História True Love - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato, Miley Cyrus
Personagens Demi Lovato, Miley Cyrus
Tags Demi Lovato, Diley, Diley G!p, Miley Cyrus
Visualizações 148
Palavras 2.275
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ola icones, vcs estao bem? boa leitura!

Capítulo 17 - Seventeen


Miley

 

– SURPRESA. – Todos que estavam presente gritaram em um só coro.

Eu não estava acreditando no que eu estava vendo, eu piscava meus olhos diversas vezes e a ficha só caiu quando sentir o corpo de Joe e Nick se chocando contra o meu. 

– Será que eu posso respirar agora? – Disse arrancando a risada de todos.

– Desculpe Miles, feliz aniversário. – Nick disse me abraçando novamente.

– Obrigado Nick. – Dei um sorriso para o mesmo. – Gente sério, eu não tava esperando por isso na verdade eu nem sei o que dizer.

– Você merece meu amor, parabéns pelo seu dia. – Minha mãe veio até mim e me deu um abraço de tirar o fôlego

– Obrigado, mãe. Eu nem sei o que dizer sério, isso é a melhor coisa que já ganhei. – Eu não conseguia tirar o sorriso do meu rosto.

– Parabéns amor, fico feliz que tenha gostado. – Demi me deu um selinho.

– Eu amei Dems, você que organizou tudo?

– Eu só tive a ideia os demais me ajudaram nas coisas. – Disse encolhendo os ombros.

– Sério muito obrigado, eu amei tudo e eu amo você. – Segurei em seu rosto e deixei um beijo demorado em seus lábios.

– Vai ficar nessa melação toda ou vai curtir a festa Cyrus? 

– Já estava até estranhando você não ter atrapalhado nenhum momento Dallas.– Disse arrancando a risada de todos e fazendo ela revirar os olhos.

– Acredito que hoje você está ficando mais idiota ainda. – Respondeu emburrada.

– Talvez algum dia eu chegue ao seu nível. – Pisquei para a mesma e mais uma vez arranquei a risada de todos.

Dallas ficou implicando como sempre e eu só sabia rir da mesma e de seu jeito idiota. Cumprimentei todos que estavam ali e por fim decidir comer algumas coisas, tinha muitas opções de comida e eu não sei como elas conseguiram fazer isso em tão pouco tempo. O lugar estava bem aconchegante eu mesma nem sabia a onde estava mas só de estar com todas essas pessoas já estava sendo agradável. 

– Abandonada no seu próprio aniversário cunhadinha?

– Pra você ver Dalls, me trocaram fácil por comida.

– Não deve ser muito difícil trocar uma pessoa idiota como você.

– Depois que comecei a conviver com você eu fiquei assim, o que posso fazer se a convivência nos faz pegar os hábitos dás pessoas.

– Hahaha muito engraçado Cyrus.

– Gostou? – Perguntei rindo.

– Besta! – Disse rindo. – Mas me diz o que está achando do seu aniversário? 

– Tá incrível Dalls, nem sei como agradecer vocês por fazerem isso e por estarem ao meu lado em um dia tão especial assim.

– Você merece cunhadinha e a ideia foi toda da Demi a gente só precisou colocar ela em prática.

– Incrível demais. – Disse sorrindo, eu estava feliz pela surpresa era sem dúvidas o melhor que eu já ganhei em anos. – E meu afilhado como está?

– Crescendo e como você sabe que vai ser um menino? – Disse franzindo as sobrancelhas.

– Apenas sinto, até porque se for menina terei que comprar uma arma. – Disse firme.

– Uma arma sério? Tenho dó se você tiver uma filha menina.

– Acho que isso não vai rolar Dalls. – Disse rindo.

– Como assim cunhadinha? Não pensa em ter filhos? – Perguntou confusa.

– Meu sonho é ter um filho, sabe? Mas acho que a Demi não pensa em ter outro, ainda mais que agora o Luke está começando a crescer.

– Sério isso Miley? – Perguntou rindo. – Você é tão broxante às vezes.

– Por que está rindo? 

– Por que acha que a Demi não quer ter outro filho? Ainda mais sendo seu, não acredito que você tem dúvidas disso.

– Eu só... – Suspirei.

– Miley, qual é? A Demi... 

– O que tem eu? – Demi apareceu atrás de Dallas cortando o que ela ia falar.

– Estava aqui tirando as dúvidas de Miley em relação a você só que você cortou o que eu ia falar.

– Dúvidas sobre o que? – Perguntou se sentando em meu colo.

– Nada! – Fiz um sinal para Dallas não contar o que estávamos falando à minutos atrás.

– Sobre você não querer um filho com ela. – Falou ignorando completamente o meu pedido.

– E quem disse que eu não quero? – Perguntou olhando para mim.

– Eu disse isso pra ela. – Dallas falou gritando.

– Quer falar baixo? – Falei desesperada. – Eu só pensei que você não quisesse ter outro e Luke também tá começando a crescer agora. – Disse sem jeito. 

