História True Love - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato, Miley Cyrus
Personagens Demi Lovato, Miley Cyrus
Tags Demi Lovato, Diley, Diley G!p, Miley Cyrus
Visualizações 206
Palavras 1.861
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi gente vcs estao bem? gostaram do hot? rsrsrs

Capítulo 19 - Nineteen


 Miley 

 

Como esperado a semana havia passado rápida e eu ainda podia sentir a surpresa do meu aniversário vagando por minha mente como se tivesse vivendo aquilo novamente. Hoje seria o dia que Luke iria sair com seu pai biológico, Demi mostrava estar preocupada e eu tentava de todas as formas acalma-la dizendo que tudo ia ficar bem. Ela andava um pouco estressada e irritada também o que fazia eu e Luke darmos um espaço para ela.

Sentir Demi se mexer ao meu lado e virei o meu rosto na direção do seu vendo a mesma coçar os seus olhos devido a claridade que interrompia os mesmos de serem abertos, dei um leve sorriso observando a cena e o quanto ela ficava fofa fazendo isso.

– Bom dia dorminhoca. – Disse assim que seus olhos se encontraram com os meus.

– Bom dia amor, está acordada faz tempo? – Me abraçou pela cintura.

– Não, deve ter uns dez minutos que despertei. Você está bem? – Coloquei a mexa de seu cabelo para trás de sua orelha. Demi suspirou antes de me responder e eu fiz um leve carinho em sua bochecha.

– Estou...

– Não minta para mim, morena.

– Eu só... Tenho medo dele fazer algum mal a Luke ou sumir com ele. – Desviou seus olhos do meu.

– Ele não vai fazer isso, lembra que temos os seguranças atrás deles? Tudo vai dá certo. – Disse dando um abraço nela.

– Espero que você esteja certa. 

Assim que fui responde-la Luke entrou em nosso quarto se jogando na cama.

– Wow, que animação é essa? – Dei espaço para ele deitar em nosso meio.

– Hoje é sábado e eu quero ir ao cinema.

– Isso é uma ótima ideia, mas esqueceu que você já tem um compromisso hoje?

Luke bateu em sua testa o que arrancou risadas minha e de Demi.

– Podemos ir a noite, o que você acha?

– Tudo bem mama. 

– Hey não perde esse ânimo não, alias nada de tristeza vamos tomar um café e ir brincarmos na piscina. – Disse fazendo cócegas em Luke. – Vamos levante. 

Demi nem se moveu e fez um sinal negativo com a cabeça.

– Não vai levantar? Serei obrigada a usar um truque, então? – Disse indo em sua direção para pegar a mesma no colo.

– Amor, não!

– Amor, sim! – Imitei a mesma rindo.

Peguei a mesma em meu colo e Demi soltou um grito devido ao meu ato inesperado.

– Eu queria ficar o dia todo jogada na cama.

– Mommy hoje é sábado dia de sair, se animar.

– E dia de descansar também. – Demi completou a resposta do mesmo.

– Por isso a mama é a mãe mais legal. 

– O que você disse? – Perguntou descendo do meu colo.

– Nada mommy, vou ir no meu quarto trocar de roupa. – Disse desesperado.

– Você escutou o que ele falou? – Disse indignada.

– Não escutei nada amor.

– Mãe legal, fala sério.

A cara de frustada que ela estava chegava a ser engraçada, entrei no banheiro rindo e apressei para fazer minhas higiene. Dei uma ajeitada em meu cabelo, saí do banheiro e vi Demi parada na mesma posição.

– O que foi em? Está no mundo da lua. 

– Só pensando em algumas coisas nada demais, amor.

– Hum... – Disse desconfiada. – Vou descer para preparar o nosso café, não demora.

– Tudo bem, mãe. – Disse rindo.

Saí do quarto indo para a cozinha e Luke já estava na sala assistindo um desenho que dava na televisão. Fui para a cozinha preparar  o café, fazia tudo com calma e tentava caprichar em tudo. Batman deitou em meus pés e ri assim que vi a cena.

