1. Spirit Fanfics >
  2. True Love >
  3. Fear of losing it

História True Love - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Heyy, mais um cap pra vocês! 💜 Desculpa pelos erros e boa leitura :))

Capítulo 3 - Fear of losing it


Fanfic / Fanfiction True Love - Capítulo 3 - Fear of losing it

Robin estava saindo de uma sorveteira onde Roland insistiu para ele comprar um sorvete afirmando que a "tia Regina" uma vez já ofereceu pra ele e ele adorou a sobremesa, algo que deixou Marian completamente irritada, quando ele saiu do local onde tinha comprado os sorvestes se deparou com a cena de Regina salvando Roland de um atropelamento, ela estava no chão, desmaiada. Robin não êxito e correu para ela, colocando sua cabeça em seu colo e ele sussurrava em seu ouvido. 

– Regina, por favor, acorde...Fale comigo! Não me deixe, eu preciso de você. – Ele implorava pra que o respondesse, mas ela ainda continuava desacordada. 

A ambulância chegou e Robin a acompanhou para o hospital ele não a deixaria por um minuto sequer o mesmo estava desesperado, andando de um lado para o outro, ele poderia afundar o chão naquele momento, esperava por uma notícia de Regina, não sabia definir o que estava sentindo, talvez medo fosse a palavra certa, estava morrendo de medo de perder o seu amor, quando  senta em uma cadeira o Doutor Whale aparece com as notícias que tanto esperava. 

– Olá Robin, Regina está bem! Sofreu alguns ferimentos leves e arranhões, mas vai se recuperar logo. – Dizia o médico observando o alívio nos olhos azuis do homem.

– Eu posso vê-la ? Por favor. – Ele pedia, por mais que soubesse agora que Regina estava bem ele precisava ver com os seus próprios olhos, só assim poderia ter um pouco paz. 

– É claro, eu te levo até ela. – O médico disse o guiando até o quarto, dava para perceber pela sua voz o quanto estava preocupada com a prefeita.

Quando chegou ficou perto de onde Regina estava deitada, ele pegou em sua mão apertando e disse : 

– Vai ficar tudo bem, meu amor! Eu prometo. – Ele dizia tentando conforta lá ou confortar a ele mesmo. 

– Robin?.. – Ela o chamou. 

Acordou e chamou por ele, estava assustada e com dor não lembrava de muita coisa que tinha acontecido apenas que tentou salvar Roland de um acidente, e afinal onde é que o garotinho estava. 

– Robin, cadê o Roland ? – Ela disse preocupada com a criança.

– Ele está bem, meu amor. Graças a você. – Disse dando um sorriso torto.

Ela estremeceu ao ouvir ele a chamar  de amor, foi a primeira vez que ele a chamou assim. 

– Eu preciso ver o Henry. – Ela tentava mudar de assunto, aquilo realmente desconcertou ela. 

– Claro, ele já deve estar chegando. – Robin percebeu o seu incomodo com o fato de ele ter a chamado de amor, de seu amor. 

Depois disso um silêncio insudersedor instalou naquele quarto, era horrível, ele já não estava mais segurando a mão dela, o silêncio foi interrompido com batidas na porta, era Henry que logo entrou e foi abraçando a mãe desesperadamente.

 – Opa, calma meu amor! Eu não vou morrer. – Ela disse brincando do desespero do seu bebê. Sim, ela ainda o chamava de bebê mesmo o menino tendo 15 anos. – E esse seu abraço delicioso, esta me apertando muito. – Dizia fazendo uma careta pela dor mas continuava sorrindo. 

– Desculpa mamãe, eu fiquei com tanto medo de te perder. – Seus olhos começavam a encher de lágrimas. 

– Regina, eu vou deixar você a sós. Eu não tenho como te agradecer pelo que fez pelo Roland, arriscando a sua vida pela dele, obrigado, de todo o meu coração. – Ela assentiu com a cabeça e depois ele saiu. – Se cuida. – Foi a última coisa que ele disse ao sair. 

Henry percebendo o clíma e vendo sua mãe segurar as lágrimas no olhos, logo mudou de assunto e perguntou a ela a dúvida que estava o perturbado.  

– Mãe, por que não usou magia para salvar o Roland ? Poderia ter evitado tudo isso. – Ele não estava a culpando, longe disso, só estava intrigado com essa pergunta. 

