1. Spirit Fanfics >
  2. Três malucos e um bebê >
  3. Chuva!

História Três malucos e um bebê - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - Chuva!


POV Blás

Draco mandou uma mensagem avisando que iria levar Granger pra casa,Weasley avisou a mãe e depois voltou,Theo e ela ficaram de cochichos ate os dois decidiram dar uma volta com Rose por ai,eles apartaram me deixando sozinho no covil dos Weasley.

—Sozinho? –Lovegood perguntou

—Pois é me abandonaram –Fiz drama e ela riu

—Vamos –Ela pegou minha mão e me fez levantar

—Pra onde?

—Pra minha casa,tenho que arrumar umas coisas La e não vou te deixa sozinho aqui.

Do jeito que ela me encarava não dava pra dizer não,ela viu que tinha vencido e sorriu,depois de nós despedimos de todos Lovegood segurou forte minha mão e apartou,quando abri os olhos estava em frente a chalé de dois andares,o lugar era repleto dos mais diversos tipos de flores,colorindo a frente da casa,havia dois aros como um pequeno campo de quadribol,a casa era uma perfeita mistura de Lovegood e Weasley.Ela me puxou pra dentro da casa,e eu quase engasguei com a quantidade de gatos que tinha ali,de vários tamanhos,cores,e raças.

—Merlin –Observei os gatos se esfregando em mim e nela –Quantos gatos você tem?

—Dez –Ela respondeu

—Você tem dez gatos?Por que diabos você tem dez gatos?Isso é permitido por lei? –Exclamei assustado

—Ginny e eu amamos gatos ou qualquer tipo de bicho –Ela riu –Fica a vontade,eu tenho que alimentar esses bichinhos..

—Quer ajuda?                                             

—Não precisa –Ela sumiu numa porta e todos os gatos a seguiram

Observei os livros nas estantes,a maioria era sobre animais ou plantas,tinha sobre quadribol,passei a observar as fotos,tinha umas dos tempos de escola outras dela e das outras já adultas.

—Essa é minha favorita –Lovegood apareceu ao meu lado e apontou pra uma que ela e as outras duas estavam sentadas de costas pro lago negro,dava pra ver os tentáculos da lula gigante no fundo,o castelo ao lado,as três sorrindo feliz –Foi nosso ultimo ano La..

—Sinto falta de La –Comentei

—Eu também –Lovegood concordou –Quer dar uma volta?

Ela nem esperou eu responder e já estava me puxando pra fora da casa,me levando pra um pequeno rancho ao lado,havia três cavalos:Um totalmente branco de olhos azuis cristalinos,um todo negro que dependendo da luz parecia azul escuro e um marrom.

—Essa é mona –Lovegood apontou pra o branco,que não era um cavalo e sim uma égua -É a minha menina,essa é a tempestade –O preto azulado -É da Gina,e por ultima a Cleópatra  e é da Hermione.  

—Todas éguas –Observei

—Vamos montar? –Lovegood perguntou

—O que?Eu montar nisso ai?Nem morto –Neguei

Lovegood começou então a piscar os enormes olhos azuis e a fazer um biquinho,ela tinha feito a mesma coisa no shopping pra me convencer a deixa ela comprar uma águia a Rose,eu tentei parecer firme mais não dava,não com ela me olhando daquele jeito.

—Luna eu nunca montei antes... –Parei de fala ao ver o sorriso dela –O que?

—Você me chamou de Luna –Ela respondeu risonha

—É ah..

—Vem Blás eu te ensino a montar –Ela saltitou ate mona e a tirou do cercado,a preparou e me encarou divertida –É fácil,você vai montar comigo ate perder esse medo..

—Eu não to com medo!

—Claro que não –Ela riu e montou –Vamos La Blás,Mona não morde!

Com dificuldade eu montei com ela,instintivamente passei meus braços ao redor do seu tronco.

—Pronto?

—Não!

Ela riu e cutucou Mona,que começou a trotar devagar ate que começou a acelerar,era como voar numa vassoura só que montado numa égua,comecei a relaxar enquanto Luna guiava nosso passeio..Nosso passeio,credo isso era a coisa mais maluca que eu já pensei..Nunca passou pela minha cabeça fazer um passeio com a Luna Lovegood!Vi que passeávamos ao redor da propriedade,que era bem grande por sinal.Ela parou numa colina e nós desmontamos de Mona que sentou na grama descansando,nós fizemos o mesmo.Dava pra ver a casa dela,uma sombra ao longe que eu apostava ser a casa dos Weasley,um lago e varias arvores.

