1. Spirit Fanfics >
  2. Trust Me >
  3. Forty-Third - Josh is in hospital and... Looks be serious

História Trust Me - Capítulo 43


Escrita por:


Notas do Autor


LEIAM TUDO COM MUITA ATENÇÃO, POR FAVOR🙏

OBRIGADA, por estarem acompanhando a fic, comemtando nos capítulos, amo vocês demais 💜💜💜

Perdão pelos erros.

Capítulo 43 - Forty-Third - Josh is in hospital and... Looks be serious


Fanfic / Fanfiction Trust Me - Capítulo 43 - Forty-Third - Josh is in hospital and... Looks be serious


P.O.V Sina 

[ ... ] De que porra você tá falando? - Figo com o coração acelerado 

Dytto: - Foi ont-tem... El-le entrou no meu apartamento tot-talmente bêbado... - Gagueja enquanto nego com a cabeça, completamente desacreditada. 

Sina: - Isso é mentira... ISSO É MENTIRA! FALA A VERDADE, FILHA DO CAPETA! - Me altero demais e ela só consegue chorar, o quê me deixa com mais raiva ainda. 

Dytto: - É verdade... Eu tenho provas de que isso aconteceu. - Fala com a respiração desregulada 

Sina: - Ah é? Que provas você tem, sua... Sua... - Me interrompe 

Dytto: - Meu apartamento... Está tudo um vãos lá dentro, a porta do banheiro está totalmente quebrada porque eu tentei me esconder lá e, seu irmão esmurrou a porta até que eu à abrisse por completo. - Diz tudo isso com desespero na voz 

Sina: - Você espera que eu acredite nisso? - Falo tentando não me estressa e já com lágrimas nos olhos. - O meu irmão JAMAIS encostaria em uma mulher sem o concientemento dela. - Defendo Josh 

Dytto: - Você está diz-zendo que e-eu... - À interrompo já sabendo o quê ia dizer. 

Sina: - Tô. Tô dizendo exatamente isso. - Assinto com raiva - Você está inventando tudo isso, porque tem raiva do meu irmão até hoje. Deixa eu te explicar uma coisa, menina demoníaca... - Novamente, sou interrompida pela chorona mentirosa. 

Dytto: - Eu fiz um vídeo, Sina. - Diz limpando as lágrimas do rosto e eu congelo - Eu contei TUDO o quê aconteceu no video. Sabe o quê eu vou fazer? Processar o Joshua pelo quê ele fez comigo. - Me revolto e à empurro, fazendo a mesma chocar as costas na parede. - Parece que é de fam-milia, né? Um estuprador e uma agressora. - Assim que ela diz isso de mim e do Josh, eu vou pra cima dela, mas a porta do banheiro se abre na mesma hora e Noah aparece. Ele arregala os olhos quando me vê puxando os cabelos da Dytto e bem na hora, entra no meio de nós duas, separando a briga. 

Noah: - EI, EI, EI - Me afasta dela e fica entre nós duas - O QUÊ É ISSO, GENTE? 

Sina: - PERGUNTA PRA ESSA DIABA AÍ - Aponto para Dytto que chorava descontroladamente. 

Dytto: - Eu... Só disse a v-verdade... - Gagueja 

Sina: - VOCÊ NÃO SABE NEM O SIGNIFICADO DESSA PALAVRA, FALSA DO CARALHO. 

Noah: - SINA! PARA COM ISSO. O que deu em você? - Diz me olhando e segundo meu braço direito. 

Sina: - Você não sabe o tanto de coisa que essa palhaça estava falando do meu irmão - Me defendo 

Dytto: - É VERDADE - Quando ela grita achando que está certa, eu tento partir pra cima dela, mas Noah me abraça por trás e me impede de o fazer. 

Sina: - Me larga, Noah! - Falo tentando me soltar, mas ele não deixa 

Noah: - De jeito nenhum. - Nega - Vamos embora, vem. - Me puxa para perto da porta. 

Sina: - Não se atreva à postar o vídeo, sua corna! - Ela me olha com cara de choro e fica em silêncio. 

