História True Love Or True Disaster ? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Visualizações 745
Palavras 1.427
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Então, esse capítulo explica bem esse triângulo amoroso 😍😍😍 vocês vão entender o que se passa na cabeça da Belle e no seu coraçãozinho também ❤ Boa leitura ❤

Capítulo 1 - Tente resistir e falhe miseravelmente


Fanfic / Fanfiction True Love Or True Disaster ? - Capítulo 1 - Tente resistir e falhe miseravelmente

                     Pov Belle

Não acredito que tô na escola em uma quinta... Tenho trezentos e dezesseis anos, realmente não entendo porque estou aqui se já estudei esse merda bilhões de vezes. Sou despertada de minhas lembranças por uma professora velha estalando os dedos em minha frente. 

-    Tudo bem por aqui Srtª Belle? -  É impressão minha ou ela está olhando para os meus peitos ?! 

 -    Sim, porque não estaria? -  Odeio essa mulher. Sonho com o dia que drenarei todo seu sangue.

-    A Srtª ficou me  encarando de um jeito tão estranho depois que cortei meu dedo -  Essa mulher exala sexo, eu poderia fode - la ? Sim, eu poderia mas, não seria sensato da minha parte. 

-    Como sabe que estava lhe encarando, se meu olhar estava em outro lugar ? -  Não se enganem, isso deixou Cruella mais excitada ainda e não só ela como duas lobas extremamente sexuais. 

-    Você poderia ser assim na nossa cama ....  Tenho certeza  que nunca fez um Ménage à Trois tão gostoso -  Ruby sussurrou somente para eu ouvir - Ela sabe o que sou, por isso fica fazendo essas coisas.

-   Qualquer um tem um pau maior que o seu, Lucas - Tenho certeza que ouvi a risada misteriosa de Zelena. 

-    Ela está certa, Rubs. Pode me chamar de qualquer um, Srtª. French - Zelena ? Convencida, atraente, misteriosa... O que intriga nela é que qualquer roupa que use não marca seu membro, nem parece que possui um. Realmente ... adoraria saber o tamanho, mesmo sem admitir. 

-    Poderia dar uma passada na minha casa - Cruella sussurrou e aproveitou para morder o lóbulo da minha orelha - Oferta tentadora, eu diria. 

-    Pude ouvir os rosnados das Mills e suas garras arranhando a mesa das mesmas. Ruby se levantou junto de Zelena, a mesma veio até a minha carteira, deixou um lápis cair e me olhou por uns instantes.

-    Apreciaria sua  presença  em minha casa hoje às dez em ponto. Sem atrasos. Espero lhe ver lá, Srtª. French -  Gostaria de dizer que seria a ativa mas tenho certeza que ele pretende me deixar sem andar... O grande problema ? Estou lidando com um sádica. 

-    Cruella não tirou os olho de mim até o sinal bater e todos irem embora. Fiquei sozinha com ela. Motivo? Preciso urgentemente de sangue. 

-    Não grite -  Até que seu sangue não é ruim, que ironia pensei que seria amargo mas é bem doce. Justo hoje que queria um amargo. -  Tudo o que aconteceu aqui não passa de um sonho ouviu bem ? Você dormiu durante boa parte da aula. Cruella assentiu com a cabeça. 

-    Boa menina -  Limpei minha boca com um lenço que se encontrava em meu bolso e sai de sala. Fui em direção à enfermaria. Subi as escadas, parando bruscamente ao ver as Mills conversando.  Esses sorrisos...

-    Inferno da porra  -  Elas me olharam e vierm até mim - Tentei abrir a porta, mas a mesma trancou do nada. -  Porra ... Okay, é agora que eu me fodo.

-    Está fugindo de nós ? -  Não sei nem o que falar, que situação fodida puta merda. 

-    Que medo de vocês! Abre logo essa porta, Lucas! 

-    Por que tem tanta certeza de que fui eu? 

-    Porque é você que faz merdas desse tipo! Agora abre logo, essa porra! - Nomsou de falar tanto palavreado mas ela me irrita em um nível... Fora do normal! 

-    Mais cedo ou mais tarde, o lobo sempre encontra sua presa - Se Ruby me morder, eu juro que arranco o pau dela.

-    Não sou sua presa Ruby ! E nem a sua Zelena! Essa obsessão de vocês já está ficando ridícula! Se aproximar tanto de mim, só vai fazer vocês ficarem sem seus membros 

-    Sim, você é. Uma que nós definitivamente adoramos caçar -  Acho que não fui clara o suficiente. 

-    Dá pra abrir a porta?  - Ruby riu e colocou uma mecha do meu cabelo que insistia em cair, atrás da minha orelha.

