História Trono de Sangue ( Vhope & Hopekook) - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Mitologia Grega
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (BTS), Deuses Primordiais, Deuses Secundários, Hopekook, Hopev, Jeon Jeongguk, J-hope, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Junghope, Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Kookhope, Min Yoongi, Mitologia Grega, Mitologia!au, Park Jimin, Suga, Taeseok, Vhope
Visualizações 55
Palavras 2.909
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha quem está de volta!!!!
Trago mais um capítulo da fic, como sabem um dos últimos. Ansiosa e triste por saber que já estamos finalizando.

Sejam bem-vindoas todoas que tem essa atualização como a primeira. Desejo uma ótima leitura a todoas.


Nos vemos nas notas finais.

Capítulo 18 - Bia


A violência deveria ser evitada, porém, ainda assim era e é muito utilizada. Mas em momentos de proteção essa forma podia ser usada, para assim escapar. 

 

Estavam os três em linha reta, olhavam para o ser a frente, que parecia querer os derrotar apenas com o olhar. Eles sabiam que precisavam derrotar aquele, no entanto, parecia algo de outro mundo e quase inalcançável e por isso pensavam numa forma para o derrotar, mesmo que parecesse quase impossível.

 

— Têmis, é assim que devem me chamar. O grande Titã que derrotou três Deuses. — riu logo em seguida.

 

Hoseok bufou, não estava gostando nada daqueles insultos implícitos. Olhou para os lados, vendo Taehyung a sua esquerda e Jeongguk a sua direita, e teve a certeza de que tinham tudo para conseguir derrotar Têmis, porém precisavam ser mais espertos que ele, iria usar da inteligência do Jeon, sua fome por guerra e a paz do Kim, assim poderiam fazer tudo o que treinaram e talvez descobrir coisas novas.

 

— Você deveria calar a boca. — Jeon gritou, estava irritado e não iria esconder esse fato.

 

Têmis apenas riu. Se colocou de joelhos e tocou o solo, para em seguida erguer as mãos aos céus. Logo diversas gotas escuras molharam a terra, os Deuses não sabiam o que era, porém viram aquela pequena gota se transformar em uma criatura nunca vista, o corpo era deformado, o rosto contorcido numa carranca de raiva, porém a força era inegavelmente incrível, e Taehyung fora o primeiro a experimentar tal coisa, o jovem voou para trás e soltou um gemido de dor. Havia sido atingido por uma delas, Hoseok tremeu de raiva e assim chamou seu exército. Tocou o solo e atrás de si se abriu uma fenda que dava no submundo, o cheiro de enxofre era forte e queimaria qualquer um que chegasse perto, os guerreiros vinham do submundo e portavam armas, escudos e eram vestidos por armaduras tão forte quanto seus golpes.

 

— Não ache que só você tem truques, Têmis.

— Obrigado por deixar isso mais divertido, Deus da Guerra.

 

O exército logo correu para batalhar com as criaturas. Jeon não se aguentava mais, e seu temperamento descontrolado estava afetando os céus e por isso uma massa escura cobriu toda luz, logo começaria a chover e o vento se tornaria feroz. Taehyung olhou para o alto e soube que teriam de acabar logo com aquilo, por isso respirou fundo e se conectou com o verde do local, a terra tremeu e de lá saiu raízes e plantas, cresceram até fazer um muro, algo que serviria como uma barreira para se protegerem de toda e qualquer coisa.

 

— Vamos parar de brincadeira. — disse Têmis — Quero ir para meu trono, então por favor deem-me a vida de vocês.

 

Têmis não era um guerreiro, assim como os outros três também não eram, logo não sabiam como atacar ou se proteger. Tudo o que sabiam vinham de teorias e histórias antigas. Não queriam, realmente, ter que lutar corpo a corpo, pois sabiam que iriam perder, por isso planejaram ataques a distância, este que já estava em prática com às criaturas, mas que porém que haviam outros segredos. Os exércitos lutavam, mais atrás, assim deixando os Deuses livres para atacar.

