História Traição - Kim Namjoon (BTS) - Capítulo 23


Escrita por: ~ e ~Girl_Monster01

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Personagens Originais, Rap Monster, V
Tags Bts, Jimin, Rap Monster, Romance, Traição, Veneza, Você
Visualizações 922
Palavras 2.146
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá amores!!!


Desculpem qualquer erro.

Boa leitura! 😀

Capítulo 23 - Unusual News


Fanfic / Fanfiction Traição - Kim Namjoon (BTS) - Capítulo 23 - Unusual News

"Nossas vidas são definidas por momentos. Principalmente aqueles que nos pegam de surpresa."

Bob Marley


  Park Jimin, Point Of View

S/N finalmente acordou do coma e eu não poderia estar mais feliz, porém, nessa felicidade, tinha uma ponta de tristeza. Não por ela ter acordado, claro que não! Mas sim, porque S/N e o babaca do Namjoon estavam se reaproximando e se continuassem assim, acabariam juntos novamente. Tudo conspirava a favor daquele canalha, a doação do sangue, o bebê que ela estava esperando, do qual com certeza não era meu. Já que em todas as vezes em que trasamos eu me preveni e, que a última vez em que nos relacionamos, foi a mais de um mês. Então de jeito nenhum, eu poderia ser pai desta criança. Por mais que lá no fundo almejasse por isso.

Droga!

Justo agora que eu estava começando a descobrir o que realmente sentia pela morena, acontecem todas essas coisas. Realmente, alguém lá de cima não quer que eu me apaixone mais um vez. Porém não o culpo, já que se for para sofrer, como sofri pela outra. Prefiro continuar na minha vida tranquila de baladas e relacionamentos aleatórios, que com certeza não passarão de uma semana. Mas... Mas e se com S/N for diferente? Se eu realmente conseguir ser feliz com a mais nova? Aish... Eu preciso tentar. 

Eu realmente sinto, que preciso me arriscar por ela. Arriscar o meu coração e o meu psicológico a mais uma decepção. Tudo por ela. Me vendo em meio a um conflito interno, suspirei alto e tomei um pouco do café que se encontrava em minha frente, dentro de uma porcelana muito bem desenhada, a mão. Estava sentado em uma das cadeiras que ficavam do lado de fora de uma cafeteria. Pensando na minha futura decepção amorosa, que tinha chances de não acontecer, enquanto olhava a movimentação dos carros e pedestres pela rua.

Era horário de visita e eu queria estar no hospital, porém acabei desistindo de vê-la, já que Namjoon estava demorando para sair do quarto e quando me preparei para entrar no local, vi pela janela de vidro que os dois pareciam bastante entretidos em uma conversa e o pior, S/N até mesmo sorria. Sorria do jeito que muitas vezes sorriu para mim. Então, depois de presenciar aquela cena, saí do hospital totalmente devastado, — posso assim dizer — e fui até essa cafeteria. A cafeteria em que a levei no dia que a acompanhei pelo seu tour por Veneza, a alguns meses atrás. 

Depois da cafeteria eu decidi dar uma volta pela cidade afim de espairecer um pouco, eu pensei muito no que dizer pra S/N e decidi que eu iria sim ter uma conversa séria com ela. Me desloquei para o hospital, Não poderia mais adiar a nossa conversa, por mais que me doa pensar que ela pode estar quase voltado para o crápula do Namjoon, aquele que a fez chorar mais de uma vez. 

Eu não posso desistir dela, não enquanto eu ainda tiver um por cento de chance. Passei na recepção e logo estava em frente ao quarto de S/N, não vi Namjoon por aqui e pelo que eu vi ele não estava no quarto também, essa era minha chance. Abri a porta vendo S/N se assustar um pouco pelo barulho repentino, e logo depois abrir um sorriso, um sorriso lindo. 

— Olá. — eu disse com um sorriso fraco.

— Olá. — ela disse ainda com aquele sorriso nos lábios.

— Como você está? — perguntei chegando perto da cama que ela estava. 

— Estou bem, estou quase melhorando, mas tem algo estranho com os médicos e o Namjoon, acho que eles estão me escondendo algo, você sabe de alguma coisa Chim? — perguntou e eu ri um pouco pelo apelido, mas logo me lembrei da pergunta e meu sorriso sumiu.

— A-Ah, eu não sei de nada. — guaguejei, isso não era pra ter acontecido. — Acho que não deve ser nada, não se preocupe. — desconversei tentando parecer calmo.

