História Trouble - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Namjin, Shortfic
Visualizações 102
Palavras 1.308
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Yah!
Aqui estamos com o último capítulo de Trouble ^^
Muito obrigada pra quem acompanhou <3
Segurem os forninhos!
Recomendo lerem ouvindo: Sucker For Pain - Lil Wayne, Wiz Khalifa & Imagine Dragons.
Boa leitura :D

Capítulo 5 - Ápice


Fanfic / Fanfiction Trouble - Capítulo 5 - Ápice

Um calor intenso tomou conta de Seokjin fazendo o mesmo morder o lábio inferior.
A temperatura tinha ficado tão quente que só poderiam estar no inferno, dois calores corporais se juntando parecia uma combustão.
Os toques de Namjoon pareciam brasas na pele de Jin, em um rápido movimento já estava de cara a cara com o marido, seus orbes estavam intensas e sabia bem o por que, brincou com o Kim mais alto a viagem inteira e agora teria sua punição.
Afinal garotos maus precisam ser punidos não?

- Não vai me responder? - Namjoon disse intenso enquanto sua destra descia para a coxa de Jin.

- D-daddy...

OK, Seokjin já nem sabia do que estavam falando antes e sinceramente só se importava no que iria acontecer, ainda mais se esse futuro terminasse com ele e Namjoon jogados na cama suados e nús.

Em um impulso já estavam com as pernas em volta da cintura do maior enquanto se beijavam loucamente, a busca pro prazer era intensa.

Foi de uma forma desajeitada e desesperada que subiram as escadas, não romper o ósculo era o principal objetivo no momento.

A respiração de Seokjin se entre cortou ao sentir seu corpo se chocar com o do colchão.

Não tardou à puxar Namjoon junto e logo trocando as posições ficando por cima, Jin gostava de ser um Baby dominador às vezes, Namjoon gostava disso mas jamais admitiria, afinal um Daddy nunca perde ser eu posto.

O quadril do Kim mais novo logo começou à se mover para frente e para trás fazendo assim uma fricção gostosa entre as genitais dos dois, ambos soltavam arfares pesados enquanto sentiam aquele prazer os consumindo.

- Uh Daddy - Jin disse manhoso enquanto roçava seus lábios nos de Namjoon.

- Meu bebê está necessitado é? - Disse se sentando com Seokjin sobre si.

Jin assentiu mordendo o lábio inferior.

- Mas antes vale relembrar que meu bebê foi muito mal - Disse colocando as mãos no cós da saia do hung.

- M-mas Dadd... - Sua fala automaticamente cortou ao sentir um tapa ardente em uma de suas nádegas.

Um gritinho foi emitido fazendo Namjoon soltar uns arfar pesado, amava as reações surpresas de seu Baby.

Logo outro tapa foi desferido em Jin fazendo o mesmo arquear as costas pela mistura de dor e prazer.

A dor era estranhamente gostosa no ponto de vista do mesmo, não queria que Namjoon parasse com o ato.

Uma sequência de tapas foram dados fazendo assim as nádegas de Jin ganharem uma coloração avermelhada.

- D-daddy por favor - Dizia à beira da loucura.

- Você não está merecendo princesa - Disse distribuindo chupões pelo pescoço alheio.

Jin estava mais que se segurando pra não voar em Namjoon, sabia que se fizesse só ia piorar a sua punição.

Teria mesmo que jogar sujo?

- Daddy, por favor - Disse descendo a mão para o membro do maior.

Namjoon automaticamente gemeu rouco, só os céus sabiam o quão necessitado por alívio estava.

A mão ágil de Seokjin logo massageava aquela parte tão sensível.

Aos poucos desceu do colo de seu Daddy e sem calma alguma soltou o botão que fechava a calça logo partindo para o zíper.

Ao ter a visão do membro do mais novo marcado pela boxer sua boca salivou.

Logo descartou aquela peça indesejável enquanto Namjoon tirava a própria camisa, pegou o membro ereto e começou a galera os tão conhecidos movimentos, subia e descia sua mão com maestria fazendo Namjoon ir à loucura.

O pré-gozo já escorria pela glande inchada, Jin não teve vergonha alguma de colocar o membro de Namjoon na boca, sua cabeça descia e subia no ritmo de sua mão fazendo Namjoon gemer cada vez mais.

Sabia que estava chegando ao seu ápice, pegou no cabelo de seu hyung e começou a estocar frenético ali, Jin se engasgou apenas uma vez mas rapidamente logo voltando a receber o membro de Namjoon enquanto o olhava intensamente nos olhos.

