1. Spirit Fanfics >
  2. Trouble >
  3. Crown

História Trouble - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Crown


— Taehyung eu não me separei do seu pai porque ele virou um sapo, para de chorar. — Eu tentava dizer para o meu bebê.

Ele cismou que eu e o Hoseok estamos nos separando porque ele virou um sapo. Mas como assim um sapo? De onde essa criança tirou isso? E eu achando que ele iria chorar porque não quer ver a gente separado, e porque sente medo de um de nós dois não termos mais tempo pra ele, mas essa criança vem e chora porque acha que o Hoseok virou um sapo?!

— Bebê, fala pro papai, porque você acha que o Seok virou um sapo? — Pergunto, ele engole o choro e limpa os olhos com as mãozinhas pequenas. Iti! Meu bebê é muito lindo!

— A tia Jihyo e a tia Jiwoo disse que quando um príncipe se separa de outro príncipe ou princesa, significa que ele virou um sapo e se não foi sapo foi ogro... Espera aí... Meu appa virou o Shrek?! — Ele grita, eu o olho e vejo ele se acabar em lágrimas.

Sem saber o que fazer, eu o abraço e espero ele acabar de chorar. Depois de ver que ele já estava melhor, eu passo a mão em seu rosto e limpo o rastro de lágrimas em suas bochechas gordinhas.

— Taetae, seu appa não virou um sapo, muito menos um ogro. Nós só não estávamos como éramos antes, então achamos melhor nos separarmos. — Eu explico, obviamente eu não diria que sou corno.

— Tá bom... O appa vai embora? — Ele pergunta, bom, isso eu não vou explicar. O Hoseok que se vire, quem mandou ele se entrelaçar em outro enquanto ainda era casado?

— Depois o Hobi vai vir aqui, aí você conversa com ele. Ah! Ele vai trazer alguém pra você conhecer.

Não vou dizer que o Yoongi é namorado do Hoseok. Não sei como o Tae vai reagir, e não quero que Hoseok ou Yoongi pensem que eu fiz a cabeça do meu bebê caso ele não goste da notícia de seu pai já estar namorando outro. Falando neles... Estão atrasados. Era pra eles estarem aqui mais cedo, daqui a pouco chega a hora do Tae dormir e nada deles aparecerem.

— Appa, a gente pode ouvir música? — Ele pergunta, eu sorrio e assinto.

— Quer ouvir qual? — Pergunto, abrindo o YouTube na televisão.

— Hm... — Ele coloca a mão no queixo e começa a pensar. — Aquela! Daquele grupo que canta que ama os chifres! — Ele finalmente responde.

Eu rapidamente fecho a cara. Sério. Não é possível. Logo essa música? Porque eu sinto que essa música me define? Melhor ainda por que o Taehyung escolheu justo essa música?!

— Tem certeza que quer essa? — Pergunto. Ele assente, super animadinho.

Eu respiro fundo e escrevo o nome da música letra por letra, de um jeito super devagar. Tanto que Taehyung até me pediu pra ir mais rápido já que eu estava demorando muito pra escrever o nome da música. No fim, eu só suspiro e desisto de fazer drama, coloco na maldita música e me sento no sofá super emburrado de estar ouvindo aquilo.

Mas minha cara séria logo se desfaz ao ver meu menino tentar imitar os passos rápidos do Hueningkai na coreografia. Taehyung sempre amou música, assim como eu, tudo quanto é ritmo e gênero ele está cantando e dançando. E ele não canta mal não, meu bebê é uma estrela. Puxou quem, em? Adivinhem!

Cansado de ficar no sofá só observando, eu me levanto e começo a dançar com Taehyung, ele riu alto ao me ver dançar quase que da mesma forma que os cinco meninos. Estava tudo indo bem, até o som da campainha invadir a sala.

E sabe aquele sentimento de arrependimento? Eu senti ele. No exato momento que eu abri a porta, os meninos desgraçados do TXT cantam: “Meorie ppuri sosa, but I love it (Há um chifre se erguendo em minha cabeça, mas eu amo isso)”. Sabe o pior? Era Hoseok e Yoongi, e sabe o que o Hoseok fez? Ele fingiu uma tosse pra disfarçar a risada.

Filhodaputadesgraçadopaunocudocaralho.

— Algum problema, Hoseok? — Pergunto, meu olhar não era um dos mais atrativos.

— Não, nenhum... — Ele responde, sorrindo fraco.

— Como vai, Yoongi? — Me viro para o outro e pergunto, ele sorri pra mim e assente. — Entrem, Taehyung está lá dentro. — Digo dando passagem para os outros dois.

Eles entram em casa e vejo Hoseok sorrir ao ver Taehyung dançando o início de Dance The Night Away, do Twice. Ele chega perto de Taehyung e dança o refrão junto com ele, eu sorrio fraco pra cena e observo Yoongi meio deslocado. Me viro pra ele e suspiro, não odeio ele, longe disso, mas é difícil sabe? Mesmo não tendo mais sentimentos por Hoseok, eu não posso esquecer que ele era o amante dele, de um homem casado.

