História Treinando a Amante - 2 TEMPORADA - Imagine Jackson Wang - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson
Tags Got7, Jackson Wang
Visualizações 142
Palavras 926
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cheguei.
Demorei, porque a ideia me complicou aqui hehehe
Mas estou aqui e com um capítulo melhorzinho ❤
Espero que gostem.
Beijos 😘

Capítulo 16 - Capítulo 15


Fanfic / Fanfiction Treinando a Amante - 2 TEMPORADA - Imagine Jackson Wang - Capítulo 16 - Capítulo 15

      Já me encontrava vestida e me olhava no espelho, ao me ver naquele lindo vestido, lembranças do meu casamento se passaram pela minha cabeça.

 

      Cerca de 2 anos atrás...

 

      Me encontrava em frente a janela, em um dos quartos da mansão Wang. Observava os convidados pela mesma, tomando o máximo de cuidado para que ninguém me veja.

      Nosso casamento não séria nada muito grande, apenas para a família e amigos, por isso seria no jardim da mansão. 

       Também não seria um casamento tradicional da China, pedi a família de Jackson para que não fosse, não queria que meus parentes se sentissem desconfortáveis e como sempre, eles foram compreensíveis comigo. 

       Faltava apenas mais alguns detalhes para que eu pudesse descer para o meu casamento, detalhes estes apenas na organização dos convidados, pois a decoração da cerimônia e da festa estava deslumbrantes. 

       E eram apenas alguns detalhes que me impediam de me tornar oficialmente uma Wang naquele momento.

       Mas logo me tornaria e nossa família enfim seria uma só. Todos estavam felizes lá fora, era possível ver a felicidade em seus abraços calorosos, são todos tão acolhedores com a minha família, assim como foram comigo.

       Foi então que vejo Jackson, ele acabava de entrar no jardim. Estava lindo com seu terno alinhado, o cabelo tão bem penteado, o sorriso tão feliz estampado em seu rosto e carregava em sua mão uma rosa vermelha. 

        Fecho meus olhos e me imagino tocando sua pele e sentindo o seu cheiro, o qual me deixava fraca. Jackson era meu ponto fraco.

        Assim que abro meus olhos, ele não se encontrava mais ali e sim meu pai, que acabará de entrar no quarto.

       ----- Então, hoje, minha filha passará de princesa para rainha. – ele sorri se aproximando. – Jackson é um homem de grande sorte. Sinto que algo me falta agora.

       ----- Pai! Eu ainda estou aqui. – sorrio pegando em suas mãos.

       ----- Você cresceu tão rápido. Terá sua própria família agora. – ele sorri. – Eu serei avô!

       ----- Pai, eu nem me casei ainda e o senhor já pensa em netos! – dou risada.

       ----- Eu não tenho muito tempo de vida minha filha, então preciso me apressar. – ele sorri minimamente.

       ----- Não diga isso, por que o senhor enciste em dizer tais bobeiras? O senhor tem muitos anos pela frente, não vejo o porque de tal pressa. – o repreendo.

       ----- Você tem razão, minha filha! Eu te trouxe algo. – ele pega uma pequena caixa em seu bolso, abrindo-a e me mostrando um colar com uma pequena pedra azul. – Azul para dar sorte.

       Meu pai vem até mim e coloca o colar em meu pescoço. Era tão delicado e lindo.

       ----- Obrigada pai! – o abraço.

       ----- Precisamos ir, tem um homem a sua espera, querida! E vamos combinar, que homem bonito. – damos uma gargalhada juntos.

       Pego meu buquê e dou meu braço ao meu pai, logo saímos juntos dele e fomos em direção ao jardim. A cerimonialista permanecia por onde eu andava, para que nada desse errado.

        Assim que colocamos nossos pés no jardim, a marcha nupcial começou a tocar. Fomos então em direção ao tapete branco posto sobre a grama e assim que chegamos lá, vejo Jackson à minha espera. 

        Ele sorria, o que me fazia sorrir também porém corada ao ver que havia alguns fotógrafos no local. 

        Assim que chegamos ao altar, meu pai se despediu com um beijo em minha testa e um aperto de mão em Jackson. E então foi a vez de Jackson me ter em suas mãos.

        Mas antes disso, a rosa que estava em suas mãos, ele colocou em meio as flores em meu buquê. “Para você!” ele me disse sorrindo. Precisava me lembrar de retirá-la antes de jogar o buquê.

         ***

          A cerimônia seguiu bem e estava na hora dos votos. Jackson falaria primeiro, pois já estava preparado.

          ----- (S/N), você é a melhor pessoa que já conheci em toda a minha vida. A única pessoa que mesmo me conhecendo a tão pouco tempo, me ajudou em minhas dificuldades, me compreendeu e me aconselhou. A única pessoa que realmente me aguentou. E eu te amo, não só por isso, mas por tudo em você. Pela sua beleza exterior e interior. Espero que tenha dormido bem estes últimos anos, porque não dormirás bem por algum tempo. – ele sorri, assim como todos no local.

          ----- Jackson, eu te amo justamente por esse seu jeitinho divertido de ser, pelo seu caráter, pela sua integridade. Você é o único homem o qual me respeitou de verdade, o qual me mostrou que me amava e que sempre estaria ao meu lado. Você me acolheu junto a sua família maravilhosa, que agora em diante será a minha também e eu tenho muito o que agradecer a vocês. Eu te amo e espero que eu possa lhe fazer muito feliz. – sorrio.

         E depois de falarmos os tão esperados sim, trocarmos as alianças, enfim ouvi o que eu queria tanto ouvir.

         ----- Eu vós declaro marido e mulher. Pode beijar a noiva. 

        Jackson mais que depressa me puxou pela cintura e me beijou, não foi nada intenso, mas os convidados adorarão.

        

         Atualmente...

        Enquanto relembrava a cerimônia, a costureira retirava minhas medidas, já que o vestido teria que ser ajustado.

        Minha sogra estava sentada lendo uma revista com HaoHao ao seu lado. Meu celular tocou e assim que o peguei, vi “mamãe” na tela. Atendi imediatamente.

        ----- Mãe! – digo feliz.

        ----- Filha! Como está? – ela não parecia tão empolgada.

        ----- Estou bem mãe e a senhora? O papai, onde está? 

        ----- Sobre isso que queria falar.

       

        

        

       

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...