História Trouxa aos 21. - Capítulo 58


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7
Personagens Jackson, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Amor, Bts, Drama, Trouxa
Visualizações 129
Palavras 3.070
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi♡
FINAL DE SEMANA CHEGOUUU E A FIC CHEGOU JUNTO AHSHHAS 🐢🍹
Obrigada pelos comentários no último cap♡ Vcs são muito amorzinho amando essa fic♡ Obrigada♡😍😍
~ Vamos continuar no show mais louco da vida que foi esse ahshahs😚😎💐

Capítulo 58 - De volta para casa.


Fanfic / Fanfiction Trouxa aos 21. - Capítulo 58 - De volta para casa.

Por Alice.

E a festa só tinha começado. Os confetes caíam por toda parte. As fãs gritavam como nunca, algumas até choravam de felicidade por nós. (hehe, opa leitoras choronas) Filmaram tudo e em alguns segundos já estava na internet, e o mundo inteiro já sabia: Alice e Jimin vão casar!

Saímos daquele beijo demorado ouvindo as palmas ecoarem por todo o lugar. Logo, os meninos vieram em nossa direção, alguns emocionados, outros gritando de emoção. Suga pulava como se tivesse tomado vinte e quatro copos de café de uma vez só, ele me abraçou forte e me ergueu, mostrando o quanto estava feliz por nós dois. Abracei um por um, limpei suas lágrimas e disse:

- Obrigada por isso... - sorri sentindo os lábios de Namjoon depositarem um beijo carinhoso em minha testa.

- Cuide bem do meu Hyung, hun? - Jungkook perguntou manhoso e me abraçou forte. - E de mim também...

- Kookie... - ri abraçando o menino. - Vou cuidar sim!

- Ahhhhhhhh! - Sophia correu e me abraçou forte chorando como nunca. - Você vai casar, eu nem acredito. 

Eu não precisava dizer nada para expressar tudo que sentia naquele momento. Abracei Sophia forte, deixando minhas lágrimas tomarem conta de mim. Eu lembrava de tudo que passamos juntas, e do quanto eu amava aquela menina, e agora estávamos indo para caminhos diferentes, eu estava seguindo minha vida e ela também. Mesmo sabendo que isso nunca iria mudar, eu sentia que aquele momento era um grande marco no nosso relacionamento. Ela afagou meus cabelos com suas mãos, me apertando forte contra si. Então veio Leo muito emocionado e me abraçou forte:

- Minha pequena... Quero que você seja muito feliz, hun? - ele disse manhoso me sacudindo em seus braços. - Eu nunca vou sair de perto de você, vou ficar aqui para sempre! Não esqueça disso. E se o Jimin te machucar, eu juro que mato ele! 

Aquilo me fez rir, de verdade. É claro que Leo nunca se afastaria de mim, e nenhuma de minhas amigas ou amigos. Eu sabia disso mais que todos. Valentina me abraçou forte e pulamos juntas de felicidade:

- Parabéns!!! Seja muito feliz no seu casamento, realize todos os seus sonhos e tenha muitos filhos!!

- Valentina, eu nem casei ainda! Você já está pensando em filhos? - perguntei rindo surpresa e ela me acompanhou.

- Alice! Parabéns! - JinAh me abraçou forte com os cabelos cheios de confetes. - Desejo toda a felicidade do mundo a vocês! 

- Obrigada! - sorri feliz por estar com todos naquele momento tão especial.

Os meninos começaram a cantar "21 century girls" e sacudiram a galera. Eu nunca tinha visto tanta gente feliz num lugar só, os outros idols que também estavam lá, foram até o espaço nos cumprimentar e Jimin, já todo assanhado pela brincadeira dos meninos, se dividia entre seguir a letra e cumprimentar as pessoas. Eu abracei tanta gente que achei que meus braços iriam cair depois daquilo. Os meninos continuaram a performace, cantando e dançando juntos, enquanto todos acompanhavam a letra. Puxei meus amigos para perto deles, para ficarmos mais juntos e não nos perdemos, já que o espaço estava lotado de artistas. Os seguranças estavam sofrendo para conter todos aqueles fãs tão próximos de seus idols, era uma tarefa difícil mas estava dando certo.

