História Três segundos - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Eren Jaeger, Levi Ackerman "Rivaille"
Tags Abo, Ereri, Ermin, Riren
Visualizações 148
Palavras 965
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem

Capítulo 7 - 7


Fanfic / Fanfiction Três segundos - Capítulo 7 - 7

Eren POV on

 

 

Três dias depois

6:30 a.m

 

Acordei dolorido, o dia anterior havia sido puxado!

 

Me levantei devagar, me arrastando da cama até o banheiro. Na sala Mikasa estava parada, olhando para o nada, parecia preocupada.

 

- O que aconteceu com você?

 

- Fui demitida

 

Me assustei com aquela afirmação, pedi que me explicasse melhor e ela apenas deu de ombros e falou que o bar ao qual trabalhava havia fechado. Queria ficar mais tempo ali com a mesma, mas o horário não permitia, não queria ouvir mais quase uma hora de reclamações do meu chefe como havia acontecido a algum tempo atrás!

 

Sai com um baixo pedido de desculpas para Mikasa, Armin ainda dormia já que hoje era sua folga.

 

Ao chegar no café estranhei ao o ver arrumado, alguns empregados estavam enfileirados devidamente fardados, me juntei a eles e vi o baixinho chegando e passando por nós, nos verificando então lembrei que o dia de hoje aconteceria a inauguração, tinha me esquecido completamente e agradecia aos céus por sempre vir preparado para tudo (no caso Mikasa que preparava minha bolsa na hora que eu chegava em casa e ela esta preste a sair para o seu /não mais/ trabalho)

 

- que bom que chegou Eren!

 

 

 

 

 

Ele falou naquela voz carregada de sutaque que fez meu corpo se arrepiar, me repreendi mentalmente, não deveria sentir aquilo pelo meu chefe, por mais que ele seje delicioso com aquela roupa formal, aqueles sapatos italianos, calça sociais, blusa branca que marcavam levemente seu abdômen, aquela careta que o encarava como se fosse passar sua cara no asfalto quente 

-como sabem, hoje vamos abrir a cafeteira e espero que todos dêem seu melhor, pois se não derem, estarão automaticamente demitidos

Engoli em seco, a equipe era composta de sua maioria Betas, havia eu e mais uma ômega e apenas outro alfa. Todos pareciam tensos com as palavras do ser ali, e ele parecia está querendo nos esfolar vivos, ou apenas estava com um mau humor matinal, eu torcia que fosse a segunda opção, mas ao olhar para o rosto dele minha certeza era que a primeira seria mais viável

Fomos cada um para seus postos, e o horário em que abriríamos seria as 9:00 mas já teríamos todos  que chegar antes para organizar tudo, ele ia explicando isso enquanto nois limpavamos o local e nos preparavamos para a abertura da cafeteira, eu parecia ser o único que estava prestes a surta caso houvesse qualquer erro, talvez eu fosse o único que não era um profissional ali

- vai ficar tudo bem, não precisa se preocupar

Falou uma moça para mim, ela era uma beta, não que este detalhe faça alguma diferença, mas no momento em que ela falou isso que percebi que estava a liberar uma presença assustada, o alfa que estava na portaria olhava para minha direção preocupado e a ômega estava encolhida no canto com um olhar de tristeza para mim. Aquilo havia me irritado, não precisava da preocupação ou da pena deles, e iria provar isso! Iria fazer o meu melhor para aquela inauguração e no que viesse a seguir 

Fui para a cozinha e me coloquei para fazer os cafés, a loja estava lotada na inauguração, Historya, a ômega, fazia os doces e eu preparava os cafés. A aquela altura nos dois já sabíamos o nome um do outro apenas pelo crachá, que o trabalho era tanto que já estava preste a esquecer o meu próprio

Levi não ficou muito tempo depois da inauguração, deixou a cafeteira a comando de Erwin, o mesmo falava com alguns dos clientes

Havia um vidro que separava os cozinheiros/baristas/balconista e as mesas, então eles poderiam nos ver fazendo o que era pedido e nos podíamos ver quem chegava, não que isso importasse alguma coisa naquela loucura.

Agora entendia o porquê do Tampinha me mandar fazer tantas xícaras e confeita-las em tempos recods, ele estava tentando me preparar para a enxurrada de pedidos que vinham, ao que parece a rede de cafeterias Arckemans era famosa para fora e isso atraia ainda mais pessoas das mais diversas!

Teve um cara que pediu para que eu colocasse sal em seu café, estranhei o pedido, mas como sempre dizem o cliente tem a razão, embora eu preferi ficar com o papelzinho onde havia anotado o pedido, vai que alguém quer me sabotar!

Fechamos as 8:30 da noite, com uma Salma de palmas para nós pelo primeiro dia bem sucedido. Fui convidado para ir jantar com meus novos colegas de trabalho, mas optei por não ir, seria incômodo chegar tarde em casa e não estamos podendo gastar dinheiro com a Mikasa desempregada! Se já estávamos passando por alguns problemas antes agora seria um pouco pior.

Peguei carona com eles para casa e no elevador para ir para meu apartamento acabo por cruzar com uma pessoa inesperada

- chefe?

-Eren? O que faz aqui?

-eu moro aqui? Acho que já sabia disso...

Ele bateu na própria testa, parecia está cansado, talvez ele devesse está cansado por planejar toda aquela inauguração

- certo, me desculpe, estou com meu julgamento afetado, sabe cansasso 

Um ponto para mim! Estava certo no final das contas, nos despedimos breviamente e rumei para meu apartamento. Mikasa estava vermelha de raiva e Armin tentava acalma-la

- o que houve?

Perguntei olhando para os dois, Armin fez um sinal que não sabia, estava com algumas sacolas no braço talvez houvesse acabado de chegar assim como eu

- meu irmão é um idiota! I-di-o-ta! 

Nós assustamos com a declaração da mesma, não sabíamos que Mikasa tivesse família, elas nos contou que seus pais já haviam falecido, sua mãe ao ela nascer e seu pai um pouco antes. Então havíamos presumido que a mesma não tivesse irmãos, ao que parece estávamos enganados 

...


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...