História Tra il Paradiso e I'inferno - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amigos, Amor, Anjos, Céu, Demonios, Destino, Drama, Escola, Inferno, Inimigos, Lux, Painless Design, Passado, Presente, Primeiro Amor, Tipi
Visualizações 4
Palavras 1.089
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 13 - Amicizia


Fanfic / Fanfiction Tra il Paradiso e I'inferno - Capítulo 13 - Amicizia

Livraria Luce, 2019

Ruscello, Itália

 

As coisas estavam entrando no eixo, Gaia sentia que estava tendo controle novamente sobre sua vida, sentia que podia escolher seu destino e continuar a viver bem, pelo menos até seu próximo aniversário e seu possível fim. Ela tinha se decidido, amava os dois e não ia escolher nenhum, iria apenas aceitar o fim. Enquanto organizava alguns livros na estante ouviu a sineta e correu para o balcão. 



 

 — Gael ?

 

— Oi — cumprimentou ele sorrindo. — como está ?

 

— Bem, está tudo bem ? Nate está bem ? 


 

— Está tudo ótimo, vim para te convidar para um almoço. 


 

— Um almoço ? — questionou interessada. 

 

— Sim, com todos nós. Até aqueles outros coisas. 

 

— Nossa, não sabia que almoçavam juntos. 


 

— É uma data especial para todos.  — contou sem dar outras informações. — Vai ser hoje, às 13h, na casa de vidro,  você vai ?

 

— Claro, peço para minha tia ficar aqui. — falou gesticulando para mulher que estava no estoque. — Obrigada pelo convite. 


 

— Te espero lá — se despediu e foi embora. 



 

Gaia se sentiu feliz e especial pelo convite, não sabia que ele realmente tinha partido de Gael ou de outra pessoa, como Nathaniel. Mas gostou de ser incluída, a tia a dispensou e ela correu para se arrumar, colocou um vestidinho florido de alcinha e pegou o carro, queria chegar cedo para saber se poderia ajudar em algo.  


 

Assim que ela parou na frente da casa de vidro, reconheceu a Blazer de Owen, sentiu um breve arrepio de pensar em ter Dominic e Nathaniel juntos no mesmo lugar. Ela subiu as escadas e viu eles na varanda, tinha uma churrasqueira que Owen comandava, Jarder estava sentado com Vivienne em seu colo, Ava conversava com Gael em um canto, Allegra parecia vigiar cada passo de Augostine que correu para cumprimentar Gaia. 


 

— Gaia, que bom te ver — afirmou dando um breve abraço na loira. — Como está?

 

— Bem — respondeu, aceitando ser puxada para fora, quando viram ela todos ficaram em silêncio.

 

— O que ela faz aqui ? — questionou Allegra. 

 

— Eu chamei — assumiu Gael sorrindo.

 

— Se for problema eu posso ir embora. — sugeriu Gaia se virando para ir. 


 

— Não, você vai ficar — disse Augostine a segurando — Allegra não manda em nada. 


 

— Muito menos você, essa casa não é mais sua. — provocou, e mesmo sem entender  Gaia soube que aquilo piorou o clima. 


 

— Gaia, senta aqui — sugeriu Owen tentando quebrar o clima — Gosta de frango ? — A garota concordou e ele sorriu a entregando um prato com filé de frango, muito apetitoso. 


 

— Obrigada — agradeceu. 

 

— isso é uma festa não é ? — indagou Augostine se levantando e colocando um som. 

 

Ela puxou Vivienne e as duas começaram a dançar juntas, tudo voltou ao normal, Gaia ficou olhando pela casa tentando achar Nathaniel e saber onde Dominic estava. 

 

— Eles já vem — avisou Ava se sentado ao lado dela. 


 

— O que ?


 

— Nate e Dominic. Já estão vindo, estão em uma reunião com Ciront e Tea. 


 

— Vou conhecer eles hoje ? — questionou, já tinha um tempo que escutava esses nomes que queria conhecer seus donos. 

