1. Spirit Fanfics >
  2. Treasure Imagines >
  3. Hyunsuk - imagine

História Treasure Imagines - Capítulo 111


Escrita por: thecherylblossom

Capítulo 111 - Hyunsuk - imagine


Fanfic / Fanfiction Treasure Imagines - Capítulo 111 - Hyunsuk - imagine

S/N Pov 


Festa! Finalmente! Já tem mais de 3 meses que não vou pra uma balada curtir com as garotas, dançar enfim. Hoje finalmente será um dia perfeito. Depois de ficar maior parte do tempo estudando que nem uma doida, eu mereço uma curtição não é ? Pois é. 

— S/N, garota! Você não vai acreditar em quem vai nessa balada! — Dahye entrou no meu quarto — Os universitários de Busan! 

— S/N: Já imagino quem você quer ver — sorri maliciosa e ela assentiu sorrindo — anda falando com ele? 

— Mais ou menos. Trocamos mensagens só duas vezes, não sei se Junkyu quer algo comigo — se jogou na minha cama frustrada. 

— S/N: Claro que ele quer. — falei confiante — vocês só precisam se conhecer melhor, e essa balada vai ser o momento perfeito pra você! 

Junkyu é um playboy vamos dizer assim, estudante de Busan. Minha amiga é apaixonadinha nele. Os dois se conheceram, quando a turma dele foi em nossa universidade fazer palestra. A partir daí ela se apaixonou. 

Bom, e eu? Nada demais. Sim, os garotos são bem bonitos não vou mentir. Junkyu é gatinho, também tem outro garoto chamado Jihoon enfim. Diversos. Exceto um. Ainda não descobri o seu nome, porque não conversamos só ficamos naquele flerte, que eu não queria que acabesse nunca! 



— Vira, vira, vira — a garota ao meu lado dizia eufórica, e eu bebi o drink rosa de uma vez — Boa! Sua vez, Dahye! Vem! 

Passei a língua sobre os lábios e senti o gosto meio doce da bebida. Me encostei no balcão e observei as duas bebendo. Olhei pra outro lado e vi tal do Junkyu entrar todo produzido, com seus colegas ao lado. 

Não pude deixar de procurar quem eu queria. Observei discretamente, e lá estava o garoto. Seu cabelo estava na cor verde, e ficou realmente muito bonito. Ele olhava em volta do local com um sorriso fascinante e ria de alguma coisa que seu amigo dizia ao lado. 

Até que finalmente ele me olhou. E não foi aquele olhar de antes. Me encarou de cima a baixo, com um sorriso ainda nos lábios. Sorri só um pouco, e ele deu uma piscadinha. Puta merda. 

Me virei ficando de frente pro barman que fazia umas bebidas. Tomei um gole do meu drink, e senti meu coração palpitar de nervoso.


— Achei que não ia te ver mais. — arregalei os olhos e virei meu rosto e era ele. — e pelo jeito não se conhecemos. Sou Choi Hyunsuk, mas pode me chamar de Suk ou como preferir. — deu aquele sorriso... 

— S/N: Realmente não tivemos tempo — sorri e estiquei minha mão pra apertar, mas ele beijou ela delicadamente. — Sou S/N. 

— Hyunsuk: Nome bonito. — ele puxou um copo do lado e bebeu me encarando. — sabe de uma coisa — se aproximou um pouquinho — te vi na Universidade naquele tempo, e fiquei procurando você por todas redes sociais. 

— S/N: Sério? — falei meio que sem acreditar e ele concordou — por que? 

— Hyunsuk: os garotos não sabiam então eu mesmo tive que me matar pra te caçar — soltei um riso abafado e ele riu também — mas falando sério, agora que finalmente te achei, podemos ir dançar? Curtir um pouco a sós? 

— S/N: Claro.  

