História Troubled Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Pattie Mallette
Tags Bieber, Justin
Visualizações 200
Palavras 1.033
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


- Oi me chamo Indhy, tenho 17 anos.
-É a primeira vez que posto no anime.
-Espero que gostem e deixem suas opiniões sobre a fanfic
- Fiz ela com todo carinho, espero que gostem
- Emma eu vejo como Shay Mitchell, vocês podem imaginar como quiserem
-Plágio é crime.
- Fiquem a vontade para deixar suas criticas elas serão aceitas desde que sejam construtivas e com educação.
- E por último e não mais importante BOA LEITURA

Capítulo 1 - As voltas são assustadoras


Fanfic / Fanfiction Troubled Love - Capítulo 1 - As voltas são assustadoras

- Onde você estava? - Ele perguntou o me ver cruzar a porta ensopada.

-Por aí... - Disse fingindo me importar

-Então você estava "por aí" as 4:38 da madrugada? Na chuva?

-Pai relaxa e volta pra sua cama, com a sua mulher! To cansada, já vou deitar...- disse subindo as escadas

-Volte aqui Emma Victória! - disse quase gritando

-Querido o que aconte... Ah, Emma que bom que chegou, fiquei preocupada! Suba e vai se secar se não vai pegar um resfriado - Disse saindo da cozinha e indo até meu pai.

-Nossa, posso imaginar! - meu pai me olhou com os olhos furiosos, revirei os olhos - Tô indo... - Sorri irônica e terminei de subir as escadas

Não é que eu não goste dela, como não iria gostar da minha madrinha e melhor amiga da minha mãe?

Ela casou com meu pai dois anos depois da morte de minha mãe, eu não consegui aceitar.

Qual é? É uma puta falta de respeito a memória da minha rainha.

Entrei no meu quarto e comecei a me despi, já podia sentir meus olhos marejados, entrei no banheiro, liguei o registro e deixei que a água quente caísse sobre meu corpo e as lembranças me invadirem junto com as lágrimas.

Hoje faz exatamente 12 anos que ela ( Minha mãe) se foi, era um dia como hoje, chuvoso:

Flash back:

-Mamãe onde você vai?

- Emma querida, volte já para a cama!

- Deixa eu ir mamãe eu juro que fico quietinha ...- disse quase chorando

-Filha, olha a mamãe tem um plantão na delegacia agora, você vai ter que ficar com sua madrinha, seu pai ta viajando.

- Mamãe não vai não, fica aqui comigo?

-Não chora meu amor, a mamãe vai voltar daqui a pouco... Tudo bem?

- Promete?

- Prometo!

Flash back

Então pela primeira vez ela não tinha comprido sua promessa.

- Porque? Por que não voltou mamãe? -Eu chorava debaixo do chuveiro rasgando meu pulso.

Na verdade estava me sentindo uma fraca, tanto critiquei quem fazia isso e olha só pra mim, olha o que eu estou fazendo.

Eu promete a minha vó que não faria mais isso, e enquanto estava lá eu cumpri minha promessa, mas em vez de me corta eu fazia sexo. É, sexo como se não houvesse o amanhã.

Tudo bem eu não sou uma "vadia" e nem era, eu só fazia com todos do time de basquete, os nerds, os professores ( e juro que não era por isso que minhas notas eram boas), o diretor, o filho dele, e alguns primos.

Minha avó acabou descobrindo que eu tava com o Matt (meu primo) e disse que era a gota d'água e me mandou de volta para meu pai.

- Emma? - ouvi Pattie me chamar, não responde por falta de condições e também não queria a "pena" de ninguém - Emma querida onde está? - não consegui conter o choro e os soluços saiam altos - Emy... - ela disse abrindo a porta do banheiro - Ah meu Deus, Emma pare já com isso! - ela disse e segurou meus braços.

Eu estava em baixo do chuveiro, jogada no chão nua e chorando como uma cadela.

- Emy... - ela disse soltando algumas lagrimas, deligando o chuveiro e me abraçou.

- Eu não quero sua ajuda... - Era pra ter ser um grito, saiu mais como um sussurro

- Emy meu anjo, vai ficar tudo bem. - disse baixo

E então eu cedi, cedi porque não tinha forças e precisava de ajuda, carinho, amor e ser compreendida.

- Eu não consigo mais... - disse soluçando - Por que ela não ta aqui? Tia seria tudo tão mais fácil, ela prometeu que ia voltar, mas... Não voltou! Porque Tia Pattie?

Pattie simplesmente me abraçou e chorou comigo, não tinha o que falar, não tinha como explicar, então a única coisa que ouvíamos eram os soluços meus. Ela afagou minhas madeixas até o choro acabar.

Pattie se levantou, pegou uma toalha e me ajudou a levantar, cobri meu corpo, olhou meu pulso e negou com a cabeça.

- Me deixa limpar isso? - apenas assenti

Ela fez um curativo, pegou meu secador e secou meus cabelos, os penteou e depois trançou, saímos do banheiro e ela foi até minha mala que ainda não tinha arrumado e pegou uma calcinha, e um moletom gigante, me entregou.

- Se vista, eu vou tirar essa roupa molhada e já volto tudo bem? - Assenti

- Pattie? - ela já estava na porta

- Hum...

- Obrigada!

- Não preci...

- Claro que precisa, desde que se casou com meu pai eu crio problemas com você, só me desculpe, eu... eu só não consigo aceitar ainda... Eu sei que faz tempo mais...

- Emma, você sabe que pra mim sempre foi uma filha, não é atoa que sua mãe me deu você como afilhada, sabe... Antes de parti no hospital - fez uma pausa como se lembrasse - Ela me pediu que cuidasse de você, como eu cuido de Justin, eu amo você e amo seu pai, talvez você não saiba de toda a historia...

- Que historia?

- Agora não tem importância, só quero que tome cuidado por que o mundo da voltas e elas... As voltas são assustadoras. Vou me trocar.

Quando ela voltou eu já estava vestida e deitada olhando o nada, me deu "boa noite" e um beijo na testa e ia saindo.

- Tia Pattie fica aqui comigo até eu dormi é que... - disse tímida

- Tudo bem - ela disse com um sorriso que eu não via a tempos.

- Posso fazer uma pergunta?

- Pode...

- Na verdade é uma promessa, mas não por mim, por sua mãe...

- O que?

-Não se alto mutile mais querida, isso faz mal a você e a sua mãe não ficaria feliz com isso, ela sempre te ensinou a enfrentar tudo com a cabeça erguida.

- Eu juro que vou tentar...

- Você é forte, tenho certeza que vai consegui.

Depois de um tempo em silêncio senti o sono me embalar e a musica que Pattie cantava pra mim já não conseguia ouvir.
 


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Beijos e até o próximo.
Ask: http://ask.fm/indhyliima // meu twitter: @IndhyLiima // Twitter do FC: @ItsJBanjo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...