– Você tá roubando até ele de mim. – Demi entrou na cozinha fazendo beicinho.

– E você acordou muito manhosa hoje.

– Não estou manhosa... Só indignada com essa situação.

– Não está? Isso não colou. – Disse rindo.

– Idiota. – Me abraçou por trás.

– Adora me chamar de idiota, deveria trocar a palavra amor por ela.

– Não tem jeito, isso já é de você o que posso fazer? – Beijou o meu pescoço.

– Te dou todo amor e recebo isso em troca.

– Hum, agora acho que você que está manhosa e eu te amo. – Segurou meu rosto me dando um beijo cheio de carinho.

– Está perdoada.

– Eu sabia que um beijo só seria suficiente.

– Ah, mas não é mesmo, preciso de mais. – Disse apontando para meus lábios segurando sua cintura.

Demi me deu um leve selinho e se afastou de mim indo até a mesa para tomar seu café me deixando indignada.

– Eu disse um beijo de verdade e isso não é um beijo.

– Quem sabe mais tarde você não ganhe mesmo. – Disse maliciosa.

– Ah, se você soubesse o quanto eu gosto desse seu tom. 

Demi apenas riu da minha fala e eu saí da cozinha indo chamar Luke para tomar café. Tomamos o café entre muitas brincadeiras, depois fomos para a piscina e ficamos até da o horário de Luke se encontrar com Robert.

– Escute bem, se ele fizer algum mal a você por favor fale com um dos seguranças ou com a assistente social, ok? – Demi disse para Luke.

Tinha dez minutos que a mesma estava o alertando em relação ao Robert e a cara de Luke era de espanto.

– Amor você está assustando ele. – Disse suspirando. – Sabemos que a preocupação é grande aqui, mas ficar repassando todas as regras só ira deixa-lo com medo. Eu disse que vai ficar tudo bem, não disse? Nada de pensamentos negativos, no final iremos estar rindo disso tudo e comendo muitas besteiras. – Disse olhando para a mesma, eu estava com medo era óbvio mas eu tentava de todas as formas passar algo positivo para eles, não poderíamos viver em uma bolha de angústia antes de enfrentarmos tudo isso.

Demi apenas se alinhou em meus braços suspirando e ficamos ali esperando Robert chegar para pegar Luke. Eu estava confiante de que tudo daria certo e não tinha com o que a gente temer, fugir não é a melhor solução, na verdade nunca é.

 

Demi

De minuto em minuto eu olha para o relógio, já havia se passado cinco horas desde que vi Luke pela última vez e a agonia que se formava em meu peito era grande. Eu e Miley estávamos esperando por Robert para trazer Luke e eu estava tão ansiosa parecia que eu não via meu pequeno há dias.

– Morena desse jeito você vai acabar ficando sem os dedos de tanto que está roendo suas unhas. – Miley disse suspirando.

– Estou nervosa, não acha que está demorando?

– Claro que não Demi, não tem nem dez minutos que chegamos, sem contar que recebemos mensagem o tempo todo dizendo que tudo estava bem.

– Eu só vou acreditar quando Luke estiver aqui pendurado em meu pescoço. – Disse seria.

– Não seja por isso, olha lá o carro de Robert. Disse olhando na direção que o carro vinha.

– Graças a Deus. – Demi disse baixinho, e eu ri do seu jeito desesperado.

– MOMMY!!

Luke assim que saiu do carro e avistou a gente saiu correndo em nossa direção sem se importar com o pai que ainda se encontrava dentro do carro. Demi abaixou ficando da altura do pequeno enquanto o mesmo se jogava em seu colo lançando seus braços em seu pescoço.

– Meu Deus que saudades e só foram algumas horas. – Demi disse beijando todo o seu rosto.

– Demetria vai mata-lo sufocado. 

– Você só está falando isso porque foi para os meus braços que ele correu. – Disse se gabando.

– Isso não tira o título de mãe legal de mim.

– Idiota. – Revirei os olhos e coloquei Luke no chão. O pequeno foi na direção de Miley é a mesma o pegou no colo o abraçando bem apertado.

