1. Spirit Fanfics >
  2. Três malucos e um bebê >
  3. Beija ou não beija

História Três malucos e um bebê - Capítulo 32


Escrita por:


Capítulo 32 - Beija ou não beija


Pov Hermione

Suspirei pela milésima vez naquele dia,ou seria melhor dizer,naquele momento.Eu estava no meu trabalho mais só pensava  em Draco Malfoy e no que quase aconteceu na cozinha da casa dele dois dias atrás.Céus,eu quase o beijei.Merlin isso me torturava,eu quase beijei Draco Malfoy!

Desde o que aconteceu eu o evito,não é muito possível pois eu vivo com Rose e consequentemente vivo vendo o pai dela,o maldito Draco Malfoy.Ele já deve ter reparado que estou lhe evitando pois nunca fico sozinha no mesmo ambiente que ele,não olho ele nos olhos nunca (para não cair em tentação) e só falo o essencial.

Uma batida na porta me assustou,me sentei ereta na cadeira e concedi a entrada da pessoa.Meu primeiro pensamento foi:Ferrou.Parado na porta tão sem jeito quando eu estava,Draco Malfoy se encontrava.Ele estava usando um terno cinza,o que era um assombro já que ele sempre usava preto,mais estava tão lindo quanto seria com um terno preto.O cabelo estava bagunçado,outra coisa que sempre estava,ele tinha uma expressão seria.

—Malfoy –Murmurei me mexendo na cadeira,minha sala de repente se tornou muito pequena

—Granger,temos que conversar –Ele exclamou e entrou na minha sala,percebi que ele tinha algo nas costas pois tinha uma mão escondida atrás dela e não se virou para fechar a porta,ele a fechou de frente para mim

—Temos? –Perguntei baixinho torcendo as mãos totalmente nervosa

Draco não respondeu apenas andou ate parar em frente a minha mesa,como estava sentada na minha cadeira tive que ergueu as cabeça para vê-lo,mais rapidamente ele se sentou a minha frente ainda com uma das mãos nas costas enquanto a outra pousou em cima da coxa quando ele cruzou uma das pernas de modo desleixado,ele parecia calmo diferente de mim que estava uma pilha de nervos.

—Granger,por que esta me evitando?

—Não estou lhe evitando! –Respondi apressadamente,Draco ergueu as sobrancelhas em deboche,suspirei e me deixei desabar também de modo desleixado na cadeira –Eu só..estou evitando certos constrangimentos.

—Que tipos de constrangimentos? –Draco perguntou cético

—Ah...é.. –Eu não conseguia achar uma boa resposta –Não queria constrangimentos pelo que aconteceu na cozinha.

—E o que exatamente aconteceu na cozinha? –Maldito seja Draco Malfoy!

—Vo-você ia me-me be-beijar – Gaguejei vermelha feito um morango

—Eu ia? –Draco perguntou sorrindo debochado

E agora?E se ele não ia me beijar e eu que interpretei tudo errado?Eu agi feito uma idiota,nesse caso então!

—Não ia? –Perguntei surpresa

—Ia –Draco confessou sorrindo,o sorriso antes debochado agora era malicioso

Não falamos nada,o que se falaria numa situação assim?Obrigada por querer me beijar?Ou,que pena que não me beijou.Melhor,que tal me beijar agora?

—Vamos ser francos Granger –Draco pediu –Eu ia te beijar,sim eu queria então não faça essa cara de espanto!Você é uma mulher incrível,tanto por dentro quanto por fora,eu queria beija-la e lamento não ter conseguido.

A sinceridade me deixou desconcentrada.Ele ia me beijar!Isso é insano!Draco Malfoy ia me beijar!

—Agora sua vez –Draco jogou a bola para mim

—Tudo bem... Eu estou lhe evitando, pois não consigo olhar  para você sem pensar no que quase aconteceu na cozinha,não consigo dormir a noite imaginando o que aconteceria se você tivesse me beijado,não consigo parar de pensar nisso..