Noah me puxa para o lado de fora e me tira de dentro do banheiro. Eu tentava me acalmar, mas aquela garota me tirou completamente do sério quando disse aquelas baixarias sobre meu irmão que não mata nem mosca.

Sina: - BICHA FALSA, DESGRAÇA, FILHA DA PU... - Noah me interrompe antes que eu terminasse e segura meu rosto com as duas mãos 

Noah: - Ei, se acalma, ok? Não vai adiantar ficar desse jeito. - Ele beija minha testa. Ele desce os beijos e tenta selar nossos lábios, enquanto suas mãos apertavam minha cintura com força. 

Sina: - Sai, Noah. - Me afasto dele - Não tá vendo que não tem clima nenhum? - Olho para o estadunidense que me encara na dúvida - Por quê tinha que chegar justo naquela hora? Eu ia dar uma boa surra nela. 

Noah: - E ficar encrencada depois, né? Eu fui lá, porque eu pensei que o plano, era a gente reproduzir no banheiro, lembra? - Reviro os olhos 

Sina: - Tá, já chega. Preciso contar isso pro Josh antes que ela poste o vídeo. 

Noah: - Que video? Do quê você está falando? O quê está acontecendo, Sina? - Pergunta sem entender nada. 

Sina: - A Dytto disse que o Josh estuprou ela. - Noah franzi a testa.  

Noah: - Quê? - Ele fala em tom incrédulo e completamente desacreditado 

Sina: - Pois é, eu tive a mesma reação... O quê eu tenho certeza, é que isso tudo não passa de uma mentira. O Josh jamais faria isso com mulher nenhuma e, nem com ninguém. 

Noah: - Eu sei, estou cem porcento do lado do meu melhor amigo, mas temos que fazer alguma coisa. 

Sina: - Esse é o óbvio, Noah. - Digo em tom de sarcasmo e meio grosso, mesmo que não fosse a intenção. 

Noah: - Previsa ser tão grossa, assim? - Fala em um tom meio chateado 

Sina: - Você só fala coisas que eu já sei que devemos fazer. Esperava o quê? - Ele revira os olhos 

Noah: - Quer parar de descontar tudo em mim? Não fui eu o culpado de tudo, quer descontar em alguém? Desconte na Dytto. 

Sina: - Eu tentei, mas você se intrometeu. - Ficamos em silêncio por um certo tempo e eu resolvo me desculpar, até porque, como ele mesmo diz, não foi culpa dele e, Noah não fez nada senão me ajudar à não ficar encrencada - Me desculpe se eu estou estressada, quero ajudar meu irmão. 

Noah: - Sabe que eu não considero nada que você diz quando está nervosa, não sabe? - Se aproxima de mim e eu solto um pequeno riso - Já apaguei tudo o quê você disse. - Me dá um leve e lento selinho. 

Sina: - Agora temos que voltar naquela sala, arrastar o Josh, Bailey e Joalin lá pro nosso apartamento e contar o quê houve. - Noah assente concordando e com as mãos grudadas, nós voltamos para o escritório onde acontecia a reunião. 

P.O.V Sofya 

As primeiras aulas antes do intervalo, passaram como um jato, nem percebi. Não sei se estou realmente muito avoada com essa coisa de ter "voltado" com o Lamar, ou se estou muito preocupada com essa história do Josh e da Any. Os dois eram tão perfeitos, por quê? Tudo bem, eu não acho justo o quê meu irmão fez. Atitude de mentir pra Any, Foi muito desnecessária e idiota, mas poxa... Por quê ela não consegue entender ele? Falando na Any, na pirmiera aula, eu e a Dih tivemos matemática com ela, mas adivinha quem foi ignorada? Isso mesmo, eu e a Diarra. Não entendo o porquê de ela estar nos ignorando, só o quê eu sei, é que aquele sorriso que antes existia no rosto da nossa brasileira, não está mais vivo. Seu rosto está inchado, olhos vermelhos, creio que seja por tanto chorar, o cabelo está preso em um coque desajeitado, ela está vestindo um moletom cinza, com uma legging preta e botinha da mesma cor. Resumindo, não está arrumada como sempre, entende? Parece que ela literalmente acordou e veio. Não estou julgando o modo como ela está vestida, estou apenas dizendo que é estranho o fato de uma Any da vida, que AMA se arrumar e estar sempre maquiada para fotos, estar tão apagada, só isso.

