História Trickster - Mitw - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", Luiz Felipe (Luiz 1227), Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso, Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft, Trickster
Personagens Felipe "Febatista" Batista, Felps, Luiz Felipe "Luiz 1227", Mike, Pac, Pedro Afonso Rezende Posso, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange
Tags Cayr, Cellps, Mitw, Trickster, Violencia
Visualizações 56
Palavras 1.092
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá Vampirinhos,aqui é a Nick e sejam muito bem-vindos à mais um vídeo........quero dizer......capítulo ^-^.
Olha as horas que resolvo postar um capítulo,estou gravando.....quero dizer........escrevendo virada.
Mas sem mais enrolações,bora ver.....quero dizer.....ler.

Capítulo 8 - Life is Strange


|.~.| A Vida é Estranha |.~.|

          ~ ???

- Agora o bicho vai pegar - grito rindo alto. Eles estão se divertindo? Então vamos fazer eles sofrerem um pouco.

          ~ Pac

Muita coisa aconteceu neste ano e no ano passado,muita mesmo. Ainda me pergunto como estou vivo,depois da queda que tivemos naquele avião....e como Mike não morreu também naquele dia.

A minha vida era "normal",até conhecer ele,o Mikhael. Por que ele tinha que me encontrar? Acabei matando um cachorro,sem eu querer. Os donos do cachorro devem estar tristes em saber nesta notícia.

Mike,Mike,o que você fez com minha vida? Agora minha vida é estranha,converso com corujas,com um mini celular e virei um detetive,como minha vida chegou nisto?

Eu e Mike já estávamos acordados à um tempo,e agora estamos conversando coisas aleatórias. Alguém bate na porta e Mikhael vai atender,era o médico e uma criança,ou seja,Otomo e o Yamane. Ouço uma piada de coruja,Batista também está aqui?

- Tarik,você está bem? - pergunta Yamane - Esse cara não fez nada com você,certo? - pergunta apontando para Otomo e o mesmo faz uma cara engraçada.

- Não,ele não fez nada - respondo a segunda pergunta - E sim,eu estou bem - falo rindo baixo mas paro de rir em seguida - Mas..... - tento falar mais algo me impede.

- Mas....? - pede Mike para continuar.

- Mas....sinto algo.....aqui - falo baixo,quase como um sussurro.

- Algo de que tipo? - pergunta Otomo.

- Não sei dizer..... - falo olhando para o lado e vejo uma pessoa ali - Quem é ela? - pergunto apontando para a pessoa.

- Ela quem? - pergunta Mike olhando fixamente para onde eu olhava - Ali não tem ninguém - fala apontando.

- Não,tem sim - falo olhando para Mikhael,vendo-o assustado. Volto a olhar para onde a pessoa,mais específico,uma criança - Eu estou vendo e.... - falo após perceber que s criança não estava mais ali.

Espera.... - começa Batista - Isso faz parte do Mist Fog? - pergunta para si mesmo,e da para escutar uns sons de teclado.

- Isso faz parte? - pergunta Mike intrigado.

Sim,faz parte - fala suspirando - Posso começar ler? - pergunta e ambos permitem - Quando,pela primeira vez,o Mist Fog for utilizado,a pessoa pode perder a memória ou.... - para um pouco - Ou ver espíritos - completa parando de falar por fez.

- Pac,o que você viu ali? - pergunta Otomo apontando para onde eu tinha visto a criança.

- Vi uma criança - respondo olhando todos.

- Eu sabia - murmura Otomo - Tem uma história de uma criança aqui,neste hospital - começa - Falaram que ela tinha tentado se suicidar - continua - Os médicos tentaram o possível mas a criança não resistiu - continua - Disseram que a alma da criança está perambulando por esse hospital - completa  suspirando.

- Então você está querendo que nós descobrimos o que está havendo aqui? - pergunto fazendo-o concordar - Vamos? - pergunto olhando para Mike,vendo-o negar - Ah,por que não? - pergunto manhoso.

- Não sei,não,Tarik - responde a minha segunda pergunta,ignorando as outras - Temos que procurar meu irmão - fala completando sua fala.

