História Três loucas e três traficantes - Capítulo 4


Escrita por:

Visualizações 14
Palavras 1.247
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Ficção Adolescente, Lemon, Violência
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem

Capítulo 4 - Chapter two


Visão:Íris

                      8:10

Fazia mais ou menos 10 minutos que a Joana e a Rafaela estavam a chorar abraçadas àquelas garotas e quando eu ia dizer algo brota um ser do meu lado e do Cellbit me fazendo assustar.

A: OIIII CELLBITOS, o que houve aqui - gritou um garoto alto, meio gordinho, e aí meu deus... Ele usa óculos... Ele fica tão fofo de óculos

C: Oi Alan... É que elas descubriram as irmãs que nunca tinham conhecido - fala fazendo o tal de Alan ficar com uma cara fofinha.

Do nada brota 2 garotas... As duas são baixinhas.

C & B: Oi galera o que está acontecendo aqui? - perguntam as duas garotas ao mesmo tempo

A: O-oi B-bibi - fala meio corado e gaguejando

B: Oi Alan - ela acena para ele

C: Aaaah Bibiiii para de flertar com o Alan - fala com um pouco de raiva

B: Oi não te tinha visto... Qual seu nome?- ela fala olhando para mim

Í: Meu nome é Íris Correia

B: Prazer meu nome é Bianca Tattoo Marques mas podes me tratar por Bibi e o dela é Jennifer Angelina mas podes a tratar por Coelha - fala sorrindo

C: Oiii... Mas o que se está a passar aqui?- pergunta olhando para mim

Í: Elas... - eu ia falar até o Rafael me interromper

C: Elas encontraram as irmãs que nunca tinham conhecido - fala e eu olho

Quando vou falar com a Rafaela o Felps aparece no meio que começa a falar com ela algo que eu não dei importância.

visão: Felps

Depois de eu ter aparecido ouvimos alguém chamar a Anna que sai correndo e adivinha quem era... Maycon, cara eu tenho muita saudades desse babaca. Eles vêm até nós.

M: Eai galera, pra quem não me conhece eu sou o Maycon - ele se curva como se estivesse sei lá onde.

R: Prazer meu nome é Rafaela o dela é Joana e da garota que está atrás do Felps é a Íris - diz meio sem graça e acenando.

C: Gente nós estamos atrasados - eu olho o relógio e vejo que marca 8:25

Começamos todos a correr até chegarmos na sala e a professora não estava lá.

visão: Bibi

                        10:00

Já passaram duas aulas muito secantes até eu me lembrar que havia uma nova boate na cidade e decidi ir falar com as garotas.

B: Galera que tal a gente ir hoje numa boate que abriu?- perguntei fazendo todas olha para mim

C: Boa ideia mas é melhor chamarmos os garotos - todas concordaram com a Coelha

B: Então nos encontramos na frente da boate às 21:30 - ao dizer isso todas acentiram e fomos para mais uma aula chata.

visão:Rafaela

                        20:40

Eu já estava pronta para sair de casa sem elas por demorarem muito até a Joana e a Íris aparecerem. CARALHO QUE LINDAS... Fiquei de boca aberta quando elas decheram. Eu não estava tão bonita como elas... Eu estava com uma blusa cumprida um short jeans claro uma camisa amarrada à cintura e uns tênis da Vans. Já elas as duas estavam com uns vestidos um pouco acima do joelho. A Joana estava com um vestido azul um salto branco é uma bolsa pequena. E a Íris estava com um vestido também azul com um salto azul um pouco mais escuro que o vestido. Já a make de nós as três estava básica, rímel e corretor.

R: Eu já ia sair sem vocês - digo indo em direção à garagem e entrando no carro.

*alguns minutos depois*

Demoramos pelo menos 20 minutos para chegar e quando fomos ter com nossos amigos só faltava a Bibi e a Coelha. Estavam todos muito arranjados.

*alguns minutos depois*

Passou se meia hora e as meninas chegaram e outros garotos chegaram com elas.

