História Traga-me para a luz - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Capitão América, Homem de Ferro (Iron Man), Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), James Buchanan "Bucky" Barnes, James Rupert "Rhodey" Rhodes, Maria Hill, Natasha Romanoff, Nick Fury, Peggy Carter, Sam Wilson (Falcão), Steve Rogers, Thor
Tags Bucky Barnes, Drama, Os Vingadores, Personagem Original, Romance, Soldado Invernal
Visualizações 201
Palavras 1.238
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello again! Demorei... Mas, voltei. É difícil postar com a frequência que eu gostaria. Mas, posto mensalmente todas as minhas fics. Nesse capitulo, vocês verão um Amber/Nêmesis um pouco frágil. No fim das contas, ela é apenas um jovem, tentando lidar com o luto, os poderes, o amor que sente por Bucky e a sua ''sagrada'' vingança.

Deixo o aviso que esse capitulo, será um pouco angustiante. Então, se isso te faz mal ou te incomoda, leia com cautela.

Quero agradecer imensamente os 18 comentários que recebi no ultimo capitulo. Vocês me motivam bastante e todo dia, essa fic me surpreende... Positivamente. Graças! Aos leitores novos, desejo que sejam muito bem vinda. E aos que favoritaram, obrigado de coração.

Sem mais delongas!
Duvidas e erros, estou nos comentários/MP.
Lembre-se: Plágio é crime!
Enjoy!

Ps: Imagem do capitulo tirada do google. Todos os créditos á sua autora.

Capítulo 17 - Posso baixar a guarda...Só por hoje?


Fanfic / Fanfiction Traga-me para a luz - Capítulo 17 - Posso baixar a guarda...Só por hoje?

Sinto meus olhos se fecharem por alguns minutos, mal conseguia cochilar. Sentia os olhos dele em mim, o tempo todo. Acho que quando o apelidaram de fantasma, deram o apelido certo. Ele era insistente, determinado e não saiu do meu lado por nada. Nem para comer. Ares também... Estava tão feliz por tê-lo reencontrado. Por tê-lo comigo.

- O que aconteceu com você, Amber? Questionou, Bucky. Chegando bem perto da capsula, seus olhos azuis brilhantes em cima de mim. – Porque, você se transformou nisso?

Gargalho com sua ingenuidade.

- Amor, eu não tive muita escolha, entende? Digo, cheia de ironia. – Me tornava mais forte ou desistia... Eles mataram minha família, me fizeram de rato de laboratório, me torturaram, quebraram meus ossos. Você deve saber o que fizeram comigo, não? Mas, uma coisa, eu devo agradecer... Pondero, revirando os olhos teatralmente.

- O que? Questiona, o som metálico de seu braço de metal tencionando, na minha frente. Ele estava nervoso... Bem, na verdade, ele estava furioso. Restava saber, se era pelo o que a Hidra fez comigo ou pelo o que eu havia me tornado.

- Duas coisas, sendo sincera. Pela minha visão e por Nêmesis. Digo, calmamente.

- Nêmesis? Quem é Nêmesis? Questiona, confuso. Ele encosta no tanque, os olhos azuis presos aos meus. Bufo, ao sentir seu poder sobre mim. Eu amava aquele homem! Eu admito. Mas, ele havia me abandonado. E isso eu não podia perdoar... Não por agora.

- Nêmesis sou eu! Parte de mim... Ou ‘’ a coisa’’ que a Hidra criou. E a arma que vai os destruir. Concluo, sorrindo. Se ele achava que iria apenas impor suas regras para mim, porque ele tinha os olhos bonitos. Ledo engano! Eu continuaria minha vingança e era melhor, Bucky sair da frente.

- Não vai mesmo. Determina, cruzando os braços em frente ao tanque. – Se você acha que eu vou permitir que saía arriscando a sua vida em uma vingança contra Hidra...

- Eu realmente... Não me lembro de ter pedido sua permissão. Digo, sarcástica. – O seu erro é achar que tem algum poder sobre mim, James. A Amber apaixonadinha por você é passado. Um passado morto e enterrado... Porque, você foi covarde demais para lutar pelo o que queria. Finalizo, mesmo com alguns mentiras. Mesmo, sendo ainda apaixonada por Bucky e até o amando, eu não o deixaria entrar. Ele recua, claramente, ferido por minhas palavras. Ótimo!

Se Nêmesis demonstrava uma satisfação absurda em vê-lo sofrer, Amber desaprovava completamente. Amber o amava demais e sempre o faria, era como se o destino estivesse escrevendo aquilo e ela não podia escapar.

‘’Depois de tudo o que sofremos...’’ Ouço a voz de Nêmesis retumbar em minha mente.

‘’ Tudo o que você passou. As torturas, a morte de seus pais, as experiências... Ele te deixou sozinha. ‘’ Avisa, novamente.

- Por favor, saia. Digo, tentando encontrar uma paz que eu sabia que não conseguiria. Nêmesis lutava para controlar minhas ações a todo momento... Por um momento, penso que o melhor era ter morrido. Encosto a cabeça, respirando fundo...