— Não deve ser nada mesmo, estou paranóica, acho que as duas semanas que eu fiquei em coma não me fizeram muito bem. — ela disse com divertimento.

— Não brinque com essas coisas, você está ótima, e vai ficar melhor ainda, fora desse lugar. — falei sério, tentando acalmar meus nervos, nossa conversa tinha que acontecer o mais rápido possível.

— Okay, senhor sério. O que aconteceu Jimin? — perguntou também séria e eu abaixei meu olhar suspirando.

— S/N, precisamos conversar. — disse para mesma que me olhou confusa.

— Já não estamos conversando Jimin? — perguntou e eu neguei com a cabeça.

— Temos que ter uma conversa séria, muito séria. — eu disse já sentindo minhas mãos suando frio.

Kim Namjoon, Point Of View

Cheguei novamente no hotel, radiante, depois de passar horas conversando com a minha S/N. E quando eu digo conversando, era realmente conversando. Ela estava me tratando tão bem, parecíamos ser aqueles dois amigos, que se gostavam em segredo, novamente. Era surreal e eu não poderia estar mais feliz. Me joguei em minha cama, com um grande sorriso no rosto. A todo momento me lembrava do seu sorriso, da sua risada gostosa e da sua voz calma. S/N estava tão bem, o seu tom de pele havia voltado e o principal, ela estava viva! Aquilo era mais do que eu havia pedido à Deus.

Depois que ela me tratou tão bem, durante o percurso do hospital, para o hotel, eu comecei a fazer alguns planos. Inclusive dar um jeito de fazer uma grande surpresa para a minha esposa. Contando que ela estava esperando um filho meu. O filho que ambos tanto sonhamos. O único problema seria convencer o médico a ME deixar dar a notícia à ela, ao invés dele, o profissional que estava acompanhando não só a sua internação, mas também a sua gestação.

Céus, eu estava tão feliz. Aos poucos eu estava conseguindo reconquistar a minha esposa e se tudo desse certo, em pouco tempo, nós estaríamos juntos novamente, só eu, ela e agora o nosso bebê. Que no fundo eu torcia para ser um menininho. Porém se viesse uma menininha, eu iria ficar igualmente feliz. Nossa, só imaginava se fosse um casal. Eu iria surtar. Seria o meu maior sonho sendo alcançado. Só Deus sabe, como eu queria dar essa notícia logo pra S/N, para assim acompanharmos essa gravidez juntos. Eu sentia que pela primeira vez, desde que cometi aquela estupidez, a minha vida estava começando a ter cores novamente. 

— Meu amor. — sorri ao ligar a tela do meu celular e ver uma foto sua. — Em breve você vai receber a melhor notícia da sua vida. — conversei com a foto, como se a garota imortalizada nela, podesse de alguma forma me ouvir.

          S/N, Point Of View

Depois que o Nam saiu eu estava sorrindo para os cantos, eu não sei porque, mas as vezes me esqueço totalmente o que ele me fez e de uma certa forma isso era muito bom, eu não sorria assim desde muito tempo e poder viver novamente é muito gratificante. Jin também tem me visitado e por mais que ele tenha aquele tipo safado ele é muito engraçado, me lembro de quando Namjoon me apresentou seus dois melhores amigos, eu os adorei, Taehyung sempre tão direto e Jin sempre tão engraçado, eles tornaram meus melhores amigos também, de uma certa forma. 

Mas tinha algo me encomodando, Namjoon e os médicos pareciam me esconder alguma coisa, só não sei o que. Isso estava me deixando inquieta. Desperto dos meus pensamentos com o barulho da porta se abrindo, o que me fez ter um pequeno susto, mas logo abri um sorriso ao ver quem estava entrando.

— Olá. — Jimin disse com um pequeno sorriso nos lábios.

— Olá. — eu disse ainda com um sorriso grande. Eu estava feliz por vê-lo novamente.

— Como você está? — perguntou chegando perto de onde eu estava.

— Estou bem, estou quase melhorando, mas tem algo estranho com os médicos e o Namjoon, acho que eles estão me escondendo algo, você sabe de alguma coisa Chim? — perguntei e vi que o mesmo deu uma pequena risada depois de eu tê-lo chamado de Chim, ele é muito fofo.

— A-Ah, eu não sei de nada. — falou e eu percebi que o mesmo ficou um pouco nervoso, ou será impressão minha? — Acho que não deve ser nada, não se preocupe. — Jimin disse tentando se esquivar, mas talvez tudo isso seja apenas minha imaginação.