— Aceita alguma coisa? — Pergunto me virando pra ele.

— Ah! Não, obrigado. — Ele responde meio desconfortável, é amigo, a situação não tá fácil pra ninguém.

— Olha, Yoongi. Não vou dizer que nós vamos nos tornar os melhores amigos do mundo, mas precisamos fazer essa relação dar certo. Por Hoseok e por Taehyung. — Digo a ele, ele suspira e assente.

— É que é meio desconfortável, toda essa situação... — Ele diz.

— Sim, é, mas a gente não pode fugir dela. Eu só peço pra que você tenha paciência com Taehyung, e que mesmo se você não gostar dele, você não o maltrate. Se ele me disser que você o maltratou, eu faço você se arrepender de não ter escolhido ficar na barriga da sua mãe. — Eu digo sério, ele me olha assustado, eu rio e nego com a cabeça. — É brincadeira, seu tonto. Vem, vou te apresentar meu bebê. — Digo o segurando pelo braço e o arrastando até Taehyung.

— Oh! Agora que eu te vi... Quem é você? — Taehyung pergunta, olhando para Yoongi de cima a baixo.

— O-Oi sou Min Yoongi. — Ele responde, se abaixando a altura de Taehyung.

— Hm... E qual é a sua música preferida? — Ele pergunta.

Bom, deixe-me explicar algo, digamos que Taehyung é tão apaixonado por música, que ele julga uma pessoa por seu gosto musical. Não é uma das melhores maneiras de conhecer alguém, mas quando ele for maior eu explico isso. Mas enfim, nem foi eu que ensinei.

— Ah... Eu tenho muitas na verdade. — Yoongi diz, franzindo o cenho pela pergunta.

— Por exemplo? — Taehyung rebate.

— Hm... Con Calma. — Yoongi responde, Taehyung vira a cabeça levemente para o lado e me olha.

— Você sabe que música é essa, appa?

— É do Daddy Yankee, amor. — Eu respondo.

— A gente pode ouvir? — Ele pergunta, eu assinto e coloco o clipe pra passar na televisão. — Por favor, vou precisar que todos fiquem quietos pra mim decidir se vou ou não gostar do Yoongi hyung. — Ele pede, Yoongi arregala os olhos enquanto eu e Hoseok riamos.

Enquanto a música tocava, Taehyung não desviou os olhos da tela por nada. Ele parecia bastante concentrado na música, mesmo não entendendo um terço do que era falado, e quando a música acabou ele continuou quieto, porém se virou para Yoongi e o encarou por bastante tempo.

— Estou surpreso de nunca ter ouvido essa música antes. — Ele diz, em seguida sorri para Yoongi. — Agora eu posso gostar de você, é boa.

— Obrigado, eu acho... — Yoongi diz, eu e Hoseok nos encaramos e sorrimos.

— O que acham de jogarmos Just Dance? — Eu pergunto pra familiarizar mais Taehyung e Yoongi.

— Eba! Appa você é do meu time! — Ele diz, segurando a mão de Hoseok e fazendo uma pose de luta. — Vocês nunca ganharão da gente!

— Você que pensa! — Digo, fazendo uma pose tão estranha quanto a sua.

— Todos sabem que eu danço que é uma beleza, Kookie. Nós que iremos ganhar. — Hoseok diz, jogando o cabelo inexistente pra trás.

— Vamos decidir isso na pista de dança, por enquanto eu estou confiante que a gente que vai ganhar. — Yoongi diz, ele parecia menos acanhado.

— Vamos começar. — Taehyung diz, logo ele e Hoseok começam a discutir a primeira música da competição. Sim, competição, se tratando de desafios eu sou muito competitivo.

Fiquei observando eles discutindo porque cada um queria uma música diferente e dei risada, logo depois eles arrumaram um jeito de colocar Yoongi no meio da briga, e a cena era engraçada demais. Porque Taehyung levava a música muito a sério, e Hoseok tinha músicas específicas que conseguia dançar sem erro algum. E ver Yoongi no meio dessa "guerra" era muito engraçado, ele simplesmente não sabia o que fazer. Tanto que está nesse exato momento me olhando, provavelmente esperando eu tirar ele daquela confusão, mas eu só rio maldoso e deixo ele alí no meio do campo minado.

— Appa, pode ser essa? — Taehyung me pergunta. Eu olho a tela e vejo que eles escolheram Con Calma. — Escolhemos essa porque é a primeira vez que o Yoongi hyung vem aqui, e você disse que devemos fazer as visitas se sentirem em casa. — Ele justifica, eu sorrio orgulhoso, criança de ouro! Foi eu que criei!

— Pode ser essa... — Digo, na hora que iríamos começar, meu celular toca.

