História True Colors: Yellow - Capítulo 3


Escrita por: e KOKOBOY

Postado
Categorias EXO, Red Velvet, SHINee
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Irene, Jinki Lee (Onew), Jonghyun Kim, Joy, Kai, KiBum "Key" Kim, Kris Wu, Lay, Lu Han, Minho Choi, Personagens Originais, Sehun, Seulgi, Suho, Taemin Lee, Tao, Wendy, Xiumin, Yeri
Tags 1of6, Baekhyun, Chanbaek, Chanyeol, Chen, Exo, Irene, Jonghyun, Jongin, Joy, Kai, Kaisoo, Key, Kris, Kyungsoo, Lay, Lemon, Luhan, Minho, Onew, Ot12, Red Velvet, Saga, Sehun, Serie, Seulgi, Shinee, Suho, Suícidio, Sulay, Taemin, Tao, Taoris, Tortura, Violencia, Wendy, Xiuchen, Xiumin, Yaoi, Yeri
Visualizações 94
Palavras 1.459
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Listando as ameaças

Eu vou arrancar seus olhos

Se tu nao atualizar logo, eu vou te procurar

Vinnie, eu sei onde é sua casa!

Vou te jogar da escada

Te dou dois minutos pra atualizar Vinicius

Mandando meu sapato ai

Vou morder sua cara!


Caso vocês recebam a notícia que eu fui assassinado, mandem os policiais olharem meu celular, as conversas estão aqui!

Boa leitura e desculpem os erros <3

Capítulo 3 - Café Sem Leite


KYUNGSOO POV

- Hmmm… Você deveria usar esse casaco para ver o Oppa amanhã - Neguei

- Para de falar assim Baekhyun… E hyung que se diz - Ele revirou os olhos e bufou

- Tanto faz Soo! - Neguei

- Não, não é tanto faz! - Falei e peguei o casaco - Tá rasgado, não posso usar um casaco rasgado - Baekhyun assentiu e eu sorri - Vou usar este - Ele arregalou os olhos e sorriu

- Ah meu Deus, eu quero te namorar - Neguei - Bruto - Ri e me sentei

- Se eu estragar tudo? Se for uma brincadeira? - Baekhyun suspirou e segurou minha mão

- Confie em você… É seu oppa… Quer dizer, hyung - Ele imitou minha voz me fazendo rir. - Se você não tentar, você nunca vai saber se ele gosta de você! - Assenti e o abracei.

Conversamos um pouco, comemos e falamos sobre a bunda do tal Chanyeol, que ficava espremida no short azul durante a aula de educação física, ele foi embora e eu voltei para o meu quarto. Me deitei na cama e logo suspirei pegando no sono.

...

KAI POV

Abri meus olhos pela manhã, sentindo o claridade me dar bom dia. Suspirei e me levantei, juntei minhas coisas colocando as mesmas na bolsa e fui ao banheiro tomar banho e escovar os dentes. Feito!

Desci para o café, ninguém não falava nada, sentia nojo do meu pai por saber que ele estava traindo minha mãe com a secretaria. Queria contar pra ela o que eu sabia, o que eu tinha visto, mas não conseguia, não conseguia imaginar a cara dela com tudo aquilo.

Vinha me sentindo confuso há alguns dias, mas eu não podia conversar sobre aquilo com meu pai, seria literalmente o fim do que restava daquela família.

- Mãe? - A mesma me encarou sorridente - Eu posso falar com você a sós? - Ela assentiu e se levantou

- Porque não pode dizer a todo mundo Kai? - Apenas ignorei meu pai e sai em seguida.

- O que foi filho? - Suspirei e coloquei as mãos no bolso - Você parece tenso Jongin, o que aconteceu? - Parei no jardim me virando para ela

- Eu tenho duas coisas pra te dizer mãe… - Suspirei e fechei os olhos - Eu gosto de alguém - Ela sorriu e segurou minhas mãos

- E porque você não trás aqui? - Suspirei e encarei o chão ouvindo um risadinha sair abafada - É um garoto Jongin? - Apenas levantei o olhar vendo a mesma segurar meu rost

- Você sabe que eu te amo do mesmo jeito certo? - Sorri largo e a abracei

- Mas mãe, o papai vai me matar - Ela suspirou

- Ele não vai encostar um dedo em você Jongin… Essa é sua escolha, se você o ama, então você deve ser feliz - Sorri e abracei

- Eu preciso te falar sobre o papai - A mesma me encarou preocupada e eu suspirei - Eu vi ele beijando a Elizabeth na empresa - Os olhos se encheram de lágrimas, mas ela sorriu

- Não é a primeira vez meu filho, eu vou conversar com ele… - Interrompi

- Mãe, você precisa acabar com isso, eu não vou aceitar que isso te aconteça debaixo do meu nariz - Falei vendo a mesma rir

- Eu vou resolver Jongin, vamos voltar para o café

....

KYUNGSOO POV

Me sentei no mesmo banquinho do jardim, suspirei ao notar que o Baekhyun estava atrasado para nossa conversa diária. Logo ele entrou com o nariz sangrando, cambaleando e com um corte na sobrancelha. Corri o mais rápido que eu pude até chegar nele.

- MEU DEUS BAEKHYUN, O QUE FIZERAM COM VOCÊ? - Perguntei desesperado

- Aí… Eles me atropelaram… - Arregalei meus olhos ao ouvir o outro tossir - O carro veio muito rápido Soo, só não foi pior porque eu desviei - Sentei com ele nas escadinhas do jardim, abri minha bolsa e peguei um paninho passando no nariz dele

- Idiotas… - Falei nervoso

- Ei, você tá bem? - Levantamos os olhares para o ruivo que parecia preocupado

- Eu fui atropelado por um carro azul, placa RKO344 - Chanyeol franziu o cenho e se abaixou em minha frente.

