1. Spirit Fanfics >
  2. Tradições - Kakashi Hatake ITERMINADAI >
  3. Cap. 10 - Primeira vez.

História Tradições - Kakashi Hatake ITERMINADAI - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - Cap. 10 - Primeira vez.


Fanfic / Fanfiction Tradições - Kakashi Hatake ITERMINADAI - Capítulo 11 - Cap. 10 - Primeira vez.

Antes de entrar no conteúdo sexual eu avisarei. O restante é bem importante para o decorrer da história.

Eles tinham feito uma festinha surpresa, e que estava incrível. Demorou umas horas, mas de pura diversão.

Eu ganhei presente de todos eles, menos de Kakashi que tinha seus olhos a todo tempo sobre mim.

Naruto me presenteou com um lámen exclusivo e eu fiquei boba em onde o garoto tinha achado da massa. Sakura e Hinata me deram roupas. Ino me presenteou com um boque de rosas brancas. Os outros garotos me deram diferentes presentes mas todos legais. Eu amei de coração a surpresa.

Todos ajudaram na bagunça que fizeram no apartamento, depois foram embora. Fiquei sozinha com Kakashi no final, ajudando a guardar alguns utensílios.

Lavei minhas mãos e sequei em um pano de prato perto da pia. Senti as mãos do homem apertarem minha cintura com delicadeza, sorri mordendo o lábio inferior, ele depositou um beijo em meu pescoço e um arrepio subiu por meu corpo.

Me virei para o homem e ele puxou a máscara para baixo, colando nossos lábios, o beijo se intensificou e suas mãos percorreram meu corpo até minha bunda, ele me levantou sem nenhum esforço para me sentar na pia, cruzei minhas pernas em torno dele e o puxei mais para mim, seu corpo se juntou ao meu. Ele manteve sua mão a me segurar e me carregou para o sofá, se sentando, isso sem desgrudar o beijo mas o ar faltou e xinguei por precisar respirar.

- Eu tenho um presente para você - disse, abri meus olhos encarando o homem.

Ele tirou as mãos de mim e se inclinou para o lado, abrindo uma gaveta de um criado. Pegou uma caixinha retangular. Me afastei dele e observei o homem.

- Eu escolhi para você, eu quero que esse colar seja como uma aliança, para marcar nosso amor - falou, sorri com a declaração, fixando meus olhos no do homem. - Eu gosto muito de você Alienai, como eu nunca gostei de alguém antes, você me faz tão bem e eu quero te fazer minha namorada. Você aceita namorar comigo?

Nunca sorri da maneira que eu estou sorrindo nesse exato momento, a felicidade seria a terceira pessoa nessa sala se fosse alguém.

- É claro que eu aceito - respondi o prensando meus lábios ao seus.

Me afastei e levantei meus cabelos com a mão, ele pegou o colar de ouro, um pingente de coração vermelho, eu nunca fui perita em pedras mas minha mãe tinha um anel da mesma pedra, um rubi. Colocou em meu pescoço e depois depositou um beijo em meus lábios.

- Eu te amo - sussurrou antes de tomar meus lábios para ele.

O beijo se intensificou, passei minhas mãos por seus cabelos e dei um leve puxão, ele gemeu em resposta. Forcei-me para ficar mais alta que ele, ele me olhou de baixo para cima quando soltei seus lábios.

- Eu quero fazer isso com você - sussurrei, minha voz embargada em tesão.

- Tem certeza? - assenti, ele mordeu o lábio.

(Começa aqui o conteúdo sexual, se não gostar não leia.)

Seus olhos desceram por mim, parando em meu decote V que o da uma ótima visão, ele apertou minha bunda. Subiu o olhar e tomou meus lábios novamente, respondi na mesma intensidade do homem. Me segurou e se levantou, caminhando, não podia ver o que ele fazia mas uma porta se abriu quando ele tirou uma mão que me segurava.

Ele continuou, senti minhas costas encostarem em algo macio, seu corpo ficou sobre o meu, ele se distanciou dos meus lábios e desceu seus beijos molhados por meu pescoço. Suas mãos foram para a barra do meu vestido e ele o subiu, tirando-o do meu corpo, desceu sua boca para minha boca e deu-me um beijo desabotoando meu sutiã e depois o tirou, voltou a se distanciar, me observando por alguns segundos, mordeu o lábio. Minhas bochechas arderam. Eu nunca havia mostrado meu corpo para um homem antes.

- Não sou tão bonita assim - falei, ele negou com a cabeça.

- Você é mais que bonita, é perfeita - sorri com suas palavras.

Voltou a me beijar, eu tirei sua blusa e observei os músculos do homem, passando a mão por ele. Beijei seu peitoral e ele riu.

Ele levou a mão ao pedaço de pano que cobria minha intimidade, e a desceu com delicadeza pelas minhas pernas. Apertei a cocha uma contra a outra, fom vergonha. Ele sorriu com meu jeito.

Sua calça foi parar junto com minhas roupas, sua cueca box com um relevo. Estiquei minhas mãos e desci o pano devagar, seu membro ereto, minhas bochechas se aqueceram. Voltei a me deitar e deixei ele comandar a situação.

Senti prazer em seus toques pelos meu corpo, ele separou minhas pernas e pediu permissão.

- Kakashi - chamei. - Eu ainda sou... - ele me calou com um beijo.

- Tudo bem - colocou seu membro na minha entrada. - Se doer me diga que eu paro

Assenti, olhando o rosto do homem. Ele entrou em mim com delicadeza, doeu e mordi o lábio tentando conter a dor, ele parou quando uma lágrima saiu do meu olho.

- Pode continuar - murmurei em um tom baixo, ainda doía, percebi que ele não tinha colocado a metade dele dentro de mim.

Ele levou suas mãos até a minha e entrelaçou nossos dedos, colocando minhas mãos acima da minha cabeça. Apertei a mão dele quando ele se pôs todo dentro de mim. Gemi de dor, ele começou se movimentar lentamente para fora e para dentro. Soltou um gemido de prazer.

Ele continuou seu trabalho, e meus gemidos já não eram de dor, mesmo que doesse um pouco o prazer bem maior que tudo. Continuamos até chegar ao clímax, ele se deitou ao meu lado, me abraçando.

Nossos corpos suados e cansados, eu descansava sobre seu peito, ele alisava meus cabelos molhados de suor. Seus olhos fechados. Nos cobriu até meus seios. Depositou um beijo no topo da minha cabeça.

- Eu te amo - sussurrou, sorri, meus olhos pesavam cada vez mais.

Lembro de responder com "Eu também te amo" antes de apagar.

[...]



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...