– É claro que eu quero amor, eu só pensei que você quisesse esperar a sua formatura antes e se fixar na sua vida profissional. – Disse fazendo um carinho em minha nuca.

– Vocês são entediantes e certinhas se merecem mesmo. – Disse fazendo careta.

Ri do jeito que ela falou, Dallas era uma comédia e sem papa na língua tenho dó de Nick.

– Se você quiser a gente pode começar a praticar hoje. – Sussurrou em meu ouvido logo em seguida deixando uma mordida em minha orelha, fazendo com que eu apertasse a sua cintura com a sua provocação 

– Demetria sua safada eu escutei isso, que nojo.

– Até parece que você fez o seu com o dedo não é Dallas.

– Sua idiota. – Disse mostrando o dedo do meio. 

Eu e Demi ficamos rindo de Dallas e jogando conversa fora. Chegou um certo momento em que Demi fez eu saí em mesa em mesa para conversar com todos. Até Stella estava aqui e eu estava bem feliz com isso, dancei com todos que estavam ali e até fui desafiada o que causou muitos micos e risadas de todos, eu não tinha do que reclamar a minha noite estava sendo incrível e eu sabia que ali ela só estava começando.

 

Demi

 

Estava feliz por ver que as coisas haviam dado certas e mais ainda por ver o quanto Miley estava feliz. A felicidade dela era a minha e vê-lá assim enchia o meu coração de felicidade.

Já havia passado quatro horas eu até me assustei quando olhei no relógio e vi que estava quase dando onze horas, saí em procura de Tish para informar a mesma que já podíamos cantar parabéns já que amanhã muitos que estavam aqui iriam levantar cedo.

– Hey Tish. – Disse encontrando com a mesma perto do banheiro.

– Aconteceu alguma coisa Demi?

– Não só vim informar que já podemos cantar parabéns, já são quase onze horas. 

– Mas já? Nem vi as horas se passando. Então vamos, você pode chamar o pessoal?

– Claro, só preciso ir atrás de Luke.

– Eu vou atrás dele, nos encontramos perto da mesa.

Apenas assentir para mesma e saí em mesa em mesa chamando todos para cantarmos parabéns. Só foi difícil achar Miley já que a mesma não estava com o pessoal. Andei por todos os lugares e nada dela, franzi as sobrancelhas pensando a onde ela havia ido. 

Assim que dei um passo para sair de onde eu estava sentir mãos firmes me agarrando pela cintura me fazendo pular de susto e soltar um grito de despero. Me virei para bater na pessoa que havia feito isso e revirei meus olhos quando vi o sorriso que a loira estava.

– Você me assustou e a onde você estava? Já vamos cantar parabéns. – Disse cruzando meus braços.

– Estava me escondendo queria ficar um tempo sozinha com você. – Fez beicinho.

– Você é uma sem vergonha e agora vamos estão todos esperando pela gente. – Tentei saí de seus braços o que acabou fazendo ela aperta me aperta mais ainda para si.

– Antes de irmos eu preciso fazer uma coisa. – Assim que ela terminou de falar colou os seus lábios nos meus de uma forma desesperada.

Miley me beijava com vontade, dava pra sentir o quanto ela estava precisando daquilo e eu retribuía a altura. Eu sentia as mesmas sensações quando beijava Miley, sempre parecia que retornava ao primeiro beijo. Eu sentia as borboletas voando pelo meu estômago e a pulsação que formava-se em minha parte íntima. 

Miley separou seus lábios do meu e desceu o mesmo para o meu pescoço e trilhou um caminho até chegar em meu queixo deixando uma mordida no mesmo. Me separei dela, ainda tentando controlar a minha respiração e díspar qualquer pensamento impuro com a mesma.

– Você não tem ideia do quanto eu precisava disso. – Respondeu em um fio de voz.

Miley tornou a me beijar não me dando a possibilidade de responde-lá. Mais uma vez me pedir em seu beijo me esquecendo totalmente que o pessoal estava esperando pela gente. Miley desceu suas mãos para a minha bunda deixando um leve aperto na região e isso fez com que eu deixasse um arranhão em seu pescoço.

– Miley!!! – Me separei da mesma lembrando que tínhamos que voltar. – Precisamos cantar parabéns e vamos parar por aqui as coisas aí em baixo já estão ficando muito animadas. – Disse olhando para sua parte íntima não tinha um volume muito exagerando mas dava pra perceber que ela estava com uma pequena ereção.

– Olha o que você faz comigo. – Disse desesperada. 

– E você acha que eu estou diferente? Vamos logo, já demoramos demais. – Peguei em sua mão a puxando para onde estavam todos.

Miley vinha resmungando e eu à cada palavra dela revirava os meus olhos.

– Até que fim, demoraram.– Dallas quem disse.

– Estava procurando essa idiota.