– Ah, querido. Eu não sei, eu fiquei em estado de choque quando vi o que podia ocorrer com Roland então apenas quis proteger, esse tempo que passei com ele me apaguei muito, ele é um garotinho incrível e não pensei nas consequências e nem em outras coisas que eu poderia fazer, só tentei ajudar. – Ela tentava se explicar, nem a mesma sabia o porque não teria usando magia. 

– Entendi, mas que não aconteça novamente viu? Vai da muito trabalho cuidar de você! – Dizia Henry ironicamente em uma risada tentando fazer Regina rir.

 – Bom, a senhora vai receber alta amanhã e eu vou estar aqui do seu ladinho. – Ele se arrumou ao lado dela se deitando na cama de hospital. Era incrível como os dois se davam bem, ela e ele realmente foram feitos para serem mãe e filho, entre eles não existiam segredos, um cuidava do outro com o maior amor que poderiam oferecer.

       Passaram se semanas e Robin e Regina ainda não tinham se encontrado, ela sabia fugir muito bem dele quando o procurava por ela.

Estava na prefeitura trabalhando quando decidiu mandar uma mensagem para o seu filho. 

"Baby, acho melhor dormir na Emma hoje chegarei tarde em casa e não quero que fique sozinho! Beijos, mom!"

E era isso que ela tinha feito ultimamente, tinha trabalhado horas e horas por dias tentando evitar pensar em Robin, evitar pensar em seus toques e o quanto o queria por perto mas era impossível. Uma hora ela iria conseguir, não poderia passar o resto de sua vida sofrendo por ele, ou talvez poderia, essas hipóteses estavam de lado quando tentava se concentrar em seu trabalho, ela estava se concentrando em um contrato quando escutuo alguém bater na sua porta e trancá la. 

– Nós precisamos conversar e dessa vez você não vai fugir de mim! – Robin dizia com tom autoritário. 

Ele estava cansado de todas as vezes que via procurar Regina e ela inventava uma desculpa não deixando o entrar ou simplesmente ignorava fazendo o ir embora bufando, mas ela também sofria com isso, estava fazendo isso para o bem dos dois, não queria alimentar algo que só iria ferir ambos no final, só que essa vez seria diferente, Robin diria tudo que estava sentindo Regina querendo ou não ouvir, ele tinha se separado de Marian e era tudo que ele queria contar a ela, queria que ela soubesse que os seus sentimentos eram mais do que reais, eram verdadeiros, queria poder senti lá. Mas não seria tão fácil assim como ele imaginava. 

– Como ousa entrar em meu escritório e trancar a porta Locksley? Da onde tirou essa audácia. – Ela queria ser grossa e fria não queria demonstrar todos os sentimentos que sentia por ele, mas ele ali era tudo que ela mais queria. 

– Regina, eu quero você! Eu preciso de você, todos os dias da minha vida, quando você sofreu aquele acidente eu tive medo, medo de te perder e não poder dizer o quanto eu te amo, o quanto eu te quero! – Agora os dois estavam perto um do outro e Robin estava tentando precionar Regina na parede enquanto ela o impede. 

– E você quer o que Robin? Você quer que eu seja a sua amante? Você é casado, por favor! Isso é uma tortura, não pode vir aqui dizer isso pra mim sendo que não tem chances de ficarmos juntos. – Ela cuspia as palavras e tentava o afastar cada vez mais.

– Não, eu não sou casado, não mais! Eu deixei Marian por você, eu não conseguia olhar para ela porque estava pensando em você, não conseguia toca-la porque quem eu quero está aqui na minha frente...Eu fiz a minha escolha Regina, eu escolhi você. – Ele a pressionou de novo na parede fazendo seus corpos ficarem próximos e a beijou, com todo amor que existia dentro de seu ser, eles estavam esperando por isso a muito tempo, estavam morrendo de saudades um do outro. 

Ela devolveu o beijo na mesma intensidade e entre abriu os lábios para dar passagem a sua língua, tudo que ela mais desejava era se entregar a ele novamente. 

– Você é tudo para mim, eu não consigo mais viver sem você! – E agora os seus corpos roçava um no outro e ela gemeu entre os beijos. 

– Com você eu me sinto a melhor pessoa do mundo, como se eu fosse útil para o resto do mundo. Sem você eu não presto para nada. Nem parar mim mesma! Eu te amo Robin Hood. – Ela voltou a beija lo, só que agora havia outra coisa além de amor nesse beijo, havia desejo.


Notas Finais


O que vocês acharam ?? Finalmente um cap grande kkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...