História True Love - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Shawn Mendes
Tags Shawn Mendes
Visualizações 21
Palavras 2.799
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pronto ai esta ai kkkkkk demorei mas ta ai
ai mds eu amei escrever isso
espero que gostem
É meio grande kkk
xoxo

Capítulo 13 - Fãs, Ciúmes e "oh my god"


Fanfic / Fanfiction True Love - Capítulo 13 - Fãs, Ciúmes e "oh my god"

POV Bianca

 

Saímos do elevador e vamos até o saguão do prédio.

Péssima idéia.

Os fãs e paparazzis lotaram a frente do hotel.

A claridade dos flashs e da luz do sol não me incomodam muito graças aos óculos de sol que o Shawn me deu dentro do elevador.

Paramos no meio do caminho.

O Shawn está com o braço por cima do meu ombro, com a outra ele acena para as garotas na porta e manda um beijo.

Ele está admirado e sorrindo abertamente.

- I Love you guys! You’re the Best! – diz muito animado.

Olho para cima, para ele, e sorrio.

Flashs piscam mais rápido.

Olho para baixo rapidamente, corada.

Meu deus, só queria um buraco para me enfiar agora.

Jake se aproxima do Shawn e fala alguma coisa no seu ouvido, onde o mesmo concorda com a cabeça imediatamente.

Shawn da meia volta me levando junto com ele e segue Jake.

Olho para trás, por cima do seu ombro, e vejo seus fãs gritando, tirando fotos e gravando.

Viro a cabeça para frente e me vejo em frente a porta que leva até o estacionamento.

Entramos na van e o portão automático se abre.

              ...

O motorista estaciona próximo a um parque enorme.

Com várias pessoas sentadas na grama.

Muita gente de novo.

Minhas mãos começam a suar.

Esfrego uma mão na outra e olho para a janela apreensiva.

- Tudo bem? – Shawn pergunta colocando a mão no meu ombro e me olhando preocupado.

Balanço a cabeça e ele me puxa para um abraço.

Retribuo abraçando sua cintura e, ele meus ombros.

Me sinto protegida em seus braços como nunca me senti nos braços de outro homem. Ele exala proteção, carinho e menta.

Jake me cutuca no cotovelo e, infelizmente nos separamos.

Ele me entrega um crachá com o meu nome e “secretária”.

Rio olhando para minha foto, que com certeza pagaram do instagram.

- Você vem?

Ergo a cabeça e vejo o Shawn, já fora da van, com a mão estendida para mim.

Sorrindo. Será que ele não consegue parar de sorrir por um segundo?

Mentira, eu não quero que ele pare. Ele tem o sorriso mais lindo do mundo.

Coloco o crachá no pescoço e pego sua mão.

Desço da van e começamos a caminhar para um café próximo.

                ...

Depois de muita cafeína e alguns stories, vamos para o parque.

Algumas pessoas olham para nós e cochicham umas com as outras.

Olho pelo canto do olho uma garota tirar uma foto.

O Shawn está entre nós sete: Andrew, Brian, Connor, Josiah, Jake, outro segurança e eu; formando um paredão ao seu redor, mas ele é mais alto que nós então da pra ver ele bem de longe.

Paramos perto de um banco de pedra.

Connor senta junto com Josiah e o Shawn senta na grama. Jake, seu “comparça” e Brian ficam em pé observando ao redor.

O Shawn puxa meu braço.

- Senta aqui. – diz batendo no chão com a outra mão.

Olho ao redor e me sento.

Ele começa a fazer cócegas em mim.

- Ah não, para – digo inutilmente, e faz com que ele faça mais.

Começo a gargalhar e contorcer tentando me afastar dele.

Caio para trás, ofegante, quando ele para.

Um  pombo passa por nós quando ele se deita ao meu lado.

- Posso tirar uma foto? – pergunta Connor já com a câmera na mão.

Shawn faz um gesto com a mão e Connor ergue a câmera até o olho.

Pego o óculos escuros e coloco quando ele se posiciona acima de nós.

Escuto ele apertar o botão.

Volto o olhar para ele e o vejo sorrir olhando para a foto.

          ...

Enquanto Connor e Josiah tiram algumas fotos pelo parque, todos nós estamos sentados na grama.

De repente uma fã aparece e pede para tirar foto com o Shawn.

Ele se levanta e tira.

Outra garota aparece e mais atrás dela.

Nós nos levantamos na mesma hora e Jake olha para mim como quem diz: “ uma hora isso ia acontecer.”