 

— Jeon, — Zhafira o chamou — precisamos atacar, Talita está com raiva e não será bom se ela explodir, estou tentando, junto a  Uzim, acalmá-la. E caso ela extravase, Hoseok também o fará e isso pode afetar a Terra.

— Entendi, irei dar um jeito nisso.

 

Jeon estava um pouco afastado dos outros dois, e logo tratou de correr para trás do muro que Taehyung havia feito assim chamando a atenção de Têmis que o olhou, porém nada fez. Parecia que ambas às “equipes” iriam tirar um certo tempo para discutir os planos e estratégias, não era algo ruim, porém caso Hoseok e Talita fosse tomado pelo ódio coisas ruins poderiam acontecer.

 

— O que vamos fazer? — Taehyung perguntou.

— Precisamos atacar o mais rápido possível. — Jeon o respondeu.

— Precisamos testar o limite dele, ou deles. Por que não atacamos aleatoriamente e vemos do que ele é capaz? — Hoseok disse num tom ameno.

— Não é uma ideia ruim, porém corremos riscos com esse plano. — o Deus azul se pronunciou, temia que algo ruim acontecesse.

— Caso algo ruim aconteça podemos usar nosso poder combinado. Aquele que treinamos, o único que está pronto, no caso. — por mais que o clima estivesse ruim Taehyung se permitiu rir.

— Sim, concordo com Taehyung. Podemos atacá-lo e caso ele ataque um de nós, ou prenda-nos, libertamos  nossas energias e escaparemos e lançamos o ataque final. — Hoseok sorriu.

— Então assim faremos. — Jeon concordou — Prestem atenção em tudo.

 

Os três concordaram e saíram de onde estavam. O vento estava forte e balançava os fios deles, assim como às roupas, todos seguravam suas armas e se colocavam em posição de ataque, não tinham mais tempo e precisavam acabar com aquela batalha, para enfim se acalmarem e aproveitar da calmaria momentânea e assim poderem usufruir da vida de um Deus, ajudando seus súditos. Têmis não ficou para traz e também se preparou, em sua mão esquerda surgiu um cajado e na direita uma fumaça escura, que lembrava uma balança em sua forma, os olhos brilharam num tom intenso e nos lábios um sorriso fora formado. Finalmente a batalha estava acontecendo.

Taehyung fora o primeiro a se movimentar. Lançou seu poder contra Têmis, diversas lanças, formadas pela a água, uma atingiu a perna do Titã, porém conseguiu desviar das outras, e antes mesmo dele reagir Jeon fez uma descarga descer diretamente dos céus e atingiu o tronco dele em cheio, o Deus já estava contente porém o viu se levantar, quando o Titã pensou em lançar algo Hoseok se pôs em ação, bateu seu Garfo no chão e uma luz avermelhada emanou dele, logo ele próprio havia sido lançado em direção ao outro, no meio do caminho ele se tornou pura chamas e atingiu a barriga de Têmis.

Achavam que estavam derrotando a Têmis, mesmo sem ele se mover para atacá-los de volta. Porém estavam enganados, pois mesmo ferido o Titã conseguia se mover, isso porque seu corpo era composto por quatro, assim sendo atingidos a perna de Éter e o tronco de Érebo, deixando às outras duas partes, braços e cabeça, intactos. Ficando Nix ilesa, lançou a escuridão nos olhos dos três Deuses, entraram num profundo pesadelo, onde viam o que mais temiam que acontecesse, e caso não escapassem morreriam, pois todo o desânimo, desgosto, raivo, dor e tristeza iriam os consumir e matá-los lentamente. Porém havia um desvantagem, para Têmis, pois ele ficaria igual aos atingidos, pois precisava se concentrar para os manter ali naquela ilusão, então apenas o barulho do vento batendo contra às folhas e plantas era ouvido.