- Ah vai,por favor - falo fazendo bico - Por favorzinho - continuo com o bico.

- Ah,ta bom - desiste ele,me fazendo dar um breve comemoração.

- Você não vai - fala Otomo - Você tem que descansar - fala.

- Mas....se eu não for,Mike não vai saber onde está a..... - falo mas me interrompo - A....a.... - tento continuar mas sentia alguém me olhando.

Tarik,certo? - pergunta a criança,que estava sentada do meu lado direito.

- Sim....e quem é você? - pergunto vendo-a sorrir.

Sou Alice - responde alegre mas volta a sua expressão séria de antes - Preciso da sua ajuda - fala olhando fixamente para mim.

Olho para Otomo,e vejo o mesmo assustado.

- Otomo,posso ajudar a criança? - pergunto vendo-o concordar - Então vamos,Mike - falo me levantando da maca num pulo,o que me faz cair.

- Cuidado,Pac - fala Mike vindo até mim e tenta me ajudar mas é impedido pela minha "bolha de proteção" - Ah,tinha esquecido - fala coçando a nuca.

- Você é interessante - fala a criança me ajudando a levantar?

- Você não se machuca? - pergunto surpreso e ela sorri - Você também é interessante,Alice - falo caminhando,atordoado pela queda,até a porta.

Ele não vem? - pergunta Alice apontando para o Mike.

- Você não vem,Mike? - pergunto fazendo-o sair de seus devaneios. Abro a porta,sendo seguido pelos dois.

Nós estávamos caminhando pelo hospital,e é até bonito. Bem moderno e tecnológico.

- O que ela quer? - pergunta Mikhael olhando para frente.

Quero..... - começa ela - Ver a luz - fala parando de andar.

- Você sabe que é quase impossível fazer isso,né? - pergunto parando de andar também,fazendo-a ficar triste - Mas podemos tentar - completo tentando fazer ela sorrir,o que deu certo.

Quero saber quem fez 'aquilo' comigo - fala a garota com um olhar mortal.

- Aquilo o quê? - pergunto olhando os médicos e enfermeiras caminharem pelo o hospital todo.

Quando eu cheguei neste hospital,fui internada - começa - Mas,após algum médico sai do meu quarto,alguém entrou e desligou os aparelhos que me ajudava a respirar - completa séria.

- Ah,então foi isso que aconteceu de verdade - falo aliviado - Pois a história que o Otomo contou,parecia que estava faltando algo - falo voltando a andar,sendo acompanhado pelos dois.

Mikhael estava calado,mais que o normal. Ele está assim desde essa manhã,provavelmente deve estar preocupado com o irmão mas não acho que seja só isso.

- Mike,o que foi? Você está muito calado hoje - falo indo para o lado dele,já que estava do outro lado pois a Alice estava entre nós dois.

- Hã? Na-nada demais - responde desfiando seu olhar do meu.

- Você está estranho,tem certeza que não é nada demais? - pergunto preocupado.

- Tenho,não se preocupe - fala tentando encostar sua mão em meu ombro mas não consegue,só consegue um corte no dedo.

- Não venha chorar para o meu lado,quando você precisar - falo brincalhão.

- Me desculpe por te preocupar,Pac - fala voltando a andar pois tinha parado para falar comigo. Ele está usando muito meu apelido hoje,ele sempre me chamava pelo nome,ele realmente está estranho.

          ~ ???

- Hoje,eles morreram - falo vendo a garota guiando eles para a morte e rio depois. A morte de vocês já está certa.


Notas Finais


Bom.....foi isso. Estava pensando....{???: E desde quando você pensa? Nick: Cale-se} se troco todos os títulos da fanfic para colocar eles em inglês pois amo a língua inglesa{desde.....quero dizer.....deixe nos comentários se troco ou não}.

Mais um capítulo grandinho,só que não tanto,então......
Espero que tenham gostado,compartilhem o que acharam \o/.

{Esse capítulo não foi revisado adequadamente,então não liguem para alguns erros ortográficos ou erros com os formatos de texto}

Um beijo,
Um queijo
E tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...