História Transformada (Vampiros Dominadores) - Capítulo 42


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Vampiros
Visualizações 246
Palavras 1.725
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, trago capítulo novo para vocês.


PS: se encontrarem algum erro, o ignorem e tenham uma ótima leitura meus amores.

Capítulo 42 - Só penso em você


*POV. Yoongi*

Cheguei em casa, e joguei tudo pronto ar, casaco, chaves, e minha raiva veio ao limite.

Sg: Quero tira-la de lá!

RM: Não grite, os bebês estão dormindo.

Sg: Desculpa, mas eu estou exaltado com isso. Não posso nem entrar mais pra vê-la.

JH: Isso porque você tinha que arrumar briga.

Jin: Brigou no hospital?

Sg: Foi mal… - suspirei - foi por causa daquele idiota do irmão de S/n. - Passei a mão no rosto. - Onde os pequenos estão?

Jin: No quarto de Tália com Kookie e Jimin. - Assenti.

Sg: Eu vou tomar um banho. - Sai direto para meu quarto e deixei as torneiras da banheira abertas, para enche-la. - O quê eu faço? - Andei de um lado para o outro na tentativa de pensar em alguma coisa, mas foi falha, tirei minhas roupas e as joguei no chão. Entrei naquela água fria, que não me acalmava nenhum pouco, fechei as torneiras, e tentei relaxar.

Passei quase uma hora naquela água tentado pensar em um plano, mas só me vinha S/n na cabeça, não conseguia pensar, nem fazer minha raiva ir embora, só S/n... (Não que isso ruim)

Sg: Me ajuda S/n… - Murmurei. Coloquei as mãos atrás da cabeça, logo em seguida a encostando na beirada da banheira. Sem perceber, já estava em transe tocando meu membro, suspirei e sem ainda se dar conta, estava me masturbando. Aquilo me fez ficar mais calmo, apesar de ser tão diferente do que estar fazendo isso com S/n. Em meio as meus gemidos baixos e roucos, ouvi Jimin me chamando.

Jm: Tá acordado?

Sg: Quê? Ah… já vou.

Jm: Tá, não demore muito. - Ouvi seus passos pela escada, ele tinha ido embora.

Saí da banheira, e passei a toalha em volta da minha cintura. Fui até o closet pegar algo para vestir, e novamente me pego pensando em S/n.

Agora Jin estava na porta batendo, e chamando pelo meu nome.

Jin: Yoongi, posso entrar? - Fui até a porta e a destranquei. - Está bem?

Sg: Não, não estou nada bem... Eu quero  S/n aqui comigo!

Jin: Nós… vamos tira-la de lá. Mas por enquanto, se vista. - Ele estava saindo quando eu o chamei.

Sg: Espera… me ajuda aqui.

Jin: Com o quê? - Apontei para as roupas. - Ah, tá... Espera um pouquinho. - Sentei na cama enquanto ele procurava alguma coisa para eu vestir. - Você parece tão cansado…

Sg: E estou... Eu não consigo dormir, nem comer direito...

Jin: Aqui - me entregou algumas roupas - você irá poder descansar hoje. Nós vamos cuidar das crianças, e alguns de nós vão tentar resolver essa situação da S/n o mais rápido que puderem​. Agora vista-se e desça, vamos almoçar todos juntos.

Sg: Ainda será incompleto… - engoli seco - podem almoçar, eu não quero.

Jin: Acabei de dizer que hoje você vai poder descansar, e pra isso, primeiro precisa estar bem alimentado. Não discuta mais comigo, faça o que te disse!

Sg: Hm tá um pouco autoritário hein, hyung? - Pensei.

Por um instante consegui não pensar em problemas. Me troquei e desci até a sala onde todos estavam me esperando.

Sg: Onde estão meus pequenos?

Jm: Com JungKook…

Sg: Parece até que ele é o pai… - Disse irônico.

JK: Não sou o pai, mas sim tiu. - Vinha descendo às escadas com uma das crianças no colo, enquanto Hoseok vinha com a outra.

Kookie me entregou o bebê, que já não era tão pequeno quanto antes.

