História Trainee Battle - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias 14U, BEAT WIN, EXO, Neo Culture Technology (NCT), Pentagon (PTG), Seventeen, VAV
Personagens B.S, Hong Jisoo "Joshua", Jacob, Jeon Wonwoo, Lay, Lucas, Luha, Seong Ho, Yan An, Yuto
Tags Kpop
Visualizações 3
Palavras 4.415
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, LGBT, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - 5


No dia seguinte, de acordo com a nossa agenda, também não teriamos nada demais (Segunda, dia 2 de Julho). Sendo assim, os Ceos entraram em contato com os grupos através das televisões das salas. A gente se juntou com o outro grupo para ouvir os Ceo e enquanto isso os outros 3 grupos no andar de cima fizeram o mesmo na sala de cima.

O Ceos tinham nos dados algumas coisas divertidas para fazermos hoje. Não ia contar como gincana porque a gincana eram para ser algo interativo que envolve trabalho em equipe, no caso era só para passar nosso tempo, nesse periodo que estavam "de ferias". Eles disseram que cada Ceo pensou e uma coisa para o seu grupo fazer hoje. Lá perto da onde vivemos tem um club que dá para fazer alguns esportes, tem piscinas e tudo mais. Iriamos ficar até de tarde neste club, cada grupo em uma área especifica. Um ficaria nas quadras de basquete e futebol, outro iria para as quadras de tênis, badminton e volei, outro iria ficar na área de acampamento, onde fariam piquenique e também poderiam jogar jogos na grama, como aquele negocio que tem um taco, uma bola e tem que passar a bola pelos aros, ou brincar com disco/boomerang. Em fim... Nosso grupo ficou com Jogos internos, iriamos poder jogar boliche, squash (Aquele esporte que tem uma raquete, a bola, dai tem que jogar a bola na parede com a raquete e toda vez que a bola vem para você, você precisa bater na bola, tipo um tênis de uma pessoa, você joga com a parede, mas também dá para jogar em dupla). 

Dei graças a deus por não termos ficado com o basquete e o futebol, era a unica coisa que eu não queria, até tênis e volei eu faria, só que o futebol e o basquete eu me recusaria total, assim como eu me recusaria se tivesse algo de luta. Os meninos do meu grupo queriam justamente isso, Yuto queria baseball porque ele já jogava antes de ser trainee, BS, Luha, Lucas, acho que até o Jacob queria o futebol. As vezes acho que sou o mais feminino do grupo, pq até Luha gosta de esporte e eu não.

Que bom que ficamos com boliche que eu adoro e se a área do boliche é interna, provavelmente teria aquelas maquinas de urso por lá. Tava torcendo para que tivesse e eu pudesse tentar.

Fomos nós vestir para irmos assim que a transmissão terminou. Todos estavamos bem animados, até eu já que não teria que ficar no basquete e no futebol.

Desde a hora que pisamos para fora de casa as câmeras já estavam nos filmando. Engraçado era que por não irmos para a area externa, o nosso grupo todo tava com roupa meio que largada/relaxada, se fossemos jogar futebol com certeza os meninos fariam a maior produção com até aquelas proteção de joelho e cotovelo, ou se fossemos ir para a piscina, todos estariamos prontos para ficar sem camiseta. Eu acho que eu precisava muito agraceder o nosso Ceo. Sem futebol, basquete e ainda por cima sem precisar ficar sem camiseta e também não precisaria ficar na grama. 

No caminho fomos fazendo a maioria barulheira na van. Não viamos a hora de chegar. Também... Assim que chegamos fomos entrando tudo correndo e com pressa para irmos para a nossa parte. Nem tinhamos almoçado, mas acho que a animação era tanta que todos tinham esquecido disso. 

Lá na pista de boliche, como eramos muitos, tivemos que nós dividir em 2 para jogarmos. Ficamos: Eu, Luha, Wonwoo, Yanan, Yuto e Lucas. No outro: BS, Kkid, Lay, Joshua, Seongho e Jacob.

Nas primeiras vezes que joguei, eu tava jogando tão errado que quase nenhum pino tava caindo. Eu já tava até ficando chateado comigo mesmo. Na quarta jogada de cada um do meu time, Yuto tava liderando, seguido por Lucas, depois Luha, dai Eu, Wonwoo e Yanan estavamos os 3 muito para trás deles. Minha chateação comigo mesmo já tava e fazendo deixar de prestar atenção naquilo, eu já estava querendo fazer qualquer outra coisa. Então eu puxei Joshua e fomos pedir comida ali perto da pista.

