História True Love - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato, Miley Cyrus
Personagens Demi Lovato, Miley Cyrus
Tags Demi Lovato, Diley, Diley G!p, Miley Cyrus
Visualizações 242
Palavras 2.409
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente, vocês estão bem? Espero que sim! Perdoem os erros e boa leitura!

Capítulo 15 - Fifteen


Pov's Miley

Depois que eu e Demi tivemos aquela conversa decidimos tomar um banho juntas e assistir uma seleção de filmes. Fazia tempo que não aproveitavamos assim devido a nossa vida agitada mal tínhamos tempo para nos mesmas. Demi estava muito mal com toda essa situação há todo momento ela me pedia desculpa e dizia que iria buscar ajuda, eu já não sabia mais como consolar ela.

– Miley... 

– Hum.

– Você acha que Luke vai querer sair com Robert?

– Eu não sei amor, você já tentou falar com ele sobre o mesmo?

– Ainda não tive coragem, tenho medo de como ele irá reagir...

– Você tem que falar Dems, você sabe ficar adiando assim só vai piorar a situação.

– Eu só não sei como ele vai reagir, faz tantos anos que ele não o vê. Você viu que na festa ele nem o reconheceu? Deus tudo isso é uma loucura. – Disse suspirando.

– Você pode mostrar fotos a ele, quem sabe ele não lembre? Só não fica pensando nisso, está bem? – Disse virando a mesma na cama e olhando em seus olhos.

Ela apenas assentiu com a cabeça e eu passei a encarar a mesma com intensidade.

– Por que está me olhando assim? – Perguntou sem graça.

– Estou pensando no quanto sou sortuda por ter você na minha vida. – Disse amorosa.

– Eu que sou sortuda por ter você, amor. Você tem sido tão paciente comigo.

– Eu te amo!

– Eu te amo mais!

Selei nossos lábios em um selinho demorado e quando fui aprofundar nosso beijo Demi afastou sua boca da minha e um beicinho formou-se automáticamente em meus lábios.

– Amor temos que buscar o Luke.

– Você é muito estraga prazer. – Disse fazendo careta.

– Você só pensa em sexo amor. – Disse revirando os olhos.

– O que posso fazer que só de ver você meu amiguinho da um sinal de vida? Apenas sente. – Deixei um leve chupão no pescoço da mesma e aproveitei para colar meu corpo mais ainda ao seu o que arrancou um suspiro dela.

– Você é tão safada e idiota ao mesmo tempo. – Disse revirando os olhos. – Agora levantar amor, vamos buscar Luke antes que fique tarde.

– Deus por que me arrumou uma mulher tão exigente e irresistível? – Disse erguendo minhas mãos para o alto.

– Você fica aí falando essas coisas que Ele vai te mandar outro mulher aí quero ver o que você vai falar pra Ele.

– Deus me livre. – Disse arrancando uma risada curta da mesma.

– Uma coisa é certa amor, esse jeito idiota vai ser a única coisa que não vai mudar em você.

– Você tá muito engraçada hoje Demetria. – Disse emburrada.

– Obrigada. – Disse jogando o cabelo para o lado.

Apenas revirei meus olhos e fui me arrumar. Não demorei nem dez minutos e já estava pronta. Fui no banheiro da uma arrumada em meu cabelo e desci indo atrás da Demi.

– Está pronta?

– Sou vou tomar um copo de água, vai ligando o carro amor.

Acenei com a cabeça e fui indo para a garagem enquanto esperava por Demi.

Pov's Demi

Assim que Miley saiu de dentro de casa aproveitei para beber um copo de água e peguei uma maçã indo ao encontro da mesma entrando no carro e observando a mesma tomar partido até a casa dos meus pais.

Eu não conseguia para de pensar em tudo o que tinha acontecido e sobre a conversa que ia ter com Luke essa noite sobre seu pai, ia ser uma conversa difícil? Sim, mas não poderia ficar fugindo dela, não por muito tempo.

– Amor está tudo bem?

– Está sim, só estou pensando na conversa que vou ter com Luke hoje. – Suspirei.

– Você quer que eu te ajude a conversar com ele? – Disse olhando rapidamente para mim.

– Não babe, eu tenho que lidar com isso. Eu só não sei se ele vai lembrar muito de Robert. – Disse franzindo as sobrancelhas.

– Isso você só vai saber se conversar com ele, sem fugir ou muda de assunto dessa vez.

– Eu só tenho medo da reação dele. – Suspirei. – Mas uma hora teremos que lidar com isso e melhor que ele fique sabendo antes do dia que eles forem sair. Você vai ver, no final tudo vai dá certo. – Disse pegando em minha mão.

Apenas assentir para mesma e deixei me levar pelos meus pensamentos enquanto observa a rua pela janela.

Não demorou muito e Miley já estacionava o carro em frente a casa dos meus pais, tenho que certeza de que eles vão se questionar o porque de termos voltado antes.

Eu e Miley esperamos alguém vir nos atender e encontramos uma Madison confusa parada em nossa frente, sua feição arrancou risadas minha e de Miley.

