História Toxic - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Yaoi
Visualizações 14
Palavras 528
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Ecchi, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


A história será totalmente narrada em primeira pessoa por Henry.

Boa leitura ♥

Capítulo 1 - Primeiro contato


Bom, aqui estou eu em mais um péssimo primeiro dia de aula. Odeio. Odeio mais ainda quando se está em uma escola nova. Não conheço ninguém e ninguém me conhece. Acho melhor assim. 

Fico olhando as garotas pelo pátio se abraçando... Engraçado... Isso me lembra que nunca tive atração alguma. Sempre fui focado mais nos estudos. Acho que posso culpar meus pais por isso. Sempre querendo que eu cursasse medicina, então, para não desapontá-los, cá estou eu estudando para alcançar o objetivo deles. Rilley sempre diz que eles são muito babacas por isso e que eu deveria seguir o que eu faço de melhor, mas, o que eu faço de melhor? Faço uns rabiscos no meu caderno? Uns esboços inacabados? Algumas artes no photoshop?

Rilley é minha melhor amiga desde meus 14 anos. Já estudamos juntos e somos amigos até hoje. Conversamos pelo Skype, jogamos alguns jogos de vez em quando... Ela tem um gosto parecido com o meu, e isso eu admiro muito nela, porque não é todo dia que se encontra alguém com tão bom gosto.

Passeei pelo pátio com minha pasta cheia de papéis e lápis coloridos até encontrar um banco. Sentei para esperar a hora de ir para a sala e comecei a rabiscar alguns olhos aleatórios. Observei os vários que me olhavam e apenas desenhei. Conectei meu fone no meu celular e pus Crying Lightning - Arctic Monkeys para tocar. Botei no volume máximo.

Alguns minutos se passaram e senti a sensação de ser observado. Tentei olhar ao redor para ver se alguém era o culpado. 

Nada.

"Só coisa da minha cabeça", pensei. Continuei desenhando.

Senti um toque em meu ombro e me virei rapidamente para ver quem fez aquilo.

Era um garoto alto, de mais ou menos um metro e oitenta, cabelos meio loiros, olhos castanhos, sardas no rosto... Senti uma estranha necessidade de desenhá-lo. Alguma hora eu tento.

- Oi. - ele disse, com um sorriso de lado e um aceno.

- Oi... - tirei o fone e pausei a música.

Ele se sentou ao meu lado no banco.

- Belo desenho. 

- Obrigado... - sorri. - São só alguns...

- Olhos? Gosto peculiar, o seu. Esse aqui... - apontou para um olho castanho com enormes cílios - Gostei desse. Muito bonitos. 

"Parecem com os seus", pensei comigo. Senti meu rosto queimar.

- Me chamo Peter. Prazer.

Demos um aperto de mão.

- Eu sou Henry. O prazer é todo meu.

O sinal tocou e eu tive que guardar tudo às pressas. Me desajeitei e uma pasta menor caiu, espalhando várias folhas com desenhos em aquarela.

- Nossa, você é bom mesmo. - enquanto me ajudava a juntar tudo, pegou um de um garoto. Não tinha nada demais, mas, eu amava aquele desenho. 

- Obrigado... Eu só desenho o que vem na minha mente.

- Bom, então, parabéns. Você é ótimo nisso. Continue. - ele sorriu, me entregou o que havia pego e entrou no corredor cheio de armários e portas da escola.

Tinha um post-it azul no desenho que ele havia pego.

Dizia: "às 9h30 me encontre neste mesmo banco".

Tentei achá-lo no corredor, mas, em vão. Ele havia sumido.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...