História Treat You Better - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, Charli, Charlotte, ChiNoMimi, Cotton, Dajan, Dakota, Debrah, Dimitry, Giles, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Li, Lynn, Lysandre, Manon, Melody, Nathaniel, Nette, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Thomas, Viktor Chavalier, Violette, Wenka
Tags Amor Doce, Castiel, Lysandre, Romance
Visualizações 11
Palavras 1.313
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem do primeiro capítulo

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
**TRADUÇÃO NO FINAL**

Capítulo 1 - Preimeiro Capítulo


Fanfic / Fanfiction Treat You Better - Capítulo 1 - Preimeiro Capítulo

Depois de meses longe do colégio infelizmente as férias acabaram.

Era meu 2 ano do ensino médio, então fui comprar meus materiais escolares.

Chegando na papelaria, pego uma cesta e começo a olhar os cadernos e escolho um.

Um lindo caderno preto com uma guitarra prateada na frente, mas ao tocar no caderno, toco na mão de alguém.

- Cas… Castiel?- digo surpresa

- oi- ele me diz sorrindo

- é… O caderno

- pode ficar com ele

- obrigado

- então… Vai continuar no mesmo colégio?

- vou sim- digo escolhendo as canetas

- que bom- ele se vira para mim e segura meu rosto e a outra mão segurando a cesta dele- Amy

- o… Oi?- digo ficando vermelha

- esta linda- ele sorri com os olhos fechados

- obrigado, você também estar

Começamos a conversar em quanto pegamos nossos materiais. Com piadas e contando nossas férias, rimos.

- então acabei beijando o cara- digo rindo

- sério?- Castiel fala de cabeça baixa

- o que houve?- pergunto olhando seu rosto

- nada não- ele lança um grande sorriso no ar

- vamos?

Pagamos nossas materiais.

- quer que eu te acompanhe?- pergunta Castiel

- se não for incômodo- ele pega minhas comprar e as leva.

No meio do caminho passamos por muitas pessoas vendendo coisas e comidas, ate que o Castiel resolve comprar um sorvete.

- quer de que meu amor?

- meu amor?- sussurro para mim mesma- haaaa napolitano

- hum… Chocolate por favor- ele segura todas as compras com uma única mão e paga os sorvetes, eu pego um e ele outro

- sab que eu poderia pagar né?

- eu sei, mas cavalheiros fazem isso não é mesmo?

- e des de quando o Castiel que eu conheci ano passado é cavalheiro?- digo colocando um pouco de sorvete no seu nariz

- ei! Vai ter volta sabia?- ele sorri tentando limpar o nariz

- vem aqui kkk- tiro um lenço do meu bolso e limpo seu nariz que eu mesma sujei

- então… Sua casa é onde mesmo?

- logo a frente daquela pracinha ali- aponto com o sorvete nos lábios

- é um pouco deserto aqui. Não tem medo não?

- as vezes… Há vantagens em morar com os pais por isso

- e você mora só?

- bem… Sozinha não, mas meus pais quase sempre fazem viagens a trabalho, eles vão passar meses no Texas

- hum… Meus pais trabalham no aeroporto, meu pai é piloto e minha mãe é… Esqueci o cargo dela, mas é a que menos me faz falta

- você não sente falta dos seus pais?

- eu moro sozinho, não sinto falará de ninguém colocando mil e umas regras, eles não deixavam eu sair a noite imagina

- wow… Meus pais não me deixam sair muito

- chegamos na praça

- é bem ali- digo apontando

- bem… é aqui q a gente se despede

- hum, não quer subir?

- talvez, outro dia

- esta bem… Obrigado- dou um sorriso e o abraço

- de nada pequena- ele retribui o abraço e beija o topo da minha cabeça

- ate amanhã

- até

Vejo ele sumir do meu campo de visão, entro em casa sorrindo.

Ao entrar em casa e no quarto, abro as compras.

- ue… aqui são as compras do Castiel

Pego o celular e mando uma mensagem para o Castil.

_______________________________________

( ) Castiel

-Cass, suas compras foram trocadas com as minhas

Haaaa notei………-

Vem aqui

___________

MAP

___________

- OK…

_______________________________________

Não acredito que aquele oia quer que eu vá lá.

Eu tomo um banho e lavo meu cabelo.

Com meus longos cabelos negros, saio do banho.

Visto um vestido preto básico e uma sandália.

- ham?… O Castiel não disse mais nada, bem… Estou indo né.

Pego o celular no mapa e sai o de casa, ando algumas ruas depois, sempre recebendo comentários insuportáveis, mas vida que segue.

Chegando no apartamento do Castiel, toco o campainha algumas vezes.

- Amy?

- CA…cast… Castiel?- digo envergonhada apos o Castiel aparecer apenas de toalha

- que foi? Nunca viu nenhum homem do jeito que veio ao mundo?- ele diz debochando

- não! Custava se vestir antes?

- custava sim, tempo, e ver essa carinha envergonhada- ele pega no meu queixo- aqui esta suas compras

- aqui esta as suas! Ate o colégio!- digo me virando

- ei ei volta aqui!

- que é?!- digo voltando a sua porta

- para de chatice vai- ele me encurrala na porta

- ha! Castiel!- digo escondendo o rosto

- você fica linda assim, sabia?- ele sorrir e beija minha bochecha- vai tomatinho- ele rir

Saindo do apartamento, dou tchau ao porteiro e vou seguindo caminho.

- por que ele fez isso?- digo em minha mente ate me bater com alguém- desculpe eu estava em outro mundo

- deu para notar- aquela voz era bem familiar

- Ly…. Lysandre- tomate novamente estou

- ola Amy, a quanto tempo- ele sorri.