Os três estavam presos no mesmo lugar, pois Têmis não tinha poder o bastante para criar uma ilusão para cada um, e decidiu que os deixar juntos seria mais fácil e divertido. Assim eles viviam a mesma situação, porém cada um tinha uma visão diferente do que acontecia. E tudo isso acontecia enquanto o Titã recuperava seu corpo, fazendo com que às feridas fossem saradas e seu poder voltasse ao seu cem por cento, para assim vencer.

Hoseok não enxergava absolutamente nada, seu corpo estava paralisado, no entanto podia ouvir muito bem todos os sons que o envolvia, eram gritos desesperados e dentre eles conseguiu identificar o choro de Taehyung e às lamúrias de Jeongguk, queria levantar e ajudá-los, porém nada conseguia fazer. Mais a frente de si viu Têmis, este vestia um manto azul escuro, os fios negrumes e os olhos brilhando num azul claro, sorria vitorioso e andava lentamente em direção ao Deus da Natureza, em sua mão empunhava uma espada, mais especificamente a do Deus da Sabedoria, a mesma brilhava no tom de azul que só Jeon podia usar. A cada passado o coração do Deus dos Deuses era machucado, quando o percurso do Titã finalizou, segurou os fios loiros de Taehyung e os puxou para trás, com força, assim deixando o pescoço do mesmo a mostra. A lâmina zumbiu, estava ansiosa por aquilo, Têmis a deslizou suavemente na pele, para apenas fazer um leve arranhão.

Taehyung apertou os olhos com força, por mais que fosse apenas um arranhão, aquilo machucou. Sua pele ardia, parecia estar sendo queimada. Logo sentiu um filete de sangue escapar da ferida, e então a lâmina voltou a tocar-lhe a derme, dessa vez com mais força, assim causando um corte mais profundo. Ele não conseguiu evitar o grito, não conseguiu evitar as lágrimas, assim como não conseguiu olhar Hoseok nos olhos.

 

— Desculpe!

 

Fora a última coisa que disse para Hoseok, este que parecia inerte a toda e qualquer coisa que o incluísse. Porém aquela era sua ilusão, ser ignorado por quem mais precisava e ser morto por alguém que respeitava, no caso Jeongguk, pois era isso que ele via. Ele não estava morto, porém agonizava e estava perto. 

A angústia atingiu Jeongguk em cheio, pois viu o Deus dos Deuses machucando Taehyung e iniciando uma autodestruição, queria correr e deter o companheiro, queria o parar e o fazer entender que, por mais que tivessem perdido aquela batalha, não deveriam agir daquela forma. Ouviu um gemido sôfrego e viu ser de Hoseok, o Deus tinha em uma das mãos uma faca e com ela tirava o próprio sangue. Jeon parou naquele instante, se perguntou como haviam perdido a batalha, pois nada vinha em sua mente, se perguntou também como haviam chegado naquele lugar e situação. Olhou mais a frente e viu Têmis, estava bem vestido e o olhava diretamente, atrás dele se encontrava um trono, o mesmo estava banhado por ouro puro e um toque estranho lhe chamou atenção, eles não tinham nada em comum, quando se tornou Deus, e viu Taehyung se transformando, pôde perceber que o trono normalmente tem características de seu dono, assim ele conseguiu perceber. 

 

— Hoseok! Taehyung! — os chamou, porém não obteve respostas, presumiu que eles não conseguiam se movimentar ou acordar — Se estiverem acordados prestem atenção no que irei dizer, isso não passa de uma ilusão, Têmis está nos confundindo e se continuarmos presos a ela podemos realmente morrer. Hoseok, se estiver me ouvindo, exploda. Deixe a sua raiva lhe consumir e vá atrás de Têmis, só você tem forças o suficiente para fazer isso. Vá e deixe que eu cuido de Taehyung, quando estivermos libertos iremos te ajudar, só vá agora. Por favor me ouça. Hoseok! — gritou o nome do Deus.