– É bom saber que tudo ocorreu bem. – Pude ouvir Miley surrar para o mesmo

– Eu te amo, mama. – Luke disse lhe abraçando pelo pescoço.

– Também amo você pequeno Luke.

Eu olhava a interação com um grande sorriso no rosto, esse que foi tirado assim que Robert se aproximou da gente juntou com a sua mulher.

– É... Obrigado por isso, Demetria. – Disse sem jeito. – Espero que possamos nos ver em breve, Luke. – Deu um sorriso para o mesmo.

– É bom saber que cuidou bem dele. – Disse seca. – Se nos der licença, precisamos ir. – Disse pegando na mão de Miley e dando um aceno com a cabeça para Robert e sua esposa.

Seguimos caminhando para o carro e eu aproveitei para dizer aos seguranças para passar em meu escritório na segunda para terminar de acertar as coisas.

– Então nos conta como foi? Ele falou o que pra você? Vocês foram a onde? A mulher dele te maltratou, meu amor? – Mal pisamos dentro de casa e eu já enchia Luke de perguntas.

– Mommy, será que eu posso respirar? Vamos com calma, você é assim com seus clientes também? – Perguntou franzindo as sobrancelhas o que arrancou risadas de Miley me fazendo lhe da uma tapa.

– Desculpa. – Disse sem graça. – Só estou um pouco curiosa.

– Imagina se não tivesse, não é Dems? – Miley disse debochada.

– Cala a boca. – Revirei os olhos. –. Vocês não cansam de fazer essas piadas?

– É nosso divertimento, então não. – Miley disse dando de ombros.

– Eu te odeio. – Disse emburrada.

– Não foi o que você me disse ontem a noite. – Disse maliciosa.

Ataquei a almofada nela e esperei Luke voltar da cozinha com um copo de água em sua mão. Miley era uma sem vergonha, estava se divertindo vendo meu desespero pra saber das coisas, mas apesar de tudo eu amava cada vez mais essa idiota.

– Tudo bem mommy, vou contar antes que você me coma com seu olhar. 

– Essa foi muito boa, filho. – Miley disse rindo.

Apenas olhei com uma cara de poucos amigos pra ela o que fez a mesma cessar a risada na hora. Luke passou a contar cada detalhe daquele passei e eu sentir meus músculos relaxarem depois de saber que tudo havia ocorrido bem.

– A parte mais legal foi a do parque e a Mariana é muito legal, eles tiveram outro filho só que ela não pode ir por ser muito novo, pelo menos foi que a Mariana disse. – Deu de ombros.

– E ele não foi chato com você?

– Ele foi legal, mas isso não vai fazer eu sair com ele de novo... Até porque eu já tenho a mama e sou feliz assim.

– Você não tem noção de como o meu coração fica quando você fala essas coisas. – Miley disse emocionada.

– Amo você mama, agora o que acha de me levar ao cinema? Vocês prometeram. – Disse fazendo beicinho.

– Manhoso igual a mãe. 

– Eu não sou manhosa, só fico indignada com certas coisas. – Disse seria.

– Imagina se fosse... – Deixou a frase morrer.

– Não acha que já me zoou o bastante hoje? – Cruzei meus braços.

– Nem um pouco. – Riu – Mas eu continuo te amando a cada dia mais.

– Você me ganha muito fácil. – Me rendi ao seu encanto.

– Eu sou Miley Cyrus, esperava o que? – Se gabou.

– Deus que convencida. – Revirei os olhos. – Vamos logo ao cinema antes que eu mude de ideia.

Imediatamente Luke se levantou e saiu em disparado para a garagem. Pela primeira vez soltei um suspiro de alívio e sabia que a parti da li as coisas iriam voltar a serem como antes. Apenas eu, Miley e Luke como sempre foi e irá ser.

 


Notas Finais


ate o próximo mores e obrigado a todos que estão comentando a fanfic, ta me deixando bem animadinha. tenham um ótimo final de semana, talvez eu volte pra postar outro amanhã ou domingo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...