— Não deve ser nada mesmo, estou paranóica, acho que as duas semanas que eu fiquei em coma não me fizeram muito bem. — eu disse tentando brincar com ele, mas parece que Jimin estava sério demais para brincadeiras.

— Não brinque com essas coisas, você está ótima, e vai ficar melhor ainda, fora desse lugar. — falou sério, o que me fez automaticamente também ficar.

— Ok, senhor sério. O que aconteceu Jimin? — perguntei e o mesmo abaixou a cabeça suspirando. Tinha alguma coisa acontecendo.

— S/N, precisamos conversar. — ele disse e eu o olhei confusa.

— Já não estamos conversando Jimin? — perguntei e ele negou com a cabeça.

— Temos que ter uma conversa séria, muito séria. — ele disse e meu coração começou a acelerar. O que será que ele tem que conversar comigo de tão serio?

— Sobre o que? — perguntei colocando uma mexa de cabelo atrás da orelha em sinal de nervosismo.

— Sobre você, eu e o Namjoon. — respondeu já demostrando sinais de irritação.

— O que tem nos três Jimin? — perguntei aumentando minha voz. Eu não estava gostando nada do rumo em que estávamos indo.

— Acho que você já imagina. 

— Não Jimin eu não imagino, se você não dizer, não vou saber. — falei me ajeitando desconfortável na cama.

Não é possível que ele quer "conversar" sobre o que eu estou pensando. Eu ter me reaproximado de Namjoon afetou tanto assim Jimin? Não acredito que Jimin está com ciumes. 

— Você ainda não percebeu o que está acontecendo, não é? — ele se sentou na poltrona que tinha no canto do quarto e me encarou, esperando eu dizer alguma coisa.

— Não percebi o que Jimin? Vá logo ao ponto. — suspirei, cruzando os meus braços em frente ao corpo.

— Você e Namjoon estão muito próximos, S/N. Próximos até demais. — ele cuspiu aquelas palavras e eu estreitei os olhos.

Eu sabia, que era sobre isso que ele queria falar. Sabia que era esse o motivo de Jimin ter ido embora hoje mais cedo, com uma cara nada boa e ter voltado apenas algumas horas depois.

— Eu não estou acreditando, que você está irritado com isso. — respondi e ele bufou.

— Eu não estou irritado, droga. — ele respondeu, revirando os olhos.

— Não, com certeza não está. — falei em um tom irônico.

— Eu só não estou gostando dessa aproximação toda entre vocês dois. — ele falou em um tom ríspido e eu bufei alto.

— Você não está gostando? Porque pelo que eu saiba, você não tem o que gostar Jimin. — me alterei.

— Eu tenho sim. Porque em todas as vezes que você ficou triste, fui eu quem te deu apoio, quem te consolou. Quem colocou as suas prioridades na frente das minhas. — ele se levantou e começou a andar pelo quarto, puxando os cabelos. Eu nunca havia visto Jimin daquele jeito. Ele parecia estar fora de si ou sei lá...

— Você fez isso porque quis Jimin. — sustentei o meu tom e ele parou de andar, me olhando sério.

— Não S/N, eu não fiz isso porque eu quis, eu fiz isso porque eu realmente gosto de você, droga. Como você acha que eu me sinto? Vendo a mulher por quem eu estou me apaixonando cada vez mais. Por mais que eu não queira. Se reaproximando de um cara que não teve a capacidade de ser fiel e na primeira oportunidade traiu a própria esposa com uma vagabunda, que trabalhava para ele. É horrível S/N, saber que a pessoa da qual você sonha em ter um futuro ao lado dela, está grávida, deste mesmo cara que a fez chorar por tanto tempo. — ele soltou tudo e me encarou de uma forma estranha. Eu não o reconhecia.

— Eu estou o que? — o olhei perplexa.

— Você está grávida, do canalha do Kim Namjoon. Feliz, satisfeita agora? — ele finalizou e saiu do quarto batendo a porta.

— Eu... Eu estou grávida... — falei para mim mesma, sem conseguir acreditar no que eu havia escutado.

No mesmo momento, cenas da minha última vez com Namjoon começaram a se passar em minha mente e eu me lembrei que não havíamos nos protegido. Eu sei que deveria estar pirando, por descobrir estar grávida do cara que me traiu. Porém, eu não conseguia, esse era o nosso sonho. Eu e Namjoon sempre sonhamos em construir uma família e mesmo estando em uma situação horrível, eu não conseguia conter um grande sorriso.


Notas Finais


Desculpem pela demora amores!
Espero que tenham gostado!

Beijos da Tia Lilly! 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...