Jake e seu ajudante organizam os fãs numa fila indiana e eu fico na frente da fila permitindo um de cada vez passar.

- Oi. – diz a fã na minha frente.

- Oi. – digo sorrindo sem mostrar os dentes.

- Você fala português? – pergunta com a testa franzida.

Concordo com a cabeça e empurro o óculos para cima do nariz que havia escorregado.

Sinto que ela é de alguma fandom e vai publicar isso, mas ela não sabendo meu nome tudo bem.

Vejo seus olhos descerem até meu crachá, ela abre a boca para de dizer algo mas muda de idéia.

Chega a sua vez e a deixo passar.

Olho ela andando até o Shawn, que está sorrindo como sempre.

Sinto um repuxo no estômago.

Ela o abraça e por cima do ombro dela ele olha para mim.

Estou com os braços cruzados de costas para a fã atrás de mim e com uma sobrancelha erguida, com um sorriso de canto.

Finjo estar com ciúmes, mas no fundo, laaa no fundo senti um pouquinho.

Ele parece perceber e pisca um olho para mim.

Me arrepio.

Balanço a cabeça sorrindo e me viro.

                   ...

Chegando perto do hotel, me lembro que tenho que ir pra casa.

- Pode me deixar em casa? – pergunto ao Shawn.

- Claro que não, - diz rindo. – você é minha secretária agora preciso de você por perto e hoje à noite vou organizar algumas músicas, - ele vira o rosto para mim, sério. – eu preciso de você.

Sim, claro senhor Mendes. Como poderia recusar uma pedido desses.

Meu rosto esquenta.

- Posso, pelo menos, pegar algumas roupas no meu apartamento? – pergunto dando os ombros.

Ele concorda e pede meu endereço.

Ele repassa a informação para Jake.

Ele diz que é próximo de onde estamos e rapidamente paramos na frente do meu prédio.

- Quer que eu vá com você? – pergunta com a cabeça fora da van.

- Não, eu não vou demorar. – digo me afastando.

Passo pela porta e corro até o elevador.

            ...

Voltamos para o hotel em poucos minutos.

Sou a última a sair da van.

Jogo a mochila sobre o ombro e sigo eles até a entrada do hotel enquanto a van vai embora.

Estranho não ter fãs aqui agora.

Entramos no elevador que fica meio apertado, por causa de algumas pessoas que entraram conosco.

Shawn me puxa para perto de si e segura minha mão.

Mordo o lábio inferior sorrindo.

Pelo canto do olho vejo ele fazendo o mesmo, também me olhando pelo canto.

Quando vejo já estamos no andar dos quartos.

Plim.

- Qual o seu instagram? – Connor pergunta já com o celular na mão, no meio do corredor.

Atrás de mi escuto o Shawn destrancar a porta e me viro.

Ele para na soleira da porta e cruza os braços olhando para baixo, me esperando eu acho.

Digo meu instagram para o Connor, e ele diz que vai me mandar as fotos mais tarde.

Sorrio agradecida e me viro para a porta do quarto, depois que ele entra no dele.

O Shawn já entrou e deixou a porta aberta.

Sorrio comigo mesma e entro, fechando-a rapidamente.

- Shawn? – chamo no meio do corredor.

- Sim? – responde quando solto a mochila no chão próximo a cama.

- Tudo bem? – repito,sorrindo, o mesmo gesto que ele fez comigo na van.

Ele lembra e ri.

Me sento na cadeira perto da mesa, tiro os sapatos e pego um bloquinho de papel.

- Pronto, senhor Mendes, - digo com uma voz profissional. – quais músicas estarão em sua setlist?

- Mas já? – pergunta surpreso. – deixe-me ver... – coloca o dedo no queixo e olha para cima. – que tal: “senta aqui do meu lado agora”?

Olho para ele surpresa e com o rosto queimando de verdade. Me levanto e vou até ele.

Me sento ao seu lado ainda com o bloquinho na mão.

- Er... essa foi boa...qual é a próxima? – pergunto, nervosa, brincando.

Ele sorri e se joga para trás me puxando junto.

Começo a rir e ele também.

Deitamos a cabeça de lado e nos encaramos.

Ele estende a mão e tira uma mecha azul sobre meus olhos.

Fico mais ofegante ainda por causa do seu toque.

Ele se aproxima lentamente e eu me levanto num pulo.

- Er... ta-ta-talvez de-de-devessemos...- gaguejo olhando para o chão.

Ele se levanta rindo e vem até mim.