Senti meu braço ser puxado, era Jimin, me abraçou no meio da performace, me deixando envergonhada. Eu sabia o quanto ele estava feliz por aquilo e não conseguia se conter. Abracei o menino e acompanhei a coreografia ao seu lado arrancando muitos sorrisos. Logo entramos na fila onde puxei Sophia, Leo, Valentina e JinAh, e esses puxaram outros artistas próximas e de repente tínhamos uma fila enorme fazendo os passos e indo embora pulando e acenando. As fãs riam como nunca de todo aquela palhaçada, e assim o grande show acabou.

Quebra de tempo.

- A gente precisa organizar tudo, o casamento de vocês... - Sophia estava muito animada e todos na sala riam daquilo. - O dia, o lugar, como vai ser a cerimônia, tudo isso!

- É verdade, eu vou fazer o seu vestido! Vai ser a noiva mais linda de todas! - os olhos de Leo chegavam a brilhar enquanto vislumbrava a cena.

- E a despedida de solteiro do Jimin... A gente precisa fazer algo muito especial! - Suga sorria largo arrancando sorrisos dos meninos.

- Vamos ao Brasil. - disse cortando todo a facilidade, expondo minhas preocupações.

- O quê? - Valentina perguntou confusa como todos os outros.

- Não posso casar agora, não assim... - disse olhando triste para Jimin. - Preciso conversar com minha família e você precisa pedir minha mão à minha mãe. Eles precisam saber disso...

- Tudo bem... - ele disse sorrindo e acariciando meu rosto. - Eu sei que fui meio atrapalhado nisso, que deveria ter te falado antes, me desculpe. Agora, vamos ao Brasil conversar com sua família, vou pedir sua mão, vamos fazer as coisas do jeito certo, huh?

- Eu vou arrumar minhas coisas.... - disse subindo rapidamente deixando todos na sala.

Por Sophia.

- Não liga, ela está nervosa e preocupada. - eu disse cortando o silêncio que ficou no lugar.

- É a primeira vez dela fazendo algo assim, é uma garota que gosta de segurança, gosta de fazer as coisas do jeito certo. A gente pode apoia-la aqui mas nada vai ser como sua família, do lado dela, dizendo que a menina está no caminho certo. Ela precisa ouvir isso, e eu sei que está com medo por tomar essa decisão. - Leo sorriu dizendo aquelas palavras, o garoto relamente conhecia sua amiga de muito tempo.

- A gente pode ir junto... - disse Jungkook. - Para o Brasil, ainda estamos de férias, esqueceram? 

- É verdade! - Tae quase pulou com a ideia arracando sorrisos de Valentina. - Vamos! Vamos visitar tudo, comer feijoada e ir para a praia!  

- É uma boa ideia. Enquanto eles resolvem isso nós podemos aproveitar e curtir nossos dias de férias no Brasil. - Namjoon olhou Jin animado e este concordou.

- Fechou então, vou arrumar minhas coisas! - disse Suga correndo para o quarto.

 - JinAh, vamos conosco, hun? Jungkook pediu manhoso para a menina, que sorriu envergonhada por estar fazendo aquilo em público.

- Tenho que pedir autorização para os meus pais, você sabe.. - ela olhou de relance para nós e puxei Hoseok para o quarto.

- JinAh, por favor... Hun? - ele se aproximou mais ainda dela que já estava com as bochechas avermelhadas.

- T-Tudo bem... - ela disse sem jeito.

- Você é tão fofa quando está com vergonha... - ele abraçou a menina que se escondeu em seu braços.

Subi com Hoseok e ele me puxou para a cama, deitando um ao lado do outro:

- Que tipo de coisas eu devo levar? - ele perguntou se referindo a viagem.

- Suas roupas, leve umas mais finas e umas mais grossas... Você sabe que lá é quente... - disse sentindo ele me abraçar devagar.

- Um dia vai ser a gente, não é? - ele perguntou me olhando nos olhos.

-  Vai sim... - sorri encostando nossas testas. - Um dia vai ser nós dois no altar, dizendo sim um ao outro...

- Se eu fizer isso você vai ficar aqui comigo para sempre? - ele perguntou ficando por cima.