Eu, Dih e Sabí, estamos andando até o refeitório, depois que fugimos da aula de inglês 4 minutos antes de bater o sinal, mas fazer o quê?! É a fome, né? Mas à uns 2 minutos mais ou menos, deu a hora e todos já estão pelos corredores, no refeitório, jardim enfim, fazendo qualquer coisa da vida.  

Assim que entramos no refeitório e pegamos nossa bandeja de comida, fomos até a mesma de sempre e encontramos Shiv com nossa Hininha, ambas trocavam carícias enquanto comiam seus respectivos lanches. Nos sentamos à frente delas e começamos à comer. 

Shivani: - Oi - Diz sorrindo e todas sorrimos 

Diarra: - Oiê - Reponde 

Hina: - Alguém viu a Larina e a Yoon? - Pergunta e eu olho para Sabina, que começa à responder a japonesa. 

Sabina: - A Any fez essa última aula com nós três - Aponta para mim e Diarra - Mas nem olhou na nossa cara e, a Yoon não teve nenhuma aula comigo. 

Shivani: - Na primeira aula, eu me sentei com a Heyoon. - Diz e logo depois, toma mais um gole de seu suco. 

Sofya: - Só o quê eu sei, é que a Any está muito estranha. Não sei se é porque ela descobriu toda a verdade... 

Diarra: - Verdade? - Diz franzindo a testa 

Sofya: - Sobre o Zach, na verdade ser o Josh, ou o Josh na verdade, ser o Zach, sei lá, não importa mais. - Quando menos esperávamos, vimos Heyoon com sua bandeja nas mãos, se sentar ao lado de Shivani. 

Heyoon: - Ela descobriu? - Fala curiosa 

Hina: - Estava ouvindo esse tempo todo? - Pergunta 

Heyoon: - Ouvi só o finalzinho e, pela cara de vocês, sim, ela descobriu. - Come uma maçã

Shivani: - Ela deve estar arrasada com isso... 

Sabina: - Tadinha da minha Larina... - Fala desanimada 

Diarra: - Será que é por que ela não quis conversa? Por estar chateada com o Josh? 

Sofya: - Não sei, eu tenho uma impressão de que não é só por isso. - Acrescento. Até que de repente, Any com uma bandeja nas mãos, passa direto pela nossa mesa e nem nos cumprimenta. 

Heyoon: - Ei, Any! - Chama a brasileira, que para de costas para nós e logo depois, se vira. - Onde você vai? - Pergunta olhando para a morena. Any vem até nós, mas não se senta. 

Any: - Eu vou pra algum lugar onde, não existam pessoas mentirosas como vocês. - Franzimos a testa 

Hina: - Any, do quê você... - É interrompida 

Any: - Vocês sabem do quê eu tô falando. Como puderam compactuar com a mentira do Joshua? - Fala com um tom de raiva e com os olhos inchados. 

Sabina: - Larina... - Novamente, Any interrompe uma de nós

Any: - Larina? - Fala incrédula - Vocês todos são um bando de mentirosos! Tanto vocês, quanto meus irmãos, o Noah, Krystian... Não valem nada... - Uma lágrima rola por seu rosto. 

Diarra: - Não fala isso, sabe que somos amigas pra sempre, Any. 

Any: - Amigos de verdade, não mentem uns para os outros. 

Shivani: - A gente só... Só queríamos ajudar. - Tenta amenizar a situação

Any: - Ajudar? Vocês mentiram pra mim, Shivani! MENTIRAM, mesmo sabendo que eu odeio mentira. Como vocês puderam... - Diz desacreditada e incrédula - Sabe o quê é pior? Saber que vocês e meus irmãos, só mentiram pra mim, porque o incrível Josh Beauchamp é o ídolo de vocês.

