História Três passos para a verdade - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Martina Stoessel, Personagens Originais
Tags Suspense
Visualizações 15
Palavras 1.458
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oooi amores, eu ja falei que tô amando os comentários de vocês? Se não, tô falando agora. Se já. Tô falando de novo! Kkkkk tô AMANDOOO.
Enfim: boa leitura!

Capítulo 4 - Eu sou o cara bonzinho...


Fanfic / Fanfiction Três passos para a verdade - Capítulo 4 - Eu sou o cara bonzinho...

Pov's Madelaine

Fui pra casa com o coração na mão, eu não estava conseguindo acreditar no que tinha visto naquelas gravações.

Então segui tentando ligar as peças do quebra-cabeça enquanto as palavras escritas nos corpos das crianças rodavam em minha cabeça

Madelaine: (entro em casa) Cheguei...

Richard: (vou até ela) 4 da manhã? Bateu o recorde, ao menos meus métodos estão servindo...

Madelaine: oque? Quais métodos? (Arqueio a sobrancelha)

Richard: eu disse “métodos"?, Eu quis dizer: orações...

Madelaine: Hum... (Olho desconfiada pro mesmo)

Richard: e no trabalho? Alguma novidade? Já conseguiu ligar os pontos soltos?

Madelaine: eu não te contei que tinham pontos soltos... Como sabe?

Richard: chutei ué, sou casado com uma perita criminal a 6 anos, aprendo a especular as coisas também! (Sorriu e abraço a mesma)

Madelaine: (Retribuo e sorriu) amor? Ontem. Quando aconteceu tudo aquilo na casa do prefeito, você já estava em casa né?

Richard: sim amor. (Me afasto) liguei pra você avisando que tinha largado cedo...

Madelaine: você mal trabalha, e ainda larga cedo... Como?

Richard: fazer oque né? Não precisam sempre do dono dos hotéis... Eu vou mais pra reuniões, sabe que trabalho mais em casa...

Madelaine: Tá...

Richard: você não tá desconfiando de mim, tá?

Madelaine: oque? Não. Meu Deus, Richard! Você é a última pessoa de quem eu suspeitaria, eu amo você... (Seguro delicadamente no rosto dele e sorriu)

Richard: que bom, eu também amo muito você, você não sabe o quanto! (Sorriu) vamos dormir? Aproveitar que voltou cedo...

Madelaine: não, vai indo você... Eu preciso trabalhar ainda!

Richard: ótimo, saí da delegacia pra trabalhar em casa! (Falo irônico e subo pro quarto)

Pov's Madelaine

Assim que ele foi pro quarto, fui pro meu escritório e comecei a fazer uma lista de suspeitos e de ligações das provas...

_lista de ligações_

- filho dos Winston's (Hardeeville).

- filho dos Machado.

- filho dos Roberts.

-filha dos Hunters.

-filho dos Porter.

_lista terminada_

Madelaine: aí meu Deus... Não pode ser... (Pego o celular e ligo pro Alfred)

*Ligação on*

Alfred: sim?

Madelaine: pode vir aqui?

Alfred: claro, aconteceu alguma coisa?

Madelaine: Acho que liguei os pontos... Venha agora por favor, a porta está aberta. Estou no meu escritório...

Alfred: estou indo!

*Ligação off*

_Minutos depois_

Alfred: (bato na porta do escritório dela e adentro o mesmo) oi...

Madelaine: vem, senta aqui (falo séria)

Alfred: (vou até a mesma e sento na cadeira ao lado dela) sua cara não tá nada boa... É tão sério assim?

Madelaine: eu realmente tenho haver com isso Alfred... Crianças estão morrendo por causa de mim!

Alfred: como assim?

Madelaine: Olha. (Entrego a lista de nomes pra ele)

Alfred: (pego e leio) oque os nomes dos pais das crianças tem haver?

Madelaine: analize... Esses pais, e os pais das outras crianças que ainda estão desaparecidas fizeram parte!

Alfred: como assim? Parte do que?

Madelaine: lembra quando mataram meu filho?

Alfred: lembro... Oque tem?

Madelaine: os pais de todas essas crianças ficaram contra mim! Disseram que meu filho mereceu levar os tiros e que eu mereci a dor que senti... Disseram que eu era a praga da cidade... Não se lembra?

Alfred: lembro, julgaram você por ter engravidado cedo... Eu achei aquilo tudo um exagero, considerando que hoje isso é normal. Mas, oque eu não entendi... É, oque os pais do garoto de Hardeeville tem haver com tudo isso?

Madelaine: não tem, ele foi só uma distração, criada para me tirar daqui...

Alfred: e a que conclusão chegou ao juntar os nomes dos pais das crianças?

Madelaine: Quem tá fazendo isso quer me ver atrás da grades, então usou os filhos das pessoas que me odiavam pra colocar a culpa em mim!

Alfred: mas ninguém dos seus inimigos tem acesso as unidades de prova. A menos que...

Madelaine: tenhamos alguém do lado aposto, infiltrado entre a gente...

Se a demora era que eu descobrisse...

Alfred: a polícia já está vindo pra'qui!

Madelaine: não, não... Eu ainda não conclui o caso! Não podem me levar presa assim...

Alfred: vamos continuar juntando os pontos...

Madelaine: e se a policia chegar?

Alfred: não podem te prender ainda, não até terem provas ou amostras de sangue seu, nos cadáveres...