- Eu estou aqui agora... E não tenho planos de ir embora. - ele me beijou, intenso e apaixonado. Me puxou para si, me sentando em seu colo, onde dei um gritinho de susto pela sua agilidade. Seus músculos saltavam dos braços enquanto ele acariciava minha nuca, me arrepiando.

- Hoseok... - disse enlaçando seu pescoço com meus braços, sentindo suas mãos descerem pelas minhas costas. - Você estava muito lindo no show... 

- Você sempre diz isso... - ele depositava beijinhos em meu pescoço e soltou uma risada baixa.

- Porque você é lindo, suas fãs devem me odiar por poder te tocar assim... - pendi a cabeça para trás.

 Ele sabia exatamente como me deixar excitada, investia nos detalhes, pois sabia como eu reparava neles. Sua regata branca que deixava seus braços musculosos amostra, seu perfume amadeirado que ele sabe que eu gosto, a delicadeza dos seus lábios tocando a minha pele, enquanto desferia um olhar sugestivo para mim:

- A gente não deveria estar arrumando as malas? - perguntei encarando o menino.

- Podemos fazer isso depois? - ele perguntou me puxando forte eliminando qualquer espaço que existia entre nós. - Estou com vontade de fazer outra coisa...

Por Alice.

Eu estava arrumando as malas no quarto, escolhia cautelosamente as peças que iria levar. A preocupação se fazia superior a quaisquer outros pensamentos que eu poderia ter. Foi então que a aliança dourada se fez mais percetível em meu dedo. A medida que depositava as roupas na mala a via indo junto e me chamando atenção, implorando para que lhe percebesse. Encarei aquilo com carinho, passei o dedo pela mesma, para ter a certeza de que era real e sorri sentindo sua textura. 

Senti os braços de Jimin me abraçarem por trás e então um beijo em meu pescoço. Colocou sua mão ao lado da minha, deixando as duas alianças, lado a lado. Sorri largo e o abracei:

- Alice... - ele me abraçava forte, e beijava meu rosto várias vezes me fazendo rir.

- Eu sempre sonhei em casar, mas não imaginava que seria com um homem tão maravilhoso como você. - o olhei nos olhos com o maior sorriso do mundo.

- Eu amo você, e quero passar o resto da minha vida contigo. - ele me beijou, apaixonado, acariciando meu rosto.

 Quebra de tempo.

- Mãe? Tia? Cheguei! - disse abrindo a porta e entrando. 

  O barulho de conversa vindo da cozinha me chamava atenção. Jimin estava nervoso como nunca, segurei sua mão e disse:

- Não se preocupe! Vai dar tudo certo....

- Ok... - ele disse sorrindo forçado me fazendo rir.

- Acho que alguém entrou. - ouvi a voz da minha tia Marisa falar e fui em direção da cozinha.

- Olá! Bença tia, tio! - comprimentei meus parentes que estavam almoçando. - Vô!!!

Corri para o velho que me acolheu de braços abertos soltando uma risada gostosa. Jimin parou na porta, envergonhado e nervoso, depois entrou cumprimentando minha família:

- Boa tarde. - ele investia forte no seu português engraçado. - Olá!

- Alice? - ouvi uma voz me chamar do corredor e me virei de repente. 

- Mãe? - perguntei vendo a mulher entrar no cômodo.

Ela me abraçou forte quase me matando de insuficiência respiratória, mas sobrevivi ao seu abraço de mamãe ursa. Logo atrás dela um cara loiro estava parado, quase que na mesma situação de Jimin, os dois se olharam e se cumprimentaram:

- Você chegou faz muito tempo? - ela perguntou me olhando de cima a baixo. - Olha para você, está mais magra. Você se recuperou bem? Nossa, eu fiquei tão preocupada, não dormi por três dias por sua causa! Eu te disse para tomar cuidado...

- Irmã... Por quê você não briga com ela outra hora, hun? - minha tia interferiu no sermão. - Vamos comer primeiro, ok?

- Você tem razão, vamos comer. - ela balançou a cabeça para afastar aquelas palavras e bateu em meu ombro.

- Bem, tenho alguém para apresentar a vocês... - disse indo para o lado de Jimin que sorriu envergonhado com todos aqueles olhares sobre si. - Este é o Jimin... Meu noivo.