Enquanto estavamos pedindo, de repente os meninos do time do Joshua gritam por ele e ele volta correndo para jogar a vez dele. Joshua não precisou voltar, porque eu já tinha terminado de pedir antes dele acabar a jogada. Assim que voltei, BS me perguntou aonde tinhamos ido.

Ju: Estou com vc, vocês não estão? Fui pedir alguma coisa para comer.

BS: A gente pode?

Ju: Não sei, eu pedi, se não pudermos o Stafe paga e depois a gente fica devendo pra ele.

BS: Kk. - Riu abafado. - Tá chegando a sua vez, tenta jogar com muita força pra bola chegar logo nos pinos.

Ju: Ok. - Eu estava surpreso por BS ter me dado uma dica. Surpreso porque ele tava ciente da minha situação no jogo, mesmo estando no outro time. Eu disse obrigado tão baixo e indo para a minha vez de jogar, que acho que ele nem ouviu. Estava tão pensativo que o obrigado saiu só por educação e automaticamente, não era nem a minha intenção de fato ter dito.

Peguei a bola mais leve para poder fazer o que o BS me disse. Se eu fosse pegar uma pesada, com certeza eu não ia conseguir colocar força.

Na minha cabeça, antes de jogar, eu imaginei a melhor maneira para jogar a bola, tentei lembrar como é que as pessoas que conseguem fazer direito fazem nas vezes que já vi alguém jogando na tv ou em filmes. Não consegui jogar da mesma maneira que já tinha visto, mas coloquei muita força para jogar, tanto que a bola foi pro chão e fez um barulho que parecia que ia quebrar o piso. No entanto, a bola foi bem rápido e ao chegar lá nos pinos eu consegui derrubar 7 deles, mas do que eu estava conseguindo antes...

Fiquei tão feliz com aquilo que meu sorriso se abriu e eu me senti mais animado para jogar a segunda bola. Na segunda eu não acertei os outros 3 pinos, mas já estava feliz, até porque na segunda jogada não dependia só da força, mas também de jogar na direção certa.

Os meninos do meu time nem repararam que tinha sido a melhor jogada que eu tinha feito até ali e também não viram minha felicidade, mas ao ir lá para trás, BS e disse que tinha ido bem e que era para eu passar todo mundo agora. Eu ri com o que ele disse, obvio que eu não conseguiria só porque joguei melhor do que as outras vezes, mas estava feliz por ele ter visto minha jogada, o quanto eu tinha melhorado graças a dica dele e por ele ter notado minha felicidade.

 

Quando foi mais tarde, deixamos o boliche de lado e fomos para o squash. Nós dividimos em 6 dessa vez, ficando em duplas para jogar. Eu fui junto com Yanan.

Ir com Yanan é sinônimo de momentos engraçado, tanto eu como ele não sabiamos jogar aquilo e ainda por cima Yanan é como um nerd nos esportes, ele não tem coordenação e eu também não tenho tanta a ponto de compensar a falta da dele. Nós primeiros 5 minutos de jogo eu e ele estavam tentando entender como fazia a bola voltar para a gente na altura normal, ou a bola pingava no chão, ia na parede e depois ia para o teto, super alto a ponto de eu não conseguir rebater, ou a bola ia direto para a parede, depois para o chão e depois do chão ou ela pingava para cima ou ela simplesmente continuava muito em baixo.

Combinamos então de jogar com mais força, primeiro Yanan tentou e quando ele tentou a bola foi para a parede e na mesma altura, força e velocidade que ele tacou ela veio direto para mim, não tinha nem como eu rebater com aquela velocidade. Só sei que ele riu muito, porque a bola veio bem para cima de mim e eu é claro recebi uma bolada na altura da barriga.

Acabamos desistindo depois de 15 minutos tentando, mas até lá eu já tinha batido a raquete nele, ele já tinha me feito de trouxa, tacando a bola e me fazendo ir buscar das maneiras mais dificeis possiveis e também toda vez que eu tacava, ele não conseguia rebater e eu ficava rindo dele, porque toca vez ele tentava de alguma forma e de todas as formas parecia um boneco de posto.

