1. Spirit Fanfics >
  2. True Love >
  3. A Gravidez

História True Love - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


boa tarde meu povo, tudo bom?

hoje não vão ter enrolações, lhes entrego o segundo capítulo de True Love, " a gravidez", até mais e boa leitura! :)

Capítulo 2 - A Gravidez


Fanfic / Fanfiction True Love - Capítulo 2 - A Gravidez

Londres - Reino Unido 

Lauren Jauregui Style
 

Batuco os dedos impacientemente no balcão e olho para todos os lados à procura da recepcionista. Eu preciso de notícias antes que enlouqueça.

 

-Oi, voltei.- ela diz de forma sorridente enquanto tira um papel do seu jaleco.- Você é a amiga da Ally, certo? Acabei de voltar do quarto e ela já está consciente. 

-E eu posso ver ela?- ela digita algo no computador e vejo Dinah parando ao meu lado com um copo de água.

-Eu não sei qual o real quadro da moça, mas o médico que está cuidando dela pode te informar melhor.- ela diz e aponta para um homem baixinho perto do corredor.- Preciso que assine esses papéis, por favor.

 

Deixo Dinah cuidando da papelada e caminho até o senhor, que sorri de forma amigável. Ele pede para que eu explique exatamente como as coisas aconteceram e meu corpo gela, minhas mãos indo automaticamente até o bolso da jaqueta onde guardei seu teste de grávidez.

 

Flashback on

-Eu não tenho muita coisa, não conheço ninguém em Londres e realmente não posso perder esse emprego, entende agora? Ninguém pode saber dessa gravidez.

 

Ela me olha apreensiva, como se eu pudesse lhe fazer algum mal. 

 

-Eu não vou contar nada Ally.- ela assente.- Essa é uma decisão sua e eu não posso interferir, mas uma hora eles vão descobrir, você sabe.

 

Ela apenas assente e passa a mão pela testa. Noto que tem uma quantidade de suor acumulada ali e que ela está se apoiando muito sobre a pia.

 

-Você está se sentindo bem? Quer que eu pegue uma água?

-N-não, eu só preciso me sentar um pouco.- seguro em seu braço quando vejo sua perna vacilar.- Minha cabeça está doendo muito.- ela sussurra.

 

Tudo acontece de forma rápida, quando dou por mim estou sentada no chão do banheiro com Dinah desmaiada em meus braços. 

Passo a mão em sua testa e sinto a mesma muito gelada, me assustando um pouco. Ergo o braço e tateio a pia de mármore em busca do teste de gravidez, o colocando no bolso do roupão antes de começar a gritar por ajuda.

 

Flashback off

 

-Ela desmaiou no banheiro do trabalho.- digo escondendo os fatos.- Quando eu entrei lá ela já estava passando mal, em menos de cinco minutos ela já estava desmaiada.

 

Digo tudo olhando para meus tênis enquanto caminhamos até o quarto. Mamãe costuma dizer que eu tenho essa mania desde criança, por isso ela sempre sabe quando estou mentindo.

 

-Entendo.- ele diz de forma calma, como se analisasse a maneira de falar.- Antes de entrarmos, gostaria de falar para a senhorita que a gravidez da Ally já foi, digamos que, diagnosticada.

 

Ergo a cabeça no mesmo minuto e ele me analisa. Sem esperar por uma resposta minha, ele apenas abre a porta e eu entro.

Caminho até a cama onde Ally está e aperto sua mão, lhe lançando um sorriso amigável que é correspondido por ela. Ela ainda estava pálida e havia uma agulha em seu braço, provavelmente soro.

 

-Eu entendo você ter atendido aos pedidos da sua amiga para não contar a ninguém sobre essa gravidez.- ele diz olhando diretamente para mim.- Pode apostar que isso é mais comum do que você pensa. Mas o seu caso é um pouco mais complicado Ally.

 

Nós nos olhamos brevemente e sinto seu aperto em minha mão aumentar. Ally abre a boca repetidas vezes, como se tentasse formular uma frase.