- Oh meu Deus! - minha tia me encarou surpresa.

- Olá, sou o Jimin, prazer em conhecê-los! - ele disse afetuoso enquanto todos o olhavam incrédulos.

- Você vai casar? - minha mãe perguntou com o queixo caído enquanto meu avô soltava uma gargalhada gostosa. - Meu Deus, ela vai casar, meu bebê. 

Pronto. Elas surtaram! As duas explodiram de felicidade, e uma onda de perguntas nos atingiu por parte de minha mãe. Minha tia me abraçou forte, beijando minha testa e desejando tudo de bom para mim. Marisa foi até o Jimin e disse:

- Cuide bem dela, ok? - ele pareceu entender e logo a mulher lhe abraçou. - Não ligue muito para ela, sempre fez escândalo por qualquer coisa.

Ri daquilo e abracei minha mãe:

- É mãe, eu vou casar! - disse para a mulher que estava com os olhos cheios de lágrimas e mostrei a aliança.

- Que linda!! - as duas olharam a peça com cuidado.

Meu tio me abraçou forte desejando tudo de bom para o meu casamento e lhe agradeci de coração. Abracei meu avô sentado, gargalhando de felicidade:

- Estou muito feliz por você, minha netinha! Sua avó com certeza está orgulhosa de ti, lá no céu... - Não consegui conter as lágrimas naquele momento.

Depois de todo o tumulto, minha mãe apresentou o loiro, que era seu namorado americano. Almoçamos juntos enquanto conversávamos sobre diversos assuntos. Contei sobre tudo que aconteceu na Coréia e eles divertiram em conhecer Jimin, que contou um pouco de si. As coisas estavam indo tão bem que achei que iria explodir de felicidade. 

Mais tarde Joseph foi nos ver, ele me parabenizou e contou que também estava namorando uma garota. Ficamos conversando a tarde inteira, era assunto que não acabava mais e Jimin não parecia estar cansado, pelo contrário, o garoto estava se divetindo com tudo aquilo:

- Nós já vamos... - disse me levantando.

- Ah sim, você vai ficar até quando? - minha mãe perguntou.

- Nós vamos viajar bastante, para outros estados com nossos amigos estão é difícil ter certeza. - disse confusa.

- Domingo! Eu quero vocês aqui, vamos fazer um almoço de comemoração pelo seu noivado, ok? Vou chamar a família toda e dessa vez prometo que não vai ter confusão... - ela disse autoritária me fazendo rir.

- Não prometa coisas que não pode cumprir! - minha tia gritou lá da cozinha fazendo todos rirem.

- Está certo... - disse beijando a bochecha da mulher em despedida. - Eu vou vir...

- Toma cuidado na volta, não dirija muito rápido, ouviu? - ela disse me repreendendo.

- Está certo, mãe! Até mais Matthew... - me despedi do homem que me abraçou. Sorri para minha mãe como se dissesse: " Ele é um gato" e essa sorriu envergonhada batendo em minhas costas. - Tchau...

Dirigi até em casa e Jimin pareceu relaxar:

- Eu estava muito nervoso...

- Eu sei, eu também estava mas eles adoraram você! - ri de felicidade.

- Você está tão feliz... - ele disse me encarando com um sorriso bobo nos lábios. Daqueles que eu costumava fazer ao vê-lo.

- Estou muito feliz. Confesso que senti muito medo ao dizer sim naquele dia, eu estava confusa sobre nós dois, se continuaríamos juntos, se ia dar certo... E então você me veio com uma proposta de casamento! Eu precisava deles, sabe? Precisava da minha família, do conselho deles, do carinho... - disse desviando o olhar da rua por um instante para encarar o garoto ao meu lado que sorria.

Dirigi até em casa e encontramos todos vendo um filme num grande telão na sala:

- De onde isso saiu? - perguntei confusa encarando a peça enquanto colocava as chaves do carro em cima da mesa.

- Nem pergunte... - disse Taehyung evitando o assunto.

- Venham assistir! - Sophia nos chamou em meios aos travesseiros no chão.

- Já está no fim, não tem nem graça... - eu disse indo para o quarto.

