História Trancado no paraíso - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags @tawan, Andre Felipe, Dalua, Meiaum, Saiko, Tawo, Ycaro, Ycarum, Ycro, Ycrum, Ykuuro
Visualizações 228
Palavras 711
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, LGBT, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Fiz com insônia
Uau
Espero que gostem 💖

Capítulo 1 - Capítulo único - Insônia


Tawan havia chamado seus amigos para irem em sua casa para gravar e zoar, como o grupo costumam fazer quando estão juntos.

Mas acabaram por dormir na casa de Tawan nessa noite, pois estava muito tarde e suas casas eram muito distante dali.

Os quatro então arrumaram algum cantinho pra deitar e dormir; então Tawan e Saiko na cama e Ycaro e Meiaum no colchão no chão do quarto.

O tempo então foi passando;

Todos da casa dormiam pacificamente;

Porém meiaum estava ansioso E não conseguia dormir.

Rolava pra lá;

Rolava pra cá;

Forçava os olhos;

E nada de sono.

Parece que o sono criou perninhas e saiu correndo. Olhava discretamente no celular, evitando atrapalhar o sono dos colegas:

 "4:20"

Seria engraçado

Se não fosse trágico.

Já tava querendo que lhe dessem um boa noite cinderela pra que ele dormisse de uma vez! Quando estava pensando nisso, foi surpreendido com um toque em suas costas, que causou um arrepio por todo seu corpo.

"André, o que faz acordado até agora?" Sussurrou uma voz rouca e recém acordada de Ycaro.

"não consigo dormir..." Respondeu sussurrando, porém com um tom triste.

"você quer que eu te ajude?" Disse chegando um pouco mais perto de André, começando a enlaçar o menor com os braços.

"tô precisando!" André, não percebeu suas segundas intenções, apenas aceitou na inocência.

Então, Ycaro começou a se aproximar do pescoço do menor, o beijando delicadamente.

André ficou confuso;

"que isso?" Perguntou baixo, tentando se virar.

"minha tentativa de te fazer dormir, corujão" respondeu debochado, em seguida dando um chupão no pescoço de André, que o fez gemer baixinho.

Não negaria que estava muito envergonhado de estar naquela situação

Por sua surpresa, Ycaro o virou, fazendo os dois ficarem frente a frente.

Por sua sorte, o quarto só era iluminado pela luz da lua, então não poderia ver seu rosto vermelho.

O maior apenas enterrou seu rosto no pescoço do "canhão", dando lambidas e beijos pela extensão.

André contia os gemidos, porém não reparou que sua calça já estava começando a ficar desconfortável.

Mas não foi apenas ele que reparou nisso. Quando viu, ycaro já estava com suas mãos, delicadas e grandes, em cima do volume;

André entrou em desespero, pois nunca havia passado por uma coisa assim.

O maior apenas abaixou ambas as calças juntamente com as samba-canções e posicionou seu membro na entrada de André, que apenas afundou a cabeça no peitoral de Ycaro e entrelaçou seus braços no pescoço do maior.

Ycaro então, sem aviso entrou dentro de André, sem aviso prévio, o pegando e surpresa e dando um gemido muito contido.

Nessa hora, Saiko se mexeu na cama, assustando ambos;

Mas por sorte ele ainda estava dormindo!

"vamos tentar não fazer muito barulho, okay?" Ycaro sussurrou no ouvido de André, que apenas assentiu, segurando os gemidos com todas as suas forças.

O maior esperou André se acostumar, e quando se acostumou, começou a se movimentar dentro do menor, o fazendo segurar os gemidos com a alma e a arranhar as costas do maior.

Começou com movimentos lentos e torturantes e aos poucos foi acelerando as estocadas, evitando ao máximo o barulho.

O quanto mais rápido ia, mais perto do ápice se sentia, e sentia que André estava na mesma situação.

Continuou até não aguentar e gozar dentro do menor, porém, antes de André conseguir gozar, Ycaro retirou o membro de dentro do menor, recebendo um gemido baixo e frustrado de André

Mas ycaro tinha um plano em mente;

Sem aviso, apenas começou a descer, passando a mão pelo peitoral e costas por baixo da blusa de André até chegar no membro do menor, que estava ereto.

Meiaum apenas olhou confuso e sussurrou:

"O que você tá fazen- nghnnn~" segurou ao máximo os gemidos após sentir a boca quente esquentando seu membro, fazendo movimentos de vai e vem.

Ycaro continuou os movimentos e as vezes ia mais devagar, apenas para torturar o menor;

Até que André chegou ao seu limite e se desfez na boca do maior.

Então ycaro apenas subiu e deu um selinho em meiaum, que apenas correspondeu fazendo aprofundar o beijo.

Se separaram e ycaro apenas o olhou, dizendo:

"Você é tão lindo, canhãozinho";

E André apenas riu baixinho.

"A gente deveria fazer mais dessas coisas";

Ambos se abraçaram e acabaram dormindo sem nem mesmo perceber.



Na manhã do outro dia;

"Da próxima vez eu quero dormir 100 quilômetros longe desses dois" disse Saiko, com cara de quem não dormiu a noite inteira.

"concordo" tawan fala, colocando as mãos na cara tentando tirar aquela cena da cabeça.


Notas Finais


Se tiver alguma coisa errada me avisem!


Obrigada pra quem chegou até aqui 💖


Meu twitter: @galaxyfox12


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...