História Treinamento de garotas - castiel- - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Castiel, Dakota, Debrah, Lysandre, Nathaniel, Nina, Personagens Originais, Rosalya, Violette
Tags Amor, Castiel, Drama, Experiéncia, Rebelde, Revelaçao, Romance, Segredo
Visualizações 24
Palavras 1.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Capítulo 5 - acampamento


Fanfic / Fanfiction Treinamento de garotas - castiel- - Capítulo 5 - Capítulo 5 - acampamento

 Rosa: ahhh por favor!! - ela implora para 100000 vez, minha cabeça dói, o que eu faço? 

Eu: Rosa, cala a boca... Só por um segundo! 

Rosa: ahhh, vaiii!! Você sabe que a tia Lina não vai me deixar ir se você não for!! - ela me encara com um sorriso fofo. Respiro fundo. 

Eu: ah, pelo amor de Deus - resmungo. -Rosalya você é maior de idade, eu sou maior de idade, somos maiores de idade, olha só que coisa não?! - ironizo. 

Rosa: tia falou que enquanto morarmos aqui temos  que seguir as regras... 

Eu: eu tô de ressaca e voce também, fala sério são 10:00 da manhã! - aquela festa acabou comigo apesar de que eu não me lembre mais de nada. 

Rosa: por favor, por favor, por favorr!!! - ela se ajoelha ao lado da minha cama me balançando. 

Eu: sem chances! 

... 

Saio me arrastando até a porta, com a mochila nas costas, pisando pesadamente no chão. É ela me convenceu depois de 30 minutos pedindo incansavelmente: " Vai ser legal Ly " " Você vai gostar prometo! "," Vai estar todo mundo lá Ly " .Respiro fundo, puta merda eu sou queria estar na cama agora. Rosa desce e fica me encarando. 

Rosa: você não vai com essa roupa né? 

Olho pra mim, moletom/vestido, ( não me julge por ser tão pequena)sapatos, shorts curto com o moletom cobrindo... 

Eu: não vejo nada demais... 

Mãe: essa daí é caso partido Rosa! - reviro os olhos. 

Rosa: algumas coisas realmente nunca mudam! Mas vou logo dizendo que você vai morrer de calor. 

Eu: tá legal! - ouço o mino Ônibus buzinando lá fora e vamos até lá. 

Mãe: SE DIVIRTAM! - ela grita da porta. Eu aceno para ela e entro. O Dake me puxa fazendo me sentar do lado dele e a Rosa se sentiu atrás de mim ao lado do Alexy. 

Eu: você sempre esta no mesmo lugar que eu garoto! - soco o braço dele brincando é ele revida batendo no  lugar que eu recebia alguns dos testes, quase grito mas me controlo e me encolho no meu banco. 

Dake: o que houve? - ele pergunta preocupado. 

Eu: nada não irmãozinho... - sorrio para ele e ele começa a conversar com outras pessoas, encosto minha cabeça na janela  e fico observando os carros, árvores, e outras coisas passarem por nós e sumirem ao longo do caminho reaparecendo novamente e sumindo logo após. Sinto uma mão bater na minha cabeça e me viro para trás. 

Eu: o que é vocês dois? 

Alexy: vem cá. - eu levanto e vou até eles me sentando entre os dois. - olha discretamente para trás e preste atenção naquele casal que parece que não queria ser casal. 

Eu: hum? - levanto disfarçadamente e derrubo meu celular no chão de propósito, pego o celular e olho para cima vendo a Debrah e aquele garoto desconfortávelmente sentados um ao lado do outro, o garoto me olha e sorri de lado dando a entender que percebeu o que eu fiz. Me senti novamente e olho para Rosa e Alexy sorrindo. 

Rosa: você não presta! - ela e Alexy começam a rir, talvez eu tenha exagerado? Talvez! Mas não pensei em nada que me fizesse olhar para lá discretamente. Eu costumo dizer que : meu nível de maturidade é definido através dos amigos que estão comigo. E digamos que esses não ajudam muito.