— Ah não! Vamos appa! Eu sou mais importante que isso aí! — Taehyung resmunga com um bico fofo nos lábios, eu só encaro ele e lhe dou língua, logo atendendo a ligação.

Jungkook? Me diz que eu estou vendo coisas e que esse do seu lado, não é o amante do Hoseok. — Namjoon diz com uma voz séria.

— Mas que po... Namjoon! Você está me espionando?! — Pergunto após me afastar dos outros e ir até a porta da frente, a abrindo e olhando para os lados.

Eu tô do lado esquerdo, sua anta! Olhando vocês pela janela da sala. — Ele diz. Logo eu vou até o lado esquerdo da casa e o vejo sentado abaixo da janela.

— Namjoon, que porra você tá fazendo aqui?! — Eu pergunto, desligando a ligação e me sentando ao seu lado.

— Eu vim te consolar por ser corno. — Ele responde. — Trouxe sorvete, filmes de comédia romântica e remédio pra dor de cabeça.

— Remédio pra dor de cabeça? — Pergunto, pegando a sacola plástica que estava em seu lado e olhando o que tinha dentro.

— Sim, vai que o crescimento dos chifres te dê dor? Melhor previnir que remediar. — Ele responde, ganhando um maravilhoso pescotapa. — Ai, porra!

— Isso é pra você aprender, seu babaca! Perturbar a paz dos outros nessas horas... Aliás, você já viu que horas são pra você está aqui?! A Hwasa tá grávida, desgraçado! Você devia estar com ela! — Balanço a cabeça com decepção, esse hyung...

— Ela está ótima, Jin está cuidando dela. — Ele diz, todo orgulhoso do filho. Eu lhe dou outro pescotapa.

— Jin é uma criança! Ele devia estar dormindo a essas horas. Um menino tão bom e obediente, que vergonha Namjoon!

— Bom e obediente? Pega pra você então. — Ele diz, rindo soprado. — Enfim... Vim esse horário porque sei que é o horário que o Taehyung vai dormir, e sei que você também não contou pra ele sobre a situação. Fiz isso pra poupar o menino, e pra te ajudar. Sou um ótimo amigo, não? — Ele pergunta, minha vontade era de abraçar ele e dizer que sim, ele era um ótimo amigo, mas eu só lhe dei língua e o mandei ir embora.

— Você tem que parar de dar língua pras pessoas. Que manina feia! Daqui a pouco o Taehyung tá fazendo o mesmo. — Ele resmunga, eu finjo que nem ouvi. Eu ia dizer alguma coisa, mas alguém abre a janela da sala, o que nos leva a levantar a cabeça.

— Oi Namjoon! Então, vocês vão conversar aqui dentro ou vão continuar cochichando aí fora? — Hoseok pergunta.

— Eu já estava de saída, tchau Jungkook! Espero que seu pau caia, Hoseok! — Ele diz, olhando Hoseok como uma megera de novela e seguindo até sua casa.

— Ele me odeia. — Hoseok diz, eu me levanto e olho pra ele.

— Com razão, né? — Pergunto, ele suspira e assente. — Bom, vamos jogar logo. Amanhã Taehyung tem aula e não pode ir dormir muito tarde.

Entrei de volta em casa, e finalmente, pudemos jogar logo. Obviamente a dupla de Hoseok e Taehyung que ganhou. Na verdade, só Taehyung mesmo, no fim todos nós resolvemos deixar ele vencer. Até que minha ideia de jogar foi boa, Yoongi e Taehyung parecem mais a vontade um perto do outro. Acho que minha missão está completa.

Logo depois que terminamos de jogar e colocamos Taehyung pra dormir, Hoseok e eu conversamos e ele decidiu que iria mesmo embora daqui de casa. Hobi disse que passaria aqui em casa amanhã pra pegar as coisas dele e logo em seguida foi embora com Yoongi.

Quando estava indo deitar pra ter meu tão amado sono da beleza meu celular toca, e adivinhem? Era meu chefe! Agora me digam, porque seu ou sua chefe, te ligaria quase uma hora da manhã? Por que provavelmente você fez merda, certo? Com o cu em uma mão e o celular na outra eu atendo a ligação.

— Alô?

Jungkook. Chegue cedo amanhã, no caso, hoje, tenho que falar com você. — Ele diz, não tive tempo de responder nada, porque logo depois ele dá uma leve despedida e desliga a ligação na minha cara.

Ora pois, que abusado! Só não mando ir a merda porque eu ainda tenho contas pra pagar.

Fiquei um tempo divagando sobre o que eu poderia ter feito pro Sr. Park me ligar naquele horário, e cheguei a conclusão que vou ter que atualizar meu currículo e sair espalhando ele pela cidade. Respirei fundo e decidi que é melhor ir dormir.

Só espero que não seja nada sério...

◤◢◣◥◤◢◣◥◤◢◣◥◤◢◣◥



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...