Saímos de perto do bar, e fomos pra pista de dança e se enfiamos no meio do pessoal. Eu achei que ele tinha levado na brincadeira na parte de dançar. Hyunsuk realmente queria dançar. Então eu fui na onda dele. A música não era eletrônica e muito menos romântica. Chase Atlantic tocava bem alto ao som de Slow Down. 

Todo mundo cantava alto, dançava do jeito que podia. Eu cantava a música bem baixo, e Hyunsuk estava com suas mãos entrelaçadas na minha. E isso me deixou nervosa. Ele soltou ela devagar, e foi segurar bem na minha cintura, ficando de frente pra mim me olhando. Continuei a cantar olhando pra ele, e Hyunsuk sorriu de canto. O mesmo se aproximou perto do meu ouvido e disse.. 

— Hyunsuk: deixa eu te beijar? — e me olhou novamente, mas com seu rosto bem próximo do meu. 


Nem respondi, e puxei seu rosto e beijei Hyunsuk. Hmm, ok como posso descrever? Ele tem uma pegada muito boa! Seu beijo é realmente viciante. Sua mão boba desceu devagar até minha bunda e deu um aperto de leve, e subiu novamente parando na cintura. Aproveitei esse grande momento, e relei em seus cabelos que são super macios, desci a mão até seu pescoço e arranhei sua nuca. 

Hyunsuk sorriu durante o beijo, e continuou a me beijar só que dessa vez, com uma grande intensidade. 

(...) 

Me deitei sobre sua cama, e ele retirou sua camiseta e porra, seu corpo é lindo. Hyunsuk beijava minha barriga até chegar em minha boca, e me deu um selinho demorado. 

Senti seu membro relar em minha intimidade, e isso me fez ficar com mais vontade. Arranquei logo de uma vez minha saia preta, junto com o cropped e ele observava com um sorriso no rosto. 

— Hyunsuk: Vem cá — disse com uma voz meio grave e me puxou pela cintura, beijando meu pescoço. 

Eu estava por cima dele e isso facilitou. Senti entrar devagar em minha intimidade, e comecei a me mover rápido. Hyunsuk gemeu baixo, e apertava meus seios com força. Me aproximei dele, e beijei sua boca. 

Nós gemiamos durante o beijo, e Hyun aumentou a velocidade, e apertou minhas coxas, dando um tapa em seguida. 

 Trocamos de posição com ele ficando por cima. Entrou novamente, e uma mao se apoiou na cama e a outra segurava meu pescoço. Gemi arrastado, e ele segurou meu quadril com suas duas mãos pra ir mais rápido. 

Eu sentia que estava perto de ter o orgasmo, então me movi. Hyunsuk entendeu o que eu queria, e se moveu mais e mais. Segurou em minhas duas mãos, apertando e escondeu seu rosto em meu pescoço, soltando um gemido abafado. 

Mais três estocadas, e nós dois soltamos um gemido alto. Hyun se jogou do meu lado suspirando ofegante, enquanto eu estava processando o que acabou de rolar entre nós dois. 

Peguei meu celular e ainda era onze e meia da noite. 

— Hyunsuk: Ei — olhei pra ele — você gostou da nossa noite? 

— S/N: Gostei sim — sorri — foi uma noite boa e cansada — ele riu. — mas agora tenho que ir... 

— Hyunsuk: Ah claro...mas antes — fez uma pausa e continuou me olhando — quero que saiba que daqui pra frente, quero manter contato com você. Isso não foi apenas uma transa. 

— S/N: Ah não? — ele negou — então o que rolou? — perguntei curiosa. 

— Hyunsuk: você vai descobrir com o tempo — disse e me deu um selinho. — e eu prometo que não vai se decepcionar. 

Sorri e acabei beijando ele de novo. Eu não queria mais solta-lo. Eu queria ficar com ele ali o tempo que for. Mas por um lado bom, pelo menos não vamos ficar mais afastados e agora eu sei realmente quem ele é. Um novo crush eu diria. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...