História Transcendendo Eras


Escrita por:


Sinopse:
A luta contra Naraku teve um fim e Kagome foi trazida para a sua era. Porém, com o fim da Jóia de Quatro Almas, a jovem estudante não pode mais voltar à Era Feudal, deixando para trás todos os seus amigos e, principalmente, Inuyasha.

Tendo que lidar com a distância de quinhentos anos, Kagome segue sua vida enfrentando as dificuldades da vida adulta, mas, depois de conhecer um jovem rapaz, seguir em frente se tornou impossível.

Kagome precisava sanar a dúvida que pairava em seu coração para prosseguir com sua vida e esquecer Inuyasha de uma vez por todas.
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 148
Favoritos 11
Comentários 3
Listas de Leitura 1
Palavras 3.445
Terminada Sim
Categorias Inuyasha
Personagens Inuyasha, Kagome Higurashi
Tags Inugome, Inukago, Inuyasha, Kagome, Mangá

Fanfic / Fanfiction Transcendendo Eras
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Lembre-se de mim
0
47
1.133
 
2.
Faz parte de quem você é
0
38
768
 
3.
Eu nasci para te reencontrar
3
63
1.544

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por Kisara
Capítulo 3 - Eu nasci para te reencontrar
Usuário: Kisara
Usuário
Que bonitinho, Hale!

Eu não terminei de assistir InuYasha. Na verdade, eu assisti tão poucos episódios que me assustaria se houvesse chegado ao 20. Todavia, meu carinho por esse anime sempre foi um platonismo estranho que, exatamente por isso, me fizeram clicar de imediato na sua fanfic quando a vi nas notificações, mesmo temendo levar um spoiler gigantesco ou não entender nada.
Eu amava InuYasha mesmo antes de sequer ter visto a abertura do anime.

Eu era apaixonada por blogs na minha pré-adolescência, seguia vários e ficava o tempo todo pulando de um em um procurando imagens fofinhas e bacanas para postar na minha página. Naquela época, eu não tinha muita ideia sobre o que exatamente eu queria postar. Só queria mesmo um espaço pra compartilhar imagens que eu achasse bonitinhas. E era o que eu fazia.

As imagens mais bonitinhas, no entanto, eram sempre de um desenho com uma menina de cabelos negros e uniforme escolar branco e verde e um garoto de cabelos brancos, enormes, vestindo vermelho. Além de eu achar as gravuras dos dois sempre lindas, tinham sempre frases muito bonitinhas escritas, fossem versos ou, quem sabe, frase do desenho mesmo.

E eu comecei, então, a ler cada vez mais informações sobre esses dois que tinham sempre as melhores frases e melhores imagens. Eu criei uma pasta no computador, na época, só para ficar salvando os gifs deles. E até tinha um joguinho desses de "menininha" que eu amava que era para vestir a Kagome e o InuYasha com o look que eu achasse mais legal. Eu me sentia a fã dos dois (na verdade, depois de me informar um pouco sobre a história e "conhecer" outros personagens, gostei bastante da Sango e do Miroku também, que tinham imagens fofinhas e frases incríveis nos gifs que eu salvava) mesmo sem nunca ter visto um episódio sequer. Tinha algumas imagens até impressas e coladas na parede do meu quarto.

Foi só bem depois de Naruto, de Death Note, de FMA e de uns quinhentos outros, que eu me lembrei desse meu amor por InuYasha e resolvi que ia assistir. Eu não me lembro porque parei, lembro que eu gostava do que via, que era um pouco estranho, porque na minha cabeça eu sentia que já sabia tanto sobre o anime, mas a verdade é que nem fazia ideia de quase nada.

Eu resolvi contar essa história toda, Hale, porque eu me lembrava que sempre tive muito carinho por InuYasha, mas tinha me esquecido dos detalhes dessa minha "trajetória" com o anime, porém, enquanto lia, tudo isso foi surgindo na minha mente. Eu senti enquanto lia essa shortfic o que eu sentia quando lia as frases fofinhas nos giff de InuYasha, naquela época dos blogs: uma vontade de saber mais sobre a história e um carinho que eu não sei explicar.

É uma história muito simples, muito bem escrita, e de certa forma, com gosto de infância/pré-adolescência para mim. Meus parabéns por escrevê-la. Fazia tanto tempo que eu não lia nada seu e gostei muito de matar a saudade. Eu fiquei com um sorriso bobinho com esse final, ouvindo a música que você indicou e imaginando o momento na minha cabeça. Não é nenhuma surpresa, mas eu definitivamente amo coisas assim: fofinhas.