Ele ergue meu queixo com uma mão e com a outra, tira o bloquinho da minha mão e coloca na mesa, e coloca a mão na minha cintura que cabe perfeitamente nela.

Fico paralisada.

Ele me encara sério. Ele não está sorrindo, então...

Lentamente levo a mão até sei ombro.

Ele se aproxima, se abaixando.

Nossos lábios, entreabertos, ficam a milímetros um do outro.

Fecho os olhos no exato momento em que ele esmaga minha boca com a sua.

Sinto um calor subir pelo meu corpo e fico excitada.

Nos beijamos desesperadamente. Sua língua pede passagem e eu permito colocando a minha na sua.

Ai meu deus, eu vou ter uma combustão espontânea.

Ele me ergue com as mãos debaixo das minhas coxas, talvez cansado de ficar curvado, e eu enlaço sua cintura com minhas pernas.

Seguro seu rosto com as mãos com muito cuidado, desço elas até seu pescoço.

Paro o beijo e o encaro.

Desejo. É o que vejo nos seus olhos. Determinação.

Sorrio e o beijo de novo.

Ele se vira e me deita na cama.

Meu. Deus.

Meu coração bate com tanta força que penso que ele vai pular para fora do meu peito.

Estou tão excitada que não consigo pensar direito, principalmente ele agora inclinado sobre mim, entre minhas pernas.

Ele pressiona meu corpo contra o colchão com o seu corpo pesado.

Passo as mãos pelo seu cabelo, bagunçando ele, enquanto ele morde meu lábio inferior lentamente.

Estou louca de tesão.

Fecho os olhos e suspiro quando ele beija minha mandíbula e desce para o meu pescoço.

Gemo quando ele morde e chupa o ponto no meio do meu pescoço.

Ele vai descendo até a minha clavícula.

Pendo a cabeça para trás sorrindo e suspirando enquanto arranho sua nuca.

Ele não parece importar-se, está concentrado.

Ele volta para minha boca, finalmente, e leva a mão até as minhas costas.

Para de me beija e olha para mim, pedindo permissão.

Confirmando, o beijo.

Ele desce o zíper lentamente enquanto eu tento desabotoar sua camisa.

Quando ele termina de abrir meu macacão ele se ergue e termina de tirar a camisa.

Já estou suando, mas seu peitoral esculpido me faz mais ainda.

Gemo baixinho mordendo o lábio inferior com força enquanto passo a mão por sua barriga sarada.

Deus.

Ele se inclina novamente sobre mim e ataca minha boca.

Enquanto faz isso, desce as alças do meu macacão revelando meu sutiã preto.

Ele para e termina de descer a parte de cima.

Ele me observa. Olho para o lado constrangida e coloco os braços ao lado da cabeça.

Ele se volta para o meu rosto e sorri.

Sorrio corada.

Enlaço minhas pernas no seu quadril, enquanto ele prende minhas mãos acima da minha cabeça e começa beijar minha clavícula.

Observo sua cabeça se mover sobre meu colo deixando chupões e trilhando beijos.

Ele para de me beijar e levanta, começando a tirar a calça.

Rapidamente termino de tirar o resto do macacão.

- Você toma... er – começa corando.

Ai meu deus ele corou.

Que fofo.

- Remédio? – pergunto tentando não rir. – sim.

- Ah. – diz, deixando a calça cair no chão.

Ele me empurra em direção a cama, pondo-se sobre mim e ataca meus lábios novamente.

Suas mãos passeiam por todo o meu corpo enquanto eu arranho sua nuca e seus ombros suspirando.

Ele se afasta e desce uma alça do meu sutiã lentamente e beija meu ombro.

Eu o observo fazer o mesmo com o outro.

Ele me olha nos olhos pondo a mão sobre o fecho da peça.

E o solta.

Ele pega e o joga em algum lugar do quarto.

Ele me encara enquanto passa os polegares sobre meus seios.

Mordo o lábio inferior com mais força.

- Por favor... – sussurro baixinho fechando os olhos.

Ele me dá um selinho e desce até meu seios.

Urro de prazer quando ele ataca o seio direito, mordiscando e chupando.

Puxo seus cabelos enquanto o meio entre minhas pernas pulsa loucamente.

Quando ele passa para o esquerdo eu em começo a me contorcer de prazer.

Ele desce os beijos pela minha barriga, parando abaixo do umbigo, voltando para meu pescoço rapidamente.

De repente, tenho uma idéia.

Giro nossos corpos, e sentada sobre seu membro rijo, encaro seu rosto surpreso.

