História True Love 1 Temporada - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias A Guarda do Leão, Rei Leão
Personagens Beshte, Bunga, Fuli, Kiara, Kion, Kovu, Nala, Ono, Personagens Originais, Pumba, Simba, Timão, Vitani
Tags Kiuli, Kopani, Kovara, Simbala, Tlg, Tlk
Visualizações 18
Palavras 2.303
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Como vai povo curiosos com à historia, então leia ela e comente no final;
Bunga na capa;
Boa Leitura.

Capítulo 12 - A chegada


Fanfic / Fanfiction True Love 1 Temporada - Capítulo 12 - A chegada

Kion P.O.V.

Como é bom retorna a meu lar depois de 5 ano vou vê-los de novo sorte que meu avô vai junto, depois que ele conheceu Alice ele não para de mima-la, mas como não mima essa minha princesa linda que hoje já com 5 anos ela já é uma mocinha bem educada. 

Meu pai não vai querer larga-la mais quando à vê-la pela primeira vez sem ser por foto, agora minha mãe ira pira de vez em mim vê e de vê Alice, eu não vou fala nada sobre ela estas nervosa, pois ela é bem capaz de me da um tapa como resposta dessa raiva.

- Papai, vai demora ou vai ficar ai enrolando temos que ir. Diz minha pequena me puxando com mala e tudo.

- E você já esta pronta e nem me da meu beijo. Digo me agachado recebendo um beijo da mesma.

- Satisfeito, senhor papai. Diz ela me olhando meiga.

- Muito agora vamos chama à mamãe. Digo a pegando no colo.

- Claro vamos logo. Diz ela abrindo a porta.

- Agora silencio se não ela se toca. Digo abrindo a porta do quarto dela lentamente.

- MAMÃE vamos logo. Grita Alice quase deixando eu e Fuli surdos.

- Você e as manias de seu pai não é Kion. Diz me olhando como vou te mata.

- Com certeza, os filhos puxa os pais esqueceu é. Digo malicioso para Fuli.

- Eu nunca esqueceria disso, mas também não se esqueça que ela também puxou a mim, e sou muito orgulhosa esqueceu, e não revelava certas coisa para meu pai. Diz me jogando na cara.

- Obrigado por fala que minha filha não confiaria em mim para guarda segredo. Digo fingindo limpa lagrimas falsas.

- Papai não precisa chora seu bobão. Diz minha filha vindo me abraça.

- Seu pai e um bobão mesmo. Diz Fuli terminado de fecha as malas.

- Vamos meu avô já esta lá em baixo esperando por nós. Digo pegando as malas de Fuli e Alice.

- Vamos. Diz pegando sua mala de minha mão, aproveito e já pego a minha.

Descemos pelo o elevador, pois era bastante coisa para leva, mas fazer o que. Fomos para o aeroporto pegamos nosso voo para as Terras do Reino, como estou com saudades de meus amigos, meus irmãos e de meus pais. Como será que eles estão.

Bunga P.O.V.

Caraca o Kion volta hoje o que eu faço o que faço aquele filho da mãe sempre me falava o que eu tinha que fazer, mas ele não esta aqui e é ele que está vindo para fica isso é bom, porém ele já tem uma filha então ficara mais tempo com ela e nós os amigão dele viramos segunda opção. Pelo menos ele não é o único a ser pai.

- Pai, quando eles chega? Pergunta meu filho Lucas curioso com a nova amiguinha  

- Não sei meu filho vai brinca com Kamilly enquanto eles anda não chega tá bom. Digo e ele acena com a cabeça e vai brincar com a filha de Kopa.

- Eu não sei não, em bunga seu filho vai namora com minha filha. Diz Kopa chegando perto de mim.

-Concordo eles formarão um belo casão. Digo vendo meu filho feliz com a filha do futuro rei.

- Eles já deve está na onde por que essa demora toda. Reclama Kopa pela demora de seu irmão caçula. 

Assim que menos espero a porta abre e ele entra com suas malas e vê eu e Kopa ali parado tipo serio isso. 

- Eai povo não vão vim fala comigo não. Diz ele colocando sua mochila no chão .

- Claro. Diz eu e Kopa e fomos abraça-lo.

- Sentir saudades de vocês. Diz ele parando de nos abraçar.

- Então cade elas meu. Diz Kopa olhando a porta que vemos Fuli Alice Mufasa e Sarabe espera o Mufasa e Sarabe estão aqui eu estou vendo direito.

- Oi. Diz Alice meiga e tímida essa menina é muito fofa.

- Ela é adorável igual vocês dois juntos. Digo olhando para ela e para Fuli que sorria como vou te mata depois ok como sempre.

- Venha Alice sou seu tio pode me abraça não vou morde você. Diz Kopa estendendo os braços para pega-la.

