1. Spirit Fanfics >
  2. Treasure Imagines >
  3. Jihoon - Mine

História Treasure Imagines - Capítulo 64


Escrita por: thecherylblossom

Capítulo 64 - Jihoon - Mine


Fanfic / Fanfiction Treasure Imagines - Capítulo 64 - Jihoon - Mine

"𝘏𝘢𝘯𝘥𝘴 𝘰𝘯 𝘺𝘰𝘶𝘳 𝘣𝘰𝘥𝘺, 𝘐 𝘥𝘰𝘯'𝘵 𝘸𝘢𝘯𝘯𝘢 𝘸𝘢𝘴𝘵𝘦 𝘯𝘰 𝘵𝘪𝘮𝘦

𝘍𝘦𝘦𝘭𝘴 𝘭𝘪𝘬𝘦 𝘧𝘰𝘳𝘦𝘷𝘦𝘳 𝘦𝘷𝘦𝘯 𝘪𝘧 𝘧𝘰𝘳𝘦𝘷𝘦𝘳'𝘴 𝘵𝘰𝘯𝘪𝘨𝘩𝘵

𝘑𝘶𝘴𝘵 𝘭𝘢𝘺 𝘸𝘪𝘵𝘩 𝘮𝘦, 𝘸𝘢𝘴𝘵𝘦 𝘵𝘩𝘪𝘴 𝘯𝘪𝘨𝘩𝘵 𝘢𝘸𝘢𝘺 𝘸𝘪𝘵𝘩 𝘮𝘦

𝘠𝘰𝘶'𝘳𝘦 𝘮𝘪𝘯𝘦, 𝘐 𝘤𝘢𝘯'𝘵 𝘭𝘰𝘰𝘬 𝘢𝘸𝘢𝘺, 𝘐 𝘫𝘶𝘴𝘵 𝘨𝘰𝘵𝘵𝘢 𝘴𝘢𝘺"

S/N Pov 


Peguei o livro da estante e fui levar até o balcão, para pagar. Comecei ter essa manha de ler, por causa do meu irmão Jeongwoo, que ficou me enchendo o saco. Agora estou aqui nessa grande biblioteca, pela quinta vez, levando um livro de comédia romântica. 

— Ótima escolha. — a voz era masculina. Olhei pra pessoa, e era um garoto muito fofo e bonito. — mais alguma coisa? — sorriu 

— S/N: não, somente isso — sorri e paguei o livro — obrigada. 

— Por nada. Volte mais vezes — disse um pouco baixo e eu não pude deixar de rir baixo. 

Se eu tivesse com vontade de ficar na biblioteca lendo, faria isso agora mesmo. Mas tenho que voltar pra casa, e ficar de olho na criatura.

E é claro que eu irei voltar para cá.. 

(...) 

Marquei com o post-it no livro, pagina 30 e fechei. Desci as escadas e vi Jeongwoo jogando video game com seu melhor amigo, Doyoung. Esses dois são uma figura quando estão juntos, só falta derrubar a casa. 

— S/N: Estão com fome? 

— Jeongwoo: lembrou que eu existo, irmã? — riu — ficou trancada naquele quarto meia hora. — largou o controle e me olhou. 

— S/N: eu estava lendo um livro — me sentei no outro sofá e os dois me olharam. 

— Doyoung: percebeu que ela sempre está lendo um livro novo? 

— Jeongwoo: eu que viciei ela nisso — deu risada — mas porque não lê na biblioteca? 

— S/N: Porque eu prefiro meu quarto que é bem calmo. — falei simples — e na biblioteca, entra e sai toda hora uma pessoa. 

— Doyoung: meu amigo disse que lá é o melhor lugar pra ler, no andar de cima. Lá só tem pessoas fazendo leitura, e ninguém atrapalha — explicou — eu vou conversar com ele e te falo depois. 

— Jeongwoo: espera, que amigo? Haruto? Ele nem gosta de ler — brincou e Doyoung deu um leve tapa nele. 

— Doyoung: E nem você gosta, idiota! 

Não entendi absolutamente nada, me levantei e fui pra cozinha preparar algo para nós 3. E agora estou pensando seriamente em voltar naquela biblioteca e comprar outro livro, mas do gênero terror. Comédia romântica não é pra mim, e aquele livro que paguei é meio entediante. Não que eu esteja com vontade de ir por causa do atendente, longe disso. (quem sabe). 

(...) 

