História Troca de Sorrisos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Kris Wu
Personagens Chanyeol, D.O, Kris Wu
Tags Chanyeol, Fluffy, Kris, Krisyeol, Yifan
Visualizações 122
Palavras 569
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drabble, Ficção Adolescente, Fluffy, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tentando voltar aos poucos. Estava com vontade de escrever krisyeol com o tema colegial então me veio esse plot enquanto pensava na Ray. Agradeçam a ela por sempre estar me inspirando e me ajudando a voltar a escrever. ♥

Obrigada por corrigir os erros e me ajudar sempre, amor.


Desculpem qualquer erro e boa leitura. Espero que gostem.

Capítulo 1 - Será que é mesmo?


 

O refeitório do colégio estava cheio como todos os dias. Os adolescentes conversavam alto sem parar um minuto sequer, deixando Yifan – que presava e gostava do silêncio – com os nervos a flor da pele. Porém, naquele momento, Yifan nem mesmo prestava atenção em quem falava consigo; estava muito ocupado dando toda atenção ao novo aluno que se encontrava exatamente do lado oposto em que Wu estava.

 

Era a segunda semana de Park Chanyeol ali e sua presença era o suficiente para fazer Yifan desligar tudo o que existia a sua volta. Kyungsoo já havia até mesmo desistido de explicar como fariam o trabalho de biologia ao perceber para quem Yifan estava olhando descaradamente.

 

Wu estava perdido.

 

Foi amor a primeira, segunda, terceira vista.

 

Quanto mais Yifan olhava, mais apaixonado se sentia. Desde o momento em que se esbarraram no corredor no primeiro dia de Chanyeol naquele colégio, Yifan sentiu como se o sorriso daquele orelhudo derretesse todo o gelo que havia em seu coração, como se seu sorriso enchesse de cor seus dias mais cinzentos.

 

E isso era brega demais, ele reconhecia.

 

Mas sentia que era impossível não retribuir cada sorriso direcionado a si, porque aquela paixão repentina de Yifan era correspondida, ele sabia. Todos ali sabiam. Afinal, não tinham como ignorar os sorrisos direcionados a Wu. Chanyeol sorria com frequência, é verdade, mas para Yifan era diferente; eram os mais bonitos e sinceros, ninguém seria capaz de dizer o contrário.

 

Porém, mesmo com tantos olhares e sorrisos trocados, nenhum deles tinha coragem de tomar uma iniciativa. E por isso Yifan o encarava tanto. Parecia ser fácil para o orelhudo conversar com outras pessoas, naquele exato momento ele até estava rindo alto após contar alguma piada para seus colegas. Então porque diabos não vinha falar consigo? Era o que Yifan se perguntava quando foi pego de surpresa.

 

Enquanto ainda ria, Chanyeol, ao perceber o olhar do outro pesar sobre si, decidiu correspondê-lo, não deixando de sorrir enquanto seus olhares se fixavam e assim ficavam por um bom tempo.

 

E lá estava, aquele sorriso enorme e lindo, que fazia Yifan sorrir e suspirar automáticamente.

 

E então era como se todos ali tivessem parado para ver tal cena. Wu Yifan, o capitão do time de basquete que nunca sorria, sorrindo como um bobo apaixonado por causa de Park Chanyeol, para quem quisesse ver.

 

– É amor mesmo! – Ouviu alguém gritar e Chanyeol gargalhou, fazendo Yifan entrar em pânico ao vê-lo sair de seu lugar para caminhar despreocupadamente até ele.

 

E naquele momento era como se Yifan tivesse até mesmo esquecido de falar. Levantou-se rapidamente, afobado e perdido em suas ações, olhando ao redor para ter certeza de que Park vinha em sua direção.

 

Engoliu em seco assim que o dono do sorriso mais lindo do mundo parou em sua frente e riu tímido, coçando a nuca enquanto esperava Chanyeol dizer algo. Havia esperado tanto por aquele momento, nunca passou pela sua cabeça que se sentiria tão nervoso.

 

– Será que é mesmo? – Yifan afobado, perguntou antes que o outro decidisse falar, deixando-o confuso e fazendo seu sorriso sumir.

 

– Como?

 

– Será que é amor mesmo?

 

Chanyeol ao ouvir aquela pergunta voltou a sorrir, mordendo o lábio inferior pelo nervosismo que sentia ao se aproximar do outro finalmente. Colocou as mãos dentro dos bolsos de sua calça e apontou com a cabeça para a porta do refeitório, num convite para que saíssem dali.

 

– Vamos descobrir.


Notas Finais


E o que será que eles foram fazer? Eu sei, mas não vou contar. :3


Qualquer coisa é só me procurarem no twitter: @wuyeolz. E tenham paciência, eu vou voltar a atualizar todas as fanfics. ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...