História Trouble - Capítulo 1


Escrita por: e Dominatrix_021

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin)
Tags Arquétipos De Jung, Brasil, Criação, Namjin, Tour
Visualizações 31
Palavras 1.281
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha quem voltou! Aqui esta mais uma fanfic do ciclo, eu particularmente me senti grata por poder escrever.
Fiquei com o arquétipo do criador e a ideia de que Namjoon cria tantas músicas não fugiu da minha mente. Espero que gostem 🌸

Betagem por: Dominatrix_021
Capa por: srta-sweet

Capítulo 1 - Minha única inspiração


                  ᨐᨐᨐ

Eu me adaptei completamente a você, eu queria viver por você, mas por continuar fazendo isso, eu simplesmente…


A última música da Tour Speak Yourself estava em seu fim. O último show no Brasil, momentos inesquecíveis, cada música uma emoção diferente. Todo um estádio vibrando com a apresentação e quando a música parou os gritos das fãs superaram o estádio. 

Fogos de artifício atraiam os olhares curiosos e emocionados de cada army enquanto o grupo deixava o palco. Toda a produção estava contente com o resultado, Namjoon passou pelo corredor feito por essa e apertou a mão de cada staff. 

— Ah, Brasil! — SeokJin exclamou, abraçando a bandeira. Namjoon sorriu, secando o suor com uma toalha que a staff havia o entregado. — Pessoal, vamos brindar! 

— Hyung! — Jimin exclamou e toda Maknae line riu no momento. — Eu aprovo essa ideia, não é todo dia que Jin hyung quer brindar. 

Enquanto caminhavam para o camarim, Namjoon assinava alguns papéis e concordava com a cabeça quando alguém vinha falar em seu ouvido. Jin admirava o namorado responsável e, assim que chegaram no espaço reservado, pôde perceber o quanto o show foi cansativo.

— O melhor momento foi o estádio gritando meu nome! — Hoseok exclamou, sentando-se no braço do sofá.

— Elas cantaram todas as músicas. —  Jimin comentou, pegando o Champanhe e distribuindo as taças. 

— Eu ainda estou escutando os gritos delas. — Jin se juntou aos cinco membros e alegremente ergueu sua taça. — Ao BTS! 

Todos repetiram e viraram a taça, Jimin como sempre terminou tudo com um gole enquanto Yoongi bebia lentamente. Jin logo deu falta de Namjoon, depois de contar com os dedos e constatar que faltava um membro. 

— Alguém viu o Namjoon? — perguntou, recebendo respostas negativas. Um pouco zonzo Jin se levantou e abandonou a taça sobre a mesinha de centro. — Vou atrás dele. 

Lá estava Namjoon, com um caderno apoiado na coxa tentando escrever algo. As palavras pareciam vagas, sem sentido e isso deixou o líder frustrado. Jin carinhosamente se aproximou por trás, selando seus lábios no pescoço do mais alto. 

— Por que não foi brindar com a gente? — perguntou, sentando-se no meio das pernas do Kim. Namjoon negou com a cabeça, abraçando o mais velho e selando o topo de sua cabeça. — Namjoon…

— Achei que conseguiria escrever hoje, depois do show. — afirmou com o timbre frustrado e apertando os braços envolta de Seok. — Mas não consegui escrever uma única palavra. 

— Por que escrever ela é tão importante? — a pergunta do mais velho fez as bochechas de Namjoon ganharem um tom avermelhado. — Não pode pedir ajuda ao Yoongi? — Namjoon escondeu o rosto atrás do mais velho. 

— Eu queria que ela fosse especial. — afirmou, atraindo a atenção do mais velho, coisa que Namjoon não queria, pois seu rosto ficou totalmente vermelho. Os olhos do Jin brilhavam em espera. — Eu queria escrever ela para você. 

— Eu? — agora o mais velho estava envergonhado. — Então, eu deveria te ajudar a compôr ela.

O silêncio fez o mais velho tirar decisões precipitadas. Mas, antes que o Kim surtasse, Namjoon selou seus lábios e só parou quando o ar em seus pulmões acabou. 

— Eu adoraria. — encostaram suas testas. 


 ᨐᨐᨐ


Todos estavam descansando, com exceção de SeokJin e Namjoon – apesar de esta quase dormindo sobre o papel. O mais velho fez questão de ler todos as tentativas do namorado, encontrou alguns rascunhos de Fake Love, DNA e até mesmo Not Today. 