Sofya: - Nada disso, meu irmão... - Me interompe 

Any: - Eu disse especificamente pra você, Sofya? Eu disse no geral, se ele não é seu ídolo parabéns, passou no teste do bom gosto. - Bate palmas sarcásticas. - Até você, Heyoon... - Diz olhando para a mesma, que deixa lágrimas cobrirem seus olhos - Pensava que nós fôssemos melhores amigas... Mas pelo visto... Me enganei... Assim como enganei com os meus irmãos e com um riquinho IDIOTA. - Fala com raiva e sai correndo para fora do refeitório. 

Heyoon: - ANY! - Tenta ir atrás dela, mas eu seguro seu braço. 

Sofya: - Deixa ela, Yoon... Precisa ficar um tempo sozinha. - Digo enquanto seguro seu braço 

Heyoon: - Mas eu preciso... - Hina à interrompe 

Hina: - A Sofah tem razão. A Any está muito nervosa, precisa de um tempo só pra ela. 

Sabina: - Sim... Senta aí, vai. - Fala e assim a coreana o faz. 

P.O.V Any 

Essa briga com as meninas, me deixou mais desconcertada só quê já estou. Estou muito mal com tudo isso, mas ninguém parece entender meu lado. Parece que a única pessoa que realmente está comigo agora, é o Cameron e, mesmo assim... Estamos sempre muito distantes um do outro, não temos como nos ver o tempo inteiro. Saber que as pessoas que eu confiava tanto, me traíram dessa maneira, só me traz tristeza, mágoa e despedaça meu coração.

Sem rumo, eu corro pela rua, tentando me afastar ao máximo da escola... Preciso de um lugar vazio, para que eu possa ficar sozinha e pensar melhor no que têm acontecido e como me influencia de jeito sentimental. 

Finalmente, eu encontro um lugar, onde havia uma grande árvore, grama e em frente, havia uma pequena sorveteria, que poucos da cidade conhecem. Cansada de tanto correr, eu me sento com as costas escoradas no trinco da grande árvore, dobro meus joelhos e abraço os mesmos, abaixando a cabeça e conseguindo chorar em paz. 

Ali, só me vinham flashbacks de memórias incríveis pra mim, mas que me machucam só de lembrar. 

Flashback on 
 
Ficamos conversando por altas horas, acho que até umas 2 horas da manhã mais ou menos. Aos poucos, o sono foi chegando de ambas as partes e nós decidimos dormir.

Any: - Bom, eu vou voltar lá pra cima - Zach me segura e me deita la de novo

Zach: - Fica... Por favor... - Diz acariciando meu rosto e eu sorrio sem mostrar os dentes. Deito a cabeça em seu peito e ele passa o braço direto por trás das minhas costas me trazendo mais pra perto. Nos cobrimos e antes de dormir, escuto o mesmo cantarolar

Any: - Que música é essa? - Pergunto ainda com a cabeça em seu peito

Zach: - Bellyache, da Billie Eilish, conhece? - Fala com uma voz de sono e eu assinto.

Any: - Canta pra mim... - Falo com voz de sono - Gostei de te ouvir cantarolar - Posso sentir o mesmo soltar um pequeno riso e começar à cantar baixinho.

Zach:


Maybe it's in the gutter where I left my lover
What an expensive fate
My V is for Vendetta
Thought that I'd feel better
But now I got a bellyache..." 

"Heyy, princesa. –Diz a voz animada de sempre – Quero saber se já está pronta. Sei que ainda está cedo, mas assim... Eu gosto muito da sua companhia e estou louco para te mostrar o quê eu preparei especialmente pra você. – Sorrio fraco olhando para o meu reflexo - Provavelmente, deve estar no banho, já que não atendeu a ligação, mas... Quando ouvir isso... Quero que saiba que estou tão ansioso, que já até me arrumei – Ele solta sua risada, a risada mais gostosa que já ouvi e isso me faz soltar um pequeno riso. – Então... eu só queria saber se você estava pronta e, se você gosta de azul, esse é sim um pequeno spoiler do seu presente – Meus dedos da mão direita, que seguram a lâmina, começam à fraquejar – Eu tenho diversas novidades de pra você e, sendo bem modesto, tenho absoluta certeza de que vai gostar de todas as surpresas que eu preparei – Um sorriso enorme forma em meu rosto – Eu disse que daria um jeito no Lamar e no Bailey, né? Armei pra eles ficarem bem ocupados com a incrível Sofya e a incrível Joalin. Enfim.... Até mais tarde, princesa, PS: finge que eu te dei um beijo na bochecha e um abraço bem forte. Tchau, Any. – O recado acaba. Solto a lâmina." 