-    Hum... Até dá mas...  Com uma condiçãozinha, uma pequenininha 

-    Se for tão pequena quanto seu pau, eu aceito -  Eu não resisti, sei que é grande porque ela faz questão de ir pra qualquer lugar com seu pênis praticamente de fora. Já Zelena não se importa, ela sabe que o dela é grande, então não liga muito pra essas coisas. 

-    Eu quero um beijo, e ela também. Meu pai não é pequeno, Belle e você sabe bem! - Aquela dia de merda... 

                Flashback On

-    David! Anda logo! -  Entrei no vestiário masculino e ouvi o barulho de um chuveiro. Presumi ser David e entrei dentro da cabine. 

-    Que isso, porra ? Ah, é só você Belle -  Não acredito que entrei na mesma cabine que esse embuste. 

-    Já estou saindo, não se preocupe - Antes que pudesse literalmente sair correndo dali. Ruby me agarrou e me puxou para o chuveiro. - SUA LOUCA! ME SOLTA! 

-    Calma, eu só vou fazer uma coisa -. Senti seu membro roçar em mim e minhas calças serem abaixadas bruscamentes. - Posso ? Eu não quero fazer nada que não queira - Sua boca beijou minha nuca sem pressa alguma.

-    P ... Pode - Senti seu membro me penetrar aos poucos. Sim, eu estava deixando Ruby Lucas me foder por trás. E não, eu não me orgulho disso. A sensação de sentir seus dedos metendo com força dentro de mim enquanto seu membro me fode com força foi o que nos fez chegar ao ápice em poucos minutos. 

-    O que somos ? -  Isso era tudo o que eu não queria que ela perguntasse. Saímos da cabine completamente encharcadas. Ruby pôs uma toalha em sua cintura e me deu outra. 

-    Nada, esquece o que houve aqui -  Ruby riu ironicamente e me deu um beijo na bochecha. Acabou de se vestir e saiu andando mas não foi embora antes de dizer algo. 

-   Eu nunca vou esquecer que eu te fodi gostoso dentro daquela cabine, Belle. A partir de agora, você é minha e mesmo não querendo admitir gosta disso -  Ela foi embora e eu me encostei na parede. 

-    Eu gosto, Lucas... Mais do que você imagina. 

-    Sabe que tenho super audição, né ? 

 Merda ... esqueci desse pequeno detalhe ...

               Flashback Off

-    Vai se fuder, Ruby! Abre logo a porra da porta! -  Ruby abriu a mesma, graças a Zeus. 

-    Não pode fugir do que aconteceu, Belle e eu sei que gostou. Queremos ter algo sério com você, só falta aceitar -  Pela primeira vez, vi sinceridade em seu olhar. 

-    Aceite Srtª. French, não tem nada a perder com isso. Podemos ter algo eterno, se quiser -  Droga... Assim fica difícil não me apaixonar. 

-    Eu... Eu não posso -  Sai de perto delas e fui pra casa pelo caminho mais curto. 

      Casa dos Mills ( 22: 00 da noite )

A campainha da casa dos Mills toca. Surpresa, Belle desce as escadas correndo e atende. Seu rosto fica ruborizado ao ver Ruby e Zelena com bolsas de sangue e rosas vermelhas. Não que ela fosse demonstrar mas, ficou admirada com o ato das lobas. 

-   Vocês tem um minuto -  Belle fecha a porta e encara as duas lobos com um sorriso de lado em seu rosto. 

-    Você só precisa aceitar. Temos essa enorme conexão, Belle você é nosso parceira então por que não aceitar logo ? Só precisamos de um sim -  Suspirei e tombei minha cabeça pra trás. 

-    Foda - se por que não ? Eu aceito - Peguei o sangue e as rosas. Antes de entrar, beijei Ruby e depois Zelena e me despedi. 

-    Eu te amo... -  Elas disseram juntas.

-    Eu também amo vocês, agora vão embora  -  Ruby me puxou e tentou me convencer a termos nossa primeira vez como um casal e porque seria nossa noite de núpcias. É claro que que não aceitei. 

-    Vão logo! -  Ruby e Zelena me deram vários beijos antes de irem embora. Entrei em casa e me assustei ao encontrar Mérida parada com um sorriso perverso no rosto. 

-    Eu sabia! Não acredito que estão namorando! -  Mérida me encheu de perguntas. Falei que estava cansada e que contaria todos os detalhes pela manhã. Ela entendeu e me deu um beijo de boa noite. Fui para o meu quarto, me joguei na cama e apaguei imediatamente. 

Namorando com as Mills ... Quem diria ...

 








  


 

   


Notas Finais


Desculpa qualquer erro, até qualquer hora!
Bye ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...