Parei de falar e não olhei para Draco,tinha medo do que aqueles olhos cinzas podiam me mostrar,ouvi ele se levantar e quase resmunguei lamentações quando pensei que ele iria embora,porém para minha surpresa ele veio para trás da minha mesa,me fez levantar e sentar na mesa enquanto se postava entre as minhas pernas.        

—Por que não descobrimos? –Ele perguntou e imediatamente meu coração disparou

Draco intercalava olhares entre minha boca e meus olhos,parecia que assim como eu ele também estava dividido entre beijar ou não beijar.

—O que tem atrás das costas? –Perguntei nervosa 

Draco sorriu e tirou a mão de trás das costas,fiquei olhando para aquela rosa vermelha como uma boba,ele me estendeu a mesma e quando peguei no caule da flor ele soltou apenas para segurar o meu pulso,ele o puxou para trás dele fazendo eu me inclinar para frente,para perto dele.Novamente aquela guerra interna,boca,olhos,desejo.Mordi o lábio inferior,eu queria,ele queria,a pergunta era:Por que não nos beijamos logo?A resposta:éramos Draco Malfoy e Hermione Granger,nada era simples para nos,éramos complicados e o que para uns era um simples beijo para nos era jogar tudo (passado,sangue e orgulho) para o alto.

—Draco.. –Sussurrei quebrando o silencio

—Sim?

Vamos Hermione!Mostre por que você era uma Grifinória,honre sua casa mostrando sua coragem!

—Por que não me beija? –Sussurrei tão baixo que quase nem eu ouvi

Draco me encarou num longo silencio,longo ate demais,lentamente ele soltou o meu pulso porém eu ainda continuei  inclinada na sua direção,agora que tomei coragem para perguntar eu não ia voltar atrás,com as mãos livres ele colocou as mesmas na minha cintura dando um leve aperto,uma onda de choque percorreu todo o meu corpo,trazendo a ansiedade.Depois de firmar suas mãos na minha cintura ele trouxe o seu rosto para perto do meu,lentamente,seus olhos não deixavam os meus,cada vez mais perto,nossos halitos se misturavam,o halito dele era frio.Faltava milímetros de distancia entre nós,minhas mãos por vontade própria se encontravam apoiadas no seus ombros.

O tão esperando beijo não aconteceu,pois quando estávamos quase lá,algum infeliz bater na porta e entrou sem dar tempo de eu e Draco nos afastarmos.

—Hermione,você.. –Harry deixou a frase morrer quando nos viu –Oh..me desculpe interromper.

Numa outra ocasião eu teria dito:Não,tudo bem Harry.Você não atrapalhou nada...Porém essa não era a ocasião,eu estava frustrada demais para responder meu amigo,pelo canto do olho podia ver que Draco fuzilava Harry.O silencio se instalou e foi ate constrangedor,pois nenhum de nós se mexeu,eu continuava sentada na mesa inclinada na direção de Draco mais apenas olhando para Harry,meu amigo parecia extremamente confuso como se não entende-se a situação e como minhas mãos continuavam nos ombros de Draco podia perceber o quão tenso ele estava. 

—Potter –A voz fria de Draco ecoou pelo local –Será que você pode se tocar e dar o fora?

Ele falou exatamente o que eu queria,claro que com mais arrogância e frieza do que eu usaria.

—Tudo bem –Harry concordou e foi recuando ate sair –Eu vou..

Draco apontou a varinha para a porta e a fechou na cara do meu amigo,eu teria brigado com ele em outros momentos mais a única coisa que eu pensava agora era que estava novamente sozinha com Draco.Lentamente voltei o rosto na direção de Draco,ele me fitava com tanto intensidade que quase recuei.

—Granger,eu vou te beijar agora! –Não foi um pedido,foi um aviso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...