 

-Complicado como?- pergunto ao ver que ela não conseguia falar nada.

-Sua amiga está com um princípio de anemia.- ele se aproxima da cama e olha de forma compreensiva para a morena ao meu lado.-  Você já está entrando no segundo mês de gestação e precisa começar a se cuidar se quiser ter esse filho.
 

[...]

 

-Zayn, ainda estou no hospital, pode passar para nos dar uma carona? Xoxo Lua

 

Guardo o celular no bolso após enviar a mensagem e procuro Dinah com os olhos, constatando que ela ainda estava com Ally assinando um monte de papéis. 

Suspiro e ligo para Rick, avisando que estava tudo bem e que já estávamos voltando para a agência. 
 

-Já estou indo. Xoxo Zaz
 

Me levanto e me aproximo do balcão onde as duas estavam, sorrindo para a recepcionista. Lhes aviso que Zayn está vindo e nós vamos até o lado de fora esperá-lo, aproveitando para contar toda a situação para Dinah.

 

Ouvir Ally contando sua história faz meu corpo se arrepiar, é difícil pensar que alguém tão jovem já passou por tanta coisa. Eu e Dinah a abraçamos de lado quando a mesma começou a chorar, lágrimas grossas e pesadas, com direito a soluços e tudo mais.

 

É como se ela estivesse se libertando do seu passado.

 

Nos afastamos no susto ao ouvir um som de buzina, me fazendo erguer o olhar e encontrar o tão conhecido Audi preto parado na nossa frente.

A forma desajeitada em que Zayn saiu correndo do carro me fez gargalhar, me arrependendo quando Dinah me olhou de cara feia. 

 

-Você está bem?- ele pergunta nervoso, me erguendo pelos braços e conferindo se eu estava inteira, me abraçando apertado em seguida.- O que aconteceu?

-Amor, eu estou bem, calma.- me afasto e lhe dou um beijo.- Essa é a Ally.- aponto para a morena encolhida no banco e ela sorri.

 

Zayn, ainda um pouco contrariado, cumprimentou a mesma assim como fez com Dinah. Enlacei o braço em seu pescoço e sussurrei em seu ouvido que logo lhe explicaria tudo. 

Com ele já mais calmo, entramos no carro e fomos até a agência. O caminho foi feito todo em silêncio, já que nem eu e nem as meninas conseguíamos falar nada após nossa conversa. 

 

Ally Brooke

 

Minhas mãos soam à medida que o elevador vai subindo. Lauren e Dinah me olham com solidariedade e Zayn tenta me distrair puxando um assunto qualquer. 

Porém, quando o elevador parou no oitavo andar, nada mais podia me acalmar ao que eu vejo Matthew Roussel, diretor geral de todas as agências da DyDream, nos esperando junto com Richard e Marta em meio a uma conversa sobre a nova coleção.

 

-Respire Ally, você não pode conversar se desmaiar de novo.- Dinah sussurra em meu ouvido e aperta meu ombro, me passando certa confiança.

 

Respiro fundo e saio do elevador ao ver que era a única que ainda estava dentro dele. Sorrio para Matthew quando seu olhar para sobre mim e caminho em sua direção com os outros três em meu encalço. 

 

-Vejamos se não são as minhas melhores modelos finalmente reunidas.- ele se aproxima e sorri.

 

Pelo canto do olho consigo ver Zayn revirando os olhos e abraçando a cintura de Lauren. Matthew também pareceu notar, já que estreitou os olhos de forma descontente para a cena.

 

-Olá Matt.- Dinah o cumprimenta, tentando amenizar o clima.- Achei que só voltasse após o desfile de NY.

-Pois é, vim resolver alguns imprevistos na cidade.- ele diz e pousa o olhar sobre mim.- Como está se sentindo Ally? Fiquei sabendo do seu pequeno incidente.

-Estou bem.- digo séria e de forma rápida, sem querer prolongar o assunto.

