1. Spirit Fanfics >
  2. Trouble >
  3. Capítulo 10: Acordados e vivos

História Trouble - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


☆Mais um capítulo frasquinho para você, espero que gostem.



Boa leitura ;)

Capítulo 10 - Capítulo 10: Acordados e vivos


- Tenho que te contar uma coisa - Disseram os dois em uníssono alguns segundos de silêncio.

Hoseok repassava em sua mente tudo que havia acontecido nas últimas horas, não conseguia acreditar que todos estavam mesmo vivos.

Sentado sobre o piso frio de um galpão, Namjoon havia os levado para um abrigo, seu celular tocou em seu bolso.

- Annyeonghaseyo Hobi! Você está bem? - Reconheceu a voz de Zico do outro lado da linha.

- Estou bem sim, os tremores já pararam e pelo visto não há muitos feridos - Disse Hoseok verbalisando suas dúvidas ao olhar ao redor - E com você? Por que me ligou?

- Estou bem, queria falar com o Jin, mas ele não atende as minhas ligações - Jiho disse parecendo meio desconfortável e o ruivo teve a sensação de que o outro estava lhe escondendo algo.

- Ele esqueceu o celular na empresa - Disse Hoseok procurando seu hyung com os olhos - É muito importante?

- Preciso te contar uma coisa... - O ruivo teve a impressão de ouvi-lo suspirar, sua voz era vacilante.

- Pode falar Jiho hyung... - Falou com o coração acelerado, procurou pelo Yoongi, apenas o olhar do moreno era suficiente para acalma-lo.

- Estou no seu apartamento... O terremoto comprometeu a estrutura - Zico começou e o coração do solzinho falhou uma batida.

- Pode continuar - Hoseok diz num sussurro tentando processar as informações.

- Um cano estourou, o apartamento alagou e isso comprometeu a fiação elétrica - Zico dizia com a voz vacilante - Destruiu os móveis e... Eu sinto muito.

- Não tem problema, liga para o manager para remarcar os meus compromissos - O solzinho dizia com a garganta fechada, os olhos ardendo devido as lágrimas presas.

- Vou falar para a Jisoo organizar as reformas - Disse o segurança tentando passar conforto.

- Depois me liga para informar os detalhes, como o orçamento - Disse o ruivo tentando manter a calma.

- Claro, mas descansa - Orientou Zico e Hoseok deu um mínimo sorriso, pelo menos tinha seus amigos - Se quiser pode passar uns dias lá em casa.

J-hope parou, ainda estava caindo a ficha de que sua casa estava destruída, pegou sua bolsa e guardou seu celular suspirando profundamente, já não possuía lágrimas para chorar e estava em público.

- Hoje o dia está demais - Sussurrou ironicamente, ficou ali parado, por sorte não haviam mortos, porém haviam feridos e prédios para serem reconstruídos em toda a Coréia do Sul.

- Hobi-ssi! - Jin chamava seu nome o tirando de seus pensamentos - Estou fazendo uma lista de pessoas que perderam seus bens, preciso ver entre os feridos quem passou por isso.

- Pode colocar o meu nome... - O ruivo disse seguido de um longo suspiro.

- Acho que não vai ser necessário - Era aquela voz que sempre o fazia arrepiar.

Poucos metros dali estavam Namjoon carregando uma criança nos ombros e Yoongi um senhor em seus braços.

- Coloquem eles aqui, por favor - Disse uma enfermeira se referindo ao senhor e a criança.

- Agora estou fazendo a listagem de quem perdeu a casa... Hobi, você... - O rosado tentou novamente, porém o ruivo não conseguia tirar os olhos de Suga... Ele estava em casa.

- Eu... A minha casa também... - Hoseok começou a dizer, suas atitudes e palavras tão bagunçadas quanto seus pensamentos, quando foi interrompido.

- Eu disse que não será necessário - Yoongi falava convicto olhando o ruivo nos olhos - Nossa casa não sofreu danos, ele vai para lá comigo quando não houver mais perigo.

- Só isso que vai trazer? - Disse o moreno ao lado do ruivo, estavam parados em frente a grande mansão, haviam muitas lembranças envolvendo aquele lugar.

- Zico vai trazer o que tiver dado para salvar amanhã de manhã - Respondeu abraçando sua pequena bolsa contra o corpo, haviam apenas seus documentos e o celular.

- Então é isso - Falou Suga abrindo os portões automáticos da garagem, a casa e o jardim continuavam exatamente como da última vez.