"Zach: - Feliz aniversário, Any! - Sussurra e larga o celular em qualquer canto. Sorrio abertamente e uma das mãos do loiro, começam à acariciar o meu cabelo. De repente, a última coisa que sinto, são seus lábios incrivelmente macios serem colados nos meus. Uma corrente elétrica passa por todo o meu corpo, me deixando completamente arrepiada. Coloco a mão direita apoiada em seu ombro, enquanto continuavamos com as bocas seladas. Devagar, Zach pede passagem com a língua e eu cedo sem pensar duas vezes. Minha língua explorava cada canto de sua boca, da mesma forma que a sua se mexia em perfeita sincronia. O sentimento que corria em mim, era felicidade, satisfação, estava deliciada com aquele beijo, queria mais, mais contato... A maldita falta de ar atrapalha nós dois, fazendo com quê nos afastassemos um do outro. Zach Sorri aparentando estar feliz e eu faço o mesmo. Seus olhos continuam vidrados em meus lábios, da mesma forma que não conseguia desviar meu olhar de sua boca perfeitamente desenhada. O loiro olha para o telão e fala... - Nos beijamos ao mesmo tempo que eles! - Faz uma observação e eu olho para a mesma direção que ele - Talvez sejamos agora, a dama e o vagabundo - Entusiasmada com tudo que está acontecendo, eu não consigo me aguentar e com as duas mãos, eu puxo Zach pela nuca e selo nossos lábios. Ele fica meio surpreso no início e sorri um pouco durante o beijo. Sua mão esquerda se estabelece em cima do meu joelho, acariciando o local e a outra segura meu rosto. Eu estou maravilhada, ele está sendo INCRÍVEL comigo, nunca agiram assim... Os sentimentos que Zach fez fluir durante o beijo, não eram os menso que eu tinha quando beijava outros garotos, eram coisas que só ele sabia despertar em mim, ao mesmo tempo que sentia confortável e feliz com o beijo, sentia desejo por mais contato, sentia vontade de nunca mais parar isso.

Após o beijo, nós nos entreolhamos e Sorrimos um para o outro. Zach me abraça e eu faço o correspondo carinhosamente.

Any: - Eu tô feliz, muito feliz! - Ele acaricia meu rosto

Zach: - Seu beijo é maravilhoso, dama. - Fala olhando para a minha boca

Any: - Seu beijo é de outro mundo, vagabundo - Rimos"


Flashback off 

Uma das memórias que eu sinto mesmo que eu senti na hora, foi o dia em que... 

Flashback on 

"Pego o cobertor que é como um xodó da Yoon e me abaixo para pegar outro. De repente, sinto um mão na minha coxa direita que me deixa completamente arrepiada. Conforme eu ia subindo de volta, sentia uma respiração abafada próximo ao meu ouvido e só por isso, eu já sabia quem era.

Zach: - Quer ajuda, minha dama? - Sussurra no meu ouvido e morde minha orelha. Quando isso ocorre, uma onda de eletricidade percorre por todo o meu corpo, o quê acaba me fazendo arfar. Uma de suas mãos aperta minha cintura com força e a outra continuar acabariciando minha coxa. - Eu posso ajudar... - Sou pega de surpresa, quando Zach deixa dos molhados beijos em meu pescoço, me fazendo tombar a cabeça e arfar abafado.

