História ;toxic - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Drabs, Hentai, Oneshot, Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 351
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Drabs, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


mais um cap :")
sz.

Capítulo 2 - 002


02/07/2015 às 21:53 de uma quinta-feira.
(P.O.V. ele)
eu estava andando pela cidade com uma garrafa de vodka pela metade e um maço de cigarros do mesmo estilo no bolso, estava indo para um lugar vazio, de preferência, o terraço do meu prédio.
peguei o caminho mais longo, o que na qual passo em frente a uma grande igreja católica. toda vez que passo aqui (ou pelo menos nesse horário) não há ninguém, mas, dessa vez, vejo uma garota chorando nas escadarias.
de início eu não iria ajudar ela, estava meio bêbado, conseguia controlar apenas 30% das minhas palavras, não lembro de muita coisa mas é meio que o normal para quem bebe uma garrafa e meia de vodka.
algo nos olhos dela me chama a atenção quando ela vai enxugar as lágrimas, eles pareciam... incrivelmente... vazios.
lindos.
azuis.
vazios.
era assim que eu descreveria os olhos dela se fosse apresentar um TCC em uma faculdade sobre olhos vazios.
me sento do lado dela. acendo um cigarro. dou uma tragada.
isso foi suficiente para ela me notar e pedir um pouco, o que é estranho, se eu estivesse são, provavelmente iria correr (mas isso quase nunca acontece), eu entrego meu cigarro e pergunto se ela está bem.
–estou sim, — ela diz — é só o vazio que ainda insiste em mim, as vezes eu me canso de me sentir assim e venho pra cá chorar, não muda muita coisa, é praticamente a mesma coisa de chorar no meu quarto, a única diferença é que aqui eu posso chorar alto.
– seria estranho eu falar que te conheço de algum lugar?.  falo ignorando totalmente o que ela disse.
– os únicos lugares em que eu vou ultimamente é a lan house perto da escola em que me formei e o cinema.
– posso perguntar o nome da lan house?
– pode — ela fala dando ombros.
– qual o nome da lan house?
– esse fim de mundo só tem uma lan house — ela fala séria.
– eu sei, so queria saber se meu pai tem algum concorrente — digo virando a garrafa e bebendo um pouco.


Notas Finais


beleza, peço desculpas se ele ficou confuso mas qualquer coisa é só me perguntar aqui em baixo.
sz.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...