Entrei na biblioteca e tinha algumas pessoas em uns corredores. Fui até o setor de livro de terror, e comecei a procurar pelo livro It. O filme em si é bom, mas o livro é bem melhor e explicado. 

— Procurando por Stephen King? — me assustei e era o garoto. Sorri um pouco e ele riu pelo meu susto — perdão. 

— S/N: Tudo bem. É..sim, eu estou procurando pelo livro It a coisa. Sabe se tem ou acabou? 

— Infelizmente esgotou. Ontem mesmo vieram pessoas na busca dele. Mas eu recomendo que você leve esse — esticou sua mão em minha direção atrás de mim, e eu dei espaço. — Esse é ótimo. Eu lia quando era noite de Halloween. — disse todo feliz. Que fofo. 

— S/N: A dança da morte? — olhei o nome e ele assentiu — parece ser bom. Então vai ser esse — encarei ele — muito obrigada...

— Jihoon. Meu nome é Jihoon. — esticou sua mão e eu apertei de leve. 

— S/N: Ok, obrigada Jihoon — sorri meio tímida —  a propósito, sou S/N. 

— Jihoon: belo nome. — deixou escapar um sorriso de lado — Ah..enfim. Eu tenho uma última recomendação. — falou brincalhão e eu ri — faça sua leitura no andar de cima. Lá ninguém atrapalha as pessoas. 

— S/N: Ahm, okay. Andar de cima né? — ele assentiu e eu agradeci mais uma vez. 

Subi as escadas enorme e fui para o tal lugar, que está totalmente organizado e com umas 3 pessoas. Me sentei numa mesa distante e abri o livro e comecei a ler, quer dizer, tentei porque minha mente só se passa o sorriso do Jihoon e a forma que ele me tratou. Óbvio, ele só foi educado. 

— S/N: Que merda — murmurei bem baixo — não é possível que eu esteja afim dele, logo de uma vez! 

Continuei tentar ler o livro, que é incrivelmente perfeito e muito bem escrito. É claro, Stephen King é ótimo! 

Peguei meu celular e arregalei os olhos ao ver que marcava já quase cinco da tarde. Fechei o livro e tinha somente eu e um cara, desci as escadas e fui colocar de volta o livro na estante. Quando me virei, dei de cara com Jihoon segurando uns livros, e ele se assustou. 

— S/N: Perdão! — falei meio ofegante — eu preciso ir agora. 

— Jihoon: Ei calma — olhei pra ele — eu..queria te chamar pra sair. Tipo, um encontro sabe? Te achei muito legal. E bonita claro.— falou sem jeito. 

— S/N: Sair? — ele concordou — Ah pode ser. Só me diga quando e o horário. 

Nossa S/N, direta desse jeito? Jihoon sorriu e me passou seu número. Ok, ele realmente me passou seu telefone, e me chamou pra sair. Vamos acalmar as emoções e deixar pra surtar em casa! 

(...) 

— Jeongwoo: VOCÊ VAI SAIR COM O GAROTO DA BIBLIOTECA? DOYOUNG, VEM VER ISSO DAQUI AGORA! — gritou e o menino apareceu rindo. 

— Doyoung: Ah para vai, sua irmã tem 19 anos. 

— S/N: Isso me defende, Dodo! — falei provocando meu irmão, e ele só faltava voar em cima de nós dois. Senti meu celular vibrar e vi que era msg do Jihoon, dizendo que estava na porta já. — Tenho que ir! Se comportem e não botem fogo na casa, tem comida no forno e durmam cedo! — desci as escadas. 

— Jeongwoo: TOMA CUIDADO! — Berrou. 

Abri a porta e Jihoon estava extremamente gato, digo novamente, MUITO gato encostado em seu carro prata. Fechei o portão e senti meu coração acelerar de tanto nervoso. 

— Jihoon: Olá, donzela — brincou e eu ri — você ficou bonita com essa roupa! 

— S/N: Obrigada. Você também, não está nada mal — sorrimos. — então... vamos?

— Jihoon: claro! 

(...) 

Véspera de dia dos namorados, e ele me trouxe justamente num restaurante super chique, onde vários casais frequentam. Coincidência não? Sentamos na mesa que ele reservou, e fizemos nossos pedidos.

— Jihoon: deixa eu te perguntar uma coisa — falou do nada e eu olhei pra ele. — você...namora? 

— S/N: na verdade eu nunca namorei — falei sem jeito, e ele deve ter ficado surpreso pela cara que fez — por que? — sorri. 

