1. Spirit Fanfics >
  2. Trilogia guerreiros livro 2: o arqueiro (Finalizado) >
  3. Capítulo I

História Trilogia guerreiros livro 2: o arqueiro (Finalizado) - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capítulo I


Fanfic / Fanfiction Trilogia guerreiros livro 2: o arqueiro (Finalizado) - Capítulo 2 - Capítulo I

Gabrielle

Horas antes...

Era um dia especial, minha coroação como rainha das amazonas, algo que esperava com bastante expectativa. Estou treinando com minha melhor amiga Laila, ela é muito boa com a espada, é rápida e precisa, para me defender dela preciso fazer muito Marabalismo. Mas mesmo assim ela acaba me derrubando no chão pressionando sua espada em meu coração.

- Espero que se saia melhor contra o inimigo minha princesa; guarda a espada e me ajuda a levantar - Hoje é o seu grande dia Gabrielle, sua mãe deve estar muio orgulhosa de você, eu estaria no lugar dela.

- Quem me dera... Ela nunca está satisfeita com meu desempenho, por mais que eu me esforce, para ela nunca é o sufuciente; suspiro meio cansada - Quanto mais eu treino menos ela fica satisfeita.

- Um dia você será a líder das amazonas princesa Gabrille, e temos muitos inimigos, é natural qua haja esse tipo de cobrança.

Nesse momento ouvimos as batidas dos tambores anunciando que a cerimônia estava prestes a ser iniciada. Depois de vestir as vestes cerimoniais vou em direção ao lugar marcado, mas assim que tudo começa somos atacadas pelos centauros, que atiram suas flechas em chamas. Logo começamos o contra ataque, como meu cavalo estava por perto, eu o montei e segui em direção aos inimigos, mas no meio de toda a batalha sinto algo atingir minhas costas, uma flecha, sinto no tato, apesar disso continuei a lutar, mas como eles estavam em maior número vi que estavam vencendo.

Minha vista começou a ficar escura, já não conseguia manter meus olhos abertos, então logo veio a escuridão e não sei mais o que aconteceu. E quando acordo novamente dou de cara com um elfo, mas não consigo me manter muito tempo acordada, apenas descubro que ele se chama Mason, nada mais...

Agora...

Acordo mais uma vez e dessa vez sinto que estou melhor e que estou completamente nua enrolada num manto negro, ao meu lado está o elfo. Eu me levanto de mansinho e pego uma lâmina que está próxima a mim e Pressiono na garganta dele, e ele sorri como se já esperasse por isso.

- Amazonas nunca mudam; rápido como uma serpente me desarma e me derruba no chão ficando acima de mim - Vejo que já está melhor; tateia minhas costas de modo bastante ousado - E seu ferimento cicatrizou por completo; me solta e se levanta; agora posso seguir meu caminho em paz e sem culpas...

- Onde estão as.minhas roupas? - Minha cabeça começa a latejar; e por quanto tempo eu dormi?

- Suas roupas estão ali; me mostra uma pedra onde minhas roupas estão limpas e dobradas - E você dormiu por seis semanas.

- Tudo isso? por Hera! Eu preciso voltar, minha mãe... Minhas irmãs... Elas estão em perigo, precisam de minha ajuda...

- Faça o que quiser Gabrielle, já que está curada e não corre risco de vida; dou de ombros - Adeus...

- Antes de ir gostaria de agradece - lo por me ajudar...

- Finalmente demonstrou um pouco de educação; vou seguindo em direção a praia - Adeus rainha das amazonas, e não se preocupe não aconteceu nada entre nós, humanas não me atraem nem um pouco.

Ele vai embora me deixando sozinha com meus próprios pensamentos, após algum tempo me visto, subo em meu cavalo e sigo em direção ao acampamento. Assim que chego Atos fica agitado, e nesse momento eu desvio de uma flecha que quase atinge minha cabeça, era minha mãe, Alexandra, parecia ela, mas seus olhos estavam vazios, como se sua alma tivesse sido arrancada de seu corpo. Ela seguia com seu garanhão branco em posição de combate, logo ela desce do cavalo e eu faço o mesmo, ela pega sua espada em sua cintura e começa a me ataca com movimentos perfeitos. E sem ter outra escolha se não me defender, eu também pego minha espada e começamos a lutar de fato, e sem querer eu perfuro seu coração. Seus olhos voltam ao normal e ela sussurra:

- Obrigada...

Minha mãe acaba morrendo em meus braços e do nada mais um grupo de amazonas de olhos vazios começa a me atacar. Eu penso que é o meu fim, mas vejo várias flechas atingindo aquelas que antes foram minhas irmãs. Era Mason, ele se aproximou de mim, assim que todas elas estavam inertes no chão.

- Precisamos sair daqui; ele começa a farejar - Isso é obra de... Mary, a soberana das trevas, posso sentir seu cheiro agridoce no ar... Só pode ser ela.... Seu cheiro é inconfundível.

- Não pode ser... Ela está do lado dos centauros?

- Creio que é muito pior... Ela fez o mesmo com eles; fareja mais um pouco - Se não sairmos agora ela fará o mesmo conosco, eu tenho um barco, podemos ir embora daqui antes que seja tarde...

- Não posso deixar Atos; vejo sua confusão - Meu cavalo.

- O poder de Mary só funciona com humanos; ela não parece convencida - Seu cavalo ficará seguro, agora vamos, a menos que queira virar marionete de bruxa... Em todo caso o problema é todo seu.

Sem ter muita escolha eu o sigo até o barco, que aos poucos vai se distanciando de minha casa, a ilha de fogo, lar das amazonas. Antes de perder de vista meu lar em meu íntimo juro voltar e me vingar pela minha mãe e irmãs, juro por todos os deuses, que farei justiça com sangue...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...