Sg: Não quero que S/n perca o crescimento deles. - Franzi o cenho, e tentei segurar as lágrimas enquanto beijava a testa do menino que estava comigo. Entreguei de volta a JungKook para que ele pudesse ficar com o mesmo enquanto eu comia.

JH: Vocês podem comer, depois fazemos isso… - Gesticulou com a mão um "vá".

Sg: Obrigado. - Os garotos sentaram no sofá e ficaram brincando com os pequenos, enquanto almoçavamos.

Mas um toque do telefone tirou minha concentração, rapidamente levantei, mas Tae foi mais rápido.

[V: Alô?

Aruan: Oi, sou eu, Aruan. Quero falar com Yoongi. - Tae me entregou o telefone.

Sg: Oi…

Aruan: Oi, é com imensa alegria que venho dizer, que a S/n está bem melhor, ela já respira sem a ajuda dos aparelhos.

Sg: Ahh - suspirei - e ela já acordou?

Aruan: Não, ainda não. Mas… eu consegui fazer com que você volte a entrar no quarto que ela está.

Sg: Sério?

Aruan: Sim… mas você tem que obedecer às regras, e não arrumar briga com mais ninguém.

Sg: Ok. Quando posso ir vê-la?

Aruan: Depois de uma hora da tarde, você pode vim, me procure no hospital assim que chegar, ok?

Sg: Ok… é… obrigado. - O médico desligou.]

Tália: O que houve?

Sg: S/n… ela está melhor... E posso ir vê-la.

Jin: Ótimo, mas… coma primeiro, você só vai depois de uma hora da tarde.

Sg: Quero estar lá quando ela acordar.

Jin: E você vai estar, mas ainda da tempo de comer, e descansar um pouco. - Apontou para eu voltar a sentar. Fiz o que pediu sem reclamar, até porque ele está certo, eu mereço.

Terminei de almoçar, e fui até o banheiro onde escovei os dentes, desci e sentei no sofá, Hoseok ia levar a garotinha para dormir.

Sg: Hoseok.

JH: Hm? - Me aproximei dos dois e dei um beijo leve na testa da minha filha, a mesma sorriu, parecia entender o meu afeto por ela, outra vez me encarou fixamente nos olhos, me deixando em estado de transe, mas logo voltei. - Vou coloca-la para dormir.

Sg: Uhum. - Voltei a sentar enquanto ele levava a pequena para o quarto de Tália, por enquanto ela estava ficando com eles.

Kookie ia almoçar e me entregou o garotinho.

JK: Toma… - Me deitei e coloquei o bebê no meu colo, segurando-o pelos braços. Sem perceber cai no sono, com ele ainda sobre mim, o pequeno se deitou sobre meu tórax, e também dormia.

Jin: Yoon… - Ele mesmo se interrompeu ao me ver dormindo.

Jm: Deixa ele dormir um pouco mais. - Sussurrou. - Ele está cansado.

Jin: Tem razão… além do mais, ainda não está na hora.

Meu sono profundo, me fazia ter sonhos compridos. De certa forma isso era bom, pois com tudo que estava acontecendo, parecia que eu vivia em um pesadelo, e quase não tinha tempo para dormir direito.

Abri os olhos lentamente, pois pareciam pesar "toneladas". Levantei um pouco a cabeça e vi que o garoto ainda estava comigo.

Sg: Hyung?

Jin: Oi? - Me sentei no sofá, e mantive a criança junto ao meu corpo.

Sg: Dormi muito?

Jin: Ainda não foi o suficiente, mas sim, dormiu um pouco a mais do que tinha planejado.

Sg: Podemos ir? - Ele assentiu. Me levantei e caminhei subindo as escadas, andei pelo corredor até chegar ao quarto de Tália. Bati na porta e o maknae abriu a mesma.

JK: Me dá. - Ergueu os braços.

Sg: Eu vou sair… cuida deles pra mim, ok?

JK: Sim hyung. - Já estava indo quando Tália chamou pelo meu nome.

Tália: Yoongi, você já vai?

Sg: Vou… você vai também?

Tália: Não, eu vou ficar aqui. Leve Hope consigo. - Concordei com a cabeça. Ela fechava a porta enquanto eu caminhava pelo corredor.