 

Não tinha maquina de pegar ursinhos e eu só fui lembrar dela quando estavamos voltando para casa. Até comentei na van que queria que tivesse. O Stafe aproveitou para dizer que ele que teve que pagar o negocio que a gente comprou. Todos riram porque o Stafe que acabou tendo que pagar a conta no final kk. Porém como Lucas disse, não tinhamos comido nada, se não tivessemos pedido iriamos morrer de fome. O Stafe compreendeu e disse que estava tudo bem, mas nós teriamos mesmo que o pagar depois.

Chegando em casa alguns dos meninos começaram a discutir para ver quem ia para o banho primeiro. Eu dei uma de Joshua e nem entrei na discussão, simplesmente deixei eles lá brigando e fui para o quarto. Os que não discutiram foram direto para o quarto e depois os que tinham discutido chegaram dizendo que Lay tinha ganhado a discussão, simplesmente porque ele era o líder.

Cada um no quarto foi fazer uma coisa diferente, como no quarto não tem cortinas e estava entrando sol, como eu não gosto de claridade e do sol, eu peguei o coberto da cama de baixo, colocou ele em baixo do colchão da cama de cima e deixei ele pendurado, formando uma "cabana" na cama de baixo, que foi onde eu me deitei junto com meu celular para ter um tempo só meu escutando e assistindo a alguns mvs. 

Depois de um tempo que eu tinha feito aquilo, B.S chegou ali onde eu estava, ergueu o coberto, nisso eu tirei um dos fones e ele primeiramente riu por eu estar ali em baixo. Ele me perguntou porque tinha colocado o coberto, o respondi "por causa do sol", ele então novamente riu abafado, dessa vez eu ri junto e então ele me perguntou se ele poderia ficar lá comigo.

Eu não pensei muito, apenas o permiti. Me joguei para o lado dando espaço para ele vir, ele já entrou de baixo da cabana se deitando e depois a fechou como estava. Em seguida eu o perguntei se ele estava cansado por causa do dia e ele me respondeu que nem tanto, o cansaço que ele estava era por estar com sono, não por causa do dia no club. Nisso a músicas que eu estava escutando terminou, eu passei para a seguinte, depois o olhei rapidamente e vi que ele estava com os olhos cansados, ele estava realmente com sono.

Eu não sabia o que fazer, ele estava apenas vendo comigo quieto, se ele dormisse eu não ia saber se seria melhor o acordar ou deixar ele dormindo lá em baixo. Ele então, enquanto eu estava pensativo, me pediu um dos meus fones para poder também escutar junto comigo. Eu estava percebendo que ele já não estava tão animado como ele estava o dia todo. Ele é bastante animado assim como Luha, não tanto como, mas também é... Ver ele tão quieto só podia ser sono mesmo.

Durante uma das músicas ele bocejou, eu o olhei novamente e ele, ao reparar que eu o olhei, sorriu. Eu então o perguntei se queria dormir ali mesmo. Ele me disse que não. Mas eu sabia que ele estava com sono, ele mesmo tinha dito, então o perguntei se tinha certeza...

B.S: tudo bem se eu dormir na sua cabana?

Ju: Kk sim.

B.S: Dorme junto comigo?

Aquela pergunta me fez ficar quieto. Novamente ele estava tentando ser mais intimo de mim, igual ontem quando me ofereceu mais queijo. Eu não achava certo o afastar como fiz com o negócio do queijo ontem. Porém o queijo, que envolveria um beijo era algo muito íntimo de se fazer, tanto que eu fiquei bem surpreso. Já agora que ele me perguntou isso, eu fiquei apenas sem saber o que dizer, mas não tão surpreso quanto ontem.

Ju: Tudo bem... - Eu então bloqueei o celular e coloquei ele de canto junto com o fone. Nisso B.S deu um pulinho para mais perto de mim e bem em seguida ele veio e colocou a mão na minha cintura me puxando para ele e dizendo ao mesmo tempo: "Vem cá".

Eu acabei me virando sem ter escolha. Ele já tinha me puxado e eu como sou leve já tinha me virado de frente para ele. Novamente ele deu outro pulinho para mais perto e nisso a mesma mão dele desceu pelo meu corpo até minha perna e ele a puxou para cima das pernas dele. Eu em 2 seguindo estava literalmente deitado com ele, como se fizessemos aquilo muito frequentemente e com ose fosse normal. Sem nem perceber eu já o segurando pelo pescoço, pois ele estava simplesmente me pegando para dormir com ele como se eu fosse uma pelúcia.