Madelaine: menos mal...

Alfred: então, quanto as palavras escritas nos últimos corpos? O que quer dizer?

Madelaine: a qual?

Alfred: aquela: “11 crianças agora e mais 11 crianças depois... A soma dos dois números soa familiar pra você?" O que ele, ou ela... Quis dizer com isso?

Madelaine: Bom... Que eu me lembre 22 foi a... (Paro por uns minutos e arregalo os olhos ao lembrar) aí não...

Alfred: oque, oque foi?

Madelaine: Minha primera investigação, não lembra? A gangue! Tinham 22 pessoas...

Alfred: quem fez isso quer vingar alguém de lá?

Madelaine: Bom, se restou alguém da gangue e esse alguém queria vingança, provavelmente. Esse alguém foi quem matou meu filho, mas se matar meu filho já foi demais pra mim... Porque continuar? Porque matar crianças?

Alfred: vamos para outra frase... “porquê encontrar um culpado, se o culpado é você?"

Madelaine: Isso ja descubrimos... Ele quer me incriminar. As únicas pontas soltas são “farei vocês passarem pelo mesmo que passei" e o porquê da vingança continuar....

Richard: (entro na sala dela) amor?

Madelaine: (me assusto) aí Richard! Não entre assim...

Richard: foi mal... Então, eu vou precisar sair, não me espere tá?

Madelaine: Pra onde vai? A essa hora...

Richard: surgiu uma reunião.

Madelaine: as 04:50 da manhã?

Richard: você saí as duas da madrugada e eu não questiono. Aprenda a não questionar também! (Saio)

Alfred: (olho pra ela)

Madelaine: eu sei... Sei oque está pensando. E eu vou fazer, só me dá um tempo pra assimilar.

Alfred: tem que correr Mad, ainda temos 6 crianças para encontrar, fora as que temos que ficar de olho, pois na mensagem escrita no corpo, ele ameaçou que ainda tinha mais a sequestrar...

Madelaine: eu sei... Escute, vá até a delegacia, e faça a Sra. Albert dizer quem foi que a pagou... Quero detalhes! Não deixa ela fazer como o suspeito da outra cidade...

Alfred: sim senhora, e quando ao prefeito?

Madelaine: ele está limpo. Não foi ele...

Alfred: tem certeza?

Madelaine: absoluta, agora vai lá...

Alfred: sim senhora! (Levanto e saio)

Madelaine: (levanto e vou até meu quarto)

_Enquanto isso_

*Ligação on*

Richard: pelo que eu ouvi, ela está muito perto de saber quem estar por trás de tudo isso!

Xxx: e não é essa a intenção? Queremos que ela saiba, para depois continuar....

Richard: ela está desconfiando de mim! Eu sou o cara bonzinho na história não lembra? Não é de mim que ela deve suspeitar!

Xxx: negociós são negócios Andrews, não importa quem vai se sujar...

Richard: (suspiro) e quanto ao bebê de dois anos? Não é justo! Pegou pesado demais com ela... Fiquei com medo dela não se recuperar!

Xxx: quando eu faço algo, faço bem feito! Toda minha família morreu por causa dela. Então agora ela, e toda Savannah irão pagar! você deu a ideia do bebê de dois anos, não venha dar uma de vítima!

Richard: Eu preciso desligar.... Já tem a localização para o próximo corpo?

Xxx: tenho, só consiga um pouco de sangue dela, e deixe em baixo da estátua da praça... Caso não consiga o sangue, pegue qualquer coisa que possa incrimina-la!

Richard: ta, na praça não é muito exposto?

Xxx: por isso mesmo. Como é exposto, ninguém vai olhar....

Richard: okay... Estou indo na clínica, vou conseguir a amostra de sangue com alguém de lá!

Xxx: não faça besteiras Andrews... (Falo ironicamente)

Richard: pode deixar...

*Ligação off*

_7 horas depois_

Madelaine: conseguiu alguma coisa?

Alfred: mais ou menos, não é algo tão útil, mas já dá pra ajudar...

Madelaine: oque conseguiu?

Alfred: a Sra. Albert disse que um homem alto, de cabelos castanhos e pele clara que pagou pra ela ajudar...

Madelaine: alto quanto? Ela sabe o quanto mais ou menos ele aparentava ter de idade? Ele chamou ela pra ajudar na hora, ou antes disso? E se foi antes, onde?

Alfred: ele aparentava ter uns 33 anos, ele a chamou pra ajudar em um lugar do qual você não vai gostar muito de saber...

Madelaine: fala de uma vez!

Alfred: na frente da sua casa....

Madelaine: não...

Alfred: e na sua casa? Conseguiu achar algo? 

Madelaine: não, procurei tudo mas não consegui achar nada... 

Jonny: Senhorita Andrews? (Falo entrando no lugar)

Madelaine: Sim? (Olho pra ele)

Jonny: a senhora está sendo presa, por assassinato em massa e sequestro de crianças!

Madelaine: oque? Não! Jonny, sabe que não fui eu!

Jonny: é o oficial Blake. Pra senhora! e mantenha-se de boca fechada, tudo que disser pode e será usando contra você no julgamento! (Algemo a mesma)

Madelaine: e agora?

Alfred: tranquila Senhorita Andrews, eu vou te tirar dessa...

Jonny: (puxo ela pra fora da casa)


Notas Finais


Ateeeeee kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...