- Alice, caladinha, para de atrapalhar meu filme. - Leo jogou pipoca em mim me expulsando da sala.

Entrei no quarto as pressas com Jimin rindo logo atrás:

- Ah, esse quarto, estava com saudades dele... - o garoto se jogou na cama soltando uma risada. Eu já sabia que ele diria algo idiota apartir dali. - Nossa primeira vez, aqui nessa cama, você gemendo para mim...

- JIMIN! - o repreendi sentindo meu rosto queimar.

- O quê? Ficou com vergonha? Quando você fala coisas para mim do nada eu também fico com vergonha, sabia? - ele perguntou me abraçando. - Agora eu entendi porque você gosta de fazer isso, é engraçado ver o outro com vergonha, não é?

- Eu tenho que parar de ser assim, estou influenciando você... - disse rindo sentando ao seu lado.

 - É verdade, você é uma péssima influência... - ele roubou um beijo.

- Mas então, Sr.Park, o quê você quer fazer esses dias? - perguntei e ele pensou por alguns segundos.

- Vamos para aquela praia? Quero muito ir lá... - ele disse animado.

- Vamos sim... Vou alugar a Kombi de novo, e fazemos aquele trajeto super divertido... - eu disse vendo as risadas do garoto por lembrar de tudo que aconteceu naquele dia.

- A gente bebeu tanto... - ele lembrava.

- Temos que parar de ser irresponsáveis sério...- eu disse e ele concordou.

- É verdade, a gente precisa...

Domingo, 12:23.

- Isso não é perigoso? - Jimin perguntou enquanto jogava o álcool na fogueira.

- Claro que não, eu vi na tevê que ela fazia assim... - eu disse pronta para acender a churrasqueira com o fósforo. - Pega mais carvão...

- Usar a elétrica dá menos trabalho... - ele disse colocando mais carvão na estrutura.

- Beleza, agora a gente coloca um papel higiênico que queima mais rápido, então ele passa fogo para o carvão e pronto... Fogo acesso! Vai coloca o álcool aqui.- expliquei vendo ele derramar o líquido no papel e joguei o fósforo acesso no meio.

Ele se assustou vendo o fogo surgir de repente, já que nem avisei que ia acender. Se afastou rapidamente, deixando um pouco de álcool cair na minha manga, que, por estar muito próxima do fogo, começou a queimar. Nós dois gritamos desesperados chamando atenção de todos. Corri rapidamente até a pia, onde mergulhei o braço na água:

- ALICE! - Sophia vinha correndo da sala de jantar onde todos se encontravam. - O quê está acontecendo?

- Você está bem? Se machucou? - Jimin me encarava preocupado e gargalhei.

- Eu estou bem, sério, foi só um susto! - eu disse olhando para a manga longa, que agora estampava uma mancha escura. 

- Você quase me matou do coração agora... - disse Jimin se apoiando na bancada ao lado e colocando a mão no peito, tentando recuperar o ar.

- Desculpe, huh? - perguntei abraçando ele. - Vamos usar a elétrica da próxima vez!

- É melhor deixar seu tio cuidar do churrasco hoje, caso contrário, não vão passar do noivado, porque não vai ter noiva! - Sophia disse dramatizando tudo.

- O quê foi que ela já aprontou? - ouvi a voz da minha mãe vindo em nossa direção.

Me senti feliz ali, com todos preocupados daquele jeito engraçado. E pelo fato de estarmos juntos: meus amigos, minha família, meus cantores favoritos! Se pudesse resumir felicidade em algum momento da minha vida, certamente seria aquele...


Notas Finais


Ah♡ Eu tentando fazer caps de pura felicidade, sem tragédia, mas não consigo, tinha que acontecer algo errado!😒😒😜
Vocês gostaram?🙏💏👍👎
Quem acha que deveriam tirar a tevê e os filmes da Alice levanta a mão! o/ 🙌
Bem babies, desculpem a demora, passei uns dois dias escrevendo esse...
É meio difícil quando você está sem ideia ou meio ocupada, mas juro que vou me esforçar, e logo trarei novos caps para vocês 😊💟
Aconteceu uma coisa muito legal com a fic, que vou contar nas notas finais do próximo cap pq já fiz um textão nessa! Beijos 😘😘💟🐰


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...