– Procurando sei, olha pra cara de quem estava dando uns bons amassos.

– Cala boca. – Falei sentindo minhas bochechas corarem.

– É papai a Demi só tem cara de santinha. – Dalls bateu no ombro do meu pai.

O mesmo olhou para mim e Miley com uma feição nada boa e eu sentir Miley apertar a minha mão em sinal claro de desespero.

– Ok pessoal já podemos cantar o parabéns até porque todo mundo aqui adora dá uns amassos. – Joe disse.

E não foi preciso dizer mais nada para que todos fossem até a mesa e começasse a tirar fotos com Miley. Luke foi o que mais quis tirar foto com ela e como ela já não gostava se aproveitou da situação.Por fim decidimos cantar o parabéns tava indo tudo bem até Dallas soltar umas de suas piadinhas.

– Cunhadinha desejo que você nunca perca a potência na hora do sexo. – Gritou.

– Por Deus Dallas, cala essa boca você só sabe falar besteira. – Repreendi a mesma sentindo meu rosto esquentar, se eu estava vermelha tenta imaginar Miley.

Todos ainda riam e acho que se fosse possível Miley teria cavado um buraco no chão e se enfiado dentro do mesmo.

– Pra quem vai ser o primeiro pedaço? – Nick gritou.

– Pra você com certeza não é. – Miley disse deixando Nick com uma cara nada boa. O que gerou risada de todos fazendo o mesmo fechar mais ainda a sua cara.

Ela então cortou o pedaço do mesmo e deu para mim logo deixando um beijo casto em minha bochecha, me fazendo sorrir.

– Mama era pra você dá para mim.

– Ela é puxa saco meu amor, no aniversário da tia você vai ser o primeiro a ganhar. – Dallas disse olhando para o mesmo.

– Desculpa pequeno. – Miley pegou Luke no colo e fez cosquinha no mesmo arracando uma risada fácil de Luke.

– A propósito Dalls, se Miley não tivesse dado o primeiro pedaço para mim ela iria dormir junto com Batman e Ella hoje. – Disse arrancando a risada de todos.

– Eu te amo! – Me deu um rápido selinho e se sentou na primeira cadeira que ela viu.

A mãe de Miley terminou de servir o bolo para o pessoal e Nick e Dallas como sempre eram o mais desesperados, não tinha dúvidas de quem eles se mereciam.

Fui até onde Miley estava e sentei do lado da loira. – Está muito cansada babe?

– Pra você nunca amor. – Disse maliciosa.

– Besta. – Disse rindo. – Quer ir embora? Luke vai dormir com os meus pais.

– Vamos esperar o pessoal ir embora morena.

– Tudo bem amor. Você gostou dessa surpresa?

– Eu amei, muito obrigado. – Disse sorrindo.

– Você merece e a sua surpresa ainda não acabou. – Falei perto do ouvido da mesma.

– Deus acho que quero ir embora agora sim. – Disse se levantando.

– Senta aí amor, temos a noite inteira. – Disse rindo.

– Droga deveria ter falado isso antes. – Disse bufando.

– Mas esse casal não se desgruda por nada. – Lauren quem disse.

– Hey Lau. Como está?

– Bem Dems, só viemos aqui nos despedir. Já esta tarde e essa garotinha desmaiou. – Disse se referindo a sua filha.

– Uma pena que a hora passou rápido. – Disse me levantando para abraça-las.

– Mas não se esqueçam que vocês devem uma visita pra gente.

– Pode deixar que estaremos lá Cams. – Miley quem respondeu.

– Estaremos esperando.

Se despediram da gente e assim como ela todos começaram a fazer o que pareceu ter animado Miley. Depois de darmos tchau para todos eu e Miley pegamos a nossas coisas e fomos para nossa casa.

Não demoramos muito e já estacionava o carro na garagem, Miley não deixou nem eu descer do carro e já tomava o meus lábios com uma certa agressividade para si. Miley me passou para o seu colo e eu agarrei em seu pescoço puxando o mesmo para mais perto.

Miley me beijava de forma desesperada, parecia que ela estava ansiando por isso o dia inteiro. Eu correspondia o seu beijo a altura, as mãos de Miley passeava pelo meu corpo e a cada toque seu eu sentia o meu corpo queimar em desejo.

Robolei em seu colo e eu pude ouvir um gemido abafado saindo de seus lábios. Miley intensificou ainda mais o nosso beijo sugando todo o ar que ainda restava em meus pulmões. Separei meus lábios do seu chupando o seu lábio inferior para mim deixando o escapar de uma formar sexy pelos meus lábios.

– Porra você vai acabar comigo.

– Vamos subir amor, tenho uma surpresa para você. – Disse em um sussurro.

Eu sabia que ali a nossa noite só estava começando e só iríamos parar quando nossos corpos implorasse por descanso.


Notas Finais


é um capítulo inteiro de hot que vocês querem? comemtem que eu posto o proximo rapidinho rsrs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...