— Jihoon: achei que era comprometida. Óbvio, voce não ia aceitar sair sendo comprometida, que cabeça minha — falou confuso e eu ri — mas...então quer dizer que tenho chances?

Puta que pariu! Ele está zoando comigo ou  tentando flertar? Senhor, me ajude! 

— S/N: Chances? — perguntei nervosa e ele deixou escapar um riso — bom, eu não sei. Talvez, mas temos que se conhecer. 

— Jihoon: já tem um tempo que eu te observo toda vez que vai lá na biblioteca, e acabei tendo uma paixonite por você. Digo, eu estou realmente afim de você — se aproximou com seu corpo, mas não tão perto do meu rosto. 

— S/N: estou surpresa — brinquei e ele riu — assim, não vou mentir. Você é bonito e muito simpático, seria um garoto ideal que eu ficaria. Então talvez role alguma coisa.. — joguei a indireta. 

Não vou mentir né? O garoto passou me observar durante meses na biblioteca, e eu notei sua existência somente ontem, e acabei achando ele super gatinho. É claro que pode rolar algo entre eu e Jihoon. 

— Jihoon: Então vamos deixar acontecer naturalmente. — disse calmo e eu assenti. — por agora, vamos se conhecendo. — piscou. 

Como que faz pra respirar? Estou com borboletas no estômagoo!! 

(...) 

Peguei meu celular e bati uma foto da paisagem que estava decorada com luzes, nas árvores. Jihoon estava ao meu lado, apenas observando o local, e do nada segurou minha mão. 

— Jihoon: tem problema? — neguei — porque está com a mão gelada? — falou meio preocupado. 

— S/N: talvez eu esteja nervosa — confessei e ele sorriu — lógico, eu estou..saindo com um garoto. 

— Jihoon: não fique nervosa — soltou minha mão e segurou com as suas meu rosto. — você é realmente muito linda!  

Acabei sorrindo envergonhada e ele deu aquela risadinha gostosa. Mas em nenhum momento Jihoon soltou meu rosto, sua mão estava um pouco quente enquanto a minha, parecia a da Elsa, quase congelando de nervoso. Jihoon olhou em meus olhos, profundamente e eu já estou até vendo onde isso vai dar. 

— S/N: se continuar me olhando assim, vou achar que tem algo de errado — ele negou — então o que foi? 

— Jihoon: eu posso te beijar? 

Como que anda mesmo? Porque minhas pernas agora estão bambas, e tremendo. 

— S/N: Pode..— respondi baixo. 

O garoto se aproximou com seu rosto, e me beijou delicadamente. Parecia estar com medo da minha reação, então tomei iniciativa de aprofundar o beijo. Posso não ter namorado nunca, mas é óbvio que sei beijar. Suas mãos soltou meu rosto, e passou a segurar dessa vez minha cintura de leve. E outra coisa, Jihoon beija muito bem. Terminamos o beijo com alguns selinhos, e esse menino mordeu meu lábio devagar e eu sorri um pouco. 

— Jihoon: vamos embora? — disse próximo de mim ainda e eu assenti. 

(...) 

— S/N: Muito obrigada por hoje. — agradeci e ele sorriu. 

— Jihoon: eu que agradeço. Mas amanhã terá outro passeio — tirei o cinto e encarei ele —  topa ir comigo? 

— S/N: Eu vou com você, Jihoon — dei risada e ele sorria feito bobo — mas agora tenho que entrar. Preciso ver se meu irmão e o amigo estão vivos. 

— Jihoon: espera — disse e antes que eu falasse algo ele me deu um selinho demorado e separamos. — agora sim! 

— S/N: não acredito — falei entre risos e ele riu de mim — Boa noite, Jihoon. — sorri pra ele e sai de seu carro. 

— Jihoon: Boa noite princesa. E até amanhã — mandou um beijo no ar e ligou seu carro e saiu. 

Entrei pra dentro dando pulinhos de alegria, quando abri a porta vi as duas crianças dormindo no colchão e várias vasilha de salgadinho no tapete. Subi para meu quarto, tomei um banho e me deitei na cama, ainda com o sorriso no rosto. Parece até um sonho. Peguei meu celular e já tinha uma mensagem de Jihoon. 

Jihoon: espero que tenha gostado da nossa noite, e amanhã será melhor ainda! Você é incrível S/n, e claro, muito linda! Até amanhã <3 

Ainda não acredito que estou saindo com o atendente da biblioteca, vulgo Jihoon! Esse menino é um sonho de consumo! Espero que nós dois dê certo juntos..



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...