– Não era pra vocês estarem se divertindo entre casais nesse momento? – Perguntou confusa.

– As coisas não saíram conforme planejamos e cá estamos nós. – Disse simples passando pela a mesma.

– Vocês são esquisitas.

– Cadê todos?

– Saíram, como você pode ver não esperávamos vocês aqui. – Disse dando de ombros.

– E você ficou aqui sozinha? 

– Na verdade eu acabei de chegar, estava na casa da Logan. 

– Hum, com a Logan. Por isso que tô sentindo esse cheiro de sexo vindo de você.– Disse maliciosa.

– Não é nada disso que você está falando e se você quer saber não fizemos nada. – Revirou os olhos.

– Mas eu não disse nada, eu disse alguma coisa amor? – Perguntei olhando pra Miley, essa que nem a atenção estava nos dando já que estava focada em um jogo que dava na televisão.

– O que disse amor? – Disse arrancando a risada de Mad.

– Você nunca presta atenção nas coisas que falo quando está assistindo jogo. 

– Desculpa morena. – Disse deixando um beijo estalado em minha bochecha.

Apenas me escostei no sofá ignorando totalmente o seu ato.

– Você continua a mesma Demi. 

– Vai se ferrar Madison. – Mostrei meu dedo para a mesma.

Escutei um barulho vindo da porta e logo vi um Luke sorridente entrando dentro da casa dos meus pais, o mesmo não havia percebido a nossa presença já que estava entretido com um brinquedo que estava em sua mão.

– Hey! – Disse assustando meus pais.

– Mommys. – Luke disse correndo em nossa direção.

– Que saudades. – Abracei o mesmo o apertado em meu braço.

– Aconteceu alguma coisa? Pensei que vocês voltariam só amanhã. – Minha mãe perguntou confusa.

– Nada demais mãe, só não saiu conforme planejamos. – Dei de ombros.

– Mama estava com saudades. – Se jogou no colo de Miley.

– Eu também estava pequeno.

– Já que vocês estão aqui, aproveitem e toma um café com a gente.

– Tudo bem dona Dianna, vou te ajudar a preparar.

Segui minha mãe até a cozinha, essa que não demorou a me bombardear de perguntas.

– Tem alguma coisa que queira me contar?

– Me conhece mesmo, não é? 

– Como a palma da minha mão.

– Tive uma crise de ciúmes, Joe convidou aquela menina que não gosto. Bem, na verdade eu acho que peguei um pouco pesado, mas por um lado foi até bom porque pude enxergar que eu preciso voltar ao psicólogo de novo e me livrar das coisas que ainda me atormentam. 

– E isso tudo resultou em vocês vindo embora? E na sua ficha caindo?

– Na verdade eu e Miley brigamos... – Pausei. – Acabamos falando coisas que não deviamos e pra evitar decidir vir embora e deixei Miley lá, mas a mesma veio atrás de mim e agora já estamos na boa. – Suspirei.

– Enquanto a essas lembranças eu acho que você vai fazer certo em voltar ao psicólogo. Você precisa encontrar um propósito onde você deixe tudo o que te causou mal para trás. Começando por você se livrar por completo de Robert e começa a enxergar que as coisas que você tem hoje, incluindo o que você está construindo com Miley não irá desaparecer como um passe de mágica.

– Por que eu não consigo enxergar todas essas que vocês falam para mim?

– Eu não sei meu amor, eu queria muito que você pudesse enxergar todas essas coisas boas que vemos de você e de seu relacionamento com Miley. Agora que você está admitindo pra si mesma que vai buscar ajuda as coisas ficaram mais fáceis. Eu tenho certeza que você vai conseguir superar essa insegurança toda e daqui para frente só surgira coisas boas.

– Espero que sim mãe, tudo o que eu quero e me liberta disso tudo. – Suspirei.

– As coisas iram da certo e estaremos aqui para superar juntas. Mas sei que tem mais coisa aí, então já pode me contando.

Apenas ri do jeito da minha mãe e passei a contar sobre Robert e falando de outros assuntos banais.

Acabamos ficando muito mais que o esperado na casa dos meus pais e tenho que dizer que a minha noite estava sendo muito agradável, tinha tempos que eu não ficava na casa dos meus pais devido a correria em meu escritório. 

Conversamos sobre diversas coisas e relembramos muitas coisas do passado, minha mãe como não perde tempo acabou falando sobre a minha infância para Miley e eu não tenho dúvidas de que ela irá tirar sarro de mim sempre que pudesse.

A conversa havia sido tão boa que por um momento eu havia me esquecido sobre Robert e tudo o que vinha me atormenta por esses dias. Miley e Luke estavam em uma agitação só e tudo isso porque hoje eles irão fazer maratona de Flash, sinceramente às vezes Miley consegue ser mais infantil que Luke.

– Eu não sei porque vocês estão animados desse jeito se vocês já assistiram varias vezes essa série.

– Mommy você não entende cada vez que assistimos é como se fosse a primeira vez.