Luna deitou na grama e ficou observando o céu,fiz o mesmo,ficamos observando em total silencio ate que ela riu do nada.

—O..

—Olha lá –Ela apontou pro céu

Eu não tinha visto nada demais ate que senti os dedos leves dela fazendo pressão no meu queixo pra eu olhar mais pro lado,vi uma nuvem que parecia um..

—hipogrifo –Comentei em voz alta

—Sim parece mesmo –Luna concordou –E aquela parece a professora Trelawney.

Ficamos La por sei La minutos?Horas?Nenhum de nós se importava apenas gostávamos da companhia um do outro,observando as nuvens atrás de formas conhecidas.Quando o tempo começou a fechar nós levantamos,Luna montou em Mona e eu também dessa vez segurando sem medo nela,voltamos pra casa dela no exato comemento que começava a chover,não uma simples chuva e sim parecia que o céu iria desabar!Luna sorriu arteira e correu pra fora,observei estático ela girando no meio da chuva com os braços apertos e olhando pra cima.

—Vem Blás!

—Ta maluca?Já chovendo..

—Por isso mesmo,vem!

Não sei por que diabos decidir ate La mais quando dei por mim já estava completamente encharcado olhando uma Luna saltitando na minha frente.O vestido dela estava completamente colado ao corpo assim como as longas mexas loiras,ela tinha um sorriso genuíno e alegre estampado no rosto.

—Abra os braços e olhe pra cima –Luna me instruiu

Muito a contra gosto obedeci,afinal como era o ditado “Já esta na chuva se molhe por completo”?Era algo parecido,olhei pra cima mais volta e meia fechava os olhos,era refrescante senti a chuva te molhando,era como se eu estivesse lavando todos os meus pecados.

—Isso é bom –murmurei

—Com certeza é –A loira a minha frente concordou

Por impulso passei os braços ao redor da sua cintura,ela ofegou surpresa mais retribuiu o abraço,a ergui do chão com facilidade,ao ouvir a risada dela foi como se finalmente eu tivesse completo,a rodopiei e o riso dela se misturou com o meu,estávamos rindo por tudo e por nada,estávamos na chuva por que sim e estávamos irritantemente alegres,por que?Por que sim!

—Vamos maluquinha antes que peguemos um resfriado –Ela reclamou então eu simplesmente a joguei sobre o ombro e a carreguei pra dentro.

—Tava tão legal –Ela murmurou com um biquinho olhando pra fora

—Vamos ficar doente isso sim –Respondi e conjurei umas toalhas,Luna ainda olhava La pra fora como se cogitasse a hipótese de voltar pra La –E não vai voltar!

—Blás –Ela exclamou chateada

—Não vai ficar doente Luna –Respondi e coloquei a toalha ao redor do seu ombro

—Eu to bem –Ela afirmou rindo –Foi divertido..

—Foi, mas ainda...

Ela não me ouviu e correu pra porta,como foi jogador do time da Sonserina meus reflexos eram ótimos,corri ate ela e a puxei pra trás antes que ela alcançasse a porta,passei os dois braços pela sua cintura.

—Nada disso!

—Só mais um pouquinho –Ela pediu olhando pra mim

—Nada disso,vai tomar um banho..

—Não –Ela respondeu

Que mulher teimosa,a virei pra mim e a joguei no ombro de novo,subi as escadas.

—Qual é o seu quarto? –Perguntei

—Não vou te contar –ela respondeu

Dava pra ouvir ela rindo internamente,balancei a cabeça e abri a primeira porta que era um escritório,o segundo o que parecia uma zona,com certeza o quarto da Weasley,o terceiro parecia  um quarto quase inutilizado,na quarta porta achei  o quarto dela,era pintado de um azul claro e tinha vários desenhos de borboletas na parede,a coloquei no chão.

—Agora entre naquele banheiro e tome um banho,e se reclamar eu mesmo faço isso!

—Chato –Ela resmungou

—O que disse? –Perguntei

—Nada –Ela respondeu e se trancou no banheiro,desci as escadas e acendi a lareira,os gatos magicamente tinham sumidos voltei por andar de cima e entrei no quarto de Luna,dava pra ouvir ela cantando no chuveiro,fechei a janela pra que o vento frio não entrasse.

—Você também tem que tomar um banho –A voz de Luna me fez pular –Desculpa se te assustei!

—Não tudo bem..

—Vai tomar banho –Ela mandou e apontou pro banheiro com uma mão enquanto com a outra prendia a toalha junto ao corpo,juro que tentei não ficar imaginando que ela estava completamente nua só tendo aquela toalha branca a protegendo.. –Blás pro banho!

—Chata!