 

Os ouvidos de Hoseok captaram toda a informação. Porém não sabia como “explodir”, no entanto, decidiu confiar no que seu companheiro falava, afinal era o Deus da Sabedoria. Se conectou com Talita, a mesma o guiou para que saísse daquela prisão, que era sua própria mente. O corpo de Hoseok ardia, os olhos voltaram a brilhar no vermelho escarlate, a luz, de mesma intensidade e cor, o cobria por completo, seus membros lentamente foram recuperando os movimentos e por fim, literalmente explodiu num mar de subtons de vermelho, assim tirando Têmis de sua concentração, porém como estava mais forte, conseguiu manter os outros dois na ilusão, afinal seu corpo era composto por quatro seres diferentes e independentes.

O Deus gritou e logo empunhou seu Garfo. Avançou com toda sua fúria, o atacou de todas as formas que conseguia assim como desviava de golpes que eram desferidos em si, entretanto também fora atingido algumas vezes. Sua raiva veio a tona, lembrou de todas as coisas que aquele Titã já havia feito, e como matou aquele homem em meio ao fogo. Seu corpo foi envolto por chamas, assim que lembrou da dor e sofrimento que fora causado ao outro.

 

— Você deveria ter ficado quieto. Os Deuses lhe deram a oportunidade de viver, o mínimo que deveria fazer era se calar diante a eles. — soltou tudo enquanto se preparava para atacar, sua arma já estava posta e o alvo era a cabeça do outro.

— Insolente. Garoto insolente. — gritou, havia perdido a compostura — Seu pai e seus tios e tias que fizeram isso a mim, estou assim por causa deles.

— Não coloque a culpa em outros que não seja você. Acha que acabar com o que eles construíram vai fazer de você alguém melhor? Ou merecedor do sei lá o que?

— Isso me fará melhor que eles. — acabou invocando um escudo para se proteger do ataque de Hoseok.

— Isso te tornará pior que eles. Pare de ser um imbecil, como pode não perceber algo tão simples? Isso lhe destruirá, causará dor e sofrimento aos inocentes, será considerado um ser obscuro, que só veio para causar coisas ruins, abra seus olhos Têmis.

 

Tais palavras afetaram a Têmis, porém não de uma forma agradável, pois sua ira apenas aumentou e isso fez com que se desligasse dos outros dois e usasse todo seu poder contra Hoseok. Uniu todas as suas forças e lançou juntamente com um raio azul claro, aquilo atingiu o Deus em cheio e lhe trouxe dor. Mais cinco raios foram lançados e todos atingiram o corpo de Hoseok.

O corpo do Deus estava dolorido, e via sua morte se aproximar. Quando levantou seu olhar viu mais um raio, porém esse foi parado por Jeon, que entrou em sua frente e se protegeu, isso enquanto Taehyung comandava a água e fazia uma arma poderosa para lançar contra Têmis e isso o atingiu, o deixando desnorteado.

 

— Já estava na hora. — disse Hoseok enquanto se levantava, com a ajuda de Jeongguk, que riu.

 

Taehyung logo se juntou aos outros dois. E ficaram ali juntos, enquanto olhavam para Têmis, e quando julgaram correto eles se prepararam para lançar o golpe final. Jeongguk planou até às nuvens e ali confeccionou sua obra prima, o tom cinza estava forte e o vento não perdia em quesito força. Usou de todo seu poder para descer um redemoinho até o chão, Taehyung por sua vez o ajudou a ter força, usou de seu domínio sobre a natureza e pegou o veneno de algumas plantas, assim como adicionou espinhos. Hoseok mais uma vez se encontrava em chamas e esperou pela confirmação de Jeon, e quando a mesma lhe fora dada ele correu em direção ao tornado e entrou nele, ali distribuindo sua força e poder.