Namjoon balbuciava seu palavreado nada puro junto à gemidos e foi com um alto e rouco que ele gozou em jatos fortes na boca de Jin que engoliu seu "leitinho" com todo o prazer do mundo.

Foi questão de segundos até estar novamente jogado na cama com o corpo de Namjoon sobre si.

As mãos do maior foram para a barra da blusa que Jin usava logo a puxando para fora tendo a visão perfeita do marido apenas com sua saia rosa bebê e a calcinha.

Jin levou seu indicador até a boca mordendo a pontinha do dedo de uma forma sensual, Namjoon já podia sentir seu amigo acordando novamente.

O mais novo passou as unhas curtas pela parte de dentro das coxas de Seokjin, não estava com paciência isso resultou em suas mãos arranjo o fio da peça íntima e puxando fazendo a calcinha rasgar.

- Daddy, era nova - Dizia com um biquinho.

- Foda-Se - Disse lhe tomando os lábios.

O beijo era selvagem e cheio de luxúria, o calor corporal dos dois se maturando fazia o quarto ficar bem mais abafado e parecer diminuir cada vez mais.

Foram minutos naquele beijo até que Jin sentiu as mãos fortes de seu Daddy em seu membro extremamente dolorido.

Os movimentos de Namjoon eram rápidos fazendo Seokjin segurar firmemente os lençóis.

O toque íntimo não durou muito, Namjoon preferia que Jin chegasse ao seu ápice de outra maneira.

Levou dois dedos até sua boca e os lubrificou bem, assim que o primeiro dígito deslizou lentamente de si, Seokjin gemeu com o desconforto mas não querendo que parasse.

Não demorou para que estivesse se acostumado, quando menos percebeu já tinha três dedos dentro de si, a dor era fraude mas o prazer já gritava mais alto.

Namjoon tirou seus dedos de dentro do marido que se sentiu vazio assim gemendo frustrado.

- De quatro - Namjoon ordenou.

Jin sem nem falar nada ficou logo na posição que lhe fora dita, era vergonhoso mas não arriscaria à desobedecer seu Daddy.

Sentiu um tapa e gemeu manhoso, sabia bem o que Namjoon queria mas ia se fazer de desentendido.

- Você sabe o que eu quero, empina logo bebê - Disse selando uma de suas nádegas.

Jin armou e fez o que lhe foi pedido.

- DADDY! - Gritou ao sentir a língua que te de Namjoon em sua entrada.

Céus, aquilo era maravilhoso.

Namjoon tentava penetrar sua língua fazendo Jin empinar cada vez mais duas bunda enquanto gemia, as mãos agarravam com força o lençol da cama enquanto seus pés se comprimiam.

Quando pensou em levar uma mão para seu membro sentiu a glande de Namjoon tocando sua entrada, a dor era terrível!

Era preenchido aos poucos sentindo-se se é o rasgado ao meio, por mais que sua vida sexual seja - extremamente - ativa, nunca iria se acostumar.

- Apertadinho - Namjoon balbuciou extasiado.

Os minutos se passaram como horas para Seokjin que se acostumava com a típica dor, quando Namjoon se mexeu lentamente começou à gemer de prazer já se esquecendo da dor incômoda.

- M-mais Daddy.

- Como você quer Baby?

- Forte... R-rápido.

- Ah é?

- S-sim Daddy.

Foi então que aos poucos Namjoon começou a acelerar suas estocadas atendendo ao pedido do seu baby boy.

Jin não sabia mais o que fazer, tentava se segurar firme de qualquer jeito, de vez em quando sua garganta falhava fazendo assim não sair gemido algum mas assim que voltava o barulhinho era música para os ouvidos de Namjoon que aproveitava aquele lugar apertado e quente.

O vai e vem gostoso ganhava intensidade rapidamente fazendo logo estarem à quase mil por hora, Jin sabia que não iria aguentar por muito tempo e logo levou uma de suas mãos para o membro esquecido.

As costas de Seokjin se arquearam perfeitamente ao sentir sua próstata ser surrada pelo membro de Namjoon.

Os gemidos se tornavam gritos que parecia um choro bem feminino.

Não demorou para que tivesse um orgasmo intenso anunciado por um gemido prolongado, com mais algumas estocadas bem brutas foi a vez de Namjoon se desfazer dentro de Jin logo caindo aos seus lado na cama, ambos ofegantes.

- Espero que esteja ótimo mês que vem, terei outra viagem.


Notas Finais


E aí? O forninho caiu?
Obrigada por ter lido ^^

Perfil: @OmmaBTS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...