- Amber, você está bem? Questiona, preocupado.

- Porque, comigo? Eu nunca fiz mal a ninguém. Porque, eu tenho que sofrer tanto? Eu estou tão cansada... Sinto que vivi em um ano, uma vida toda. Desabafo, esquecendo por alguns minutos, toda a minha raiva por ele.

- Amber, essa vingança vai destruir você. Precisa parar... Você pode ter uma vida feliz, pode recomeçar. Pode ser amada. Implora, olhando em meus olhos novamente. – Eu amo você, Amber. Eu te deixei, porque achei que eu te colocaria em perigo, que nós não tínhamos futuro. Claramente, eu errei... Novamente.

Os olhos de Bucky se encheram de lágrimas que ele não hesitou em derramar. Ares se aconchegou em suas pernas, soltando um ganido triste. Bufo, observando aquilo. Perfeito! Meu cachorro adora ele. Traidor!

Capitão e o próprio Tony Stark entram lado a lado, observando a mim e Bucky. A situação não estava muito boa. Bucky e eu chorávamos, Ares estava encolhido em um canto. O que trouxe os olhos desconfiados de Capitão diretamente para mim, Stark parecia muito mais neutro em toda a situação. Afinal, ele não tinha nenhuma ligação direta com Bucky.

Por respeito, eles ignoraram qualquer sentimento que estivesse rolando por ali. E eu estava cansada de estar nesse tanque. Era exaustivo... Eu queria comer, sentar, dormir.

- Nós viemos tirar você daí, foguinho. Murmura Stark, acenando para mim. – Mas, não queremos que você exploda a minha torre, porque está na TPM.

- Por mais incrível que possa parecer, Stark. Eu não tenho nada contra vocês... Muito pelo contrário, você que se intrometeram aonde não foram chamados. Digo, calmamente. Porque, ele simplesmente não me deixavam terminar o que comecei. – Terminar o que vocês não conseguem. Então, de nada. Ergo minha sobrancelha, sorrindo.

Stark bufa e olha para Bucky, como se nada tivesse acontecido.

- Amber, colabore. Pediu, Bucky. Merda! Ele sempre tinha que se intrometer.

- Ok. Cuspam! Reviro os olhos, observando.

- Nós... Começa Steve... Deus! Me ajude.

- Olha, se vocês querem saber quem e o que fez isso comigo. Não vejo problemas em colaborar, eu responderei todas as suas dúvidas, como a boa menina que sou.  Dou a minha palavra, que não machucarei ninguém nesse torre ou fora dela, desde que seja inocente. Respondo, antes que eles comecem a falar. Eu já estava a quase 24 horas dentro de um tanque de água, sem comida, sem nada. E parcialmente, ferida. Nunca tive nada contra os Vingadores, nos fins das contas, tínhamos o mesmo objetivo. Mas, formas diferentes de executa-lo.

- Como podemos acreditar em você? Questiona, o Capitão.

- Vocês cuidaram do meu cachorro. Considere isso, um sinal de gratidão. Informo, olhando para Ares. – Torno a dizer, que jamais faria mal a nenhum de vocês. Vamos pensar, que vocês me pegaram em um mal momento. Explico, tentando me redimir.

Eles se entreolham e começam a ponderar.

3 horas, sentia as algemas serem soltas e o tanque de água ser esvaziado. Suspiro, sentindo meu corpo ficar mole, pela horas na mesma posição e pela privação de comida. Sei que eles estavam com medo de mim, mas... Eu estava apenas tentando fazer justiça. Ou vingança.

Tento colocar meus pés no chão. Mas, falho... Meu corpo, com muito tempo preso, mal consegue se manter estável. Sendo assim, caio para frente. Fecho os olhos, me preparando para um queda.

Mas, dois braços de circulam rapidamente. E eu sabia que era ele... Em um momento, ele era forte como uma parede de concreto. Mas, em outro, ele era tão confortável e quente como um urso de pelúcia. Eu o amava! Meu rosto enterrado em seu ombro e deixo seu perfume entorpecer minha mente, tentando fugir da realidade e das dores do meu corpo.

A intenção era fazer jogo duro e expulsa-lo. Mas, no primeiro segundo de liberdade, eu estou procurando por seu consolo. Quero rir de mim mesma, mas meus olhos estão se fechando de exaustão.

- Meu herói. Digo, segurando as lágrimas. Minha voz, que planejei cheia de deboche, saí fraca e chorosa. Me fazendo ficar mentalmente pior do que estou. Ele me ergue em seu colo, me trazendo para perto do seu colo.

- É tudo o que eu quero. Diz Bucky, enquanto adormeço. Ele nunca deveria ter partido, nunca devíamos ter nos separado. Mas, eu não posso mudar o passado. Então, tudo bem baixar a guarda.

Só por hoje.


Notas Finais


Parece que não é tão fácil resistir ao homem que você ama, não?
Bucky tem um longo caminho para percorrer e acertar... Ou não!

Até o próximo e Bucky ama vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...