Como minha perna tinha sido levado para cima das dele, ele colocou a perna mais de cima dele entre as minhas e daquela forma, com a mão dele na minha cintura, a minha mão no pescoço dele, ele fechou os olhos e foi dormir.

Eu de fato tinha me tornado a pelúcia de dormir dele...

Até então eu estava endurecido. Não fazia uma movimento para não dar motivos para ele de que eu não queria aquilo. Até pq... eu acho que eu realmente não tinha motivos para não querer. Não queria por ser algo novo entre nós dois, mas não tinha outro motivo além desse...

Eu na verdade tinha um motivo para querer que era porque estava muito bom estar naquela posição junto dele. Ele então abriu os olhos e olhou para cima, pois meu rosto estava a cima do dele, tanto que a respiração dele estava no meu pescoço. Eu não tinha fechado meus olhos ainda, eu pensei que ele ia só me olhar para ver se eu já tinha fechado meus olhos para dormir também, mas ele não disse nada quando olhou para mim e também não olhou só para conferir... O olhar dele se encontrou com o meu e ficamos no olhando por mais de alguns segundos seguidos. Minhas boca estava aberta porque eu estava respirando pela a boca, pois meu nariz estava tampado, por eu estar deitado. Ele então olhou para a minha boca e em seguida veio até mim com a dele, entregando os lábios deles aos meus.

Em questão de 1 segundo eu fiquei excitado e em questão de 2 segundos eu o segurei com desejo. Ele que veio para mim com os lábios, mas logo aquele beijo repentino se tornou um beijo de língua em que ambos queriamos dar. Ele passou a língua no meu labio inferior durante o beijo como se ele fosse um vampiro, lambendo o sangue da minha boca. Em seguida eu quem fiz isto com os dele e isso foi a prova para ele de que eu estava gostando daquilo e querendo o mesmo que ele. As mãos dele me seguravam para ficar colado ao corpo dele. Eu não sabia se ele podia sentir minha ereção com a perna dele que estava entre as minhas, mas se pudesse... Ele estava ciente de que eu não estava meramente o beijando com vontade.

O beijo então parou, ele continuou com os olhos fechados suspirando de euforia e eu estava no mesmo estado. Eu estava respirando pela a boca para cima da cabeça dele e ele estava respirando pela boca para baixo do meu queixo. Quando aquela euforia passou, ele falou baixinho: Eu não sabia que queria isso tanto como eu.

Ju: Eu queria ter feito isso ontem quando veio até mim e me ofereceu o queijo na boca.

BS: Eu queria ter feito isso muito antes de ontem. E hoje durante o boliche e todas as vezes que te vejo...

Sorri com os lábios fechados, estava vermelho pelas palavras dele.

BS: Queria poder ter... Aquilo que Joshua e Wonwoo têm, com vc.

Eu não sei o que deu em mim, mas eu rapidamente responde:

Ju: Vamos ter.

BS: Sério?

Depois que já tinha dito, não poderia voltar a trás e não queria...

Ju: Sim. Vamos ter isso... Tentar pelo menos. Me segura e não me solta nunca mais. - O agarrei pelos cabelos pela nuca.

BS: Não vou! Não vou... - Ele me segurou mais forte me colocando ainda mais colado no corpo dele, então os lábios dele veio até o meu pescoço e ele o beijou rápido. - Mas e quanto ao Luha?

Ju: O que tem ele? 

BS: É melhor nos sortarmos?

Ju: Não. - Disse delicadamente enquanto fazia cafune na nuca dele. - Ele e eu somos amigos. Só isso.

BS: Pensava que fossem mais do que isso por dormirem juntos...

Ju: Não. Somos só muito amigos.

BS: Ele entenderia se passasse a dormir comigo?

Ju: Acho que sim. Mas preciso contar a ele sobre isso sozinho se é o que queremos... 

BS: Pode acabar o magoando.

Ju: Sim... Posso, mas... É o que queremos não é?

BS: Sim, desde que... Os outros não saibam.

Ju: Porque? Tem medo que eles saibam? Mais eles aceitam Joshua e Wonwoo, porque não aceitariam nós dois?

BS: Eu não me assumi para eles e eles devem achar que sou hetero.

Ju: Tem medo de desaponta-los? Mas isso não é algo vergonhoso.

BS: Eu sei... Só que... Não sei se estou preparado para isso ainda.