- Minha vez. – sussurro no seu ouvido.

Ele me encara sorrindo maliciosamente e colocando as mãos na minha bunda.

Faço menção de beijar sua boca, mas me afasto quando ele se aproxima.

Inclino-me sobre seu pescoço e o lambo.

Ele suspira perto do meu ouvido.

Chupo e beijo seu pescoço delicada mente enquanto ele aperta meu traseiro.

Desço os beijos até seus bíceps e mordisco.

Lambo seu tanquinho quando ele num pulo,está sobre mim novamente.

Rio.

Ele ataca minha boca com veracidade.

Retribuo com mais intensidade, puxando seu lábio inferior entre os dentes.

Ele desce as mãos até o meu quadril e puxa minha calcinha, rasgando-a.

Poxa, foi cara.

Mas não penso nisso, o arrepio que sinto entre as pernas não me deixa.

Sinto ele descer sua cueca também sem parar o beijo.

Sorrio no meio do beijo e o aperto entre as pernas.

De repente paro. Ele me olha confuso.

É sério que eu estou fazendo isso mesmo? Com o Shawn Mendes?

Sorrio ao pensar nisso e olho nos seus olhos.

- Eu confio em você. Eu confio minha vida a você. Eu te amo. – digo sem pensar.

Ele sorri e apóia sua testa na minha.

- Eu também te amo. – diz com os olhos fechados.

Sou eu quem ataca sua boca. Ele passa a língua pela minha boca, enquanto aperta e massageia meus seios.

Ele se posiciona entre minhas pernas olhando para baixo.

Faço o mesmo.

Hmmm, eu sabia.

O pequeno Shawn não é tão pequeno assim.

O fandom acertou.

Ele me olha, pedindo permissão.

Pendo a cabeça para trás e fecho os olhos e murmuro um “sim”.

Ele beija minha garganta e eu me arrepio por inteira.

Ele põe só a ponta e eu expiro com força.

Ele entra lentamente até que empurro meu quadril para frente e ele entra de uma vez.

Dou um gritinho e ergo a cabeça com os olhos arregalados.

Ele está rindo.

Ele começa a se movimentar devagar, me beijando.

Gemo baixinho contra sua boca.

Ele começa a dar estocadas fortes e eu fixo minhas unhas na sua pele com a cabeça caída para trás com os olhos fechados sem conseguir abri-los.

Porque isso é tão bom?

- Ah....hmmm.... – gemo no seu ouvido.

Seus gemidos roucos me enlouquecem mais ainda.

Ele começa a ir mais rápido.

Meus gemidos ficam mais altos, e como não quero incomodar ninguém, coloco a mão na boca e mordo.

- Oh my god! – exclamo de repente, arranhando mais suas costas.

Quando estou chegando lá, começo a me contorcer.

Ele parece perceber, por que para.

Franzo a testa.

- Goza comigo. – sussurra no meu pescoço com a voz grossa.

Suspiro toda arrepiada.

Ele começa e se movimentar de novo, só que mais devagar.

Ele começa a arfar contra minha clavícula e sei que ele está chegando lá como eu, que já começo a me contorcer novamente.

Quando ele goza, solta um rosnado e aperta minha bunda.

Sinto seu líquido me preencher.

Gozo logo depois dele, tendo espasmos, tremendo e gemendo alto.

Tento fechar as pernas mas ele não deixa.

Ainda se movimentando lentamente dentro de mim, me beija carinhosamente.

Nos encaramos e ele coloca uma mecha do meu cabelo atrás da minha orelha.

Ele sai de dentro de mim e cai ao meu lado.

- Isso foi... – começa.

- Insano. – digo sorrindo e olho para ele.

Seu peito sobe e desce lentamente e seu peito brilha de suor.

Ele sorri e me puxa pra o seu peito.

Apoio a cabeça em cima do seu coração, que bate fortemente, e passo o braço pela sua cintura.

Ele passa a mão pelo meu cabelo e sinto meus olhos pesarem.

Me sento e pego o lençol e cubro nossos corpos.

Me apoio nos cotovelos, de bruços e o olho.

Ele passa o braço por baixo da cabeça e faz o mesmo.

- O que foi que nós fizemos? – digo sorrindo.

Ele sorri e me puxa para junto de si de novo.

Enquanto ele alisa meu cabelo meus olhos começam a se fechar.

- Eu te amo. – sussurro contra sua barriga.

Ele diz algo mas não ouço.

E apago.


Notas Finais


comentem muito aqui o que acharam kkk
descupe a demora pra postar
xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...