- realmente, desculpe a pergunta mas… Onde vai?

- vou para minha casa, vou cantar um pouco.

- posso ir

- ham?

- te ver cantar

- haa po… Pode sim- ele fica coradinho

Chegando na casa do Lys, ele me chama para entrar. Sua casa é linda, totalmente decorada com coisas antigas e lindas, era fofo, lindo e muito organizado.

- vovó- diz Lysandre dando-lhe um abraço

- ola meu filho- ela demora um pouco- que é ela?

- esta é a Amy vovó

- haaaa aquela garota de quem você tanto fala?

- haaaa é…- ele cora

- prazer- estendo a mão e ela comprimenta

- garota muito linda, mas bem, não ficarei aqui para atrapalhar você, irei a casa de uma amiga

- tchau vovó, cuidado com os carros por favor

- até mais senhora

- ate minha crianças

Ao sair ele sorri. Lysandre tem um bom gosto e um grande carinho por sua avó, gostaria de ver a minha novamente.

- venha- ele pela seu caderno na estante e me leva ate seu quarto

- hum… Muito bonito

- obrigado, sempre tento manter a casa limpa e essas coisas, não quero ver minha avó se esforçando muito…

- admiro seu jeito com sua avó

- todos dizem isso- ele sorri para mim

- mas se é verdade- retribui o sorriso

- bem… sente-se onde quiser- sento ao seu lado em sua cama e ele vira para ficar de frente para mim

- ainda quero ouvir você cantar sabia?

- esta bem…- ele revira as folhas rabiscadas- achei uma…

- hump eba

- pode tocar para mim?- Lysandre pega um violão e me entrega.

- OK né- começo a tocar as notas de a cordo com a sua música

I remember years ago

Someone told me I should take

Caution when it comes to love, I did

And you were strong and I was not

My illusion, my mistake

I was careless, I forgot, I did

And now, when all is done, there is nothing to say

You have gone and so effortlessly

You have won, you can go ahead, tell them

Tell them all I know now

Shout it from the roof tops

Write it on the sky line

All we had is gone now

Tell them I was happy

And my heart is broken

All my scars are open

Tell them what I hoped would be

Impossible, impossible

Impossible, impossible

Falling out of love is hard

Falling for betrayal is worse

Broken trust and broken hearts, I know, I know

And thinking all you need is there

Building faith on love and words

Empty promises will wear, I know, I know

And now, when all is done, there is nothing to say

And if you're done with embarrassing me

On your own you can go ahead, tell them

Tell them all I know now

Shout it from the roof tops

Write it on the sky line

All we had is gone now

Tell them I was happy

And my heart is broken

All my scars are open

Tell them what I hoped would be

Impossible, impossible

Impossible, impossible

I remember years ago

Someone told me I should take

Caution when it comes to love, I did

Tell them all I know now

Shout it from the roof tops

Write it on the sky line

All we had is gone now

Tell them I was happy

And my heart is broken, oh, oh, oh, oh, oh

All my scars are open

Tell them what I hoped would be

Impossible (impossible), impossible (impossible)

Impossible, impossible

Impossible (impossible), impossible (impossible)

Impossible, impossible

I remember years ago

Someone told me I should take

Caution when it comes to love, I did

- perfeito!

- agora você

- eu?!


Notas Finais


**TRADUÇÃO**

Eu me lembro de anos atrás
Alguém me disse que eu deveria ter
Cuidado quando se trata de amor, eu tive
E você foi forte e eu não
Minha ilusão, meu erro
Eu fui descuidado, eu esqueci, eu esqueci

E agora, quando tudo está feito, não há nada a dizer
Você se foi e tão sem esforço
Você ganhou, você pode ir em frente, diga a eles

Diga a eles tudo o que eu sei agora
Grite isso de cima dos telhados
Escreva isso no horizonte
Tudo o que nós tínhamos se foi agora
Diga a eles que eu era feliz
E meu coração está partido
Todas as minhas cicatrizes estão abertas
Diga a eles que o que eu esperava seria
Impossível, impossível
Impossível, impossível

Desapaixonar é difícil
Cair por traição é pior
Confiança partida e corações partidos, eu sei, eu sei
Pensando que tudo o que você precisa está lá
Construindo fé sobre o amor e palavras
Promessas vazias serão desgastadas, eu sei, eu sei

E agora, quando tudo se foi, não há nada a dizer
E se você terminou de me envergonhar
Você pode ir em frente sozinha, diga a eles

Diga a eles tudo o que eu sei agora
Grite isso de cima dos telhados
Escreva isso no horizonte
Tudo o que nós tínhamos se foi agora
Diga a eles que eu era feliz
E meu coração está partido
Todas as minhas cicatrizes estão abertas
Diga a eles que o que eu esperava seria
Impossível, impossível
Impossível, impossível

Eu me lembro de anos atrás
Alguém me disse que eu deveria ter
Cuidado quando se trata de amor, eu tive

Diga a eles tudo o que eu sei agora
Grite isso de cima dos telhados
Escreva isso no horizonte
Tudo o que nós tínhamos se foi agora
Diga a eles que eu era feliz
E meu coração está partido, oh, oh, oh, oh, oh
Todas as minhas cicatrizes estão abertas
Diga a eles que o que eu esperava seria
Impossível (impossível), impossível (impossível)
Impossível, impossível
Impossível (impossível), impossível (impossível)
Impossível, impossível

Eu me lembro de anos atrás
Alguém me disse que eu deveria ter
Cuidado quando se trata de amor, eu tive

James Artur - Impossible


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...