- Tudo bem. Diz ela indo e o abraçando.

- Quem é essa papai. Diz Kamylle, vixe fudeu.

- Ela é sua prima Alice, venha Kamylle conhece-la e seu tio Kion. Diz Kopa ainda agachado com Alice lhe abraçando.

- Oi sou Alice. Diz Alice mais envergonhada.

- Sou Kamylle tomara que nos tornamos melhores amigas prima. Diz Kamylle abraçando Alice.

- Quem é ela pai. Diz meu filho.

- Pai?? Diz Kion surpreso com o que ouviu- Como assim pai Bunga, quem é a mãe??? Pergunta ele ainda mais confuso.

- É Bunga quem foi a sortuda com quem você está em?? Pergunta Fuli curiosa.

- A Jasiri, por que. Digo e eles começa a rir.

- Velho a Jasiri tem certeza. Diz Kion rindo dai aparece Jasiri e me beija ele e Fuli fica de boca aberta quando Jasiri me beija.

- Eu disse que era ela, vocês não acreditaram. Digo abraçando ela e meu filho.

- Pelo visto muita coisa mudou aqui depois que eu fui para a França. Diz ele coçando a cabeça.

- Kion, meu filho você voltou. Diz Nala descendo as escada para abraça-lo.

- Oi mãe como a senhora está. Diz ele a abraçando e a levantando.

- Estou ótima com você aqui,oi Fuli tudo bem querida. Diz Nala conversando com Fuli. 

- KION. Diz Simba melhor ele grita para acorda o filho de Kiara e nós olhamos para trás depois de ouvir Simba.

- Pai. Diz ele indo abraça-lo. 

Simba P.O.V.

Eu não estava acreditando que meu filho estava lá mesmo ele vem em minha direção e me abraça faço o mesmo, quanta saudades ele me fez, mas o que me faz estranha e quando vejo meu pai ao lado de minha mãe, me olhando como se também quisesse um abraço bem apertado.

- Pai, mãe, vocês estão vivos. Digo indo em direção aos dois e os abraçando e começando a chora.

- Nosso filho como sentimos sua falta. Diz eles juntos me abraçando bem apertado.

- Como você ainda está vivo pai eu pensei que você já estivesse entrado no avião que explodiu a 17 anos atrás. Digo para ele que me olha com um olhar de está tudo bem.

- Isso não importa mais meu filho, isso já é passado não precisamos nos lembra algo que pode vim a nos machucar tudo bem. Diz ele me abraçando forte.

- Tudo bem, mas vocês viera com Kion para cá é. Pergunto para o mesmo que acenou com a cabeça que sim.

- Meu filho as vezes tem certas coisas que não importa nos momentos felizes. Diz ele apontando para Kion.

- Então cade Alice Kion. Pergunto para meu filho que estava conversando com Kopa.

- Deve está com Kamylle e o Lucas brincando por ai. Diz ele voltando a conversa com seu irmão.

- Oi Kion, tudo bom. Diz Kiara abraçando o irmão.

- O que aconteceu com você. Diz ele a olhando de cima para baixo- Você engordou ou ganhou bebé. Diz ele chegando a uma resposta lógica.

- Sim, ele está dormindo lá em cima com Kovu. Diz para o irmão caçula.

- Como se chama meu segundo sobrinho?? Pergunta Kion para Kiara.

- Max. Diz um tanto sonolenta.

- Maninha você precisa dormi sua cara está cheia de cansaço. Diz Kopa a olhando preocupado.

- Daqui a pouco eu vou. Ela diz e meio que dorme, Kopa pega ela no colo e a leva para o quarto.

- Ual o Kopa conseguindo pega a Kiara é milagre. Diz Kion vindo em minha direção- Pai, podemos conversa só nós dois?? Pergunta ele meio pra baixo.

- Claro meu filho vamos para meu escritório. Digo indo rumo ao escritório.

Assim que chegamos lá dentro vejo que ele ficou um pouco emocionado, vou até ele para saber o motivo dele querer conversa:

- Kion, pode fala agora o que quer saber?? Pergunto preocupado com meu caçula.

- Digamos que eu ame a Fuli, mas eu não consigo nem fala para ela que a quero novamente. Diz ele se sentando, pego um copo com água e dou para ele.

- Kion, você sabe que ela está casada, não sabe, será que ela ainda ama o tal do Léo. Digo para vê sua reação.

- Ele a deixou e já estão divorciados a 2 anos. Diz ele olhando a janela.

- Então por que você não tenta a conquista-la vocês já namoraram não foi. Digo esperando sua resposta.

- Sim, mas isso foi a 17 anos atras, mas agora ela já é uma mulher adulta, consegue muito bem se defender sozinha e acho que ela precisa de um tempo sem eu ou o Léo por perto, pelo fato de eu ter feito a merda que não era para acontece. Diz e começa a chora.