Têmis ainda não estava vencido. Levantou-se e olhou diretamente para Taehyung, este que estava distraído com o plano. Correu em sua direção e o socou, para em seguida fazer uma flecha com o ar e então a fincar no coração do jovem Deus, seu plano fora um sucesso, entretanto foi arrastado para dentro do tornado, onde Hoseok estava. Mais uma vez Jeon se encarregou de cuidar de Taehyung.

 

— Aqui estamos nós novamente. — Hoseok disse assim que viu o rosto de Têmis.

 

Ele não o deixou falar nada. Tocou o rosto dele com suas mãos, seus olhos tornaram-se roxos, a boca fora abrindo lentamente. Têmis se debatia, sabia o que estava prestes a acontecer e não estava preparado para tal coisa e por isso tentava escapar a todo custo, seu corpo estava formigando e logo estaria anestesiado. Hoseok abriu sua boca o máximo que podia e então começou a sugar a vitalidade daquele corpo, a essência entrava em seu corpo e o sabor lhe agradava, sentia a dor, a raiva, o amor e decepção. Conseguiu diferenciar cada eflúvio, e por isso sabia que o primeiro a sumir fora Érebo, seguido por Nix, Éter e por fim o próprio Têmis.

Os corpos foram se separando e sendo jogados no forte vento que os rodeavam. Porém não iriam ser jogados em qualquer lugar, Hoseok invocou correntes do submundo e os prendeu a terra. De seus olhos era possível ver sangue escorrendo, não era proveniente de si, mas sim dos que matou. Quando estava quase finalizando com Têmis sentiu um sentimento ruim dentro de si, era a maldade que corria nas veias daquele Titã, isso o acompanhava desde seu nascimento, não conseguiu entender o motivo de tal coisa estar fixada naquele corpo e mente que tinham tudo para ser o mais puro e amoroso que todos e todas na Terra pudessem ver, mais até que Afrodite.

O corpo finalmente se aquietou. Têmis estava morto e a batalha finalizada. Hoseok soltou o corpo e o deixou ser levado sutilmente por suas correntes, estava fraco e com dores e por isso não se sustentou por muito tempo ali, se deixou ser sugado e lançado para fora do redemoinho de ar. Às costas colidiram com o solo e fez uma cratera se abrir, o corpo estava mole e a mente dormente e inerte a tudo o que acontecia.

Ao longe Jeon viu o corpo de seu Deus ser lançado longe, porém se concentrou em tirar aquela flecha do peito de Taehyung. Usou de sua força natural para tal coisa, achou desnecessário utilizar qualquer outra, aos poucos fora retirando o objeto da carne, demorou pouco mais de vinte minutos e quando finalmente pode ver o sangue lhe sujando as mãos aliviou-se, pois agora o outro Deus poderia se recuperar. E antes mesmo que levanta-se para ir atrás de Hoseok viu um bocado de água cobrir a ferida dele e rapidamente o curar, se olharam e então pensaram a mesma coisa ao mesmo tempo, iriam levar Hoseok até o vulcão e o banhar no magma, assim ele poderia se recuperar.

Porém primeiro teriam de encontrar tal lugar, pois não sabiam onde se localizava. Afinal Hades era quem sabia sobre tal lugar, porém lembraram-se de Netunia, ela deveria saber sobre aquele vulcão.


Notas Finais


Eu sei. Eu sei, ainda tenho muito o que melhorar na minha escrita sobre batalhas, lutas, brigas....
Irei me esforçar para melhorar cada vez mais.

E então o que acharam? Será que eles vão conseguir achar o vulcão e salvar Hoseok?
Ou será que Hoseok se tornará um antigo Deus?
Espero os comentários, ou mensagens no grupo de interação.

Não deixem de ler Cutting Blade e Under the Wings (que logo lgo será atualizada)

Beijos até o próximo capítulo meus Deuses e minhas Deusas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...