— Então, como você consegue inspiração para escrever tão bem? — Jin não tirou os olhos do papel, parecia uma criança que acabara de receber um novo brinquedo. — Não me lembro de Save Me ser tão boa. 

— Foram momentos diferentes… — Namjoon explicou, tomando um pouco de café. — São todas pensando em você, ou nos meninos. 

— Okay, então eu vou pensar em você e nos meninos. — Jin fechou os olhos, respirou fundo e colocou a ponta da caneta no papel. A primeiro palavra surgiu: Trouble. — Pronto. 

— Trouble? — Namjoon apoiou o queixo na palma da mão e encarou o namorado. — O que vem a sua cabeça? 

— Só isso. — Jin respondeu em uma simplicidade, coçando a orelha e abrindo a boca de tanto sono. — Pensei em dizer que você é o meu próprio mundo…

O Kim pegou o caderno, as folhas de rascunhos e colocou sobre o criado-mudo. Selou seus lábios ao de Namjoon e cobriu-se, sendo levado pelo cansaço. 

Namjoon acariciou a tão perfeita pele do namorado, apenas as pontas dos dedos a tocavam. A aliança de compromisso que usavam fora dos palcos brilhou mais forte ao ser iluminada pela luz da lua que emanava da janela. 

Quando o grupo foi criado Namjoon já estava claramente apaixonado. Nunca se sentiu tão feliz e em êxtase por outra pessoa. Não demorou para começarem a namorar, Jin se entregou de corpo e alma para o mais alto. As brigas nunca foram um problema, pois no final o amor dos dois vencia. 

— Eu te amo. — sussurrou no ouvido do namorado e levantou-se da cama, pegando o lápis, o caderno de rascunhos e o copo de café. Namjoon ficou determinado. Arrastou a cadeira para perto da cama, de frente para SeokJin. — Trouble…

Os dedos batiam contra a folha, imitando o som de uma cavalgada. Jin se mexeu na cama, procurando pelo ausente namorado e fazendo Namjoon admirar a cena fofa. Com um sorriso nos lábios, deixou o amor falar por si só e as palavras fluíram. 

Cada detalhe do mais velho serviu de inspiração para a criação da música. As palavras sexy foram inspiradas nas curvas, os elogios inspirados no sorriso, o refrão inspirado no amor. Ying e Yang. 


ᨐᨐᨐ


— Então escreveu essa música ontem a noite? — Yoongi questionou depois de analisar a criação do Kim que apenas concordou com a cabeça. — Gostei do refrão. 

— Acha que vamos poder colocar no próximo álbum? 

— O Jin sabe que você usou ele como inspiração? — Namjoon se assustou e negou com a cabeça. — Cante junto com ele, tenho certeza que vai ficar melhor ainda. 

Namjoon olhou mais uma vez para a folha de papel, levantou-se e sozinho foi até o quarto onde o mais velho estava, parou no batente da porta e sorriu ao vê-lo mergulhando nos rascunhos. 

— Tá, qual a palavra que rima com "Você é minha"... 

— O que está fazendo? — Namjoon se ajoelhou na frente do mais velho, passando a mão pelas coxas grossas. 

— Eu desisto, só você mesmo. Eu não sei nem rimar! — Seok parece frustrado, mas sua atenção vai toda para o papel na mão de Namjoon. — O que é isso? 

— Eu passei a noite acordado, pensando em você e então eu percebi — o sorriso estampado no rosto do mais jovem, o coração batendo forte em seu peito, parecia uma declaração de amor. — Você é minha fonte de inspiração. Quer cantar comigo?

Jin tampou a boca e arregalou os olhos, parecia literalmente o pedido de casamento que ele tanto sonhou. Namjoon de joelhos e feliz, ele sendo surpreendido pelo pedido e aceitando, todo mundo comemorando! 

— É claro que eu canto. — voltou a realidade, pulando nos braços de Namjoon e enchendo ele de beijos. — Você me assustou…

— Não sabia que você queria tanto cantar comigo. — Namjoon simplesmente correspondeu ao abraço e sentiu seu coração transbordar. 


Eu vi você sorrir, então eu sorri. Eu estava reto, soprando. Hipnotizado por sua beleza, de seus pés para as suas mãos como alguém poderia ser tão bonito


Notas Finais


Espero que tenham gostado ❤
Vou deixar a música aqui https://youtu.be/GeadAAyEG6Q porque ela é realmente maravilhosa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...