História Treat you Better - Dramione - Capítulo 36


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Barão Sangrento, Blásio Zabini, Daphne Greengrass, Draco Malfoy, Fred Weasley, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Horácio Slughorn, Jorge Weasley, Lorcan Scamander, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Marcus Flint, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Murta Que Geme, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Pansy Parkinson, Personagens Originais, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Theodore Nott
Tags Dramione
Visualizações 207
Palavras 1.172
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Magia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Me desculpem cupcakes!!
É que estava novamente com um bloqueio criativo. Provavelmente pelo fato de estar lendo Instrumentos Mortais e estando no meio de um universo novo.
Trouxe mais um capítulo e espero que gostem!
Boa leitura!

Capítulo 36 - Jonas



Após mais um estressante dia cuidando dos animais, Nicole só conseguia imaginar se Theo  acreditou nela. Se não contou para ninguém desconhecido. E no porquê exatamente de estar fazendo tudo aquilo. Os animais estavam todos nas melhores condições e pelo que sabia o plano parecia correr perfeitamente bem para o lado de Donna.

Quando acordou hoje recebeu mais um “convite” para jantar com sua “chefe”. E estava decidida a tentar falar com ela e quem sabe arrancar algo da mesma. Mas antes precisava tentar falar com algum de seus amigos, porém aquele feitiço a deixava fraca e por isso queria conseguir sair mais cedo, para descansar antes do jantar.

E foi pensando nisso que ela se jogou do galho onde estava, escorregando propositalmente em um outro que estava solto, fazendo assim um corte ao lado do corpo. E com aquele machucado sangrando ela foi tentar negociar com os guardas.

Após a elevação de Theo, cada um seguiu para um caminho. Hermione ainda um pouco receosa sobre o que havia acontecido.

Ela, Harry e Gina voltaram até o prisioneiro, passando por alguns aurores e não conseguiram deixar de questionar a lealdade deles.

Quem é leal e quem trabalha para o inimigo?

- Rafael, as coisas vão funcionar assim. A sua única opção é nos responder. E direto ao ponto. Se você não quiser, é claro que tomemos medidas drásticas. - Hermione declarou lançando seu pior olhar, após pedirem para os outros aurores saírem.

Ele os olhou com tédio, disfarçando um certo, não medo, mas receio.

- Que seja, não sei de nada muito relevante, nós passamos por obviates para que apenas lembrássemos das informações necessárias.

- Nós?

- Todos os que estão infiltrados. Todos passam por isso. E vocês sabem que não posso mentir…

Eles se entreolharam e Harry tomou as rédeas da situação.

- Vamos começar por algo que você não deve ter esquecido. Quais são os ideias da “Donna”? E qual é essa de Donna? Queremos o nome verdadeiro.

Com um sorriso maroto, Rafael, respondeu.

- Como eu disse Donna tem ideais parecidos com Voldemort, mas no geral parecem mais com de Grindelwald. Acho que conhecem. Ela quer dominar todo o mundo, incluindo o trouxa. - ele fechou os olhos com força, apertando a boca.

- Diga o que você sabe! Você sabe que a poção não permitirá que você minta ou esconda algo.

Com má vontade ele falou.

- Há diversos trouxas já do nosso lado, alguns que se acovardaram a descobrir a magia. Logo todos saberão, e como são apenas trouxas se curvarão ao perigo. Será mais fácil ser submisso ao invés de lutar com algo novo, que as chances de derrotas são enormes. Eles não merecem o poder, eles são fracos. - disse com nojo

Mas além da revelação, Harry percebeu uma coisa curiosa.

- Para alguém que não tem nada a ver com Voldemort, vocês compartilham princípios.

Eles fez uma careta e disse apenas uma palavra.

- Passado.

- Passado o que?

- Não sei! Eu não consigo lembrar. E não a nada que eu possa fazer com relação a isso. - ele sorriu de lado - Vocês já deveriam ter percebido que Donna tem tudo calculado.

- Quem é ela? Nos diga o nome, com certeza você sabe.

Com uma careta ele respondeu

- Ela se chama Madeline. É a única coisa que eu sei.

Eles se entreolharam antes de a visão de Hermione ficar turva, sentindo um dor forte na cabeça e desmaiando em seguida.

