1. Spirit Fanfics >
  2. Três Sanduíches >
  3. Três Sanduíches

História Três Sanduíches - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Três Sanduíches


Aquela era uma das piores partes do trabalho. 

Wen Qing não se importava de tratar crianças, talvez tinha algo haver com ter praticamente criado seu irmão ela mesma. Ela realmente não se importava. 

Mas lidar com os pais superprotetores de crianças, especialmente os pais de primeira viagem as vezes era bem irritante, para dizer o mínimo. E o que tinha aparecido no seu plantão naquela noite era um dos piores que ela já tinha visto. Antes deles chegarem o hospital recebeu uma ligação de um homem que se identificou como Jiang Cheng dizendo que ele estava a caminho com um menino de dois anos chamado Jin Ling e desligou. Ela e os enfermeiros se preparam para algo sério. E quando eles chegaram o menino estava consciente, rindo com seus brinquedos e o único sinal de ferimentos era um pequeno roxo em sua testa que segundo o homem que acompanhava o menino tinha sido o resultado de um tropeço no corredor enquanto ele estava na cozinha fazendo jantar. 

Ainda assim ela fez toda a avaliação padrão. Deu um pirulito para o menino que ela mantinha em sua sala para as crianças e os dispensou. 

E devia ter acabado por aí se não fosse pelo fato de Jiang Cheng estar se recusando a sair da sala dela. 

Ela respirou fundo e disse novamente : 

“Ele está consciente, o rosto dele está simétrico, ele não mostra sinal nenhum de dano neurológico, ele está bem”

“Talvez não mostrou os efeitos da queda ainda, eu quero um daqueles exames em que escaneiam dentro da cabeça dele”

“Nós podemos manter seu filho em observação por algumas horas, mas eu não vou pedir exames desnecessários”

“Tá. Mas eu quero que ele seja monitorado constantemente”

“Ele vai ser”

“E ele não é meu filho. Ele é meu sobrinho” 

“Certo, seu sobrinho. Você gostaria de chamar os pais dele para vir aqui ?”

“Eu não posso. Minha irmã e o marido dela estão mortos”

“Meus pesames, você é o único guardião legal dele ?”

“Sim” 

“Certo. Xingchen por favor acompanhe o Senhor Jiang para a sala de observação” ela disse para o enfermeiro na porta. 

E ele saiu da sala dela, mas não dos pensamentos delas. Talvez fosse por causa do que ele disse sobre sua irmã estar morta, se algo acontecesse com A-Ning ela não tinha certeza como ela seria capaz de seguir em frente. 

Duas horas tinham se passado e era hora do intervalo dela, ela foi para o seu armário pegar os três sanduíches que ela geralmente trazia de casa para quando ela tinha plantão de madrugada, e ao invés de ir para o refeitório ela se encontrou a caminho da sala de observação. 

“Doutora Wen” Jiang Cheng disse ao vê-la entrando, ele estava sentado no sofá em frente a cama onde Jin Ling dormia. 

“Aqui. Coma” ela disse entregando para ele um dos sanduíches dela. 

“Uh ?”

“Você disse que você estava fazendo jantar quando seu sobrinho caiu, eu imagino que você não comeu antes de vir”

“Eu não comi, eu até tentei mas a cantina-”

“Estava fechada, eles fecham durante a noite e a madrugada”

“Isso parece idiota, tem pessoas aqui toda hora e não deve custar muito ter alguém ali a noite”

“Isso é precisamente o que eu disse quando a administração anunciou essa decisão brilhante”

Ele sorriu, e deu uma mordida no sanduíche. 

Ela se sentou ao lado dele no sofá, e começou a comer seu sanduíche. Ele fez o mesmo, quando eles estavam quase terminando ele disse :

“Eu sinto muito por mais cedo na sua sala. Eu sei que eu posso ser um tanto passional as vezes quando eu estou preocupado” 

“Isso é um eufemismo interessante para como você agiu”

“Eu acho que sim. É apenas eu sou novo nisso, eu estou com ele há apenas alguns meses e as vezes sente como se eu não soubesse o que eu estou fazendo. E se parecer como se eu não cuidasse dele pode ser que a família do pai dele vá querer tirar ele de mim. E ele é tudo que eu tenho” 

“Eu entendo, mas eu não acho que você precise se preocupar. Tudo que eu vi indica que ele é um menino muito feliz e saudável que tem muita sorte de ter você. Você está saindo bem”

“Eu espero que sim” ele disse olhando para a cama na frente como se ele não tivesse certeza se ele acreditava no que ela tinha dito. 

“Eu tenho que ir, meu intervalo já deve estar acabando. Aqui, esse aqui é para o seu sobrinho dê para ele quando ele acordar” ela disse colocando o terceiro sanduíche nas mãos de Jiang Cheng. 

“Você é muito gentil. Obrigado Doutora Wen”

Ela se surpreendeu um pouco, ela já tinha ouvido um número razoável de elogios dentro daquele prédio de outros médicos e paciente, competente, inteligente, ambiciosa. Mas não gentil, não por qualquer um que não fosse da família dela. E os outros eram bons elogios mas aquele sentiu melhor. 

“De nada. Adeus”

“Adeus” ele disse e deu para ela um sorriso timido antes dela partir. 

Ela o deixou na sala de observação. Mas o sorriso dele permaneceu na sua cabeça pelo resto do seu plantão. 

 


Notas Finais


Obrigada por ler, comentários são sempre apreciados.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...