- Daqui a pouco vou servir o jantar - Yoongi falou friamente se direcionando para a cozinha, mas parando em poucos passos - O quarto de hóspedes já foi preparado.

O moreno não esperou resposta, apenas saiu. O solzinho subiu para o lugar indicado, a nolstalgia mexia com suas estruturas enquanto subia as escadas da casa que conhecia como a palma da mão.

Hobi chegou rapidamente no quarto de hóspedes, ele havia ajudado a compor a ornamentação do quarto, que continuava a mesma, de acordo com seu gosto sofisticado.

Ligou a água quente e tomou um banho rápido, queria que esses problemas fossem embora junto com a água no ralo, mas isso não aconteceu.

Desejou que a vida fosse uma de suas fanfics favoritas: Na qual ele esqueceria a toalha, Suga levaria para ele, sentiria desejo por si e fariam amor naquela cama.

- Tenho que parar de ler tanta fanfic - Disse para si mesmo saindo do banheiro com o roupão.

Questionou o que vestiria já que havia trazido apenas a roupa do corpo e muda suja que havia trocado na casa do Yoongi.

No entanto, ao abrir o closet percebeu que suas roupas estavam lá... Não as atuais, pois não as havia trazido e haviam sido destruídas - Teoricamente -, mas as que usava quando ainda morava naquela casa.

- Tem bastante dinheiro, pode comprar o que precisar para você e para a casa - Yoongi falou após finalmente terminar de comer o jantar, havia sido um momento bem silencioso até ali - Vou na reconstrução da capital. Volto quando acabar.

Enquanto escovava os dentes naquela noite para dormir, ele tinha muitas coisas na cabeça: Sabia onDe estava o dinheiro; Sua vida estava prestes a mudar e que o moreno não estaria ali no dia seguinte.

J-hope secou seus cabelos com o secador, o vapor quente e o ruído do aparelho em funcionamento, eram os únicos ruídos na casa. Fechou as persianas de seda e dormiu, tendo sua mente invadida por lembranças.

"Uma fresta de luz invadiu aquele quarto escuro, um homem completamente vestido de preto chamava por Taehyung, que já chorava copiosamente próximo ao ruivo.

Ele já havia perdido as contas de quantas vezes aquela cena havia se repetido apenas naquela semana: O homem perdeu a paciência e se aproximou de Taehyung referindo um tapa em seu rosto.

- Cala a boca seu viadinho de merda - Vociferou quando Taetae apenas chorou maus forte, seu corpo sacudia com a força que fazia para tentar conter os soluços.

- Não toque nele... - Disse Hobi firmemente se colocando a frente de seu ex para protegê-lo com seu corpo .

- 'Nosso querido Hobi' quer bancar o forte? - O agressor disse deferindo murros e chutes no abdômen do solzinho que cuspiu sangue.

- Tudo bem, vou com você, apenas... Não machuque ele - Disse Taehyung entre soluços.

O homem puxou V - Como era conhecido artisticamente - e ambos sumiram atrás da porta que foi fechada violentamente.

Jin se aproximou dele e o abraçou, ambos tinham lágrimas nos olhos, eles se abraçaram se sentindo sozinhos, impotentes e desprotegidos.

Hobi rezava internamente para que Yoongi chegasse e o salvasse, queria ter forcas para defender a si mesmos e os seus amigos... Mas fazia dias que não se alimentava direito."

Hoseok acordou em um rompante, pingando suor e com a respiração descompassada. Olhou ao redor e percebeu que já não estava naquele lugar sujo e escuro, suas mãos já não se encontravam mais amordaçadas .

- Annyeonghaseyo... Como assim você e o Jin estão no hospital Namjoon? Aconteceu alguma coisa? - O Jung dizia agitado, o Kim parecia preocupado no telefone, dizia coisas desconexas e sem sentido - Estou chegando aí... Calma, vai ficar tudo bem.

Ele comeu, tomou um banho e fez sua higiene matinal muito rapidamente, não havia compreendido nada com a ligação de Namjoon e estava particularmente preocupado.

Chamou um táxi, sentia dificuldade em virar as costas aquela mansão, que havia ajudado a construir com Yoongi, se sentia como em nenhum outro lugar antes.

 

 

 

 


Notas Finais


☆Espero que tenho gostado gente, obrigada pela atenção em ler até aqui.

Beijo na bandinha <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...