Depois de ouvir umas 80 regras que simplificadas queriam dizer :não morram por favor e também não se percam!. Nós descemos do ônibus e fomos montar a barraca, tudo ótimo, tirando a parte que a Rosa me deu uma ferrada na cabeça com o ferro da barraca... Eu estou bem fora isso. E agora eu estou indo lavar o sangue no lago.

Castiel: eu falei para você não vir, você veio porque quis! - eles estão brigando na frente do lago. 

Debrah: se você veio é claro que eu viria tenho que cuidar do que é meu... 

Castiel : exatamente de quem você está falando? Eu acho que não sou eu, ou talvez seja todos já que você provavelmente já me traiu com todos! - ora temos aqui um Sherlock Holmes... Debrah tenta abraçar ou beijar ele e fala algumas coisas baixo demais e não dá pra ouvir daqui. Mas no final ele mandou ela ir embora e sentou na beira do lagolago, sento do lado dele e começo a catar pedrinhas para jogar no lago. 

Eu: desculpa por acabar com seu relacionamento... - falo fitando as pedras. - mas tenho que te dizer que logo quando te  vi... Te achei com cara de capacho da Debrah, eu tinha que abrir seus olhos... 

Castiel: eu gostava dela... 

Eu: entendi... - jogo a pedra na água e a vejo afundar, nunca é como nos filmes, elas não saem quicando pela água, simplismente afundam isso acaba com a minha imaginação. 

 Castiel: o que você fez? - olho para ele. 

Eu: o que, o que fiz o que? - ele me olha sem entender. 

Castiel: o que  você fez pra machucar a cabeça? 

Eu: ahh, nada! 

Castiel: nada? 

Eu: é, nada! 

Castiel: quer ajuda? 

Eu: não! 

Castiel: não? 

Eu: não! 

Castiel: tá bom então... - essa foi a conversa mais aleatória da minha vida. Vejo um bicho esquisito vindo em minha direção e começo a me afastar pro lado. - que merda você está fazendo? 

Eu: t-tem um bicho ali!! - grito e pulo em cima dele. 

Castiel: se acalma e só um inseto qualquer! - eu começo a desesperar. 

Eu: não é não! 

Castiel: qual é a sua com insetos? 

Eu: eu tenho trauma!!! 

Castiel : se acalma! 

Eu: não!! 

Castiel: se acalma! - ele me joga no chão ficando em cima de mim - só se acalma. Nos encaramos por alguns segundos e meu coração já começa a disparar é como se eu estivesse imóvel. 

Alexy: OHH LYYY VOCÊ JÁ LAVOU O FERIMENTO??? - ouço o alexy gritar e ele parece estar muito perto. Castiel sai de cima de mim e eu saio de perto dele o mais rápido possível e indo lavar o sangue.

Alexy: ai esta você! Você tá bem? - ele pergunta me olhando. 

Eu: s-sim por quê? 

Alexy: você está vermelha! 

Eu: eu, não! - ele olha para o outro lado e vê o Castiel. 

Alexy: Oi cast! 

Castiel: oi...

Alexy: .... Já terminou? 

Eu: sim! 

Alexy: então vamos? 

Sigo ele calada até o acampamento. 

Alexy: o que aconteceu? 

Eu: nada... 

Alexy: hum... 

Essa fobia por inseto que eu tenho ainda vai me matar. 






Notas Finais


Então, mais uma merda aconteceu kkkk, eu perdi o meu caderno de rascunho onde tinha esse capítulo, então uma parte desse capítulo foi uma coisa meio "improvisada" E também uma coisa feita na correria, então desculpem erros de ortografia, eu estou com muita coisa para fazer, muito trabalho de faculdade e to me esforçando pra caramba para postar esses capítulo. Então muito obrigada por ler e espero que ao menos tenha tido contexto ou algo assim, agora eu vou virar meu apartamento de cabeça para baixo para ver se encontro meu caderno.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...