licença.

Eu subi para o meu quarto, estava aflito, o que será que essas cacatuas querem comigo e com a minha família, reunião aish... Sem estresse Jin, sem estresse... Isso acaba com a pele. Eu tomei um banho, me deitei na cama e fiquei pensando nisso, mas não esqueci de que eu tinha que esperar notícias do detetive, será que ele achou algo sobre eles...

J.Hope P O V

Hoje de manhã bem cedo, eu acordo e ligo pra minha esposa, pra saber como ela estava, e depois eu acordo o Yoongi, e nós fomos até uma pensão que tinha perto de onde nós estávamos, tomamos café da manhã e enquanto o Suga comia eu conversei com a garota que nos atendia.

J.Hope: _ há nossa olha o tamanho da barriga dela... *mostra o celular pra ele* _ Sabe não dá pra acreditar que daqui meses minhas filhas iram estar aqui...

Yoongi: _ a é você vai saber o que é não dormir de verdade...

J.Hope: _ até parece que você já teve filhos. Eu estou pronto pra isso, eu faço aula pós-parto com ela, desde que soubemos da gravides e isso quando era de um.

Yoongi: _ olha não sei e nem quero saber, eu não me presto pra ser pai, que dirá em dose dupla, estou fora...

J.Hope: _ eu estou tão feliz sabe... Já temos os nomes escolhidos, eu já sei que tenho que fazer três respirações profundas a cada três segundos, quando ela entrar em trabalho de parto...

Yoongi: _ aí para de falar um pouco isso me irrita.

_ então rapazes como está o café? Ali tem uma caixinha na saída, pra vocês colocarem o que acharam do meu atendimento, por favor, me ajudem hãn.

J.Hope: _ mas é claro que eu irei te ajudar, ôh moça você mora há tempos aqui em Samcheok?

_ sim, eu moro aqui desde que nasci. Hmm vocês não são daqui né, sabe como é cidade pequena todo mundo se conhece...

Yoongi: _ só agora que percebeu, ou não quis falar garota?

_ Não entendi.

J.Hope: _ não liga não, ele fala coisas assim aleatórias quase sempre, moça por acaso você sabe onde fica o orfanato de Boseog?

_ o que?! Vocês não sabem?!

Yoongi: _ criatura como vamos saber se estamos perguntando algo sobre, pra você? Dã!

_ há rsrs...

J.Hope: _ Suga come. *pega um bolinho inglês, e tasca na boca do Suga* _ aprecia o bolinho da moça aqui rsrs... Que aliás está ótimo.

_ há é o nosso carro chefe da manhã esses bolinhos, então moço, o orfanato Boseog, ele foi interditado após a morte misteriosa da madre superiora, dizem que as irmãzinhas que moravam com ela, e que presenciaram tudo ficaram louquinhas da silva, pois é.

J.Hope: _ interessante... E o que mais você sabe, me conte.

_ hmm, depois que tudo aconteceu. Bem, quem sabe contar melhor essa história é o cozinheiro, o senhor Koichi, ele sabe tudo sobre aquele orfanato, e dizem que tem muita coisa escondida por lá ainda, claro do que sobrou né, porque ele pegou fogo.

J.Hope: _ haaa nossa e onde eu posso encontrar esse senhor que você mencionou moça?

_ ele é meio lelé sabe, ele mora no asilo de vovozinhos, lá no pé da colina.

J.Hope: _ obrigado moça, eu vou deixar uma notinha pra você, como é o seu come mesmo?

_ Rosely, esse é meu nome.

A moça sorridente me deu uma pequena informação que atiçou meu modo detetive: como isso? Morte misteriosa, irmãzinhas loucas, e um cozinheiro que sabe de tudo, hum aí tem e eu vou descobrir.

J.Hope: _ vamos Suga, vamos rumo ao pé da colina, falar com o senhor cozinheiro. Mas antes espere eu deixar uma notinha bem bonita pra senhorita Rosely, o sorriso dela é lindo não acha?

Yoongi: _ você se presta pra isso... Aish...

J.Hope: _ Suga espera, hey me espera!

Eu e o Suga seguimos para o interior, pois era lá que ficava o asilo para vovozinhos sem família, eu vou descobrir e ninguém vai nos deter.


Notas Finais


╰❥🍷⃟❁⊰᯽⊱┈☆○o。.ℒℴνℯ:🖤🍷⃟:ℒℴνℯ.o☆┈⊰᯽⊱

Então é isso meus Amóris! Me desculpem os erros e até o próximo capítulo!


┊┊┊┊

┊┊┊𖠚ʿ╰❥

┊┊🖤  ೋ๑┋🖤🍷🖤┋๑ೋ

┊┊               .   

┊❁  °

🍷 ࿆҈ཹ ↻      🖤       *    ·


         🍷τнänκ чöü🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...