Sg: Hoseok? Jin? Vamos! - Gritei. Eles rapidinho aparaceram, Hoseok pegou as chaves. Entramos no carro, e nos direcionamos para o hospital. Ao chegar não falei com nenhum atendente, apenas nos guiei até o consultório de Aruan. Bati na porta, e o mesmo permitiu nossa entrada. - Oi… então? - Esfreguei uma mão na outra.

Aruan: Vamos... - Saímos daquela sala, e fomos até o quarto que S/n estava. Ele abriu a porta e rapidamente fui ao encontro dela. - 5 minutos. - Esclareceu.

Tinha que me contentar com aquele pouco tempo, que logo iria acabar. Os garotos saíram e me deixaram a sós com ela.

Sg: Oi… - Beijei sua testa. Ela estava mais quente. Puxei a cadeira para perto da cama e me sentei, enquanto segurava a mão dela. - Espero que você saia logo daqui. - Senti ela apertar minha mão com força, e eu rapidamente olhei para a mesma. - S/n?

Não sei se foi impressão minha, mas vi ela se mexer sobre aquela cama.

Sg: S/n? - Novamente falei seu nome.

Ouvi um suspiro, e não era o meu, olhei para o rosto dela, e seus olhos estavam se abrindo revelando um vermelho brilhante.

S/n: O-oi… - Agora sim eu suspirei, me levantei e segurei o rosto dela, para conferir se não eram alucinações que eu estava tendo, e felizmente não eram.

Sg: Ahhh S/n… - colei nossas testas - como senti sua falta.

S/n: Y-Yoon-gi… eu quero ir embora… - resmungou - me leva pra casa. - Ri com seu comentário. Aruan entrou no quarto junto dos meus irmãos.

Aruan: Ela acordou. - Tirou uma pequena laterna do bolso do jaleco. - Está com náusea, sente dor?

S/n: Não… só quero ir pra casa. - Falava rouca e sonolenta.

Sg: Você irá amor. - Beijei sua testa.

Aruan: Se amanhã você estiver boa desse jeito, terá alta. - Ela concordou.

Sg: Eu posso ficar com ela? - O médico suspirou.

S/n: Por favor... Não quero ficar sozinha.

Aruan: Tudo bem… vou deixar porque Yoongi se comportou. - Ela me olhou confusa. - Mas por favor, volte as suas cores naturais dos olhos, eles estão me assustando.

JH: Ela precisa de sangue.

Sg: Posso dar o meu.

Aruan: Então faça… mas não deixe ninguém ver. - Assenti e o mesmo saiu.

S/n: Contou pra ele? - Falou baixinho.

Sg: Foi preciso. - Mordi o pulso e coloquei na sua boca, que por sinal estava fria com gelo, também, tanto tempo sem sangue… - Se vocês quiserem voltar pra casa… não me importo, eu vou ficar com ela aqui.

JH: Até amanhã?

Sg: Sim. - S/n soltou meu pulso.

Jin: Mas você precisa comer e… - O interrompi.

Sg: Hyung… eu não me importo.

JH: E as crianças?

Sg: É… amanhã… por favor… - Olhei cabisbaixo.

Jin: Tudo bem. Amanhã viremos aqui te ver, S/n. - Beijou a bochecha dela, Hoseok fez o mesmo. Os dois saíram e eu voltei a sentar na cadeira.

Estava noite e eu já estava cochilando. Me levantei da cadeira e fui para a poltrona.

S/n: Está com sono? - Levantei o rosto.

Sg: É… um pouco. Mas tudo bem… eu vou tentar cochilar um pouco, se precisar de algo me chame, ok?

S/n: Tudo bem oppa, eu sei que está cansado, dá pra vê pelos seus olhos baixos. Pode dormir… - Antes de me sentar fui até ela, e passei a fronha sobre o corpo dela.

Sg: Tá bom… - Dei um selar leve em sua boca. Voltei e me aconchego na poltrona, logo em seguida durmo.


Notas Finais


O que acharam deste capítulo?

Beijos amores 😘😘❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...