—O que disse? –Ela perguntou

—nada –Respondi e entrei no banheiro que cheirava a baunilha

—Vou pegar umas roupas pra você –Ouvi ela dizer

Tomei um rápido banho quente,olhei pra minha roupa molhada e optei pela toalha,a enrolei ao redor do quadril e sai do banheiro,Luna estava sentada na cama já vestida e escovava o cabelo,ela olhou pra mim e depois desviou os olhos constrangida.

—To –Ela me entregou uma muda de roupa –Era de Harry e Neville deve servir em você..

Olhei pras roupas com a testa franzida,roupas de grifinórios..

—Não reclame,não pode andar só de toalha.. –Ela parou de fala e ficou ainda mais envergonhada,lhe dei meu melhor sorriso e peguei as roupas,ela quase correu pra fora do quarto.

Me vesti,arrr,muito contra gosto e desci,Luna estava esticada no sofá mais sentou ao me ver,sentei ao seu lado só que na outra ponta e puxei seus pés pro meu colo,ela me encarou surpresa e depois divertida quando comecei a massagea-los.

—Suas mãos são quentes –Ela murmurou

—Eu sou quente baby –Respondi

Ela me encarou e depois riu,lhe dei um sorriso charmoso.

—Gina tem um nome pra esse sorriso –Ela comentou

—Que nome?

—Arranca calcinha!

Não aguentei e tive que rir,Luna me acompanhou.Quando passei os dedos levemente por baixo do pé dela ela os puxou,os puxeis de volta e quando repeti o gesto ela tentou os puxar de volta.

—Não me diga que tem cócegas –Comentei

—Claro que não tenho –Ela negou rápido demais

Ataquei os pés dela e ela tentava inutilmente se soltar,a risada dela ecoou pelo local.

—Para!

—não!

—Para!

—Não!

—Por favor!

—Repita:Por favor Blásio Zabini,o ser mais fantástico da face da terra e com o melhor sorriso arranca calcinha que eu já conheci,eu lhe imploro misericórdia!

— Por... favor Blásio... Zabini,o ser... mais fantástico... da face... da terra... e com.. o melhor ...sorriso arranca... calcinha que... eu já conheci,eu lhe... imploro misericórdia!

 Ela falou devagar e eu parei,ela puxou os pés pra longe de mim me encarando e depois mostrou a língua.

—você me mostrou a língua? –Perguntei fingindo irritação

—Mostrei –ela respondeu malcriada

—Eu vou te ensinar a não mostrar a língua pra mim..

Eu ia ataca-la com cócegas mais dessa vez ela foi mais rápido,pulou do sofá pra longe de mim,fui atrás dela e começamos a correr pela casa,ela ia se trancas no quarto quando eu a prendi por trás.

—Fugindo?Que coisa feia!

Ela riu e tentou escapar de mim,a prensei ainda mais contra mim,ela tentou empurrar minhas mãos pra longe mas acabou desistindo ao ver que não tinha forças suficientes.

—Me larga –Ela pediu

—Pede clemência..

—Não!

— Pede clemência!

—Não!

—Vamos La luninha –pedi e ela negou –Vai ser do jeito difícil então!

A joguei nas costas (De novo) e a levei pra cama,ela tentou se arrastar pra longe de mim mais eu coloquei as mãos na sua cintura  e a puxei pra perto de mim,comecei a ataca-la de cócegas de novo,ela ria e esperneava pra mim soltá-la,obvio que eu não sou um cara legal a ponto de fazer isso!

—Peça –Mandei

—Nunca!

—Peça!

Lagrimas escorriam pelo seu rosto e ela se negava a me pedir clemência.

—Estamos atrapalhando? –Ouvi a voz de Theo vindo da porta

Soltei Luna e me virei,Theo,Weasley e a pequena Rose olhavam pra nós,os dois “adultos” sorriam como se tivessem nós pego transando..

—Esse ogro me atacou –Luna me mostrou a língua de novo

—Malcriada –Rebati

—Ah Blás eu vou dormir aqui com a Rose pois o Draco ta dormindo agarradinho com a Granger e como não queremos atrapalhar eles –Theo olhou para a Weasley e ambos trocaram sorrisos maliciosos

—Eu também vou ate que a loira peça clemência –Sorriu pra Luna que me encarou em choque

—Nuca –Ela era teimosa

—Vamos ver quem vence então!

—Que vença o melhor –ela rebateu

Ficamos nos encarando,ouvi os dois na porta rindo e depois a porta se fechando.Eu estava disposto a fazê-la pedir clemência..e ela parecia disposta a não pedir. Que os jogos comecem!  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...