 

Matthew apenas confirma com a cabeça e volta a me analisar, como se tentasse ler minha mente para descobrir o que estava acontecendo. 

De forma rápida, seu olhar para em Zayn e Lauren e o sorriso que antes havia em seu rosto desapareceu ao ver os dois em meio a cochichos e risadas.

 

-Quero as três na minha sala, agora.- ele diz e sai pisando duro, deixando todos em surpresa pela mudança repentina de humor.
 

Olho para Dinah e Lauren, que assim como eu não entendem nada. Sem demora, começamos a seguir seus passos até o escritório, temendo o assunto que ele gostaria de tratar.

 

[...]

 

Matthew bebe um gole de seu whisky enquanto eu termino de contar toda minha triste e patética história para ele. O mesmo tinha um olhar indecifrável, que apenas me deixava mais e mais nervosa.

Eu sabia que ele não podia me mandar embora exatamente por conta da gestação, meu medo era outro, de ele me fazer voltar para a Califórnia.

 

-Grávida?- é a única coisa que sai de sua boca, minutos depois de nos deixar em um silêncio torturante.- Oh minha doce Ally, tão jovem..

-Pare de falar como se ela fosse morrer.- Dinah sussurrou ao meu lado, apertando minha mão.- É uma gravidez, não o fim do mundo.

 

Ela diz séria e em alto bom som dessa vez, fazendo Matthew arregalar os olhos. Ninguém tinha coragem de falar assim com ele.

 

-Sei disso Dinah Jane.- ele diz no mesmo tom.- Mas ela ainda é tão jovem e você sabe como as outras modelos reagem a esse tipo de coisa.
 

Sinto a mão de Dinah estremecer sobre a minha, mas logo a mesma volta ao normal.

 

-Ninguém tem que se meter nisso Matthew. E o seu trabalho como diretor é garantir que ninguém importune a vida de Ally durante essa gestação. 

 

Olho para Lauren tentando entender como a conversa chegou nesse clima pesado entre eles, porém a mesma só dá de ombros, como se já estivesse acostumada com as briguinhas dos dois.

 

-Bom, infelizmente não posso ir morar com ela no alojamento para evitar isso o tempo inteiro.- ele se joga para traz em sua cadeira de couro e aquele maldito sorriso volta para seus lábios.

-Não seja por isso.- Dinah está sorrindo também.- Ela vem morar comigo.

-Sem chance.- ele diz sério.- Ela vai morar no alojamento como todas as outras meninas.

-Ela é maior de idade e vacinada Matt, pode morar onde quiser.- ela diz com um risinho nos lábios.- Meu apartamento tem andado bem solitário depois que Marcela foi para Tóquio, uma companhia não seria nada mal.

 

Sem falar mais nada, ela apenas se levanta e puxa eu e Lauren para fora da sala consigo. Nos aproximamos de Rick e Zayn e comentamos brevemente o assunto com eles.

 

-Ele lidou com isso muito calmamente para o meu gosto.- Zayn resmungou e puxou Lauren para sentar em seu colo.

 

No entanto, no mesmo instante em que ele termina de falar, podemos ouvir o barulho de algo se quebrando dentro da sala do Roussel, fazendo com que todos nós nos afastássemos mais.

 

-O que você disse, amor?- Lauren pergunta com uma risada presa entre a voz, nos fazendo rir.

 

Ficamos mais alguns minutos ali conversando quando Lauren e Zayn se despedem, avisando ter um jantar em menos de duas horas para ir. 

Após eles saírem, Dinah e eu também vamos até seu carro. Tentei fazê-la pensar melhor sobre a ideia de me levar para morar consigo, porém ela não me deu a mínima bola.


 

E internamente eu agradeci por isso.

 


Notas Finais


Certo, me digam, oq acharam da posição da Dinah na conversa com o Matthew? E sobre a decisão, um tanto rápida, de levar Ally para morar consigo?

Enfim, me digam caso queiram, por hoje é isso. Beijos e até semana que vem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...