1. Spirit Fanfics >
  2. Três malucos e um bebê >
  3. Oasis

História Três malucos e um bebê - Capítulo 56


Escrita por:


Capítulo 56 - Oasis


Assim que tudo parou de girar,as cores se fixaram,e eu senti o enjoo passar,abri meus olhos e reconheci de primeira onde estávamos.  Na praia deserta.Aquela em que Draco me trouxe depois que briguei com Rony,na minha sala no ministério.

—Bem-vinda a Willow –Draco apontou para algo atrás de mim e eu me virei

Havia uma bela casa ali,algo que eu não tinha notado da primeira vez.Draco me guiou para dentro do lugar,que era belíssimo. Draco levou Rose na direção de um quarto enquanto eu fui para a suíte,que era grande,havia uma cama espaçosa com cortinas finas presas a cada pé,um sofá,um deck  de madeira com uma hidromassagem  e uma bela vista  da praia.

—Bonito,não é? –Draco perguntou se aproximando de mim e me abraçando por trás

—Eu não tinha reparado que havia uma casa,daquela vez que viemos aqui –Comentei

—Estava tão chateada por causa do cabeça de cenoura que não reparou em muita coisa.

Em outro tempo,um bem longe,eu teria dito para Draco não falar assim.Mais hoje eu só ri e concordei.

—Cansada? –Draco perguntou massageando meus ombros

—Um pouco –Murmurei

—Tome um banho e descanse,teremos a semana toda para aproveitar esse lugar.

Eu concordei,peguei na mala um conjunto de lingerie e uma camisola e entrei no banheiro,que era tão luxuoso quanto o quarto,e tomei um banho quente longo e relaxante.Quando voltei,Draco já estava deitado na cama,deitei ao seu lado usando seu tórax como travesseiro.

—E Rose? –Perguntei

—Dormindo no quarto ao lado –Draco respondeu      

Ficamos em silencio,ouvindo apenas o barulho do mar do lado de fora.

—Vamos ficar bem –Ele murmurou beijando minha testa e meu me aninhei ainda mais nele até pegar no sono

[...]

Acordei com uma intensa claridade,resmunguei e me virei na cama lamentando por não ter fechado a cortina.Então o sono foi se dissipando e eu lembrei que não estava em casa,me sentei na cama notando que do lado de fora o sol já estava no alto,estava um belo dia.Me espreguicei e pulei da cama,fiz minha higiene e sai do quarto.Passei no quarto de Rose,notando que ela não estava no berço, desci as escadas e soltei um suspiro de alivio ao ver Draco sentado do lado de fora da casa com Rose nos braços.Abri a porta de vidro e sai,indo até eles.

—Bom dia –Murmurei beijando Draco brevemente e depois dando um beijo na testa de Rose

—Bom dia –Ele respondeu colocando Rose só um braço e deixando que eu sentasse nas suas pernas

—Ela já esta há muito tempo acordada? –Perguntei

—Há uma hora,mais ou menos –Draco respondeu –O papai cuidou dela,não é?

Rose sorriu como se disse-se que sim.Confesso que estava ansiosa para ouvi-la falar.Qual seria sua primeira palavra?

—O que vamos fazer hoje? –Perguntei curiosa

Eram raros os momentos em que eu pegava folga ou férias,e quando fazia,passava grande parte do tempo lendo ou estudando novos casos do trabalho.

—Primeiro,vamos tomar um belo café da manhã –Draco respondeu

Nos três entramos na casa,e eu notei a mesa já recheada de comida.O café da manhã ocorreu com tranquilidade,como se transmitisse o lugar.Sentamos na areia,esperando poder entrar no água.

—Como acha que estão às coisas lá fora? –Perguntei

—Não se preocupe,amor –Draco pediu rindo –O mundo bruxo não esta ruindo por que Hermione Granger tirou umas férias.

—Idiota –Empurrei de leve seu ombro,cuidando para não acertar Rose que estava sentada entre nós

—Você precisa relaxar –Draco me incentivou –Férias são feitas para isso,esqueça o mundo lá fora.

Soltei um suspiro de concordância.Depois de esperar a digestão da minha comida,me levantei e tirei a saída de praia que eu usava,eu estava de costas para Draco mais ainda sim sentia seus olhos sobre mim;

—Perdeu algo,Malfoy? –Provoquei me virando na sua direção

—Na verdade,acho que achei o paraíso – O olhar dele percorreu meu corpo outra vez e sorriu cafajeste

—Vamos entrar na água ou não? –Perguntei constrangida

Draco assentiu e se levantou,tirando a camisa ficando apenas de bermuda,ele pegou Rose –que já usava um maio fofinho –e caminhamos na direção da água.Agradeci pela mesma não estar fria,ela estava no ponto certo.O água era tão cristalina que permitíamos que víssemos tudo abaixo dela.Rose soltou um riso contente enquanto Draco a segurava sobre a água,mantendo apenas suas pernas dentro.

—Acho que ela gosta daqui –Comentei me aproximando deles

—Depois que a guerra acabou,minha mãe e eu viemos para cá –Draco contou me surpreendendo –Isso é como um..Oasis.Não havia horas ou dias,ficamos aqui sem contato com as coisas ruins do lado de fora.Até que precisamos voltar e encarar tudo.

—Depois que a guerra acabou,eu também queria poder ter um lugar assim onde me refugiar –Comentei olhando tudo em volta –Apenas para ter certeza de que o mundo não estava tão ruim quando parecia.

—Muita coisa boa aconteceu desde então –O loiro beijou a filha e depois me beijou

—Algumas –Concordei

Ficamos um bom tempo na água,apenas deixando que a mesma nos molhasse e lava-se nossas preocupações. Depois de um tempo,levei Rose para a areia novamente,sequei ela e deixei que ela brincasse na areia enquanto eu a supervisionava.Draco estava no mar,mergulhando,e no instante que ele saiu da água parecia em câmera lenta.O corpo sarrado,cheio de gotinhas d’água escorrendo,ele passou a mão pelo cabelo e sorriu na minha direção;

—Perdeu algo,Granger? –Draco perguntou maroto

—Na verdade,acho que achei o paraíso – Respondi a mesma coisa que ele antes

Draco sorriu e aproveitou que eu estava deitada sobre a toalha na areia,debruçou-se  sobre mim voltando a me molhar.

—Talvez você devesse aproveitar esse paraíso –O loiro me provocou colocando as mãos geladas e molhadas na minha cintura e depois descendo-as até minhas coxas

—Uma proposta tentadora –Murmurei –Mais temos companhia,lembra?

Draco olhou para a filha,que continuava distraída com a areia,e depois voltou sua atenção em mim.Ele sorriu cretino e fechou a distancia entre nossos lábios,devorando a minha boca com a sua.Draco era habilidoso,ele sabia o que fazer e como fazer! Só quebramos o beijo quando ouvimos a risada de Rose,ela nos encarava de forma divertida –e eu agradeci por ela ser pequenina demais para lembrar ou saber o que estávamos fazendo –empurrei Draco de cima de mim e peguei ela no colo,a ajeitando entre ele e eu.

—Acho que o paraíso vai ter que esperar um pouco –Eu comentei e ele concordou



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...