Ju: Mas é para o publico e as câmeras?

BS: Vamos dar um jeito.

Começamos a nos soltar e a nos separar, quando estavamos completamente soltos BS foi sair da cabana, nisso eu o puxei e o dei mais um beijo de língua nele. No final eu e ele sorrimos e saimos de lá de baixo, nenhum dos meninos tinham visto porque nossa cama é a unica encostada naquela parede e o coberto pendurado não deixava nenhum dos outros ver o que estavamos fazendo ali em baixo.

Eu tinha que falar com Luha sozinho e teria que ser de uma boa maneira para que ele não se sinta mal por que vou passar a dormir com outro. Só que eu não sabia como fazer isso... Ele entende que não somos namorados, o dificil é aceitar que ele vai passar a dormir sozinho.

Deixei para falar com ele igual fiz ontem, na hora de dormir.

Quando BS foi tomar banho eu sai junto com ele e no caminho o disse que iria falar com Luha hoje quando formos dormir, então... Eu e ele iriamos começar a dormir juntos amanhã. BS aproveitou e falou que para o publico não ver ou não perceber, de noite, quando todos dormissem, ele passaria para a minha cama para ficar comigo. Só que amanhã como combinamos.

Tivemos o resto da tarde para ficarmos todos juntos, o jantar aconteceu e no jantar novamente interagimos com o outro grupo no refeitório. O assunto hoje era o que tinhamos feito e como foi lá no club.

Na hora de dormir, como de costume, eu fui deitar com Luha. Assim que as luzes apagaram eu o chamei.

Ju: Eu quero te perguntar uma coisa, nao sei se está preparado para a responder, mas precisamos conversar sobre isso, então vou dizer mesmo assim.

Luha: O que aconteceu? - Estavamos sussurando

Ju: Não sei o que perguntar primeiro... Hmm... Pra você, nós dormirmos juntos é porque somos amigos, melhores amigos ou outra coisa?

Luha: Acha estranho o que fazemos?

Ju: Não é issso, eu gosto de dormir com vc, só que eu queria entender o nível da nossa relação, se somos apenas amigos, se somos melhores amigos ou se somos outra coisa... Vc espera que sejamos outra coisa?

Luha: Ah... eu nunca pensei no que eu quero, eu simplesmente deixo acontecer

Ju: Pra vc tudo bem se formos... apenas, melhores amigos?

Luha: Claro! Mas porque isso? Vamos conversar assim todas as noites? kk.

Ju: Tem desejo de fazer coisas além de dormir comigo?

Luha: Meu deus que pergunta é essa kkk.

Ju: Não to falando daquilo, to falando de... beijar ou sei la... tomar banho juntos.

Luha: Eu... Jus!

Ju: So me diz o que deseja, se não deseja nada não me decepcionará e se deseja também não irá me deixar surpreso ou me afastará de vc.

Luha: É para ser sincero?

Ju: Sim

Luha: Não pensei, de verdade, se poderiamos ser namorados, isso realmente nao passou na minha mente, porém... Não quer dizer que as vezes, quando estamos dormindo ou de mãos dadas, que eu já não quis passar a mão em você de outra forma ou fazer algumas coisas...

Ju: Então... Sente desejo, mas não considera que seremos namorados?

Luha: Acho que não tem diferença entre sermos ou não namorados, porque a gente já vive juntos... E já se relaciona tão bem. Eu acho que somos mais melhores amigos do que namorados, justamente porque a gente não fica se envolvendo tanto, a unica diferença entre namoro e amizade é o contato carnal, a gente conversa muito bem, a gente se cuida, se protege, se gosta, se ama, só não fazemos nada demais e é isso que nos torna melhores amigos.

Ju: Por vc tudo bem se ficarmos só nisso?

Luha: Sim. Porque está perguntando isso?

Ju: Se por exemplo... eu passar a ter contato carnal com outra pessoa, mas continuar tendo vc como melhor amigos, conversando toda hora, cuidando, protegendo, amando você, mas... não dormir mais com você, você vai achar ruim?

Luha: Você tá querendo dormir com alguém?

Ju: E se eu disser que sim?