Horas e horas lendo sobre magia negra que se sentiam experts. Ninguém nunca ficou tanto tempo lendo magia negra, pelo menos ninguém que não pretendia usá-la, somente confrontá-la.

Tinham diversos pergaminhos espalhados pelo local. Todos contendo feitiços, poções, maldições, entre outras coisas que acharam nos livros. Mas eles sabiam que não era aquilo que estavam procurando. Era algo maior, mais perverso.

Foram horas procuram, mais de 1000 feitiços encontrados e anotados, até que Pansy achou algo que chamou sua atenção.

- Ei! Gente! Venham aqui! - assim que todos se aproximaram ela leu o título do feitiço. - Sciam. Significado do latim: comunique-me. E como o próprio significado o feitiço é para se comunicar. Mais precisamente para invadir a mente de alguém. Como descobrir se você foi atingido por esse feitiço: · Antes de uma visão, sentiu um dor nas têmporas seguido de um desmaio. · Assim que conseguiu se localizar novamente estava em um ambiente escuro e denso. · Olhando na sua frente havia uma pessoa, que poderia ser tocada e conversar. OBS: O feitiço é de alta dificuldade, apenas alguns bruxos altamente poderosos conseguiram realizá-lo e o lançar drena sua magia, então pode se sentir tonto ou fraco após realizá-lo. - Pansy parou, sem ler “Como realizar o feitiço”, olhando para os amigos.

Depois de uma pausa Theo confirmou.

- Foi exatamente isso que aconteceu. Só pode ter sido este o feitiço.

- Mas diz aqui é muito poderoso. Talvez não tenha sido a Nicole que o realizou. Talvez tenha sido a Madeline. - comentou Blásio.

Mas Luna logo partiu em defesa da garota.

- Nicole sempre foi bem poderosa. É bem possível que ela tenha realizado. Só há uma coisa que podemos fazer, falar com os pais dela.

Com um movimento da varinha Luna recolheu os pergaminhos e o livro e colocou em uma bolsa, que segurou na alça. Todos deram as mãos e aparataram na frente do edifício em que os Yalex estavam.

Draco foi seguido pelos aurores até a Borgin e Burkes, onde os convenceu que só ele deveria entrar.

- Olá Sr. Borgin. - comprimentou eduacadamente Draco

- Menino Malfoy. Não esperava vê-lo novamente. Principalmente devido aos acontecimentos recentes.

- E provavelmente não voltará a ver se me ajudar. - o senhor o olhou com curiosidade, fazendo um sorriso de lado sacana surgir no loiro - Preciso de uma informação sobre uma venda, sobre quem foi o comprador.

O outro deu uma risada seca afirmando em seguido.

- Você sabe, pequeno Malfoy, que isto é sigilo e que não posso te contar.

O loiro já estava irritado com aqueles apelidos e fazendo sua melhor expressão superior e perversa o ameaçou.

- Que pena, porque eu tenho certeza que vender artefatos das trevas é contra a lei. E que os aurores que estão lá fora adorariam prendê-lo. Mas apenas uma informação pode fazê-los mudarem de ideia facilmente.

- Parece que aprendeu a negociar menino Malfoy. - disse visivelmente desconfortável, mas mostrando um sorriso de lado.

- Dá pra você parar de me chamar assim e me dizer para quem você vendeu uma joia enfeitiçada, ou melhor, essa joia. - abriu um pacote que levava que trazia a jóia.

O Sr. Borgin foi para frente e Draco puxou a caixa para trás. O outro sorriu.

- Ah! Essa jóia! Tenho ela há tanto tempo aqui na loja. Deve tê-la visto por aqui. Foi um ótimo negócio vendê-la.

- Pare de enrolar e responda de uma vez. Quem comprou isso?

- Está bem! Foi um homem, barba rala, hum… cabelos negros com diversos fios brancos , ahmm….. Seu nome era Jonas.

Antes que pudessem entrar na mansão, receberam um patrono que disse, na voz de Gina: Aconteceu de novo, venham para o ministério!





Notas Finais


Espero que tenham gostado e não se esqueçam de comentar, sempre me deixa com mais vontade de escrever.
O que vocês acham que aconteceu com a Mione?
Beijos e até o próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...