B: Galera, este é o Thiago mais conhecido como calango, o Tarik mais conhecido como Pac e o Mikhael mais conhecido como Mike. - quando olho para os lados vejo Joana e Íris quase babando em cima deles que me fez rir delas.

J: Do que estás a rir? - perguntou fechando a boca

R: Da tua cara e da Íris - disse apontando para a Íris que fez a Joana rir e ficaram todos a olhar por causa do riso escandaloso que eu tanto amo dela.

*algum tempo depois...*

Estava tudo a correr bem até o calango me chamar ao seu escritório. Subi até ao segundo andar onde ficava a zona VIP e fui em direção ao Felps.

F: Rafa? O que cê faiz aqui? - pergunta meio indignado por ver uma mulher na zona VIP sem ser as prostitutas

R: É... Disseram que o Calango me chamou no seu escritório e eu não sei onde fica - ele se levanta e me leva até uma porta.

F: É aqui - diz sorrindo

R: Obrigada - disse entrando sem bater

C: Caralho não sabes bater na por... Oi Rafa ainda bem que apareceste, senta te - disse apontando para a cadeira na frente dele.

Ficamos conversando por um bom tempo até eu me sentir mal disposta e crer ir embora... Quando eu ia sair ele me prende na parede.

C: Onde cê vai? - pergunta irónico

R: Eu estou a ficar meio tonta - falo olhando para ele

C: Mas antes de ir quero uma coisa - fala aproximando se de mim

R: O que? - falo encostando o resto do corpo na parede

C: Isto - fala me beijando em seguida

O beijo foi interrompido pela falta de ar e alguém batendo na porta.

C: Não fala para ninguém o que aconteceu aqui se não a tua famílias já era - ele está me ameaçando? Ele pensa que é quem (A: Porra ele é um traficante... Ah pois é tu não sabes isso)

R: Se tu soubesses algo sobre mim saberias que eu não tenho família - falo já lacrimejando e fazendo ele olhar para mim

C: Eu... Não sabia...

R: Ninguém sabe a não ser meus amigos - falo chorando e saindo de lá a correr por lembrar de tudo o que aconteceu.

Passei pelas garotas que vieram atrás de mim e eu simplesmente ignorei e fui me embora.

visão: Íris

Depois de ter visto a Rafaela sair a chorar fui falar com o Felps que também veio atrás.

Í: O que aconteceu com ela Felps - falo irritada

F: Eu só sei que ela discutiu com o Calango e saiu de lá a chorar - fala abaixando a cabeça.

J: O QUE ELE FEZ - grita fazendo todos olharem

F: Eu... NÃO SEI... Eu só entendi ele dizendo que se ela contasse o que tinha acontecido lá dentro matava a família dela. - Falou cabisbaixo

Í: Ele não sabia que ela não tinha família pois não?

C: Não eu não sabia - fala surgindo na porta da boate cabisbaixo

J: TU SABES O QUE ACABASTE DE FAZER - grita ainda mais alto - ELA SAIU SOZINHA CHORANDO

Í: Joana calma - falo fazendo ela parar de gritar - não vai adiantar estar a culpar ele.

visão: Joana

*30 minutos depois*

Chegamos em casa agradecemos a carona ao Mike que quis entrar e saber como estava a Rafaela... Fomos em direção ao quarto dela e só ouvíamos um choro, tentamos abrir a porta e estava trancada.

Visão: Rafaela

                      10:30

Passou se já 2 dias desde o ocorrido e hoje era o aniversário da Íris e era dia 17 de Maio de 2016 e eu ainda não tinha saído do meu quarto por nada nem para ir dar os parabéns à Íris. Eu andava a receber mensagens algumas pedindo desculpa e algumas até me ameaçavam e sempre a mesma pessoa com as Iniciais T.E. e até agr não sei quem é. Recebo outra mensagem dele até que...


Notas Finais


Demorou mais por que quando eu ia postar apagou se tudo e então tive de recomeçar do início


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...