- Calma meu filho, você não fez merda alguma, ela aceito isso então não precisa se entristece com algo do passado, deu pra nota que ela queria isso não foi. Digo e ele concorda com a cabeça.

- Mas pelo menos eu tenho uma filha com a mulher que eu amei e sempre vou amar mesmo ela negando que não sente mais algo por mim. Dizendo isso ele me abraça como antes que eu o a conselhava- Valeu pai sempre posso contar com o senhor.

- Sempre meu filho. Digo e limpo suas lagrimas e saímos falando coisas aleatórias para ninguém desconfiar que esta vamos chorando igual crianças. Mas era ótimo fazer aquilo com meu filho novamente, ele me fez muita falta.

- Oi papai. Diz uma mocinha vindo abraça Kion.

- Então essa é a famosa Alice. Digo estendendo minha mão para que ela cumprimentar--se e ela fez isso.

- Quem é esse senhor papai. Diz ela para Kion.

- Esse é seu avô, meu pai. Diz ele me abraçando.

- Ele é o vovô. Diz ela e Kion concorda com cabeça- Oi vovô. Diz vindo para meu colo me abraça e me encher de beijos igual Kamylle que vem junto participa do concurso de beijos.

- Ou não vale só no avô de vocês não é, por a casso você estão querendo deixa a vovó com ciumes. Diz Nala fingindo está com raiva.

- Venha vovó se não perdera seu homem. Diz Alice entrando na brincadeira.

- Aé assim Alice, vamos vê quem pega o vovô primeiro. Diz Nala vindo em minha direção com tudo me derrubando.

- Cuidado querida que ferra minhas costas, elas não estão igual antes. Digo deitado com as meninas e Nala em cima de mim.

- Me desculpa eu não sabia. Diz ela sorrindo maliciosa em meu tronco.

- Vovó o vovô é todo seu. Diz as meninas juntas e saíra para brincar enquanto Nala ainda estava em cima de mim.

- Como eu amo você Simba. Diz ela me beijando.

- Eu também te amo Nala. Digo sorriu para ela, e começo a levantar, e a ajudo ela a ficar de pé.

- Mãe, você me dar medo essa sua força, olha como você derrubou o papai com um simples empurrão. Diz Kion aplaudindo sua mãe.

- Obrigado querido, mas acho melhor deixar vocês sozinhos agora tchau. Diz ela me puxando pela gravata e me levando para o escritório e fechando a porta para que ninguém nós vesse.

Fuli P.O.V.

Essa casa me fazia muita falta depois desse 5 anos como será que Alice ficará sabendo que irá mora aqui, com certeza se gabaria para o Kion como sempre tal pai tal filha. Pelo menos ele é um bom pai fez com que ela se acostumasse com ele e ainda ensinou a nadar ele queria me ensinar também mais recusei, eu acho que não adiantou eu ter falado aquilo, pois ele me puxou para dentro da piscina e eu cair fiquei com muita raiva dele, mas foi passageira.

Agora só matricula Alice na mesma creche que a Kamylle que vai ser mais fácil dela se acostuma. Mas ainda estou chocada com o fato do Bunga e a Jasiri justos isso me deu uma alegria, pois ela não parava de me pergunta sobre o Bunga quando eu ainda morava aqui. Essa Jasiri era uma figura na escola nós duas era a dupla inseparável, mas eu namorava com o Kion.

- Fuli, tá tudo bem. Pergunta Kion estranhando eu ficar parada olhando pro nada.

- Tó sim, só lembrando de quando eu ainda morava aqui. Respondo o encarando seria.

- Vem preciso te fala algo. Diz ele me puxando para um jardim meio familiar.

- O que você quer Kion. Pergunto estranhando o lugar que era muito familiar mais eu não conseguia me lembrava.

- Se lembra daqui? Diz ele olhando para o jardim.

- Não. Digo o observando pega uma coroa de rosas vermelhas e rosas claras colocando em minha cabeça.

- Aqui foi aonde eu te pedi em namoro. Ele segura minha mão suave e me leva até uma árvore que tinha um coração no tronco e tinham duas iniciais um F & K- Esse foi o desenho que fizemos para oficializa o namoro lembra. Diz ele tocando nas iniciais.

- Mas qual o real motivo que você me trouce aqui?? Pergunta curiosa mais encantada com a beleza da floresta.

- Para fazer a mesma coisa que aconteceu aqui a 19 anos. Diz ele me olhando sorridente.

- Como assim fazer a mesma coisa de 19 anos atras?? Pergunto mais confusa ainda, dai ele se ajoelha, segura minhas mãos.

Fuli, você quê namora comigo ...


Notas Finais


Até o próximo capítulo é mais curiosidades.
Favoritem a historia e leiam minhas outras fanfics.
Bjs e mais Bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...