Luha: Kkk, se disser... Você já está dizendo! Jus, por mim tudo bem... Eu na realidade não tenho esse desejo com muitas pessoas, na realidade... esses desejos que tive com você foi porque eu criei muito afeto por você, mas normalmente eu não desejo essas coisas com ninguém, então tudo bem vc ficar com outra pessoa daquela maneira. Eu não vou sentir ciumes, justamente porque estou acostumado a não desejar essas coisas, se quiser me beijar tudo bem, se quiser tomar banho comigo tudo bem, se quiser dormir de novo comigo tudo bem, isso não vai significar que somos namorados. certo? Também não significa que vamos nos tornar menos amigos porque você quer namorar alguém.

Ju: Entendi... Sim, é isso mesmo. - Soltei um suspiro de alivio. - Não sei isso realmente por quase ninguém? Ninguém mais aqui te atrai um pouco?

Luha: Bom... Atrai, uma pessoa... Mas não é do nosso grupo...

Ju: O sua vadia! Você não me contou que estava interessado em alguém???

Luha: Eu não sabia antes, eu to agora mesmo admitindo para mim mesmo e para você que eu sinto algo por ele.

Ju: Kkk como assim? Você não tinha certeza?

Luha: Não. Eu não sei o que sinto.. É como se... Sei lá, eu tenho vontade de apertar ele e falar que ele é muito fofo e talvez... Beijar ele, mas... Não tenho aquele desejo sexual.

Ju: Awn kk, você gosta dele, tudo bem não sentir esse desejo... Não é obrigatório você sentir isso pelas pessoas, querer ou ter isso pelas pessoas... Tem pessoas que realmente são assexuais românticas, que... São capazes de amar, dar carinho, afeto e tudo mais, porém... Não tem desejo sexual. Está tudo bem ser assim... Acha que é assim?

Luha: Acho que sim, ou se não... Eu apenas não criei isso por muitas pessoas.

Ju: É... Pode ser isso também, já que criou desejo por mim, então vai acabar criando por ele também. 

Ju: Quem é ele?

Luha: O Woojoo...

Ju: Aquele loiro que é do grupo que a gente conversa?

Luha: É kk. Ele é fofo para mim e... Da vontade de apertar.

Ju: Tenta ser mais próximo dele.

Luha: Acha que devo?

Ju: Amor, você gosta dele, porque não? Não to falando para você namorar com ele ou ser super amigo dele, só tenta se aproximar um pouco...

Luha: É... Acho que posso tentar... Mas... Quem é a pessoa que te causa incêndio interno? Só pode ser do nosso grupo pq vc não fala  com os outros...

Ju: Incêndio interno? kkk

Luha: Fogo, tesão, siricutico

Ju: Tá piorando kkk... É o B...

Luha: B...S???!

Ju: É - estava com o maior sorriso, mas tava escuro e ele não poderia ver.

Luha: Não!! - com a voz rouca ele soou.

Ju: Porque não??

Luha: Não acredito que ele é... Jacob eu entenderia, Yanan eu entenderia... Acho que o Lay eu entenderia se fosse... Lucas é outro que de longe é hetero...

Ju: Ele é. A gente se beijou agora de tarde.

Luha: :O sua vadia!!

Ju: Kkk não vou discutir porque eu falaria o mesmo para mim se eu fosse você....

Luha: O que vocês fizeram para ter acontecido? As câmeras virão??

Eu então comecei a contar ao Luha o que tinhamos feito e quanto mais eu contava, mais ele ficava dizendo que eu era muito vadia. No final das contas ele soltou um "Awwn" e disse:

Luha: Fica com ele, na verdade... Vai lá dormir com ele agora mesmo. Vai! Ele vai gostar quando chegar nele.

Luha simplesmente me empurrou e me jogou para fora da cama para que eu fosse lá dormir com o BS. Eu sabia exatamente a cama dele, então assim que alcancei o chão eu fui para lá. Chegando lá, coloquei as mãos nele, encontrei o final do coberto, ele se virou assustado, afinal estava escuro, eu então me aproximei e sussurrei que era eu. Eu não podia ver, mas sabia que ele estava sorrindo. Ele logo me deu espaço na cama, entrei com ele de baixo do coberto, igual a mais cedo ele me puxou dizendo "Vem cá" e a gente começou a se beijar.

Com certeza todos podiam ouvir o barulho dos beijos, então no terceiro que demos a gente se cobriu com o coberto para abafar o barulho e continuamos. Continuamos até cansarmos, ele me colocou prensado na parede, com a perna dele entre as minhas, a boca dele no meu queixo e daquela maneira, dormimos agarradinhos, ainda dando alguns beijos antes de de fato dormirmos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...