1. Spirit Fanfics >
  2. Troca de casais?o jogo >
  3. Rei de Ouro

História Troca de casais?o jogo - Capítulo 47


Escrita por:


Capítulo 47 - Rei de Ouro


Fanfic / Fanfiction Troca de casais?o jogo - Capítulo 47 - Rei de Ouro

 

Quando Anahi ouviu a voz rouca suar no meio da música,sua respiração falhou e ela levantou seus olhos e deu de cara com ele todo de preto e cabelos molhados olhando fixamente pra ela que mal respirou e se assustou.

— O que faz aqui? Assustada e sua cabeça atordoada pela imagem dele em sua frente.
— Não mesmo.

— Podemos conversa,por favor? Com uma das mãos no queixo,franziu a testa e se sentou.
— Não aceito não Anahi! Colocando o copo na mesa e sentou de frente pra ela.— Temos muito que falar e antes de tudo quero você em minha vida.

Ela tentou sair de perto dele que colocou a perna na frente e ela deu leve sorriso.

— Eu não acabei,eu sempre te amei e vou te amar por todos a minha vida,estes anos só sobrevivi porque você estava do meu lado. Ele segurou a mão dela e abaixou os olhos.—  Me perdoa,por eu te feito você sofrer e por tudo que eu fiz,mais eu te quero de volta e sei que não mereço mais  não vou aguentar passar mais um dia sem você.

Ele estáva triste e abaixou os olhos quando ela tirou a mão,e fechou os olhos passando as mãos em seus cabelos e ele olhou ela estava quase chorando.

— Foi aqui que eu te pedir em casamento,aqui que passamos os melhores momentos de nossas vidas,lembra fizemos amor ali naquele banheiro.

Ele apontou com os olhos e ela deu uma olhada e continuou sem ação lembrando de tudo e sofrendo ao lembrar de tudo ao seu lado.

—  E foi aqui que soube que você ia ser pai lembra? Demostrando a fúria em sua voz.
— Aqui vi vocês várias vezes nos braços dela e aqui eu chorei no seu casamento.

— Por favor,me perdoa eu errei demais e você tem razão em não me querer de volta eu fui cafageste com você.

— Na noite do seu casamento,eu me desabei aqui e quase morri ao saber que ia ser pai e eu não seria a mãe.

— Não faz assim comigo,eu agir por um momento de desepero eu não sabia como te contar Annie. Ele tentou segura a mão dela que se afastou.— Só quero você de volta em minha vida. Ele quase chorou quando ela virou o rosto e olhou a rua mais não olhou pra ele.— Casar comigo e seja a minha mulher e a mãe dos meus filhos. Ele olhou pra ela que estava de cabeça baixa sem reação era como se ele não tivesse dito nada.
— Caralho Anahi Eu te amo. Ele gritou e puxou a mão dela com força.— Olha pra mim, VOCÊ E MINHA E EU SOU SEU.

Ele gritou e a puxou pro corpo dele,e todos olharam pra mesa deles e Ele sorriu ao ve-la tão linda sorrindo e com vergonha do que ele falava,e ele a puxou pro meio e e suas pernas e é deitou sua cabeça no ombro dela e cheiro seus cabelos e desceu pro cangote e voltou a orelha e sussurrou o desejo de ambos estava a flor da pele,ela tentava se manter firme mais ele já estava com seus enormes dedos sobre o joelho e  subiu pelas coxas e pausou na virilha e beijou a sua boca e conforme ele beijava ele apertava suas coxas e sua lingua a buscou tão rápido e ela só abraçou seu pescoço e puxou pra ela a sua boca ele se entregou aquela carícia e enfiou o dedo em sua xota.

— Não para,por favor!

Ela gemeu em sua boca,ele puxou mais o corpo dela e gemeu em seu ouvido.

— Vamos repetir o que fizemos naquela noite,só eu e você e esquecer tudo...

Ela respondeu com a boca na dele e suspirou quando ele passou o dedo sobre a calcinha e ela riu se levantou é foi até o balcão pediu outra bebida e virou e deu olhando pra ele que ainda estava na mesa ela foi pro banheiro e fechou a porta e em  questão de segundos ele entrou no banheiro e a pegou pela cintura ela gemeu,quando sentiu ele sugar os seios dela com força e abriu suas pernas deslizando os dedos e apertando suas coxas e a penetrou com forças,nem ligaram pro banheiro sujo e Nem a pia toda molhada,ele a penetrou e a fez dele em movimentos tão rápidos e o prazer era tanto que ele a levantou na cintura dele e a encostou na parede que entrou tudo dentro dela e mexeu quando ambos gozaram ao mesmo gemido e desejos explodiram em um só prazer.

— E melhor que antes. Ela gemeu na boca dele e lambeu.— Muito gostoso.

— Tá muito safada.

Ele a beijou e ela desceu da cintura dele que riu ao ver ela se arrumando e a meia toda rasgada.

— Me deve uma meia Alfonso!

— Me deve a vida de volta Anahi...

Ele riu e saiu do banheiro e ela ficou tirando a meia rasgada e quando se olhou no espelho nao acreditou que tinha acabado de rápido e todo O passado dentro daquele banheiro.

E quando saiu bem sem graça,ela rebolava e passou no balcão e um dos clientes olhou na bunda dela até ela se sentar  ao Poncho viu e se levantou é ela riu.

— Tarado,quase te comeu com os olhos. Puxando ela pra perto dele que riu.— E só minha,e não divido.

— Toda sua,e só sua meu amor...

Ele a beijou e a puxou pro colo dele e já estava querendo ela de novo,mais ela o puxou e saíram do bar.

Jogada vencida pelo rei de ouro ♦️.

Será que a rodada ainda continua?

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...