 

— Tea talvez, Ciront não pode ficar. — comentou. — Hoje é  tipo nossa independência, dos dois seres, por isso a festa. 


 

— Obrigada já estava querendo saber — agradeceu sorrindo — Hum, Ava o que aconteceu entre vocês e a Augostine?  — Aquele perguntou fez a loira engoli em seco, a garota percebeu que era um assunto meio que proibido. 


 

Ava fingiu ignorar a pergunta e focou na briga de Jarder e Vivienne, uma briga que durou 2 segundos e depois eles estavam se beijando de novo e dançando juntos. Quando Gaia olhou para o lado Ava tinha ido embora, mas Augostine se juntou a ela. 


 

— Eles são sempre assim ?


 

— São até pior — afirmou Augostine roubando um pedaço do frango de Gaia — o que disse para Ava?

 

— Perguntei de você — assumiu vendo a reação da garota, que para sua surpresa riu. 


 

— É bem complicado — explicou.


 

Antes que Gaia pudesse pressionar a garota atrás de outras respostas, foram surpreendido por um bater de asa bem acima deles, era um anjo, provavelmente Ciront, usava roupas brancas e estava muito alto, a garota não conseguiu ver nada apenas a cor vermelha no alto da cabeça. Quando voltou seus olhos para baixo viu Nathaniel descendo as escadas e logo atrás dele Dominic com uma mulher. 


 

A expressão era delicada mas severa, parecia cansada. Tinha cabelos pretos, longos e cheios, lábios carnudos e olhos escuros. Usava um terninho preto que acentua  as curvas daquele corpo e parecia muito íntima de Dominic, que mudou a postura ao ver Gaia. 


 

— Gaia Coppola — chamou ela entrando no dec — Devo dizer que é um desprazer te rever. — a voz dela dava medo e era autoritária.  


 

— Tea — repreendeu Dominic — Gaia, essa e Tea, líder dos demônios. — apresentou Gaia deu um breve sorriso para ela, mas foi recebida com olhos negros o que a assustou, Tea riu e se sentou ao lado do casal. 


 

— Ela não gosta de mim — afirmou para Augostine. 

 

— Claro que não gosta, a cada ano você que causa a quase transformação de Dominic, e eles são bem proximos. 


 

— Proximos ? — questionou e a demônio concordou com a cabeça. 


 

Nathaniel se sentou ao lado de Gaia e colocou um copo de bebida na frente dela, que sorriu. 

 

— Vou deixar vocês a sós — anunciou Augostine ficando séria de repente.

 

— Au, pode ficar. — disse Nathaniel.


 

— Não, obrigada — insistiu e saiu de perto deles. 


 

— Você pode me contar o que Augostine fez para você ? É a terceira vez que perguntou — suplicou a garota, Nathaniel riu e concordou. 


 

— Augostine é minha irmã — anunciou como se não fosse nada. Gaia arregalou os olhos surpresa. 


 

— Como assim ? 


 

— Ela era um anjo e se apaixonou, como o que acontece com a gente. — começou olhando para ela de longe — Mas por minha culpa, por eu estar envolvido demais com você ninguém reparou no que estava acontecendo e quando vimos já era tarde demais. 


 

— Eu não acredito e ela é tão boa comigo — comentou. 

 

— Em todas às vezes, mesmo depois da transformação, vocês sempre são melhores amigas — contou dando um meio sorriso — A gente se vê às vezes, mas não é a mesma coisa. 


 

— Eu sinto muito — disse a garota sinceramente.


 

— Tudo bem, sei que eles cuidam bem dela. 


 

— Ela matou o amor dela ? — questionou, por que afinal nunca tinha visto ela com ninguém. 


 

— Não existia nenhum amor — começou ganhando total atenção dela — Era uma armação de Galieno. 


 

— Por quem ela se apaixonou ? — indagou ainda mais curiosa. 


 

— Laerte. 


 

Gaia se lembrava dele, aquele homem que foi ameaçar eles na escola, Laerte.

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...