– Não vejo nada de diferente, sempre acaba lembrando e sabendo tudo o que vai acontecer.

– Você só tá falando isso porque você sempre acaba ficando de lado. – Miley disse.

Apenas revirei meus olhos porque sabia que era a verdade. Esses dois quando estão assistindo as coisas esquece que eu existo e eu acabo procurando o que fazer já que até Batman e Ella me abandonam.

Miley estacionou o carro na garagem e antes de sairmos do carro avisei que conversaria com Luke enquanto Miley ia fazendo algo para comermos. Eu pensava em diversas maneiras de iniciar essa conversa, mas sabia que no final tudo daria certo.

– Por que você quer conversar comigo mommy? 

– É um assunto muito sério. – Disse indo com o mesmo para o seu quarto.

– Não vai me deixar eu de castigo? Eu não fiz nada mommy. – Disse desesperado.

– Claro que não meu amor. – Disse rindo. – Que tal já tomar um banho?

– Tudo bem mommy. – Disse simples.

Liguei o chuveiro para o mesmo e certifiquei pra ver se o mesmo estava em uma temperatura suportável.

– Meu amor, você sente falta de ter o seu pai por perto? – Disse sem rodeio.

– Mas a mama está sempre perto da gente mommy, dã. - Disse batendo em sua testa.

– Não a mama meu amor, o seu pai biológico.

– Ah... Eu não sinto, ele era mal para você e a mama é bem mais legal que ele. – Disse dando de ombros.

– Você se lembra dele?

– Sim mommy, ele foi na minha festa lembra?

Eu jurava que Luke não tinha sequer uma lembrança de seu pai biológico, já que quando saímos de sua casa era bem novinho.

– E se eu te falar que ele me procurou e pediu para te ver?

– Eu não gosto dele mommy e também não quero ver ele.

Já não estavamos mais no banheiro e Luke já colocava até o seu pijama. Queria fazer Luke entender que o pai dele queria vê-lo e que isso seria necessário, mas não estava sabendo lidar muito bem com essa conversa eu estou morrendo por dentro.

– Meu amor, senta aqui no colo da mommy. 

– Eu estou muito grande pra ficar no seu colo mommy. – Disse rindo.

– Você realmente cresceu e está se tornando um homenzinho muito inteligente. – Disse deixando um beijo em sua bochecha. – Agora falando serio, seu pai procurou a mommy e pediu para eu deixar você sair com ele. Sei que você não quer vê-lo e que tem muitos motivos pra isso. Você era tão pequeno quando as coisas aconteceram, mas dizem que a gente só se livra de algo ruim quando enfrentamos ele sem medo algum. A mommy ficou muito mal durante esses dias e agora a mommy está se sentindo bem depois de ter resolvido os problemas do passado com seu pai. Ele me propôs algo e eu pensei muito antes de aceita as condições dele e você conhece a mommy e sabe que eu não iria fazer algo sabendo que ia te deixar triste, eu sei que a escolha é sua e a mommy não quer te força a nada, mas você precisa enfrentar isso igual a mommy enfrentou.

– Mas você vai estar lá comigo? 

– Não posso meu amor, infelizmente a mommy tem que dar privacidade a essas coisas. 

– Se eu aceita ir uma vez depois não vou precisar sair mais com ele?

– Ele não pode ter força a nada e muito menos eu, mas infelizmente se formos pela lei ele tem esse direito. Mas só vamos fazer um teste pode ser? 

O mesmo ficou em silêncio, estava doendo em mim tem que submeter ele a isso. Mas se tinha uma coisa que eu não queria era envolver a justiça.

– Tudo bem mommy. – Disse contra gosto. – Mas vai ser só dessa vez. 

Assim que ia responder o mesmo Miley entrou no quarto interrompendo o meu ato.

– Se ele fizer algum mal a você a mama vai quebrar a cara dele. – Disse brava.

– Eu ajudo você mama.

– Miley!!! – Repreendi a mesma. – Ninguém vai quebrar a cara de ninguém.

– A mas vamos sim, não e pequeno?

– Sim mommy. – Disse trocando um high five com a mesma.

– Eu só quero deixar uma coisa clara aqui, agora vocês tem alguém por perto e eu não vou deixar nenhum mal acontecer com vocês nem que pra isso eu tenha que dá a minha vida para protege-los.

– Eu já disse que você é incrível e que não sei mais como agradecer por ter você por perto? Deus eu te amo tanto. – Disse fungando.

– Eu amo vocês, e sempre estarei aqui meus amores. Agora o que acham de curtimos o nosso final de semana? Fiz um lanche para nos três, vamos descer. 

Miley pegou Luke no colo e estendeu sua mão  para mim, peguei na mão da mesma e saímos do quarto indo para a sala. Ali eu sabia que eu não precisava de mais nada para ser feliz, Miley é sem dúvidas  a pessoa na qual o destino reservou para mim.


Notas Finais


olha não quero deixar vocês curiosos mas acho que vocês irão gostar dos últimos capítulos da fanfic. o karma é real ne mores rsrsrs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...