- Nossa, que corte feio esse! - Ele ia tocar na ferida, quando eu bati na mão do mesmo que me olhou assustado

- Não toque, pode inflamar… Vai saber onde você colocou essa mão - Chanyeol sorriu quadrado

- Eca! - Baekhyun falou e Chanyeol gargalhou.

- Ai Soo, vai devagar! - Revirei os olhos e terminei de limpar o rosto daquela praga reclamona

- Presta atenção Byun, pelo amor de Deus. - Falei recebendo um sorriso amarelo

- Baek, você gostaria de tomar um café comigo? - Byun engasgou e eu arregalei os olhos

- Olha ali o Xiumin, Tchau!

- SOO! - Corri para longe antes que ele pensasse em levantar para ir atrás de mim, mesmo que fosse impossível ele correr.

- Ei Min! - Sorri para Xiumin vendo o mesmo me encarar com um óculos de sol - Tudo bem? - Ele assentiu

- Está bastante sol né? - Neguei e ele suspirou tirando os óculos

- Gente, o que tá acontecendo hoje? - Coloquei o dedo no hematoma de Xiumin que sorriu fraco

- Foi meu pai… Ele chegou bebado ontem… Pra ele não bater na minha mãe, eu deixei ele me bater - Suspirei e abracei ele com força. Aquela não era a primeira vez que ele aparecia na escola assim

- Você deveria denunciá-lo Min… - ele negou rápido

- Ele mata a gente Soo, eu não posso, minhas irmãzinhas… - Ele pausou apertando os olhos - Não posso. - Suspirei e o sinal bateu.

- Se você precisar de qualquer coisa, fale comigo certo? - Ele assentiu e subimos.

O intervalo chegou rápido, Chanyeol não desgrudou de Baekhyun e eu não iria atrapalhar os dois. Me sentei no banco e logo alguém se sentou ao meu lado, mas não dei muita atenção e continuei lendo meu livro

- Café com leite ou sem leite? - me virei vendo Jongin sorrir ao meu lado

- Sem leite - Falei

- Starbucks - Neguei

- Lá é muito caro, eu só tenho dezessete reais - Ele revirou os olhos e sorriu

- Eu pago seu café - Neguei

- Assim eu não quero - Falei logo me sentindo uma criança de dez anos

- Deixa de birra, você já é muito grandinho e já tem pelos no rosto - Bufei involuntariamente quando senti os dedos grandes apertarem minha bochecha, querendo morrer pelo fato de que eu continuava fazendo birra, mesmo sabendo que aquilo era ridículo.

- Eu não quero que você gaste comigo! - Expliquei

- Então vamos fazer assim… Você paga seu café e se faltar eu te dou o restante… Okay? - Assenti logo ganhando um beijo na bochecha - Te vejo as cinco! - Internamente eu gritei, gritei bem alto, muito alto!

Contei todos os minutos para o sinal da última aula bater, já havia avisado a minha mãe que voltaria tarde. Encarava de soslaio o relógio da parede, que fazia aquele tic tac agoniante. FInalmente o sinal bateu, Baekhyun veio até mim arrumando a gola da minha camisa e logo espirrando um perfume

- Ai Baek! - Reclamei

- Desculpa - Ele se distanciou com certa dificuldade e me encarou - Você está lindo Kyung, de verdade - Sorri largo e o abracei forte

- Tem certeza que não quer que eu fique com você? - Ele assentiu

- Vai beijar o Oppa

- Hyung! - Ele revirou os olhos e bufou

- Vai embora Kyung, anda - Joguei um beijo para ele que sorriu

- Oi garoto - Pulei quase perdendo meu coração, que não sei como não explodiu com o susto

- Desculpa, eu vim buscar o Baekkie - Franzi o cenho com o nível de intimidade

Talvez ciúmes? Com certeza.

- Esta lá dentro - Falei e ele agradeceu. Desci as escadas e sai dali, logo vendo Kai encostado no carro branco. Suspirei e fui até ele.

- Pronto? - Perguntei vendo o mesmo sorrir desligando a tela do celular, ele assentiu e deu a volta abrindo a porta para mim, agradeci e entrei no carro.

- Você é daqui mesmo? - Assenti

- Estudo aqui desde o ensino fundamental - Falei olhando a rua

- Eu também - Sorri

- Eu sei! - Ele se virou para mim quando o carro parou no farol.

- Sabe? - Assenti vendo o mesmo franzir o cenho

- As meninas são loucas por você, todos sabem quem você é - Falei e me virei para frente

- Porque ficava me olhando? - Senti minhas bochechas queimarem e tentei encontrar uma resposta rápida

- Eu também te achava bonito - Ele gargalhou 

- Achava? - Arregalei os olhos pedindo para que um raio me acertasse - Não sei se fico feliz ou se choro - Bati a mão na testa e sorri

- Eu ainda acho você bonito - Ele assentiu e se calou

- Chegamos! 


Notas Finais


Chanbaek se amostrando
BAEKHYUN ATROPELADO
familia do Jongin e um nojo
E VOCÊS estão prestes a conhecer a irmã do Soo

PAREM ME AMEAÇAR, EU SOU PARANOICA KKKKKKKKKKKKKKKKKKK

UM BEIJO PRA QUEM QUISER BEIJO
E UM ABRAÇO PRA QUEM QUISER ABRAÇO
AMO VOCÊS E ATÉ A PROXIMA <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...