Impaciente, eu me viro de frente pra ele e selo nossos lábios, surpreendendo o mesmo. Iniciamos um beijo quente, que explorava muito um do outro e que não deixava de expor os sentimentos que haviam dentro de nós [ ... ] 

Mordo sua orelha e sussurro: "Me mostre o quê sabe, vagabundo", ele sorri malicioso e me pega no colo, colocando minhas pernas em cada lado de seu corpo. Ficamos um tempo nos beijando assim de pé, mas depois, ele se deita na cama comigo em cima. Na troca de provocações, eu acabo rebolando em cima de seu membro, o quê faz Zach gemer baixo e morder meu lábios inferior. Sorrio ao ver o efeito que causei no loiro e continuo rebolando, de frente pra trás, se um lado para o outro, onde ele mais gemesse, era onde eu estaria. [ ... ] 

Assim que sua boca entra em contato com a minha intimidade, eu sinto uma enorme sensação de satisfação, que faz meu corpo se contorcer e Zach sorrir. Ele começa apenas fazendo movimentos circulares devagar, que vão se intensificando e me fazendo gemer seu nome. Agarro os lençóis com força quando introduz sua língua na minha intimidade e se move lá dentro. Esse homem faz maravilhas com a boca. À cada chupada que ele dava, meu corpo se contorcia pedido pra mais, eu apertava as cobertas tentando amenizar o prazer que estava sentindo com seus movimentos, mas só conseguia gemer mais e mais. [ ... ] 

Meu corpo fraquejou, minhas pernas também, foram os sinais de que eu tinha gozado. Sorrindo malicioso e me vendo ofegante, ele sela nossos lábios em mais um beijo, só que dessa vez era mais calmo. De repente, ouvimos a voz de Krystian vindo lá de baixo: "GENTE, A PIPOCA TÁ PRONTA!", eu reviro os olhos e Zach faz o mesmo, saído de cima de mim e pegando sua camiseta para vesti-la novamente. Quando eu pego minha calcinha, vejo o baita volume dentro da sua calça, ele me vê encarando seu membro coberto e duro e ri.

Zach: - A culpa é sua - Sorrio tímida e vestido, ele se aproxima de mim - Quer ajuda pra colocar a roupa?

Any: - Faria isso por mim? - Digo entrando no joguinho e ele pega minha calcinha das minhas mãos. Devagar e deslizando as mãos pelas minhas pernas, ele coloca minha calcinha em mim e logo depois, faz o mesmo com o short. - Eu posso resolver isso... Se quiser... - Digo me referindo ao volume em sua calça.

Zach: - Temos que descer, deixa que eu cuido disso, tá? - Assinto e ele beija minha bochecha aproximando a boca do meu ouvido - Seu gosto é muito bom, dama! - Diz malicioso e eu sinto minha intimidade latejar de novo. - Vem - Segura minha mão me levando em direção à porta, mas eu me mantenho parada

Any: - Então... Está tudo bem entre a gente? - Pergunto fazendo ele sorri de lado e o mesmo me dá um selinho demorado.

Zach: - Respondi? - Sorrimos - Agora temos que descer e, eu tenho que resolver isso aqui - Aponta para sua calça e eu solto um pequeno riso
"

Flashback off 

Lembrar de tudo aquilo, só me faz sentir um forte incômodo entre as pernas, mas que não se intensifica quando me lembro que foi tudo mentira. Apesar de estar com o coração quebrado, eu sinto que um dia... Josh vai ser responsável por juntá-lo novamente. 

Sou tirada de meus devaneios, quando meu celular toca. Minha tia Laura me ligando? Alguém morreu. 

Ligação on 
  
Eu: - Oiii, tudo bem? - Tento parecer menos chateada 

Tia Laura: - Oi, eu estou ótima, você é que parece estar mal. - Arqueio as sobrancelhas

Eu: - Como você sabe disso? 

Tia Laura: - Te conheço, bebezinha. - Sorrio - Se quiser, pode dividir.

Eu: - Tia Laura... O quê você faria se... O primeiro cara por quem você se apaixonasse, mentisse pra você. 

Tia Laura: - Uma mentira muito ruim? Que tipo de mentira? 

Eu: - Tipo... Se ele mentisse sobre a identidade dele. 

Tia Laura: - Ah... Isso é bem diferente, né? - Engulo o choro tentando não pensar em ontem. - Bom, Any... Primeiro, eu conversaria com ele pra saber porquê ele mentiu, ninguém inventa uma mentira sem ter motivo. Escutar a pessoa, é sempre o melhor caminho, bebezinha. - Sorrio fraco - Mas a verdade, Any... É que... Todos cometem erros e merecem um voto de confiança. - Mordo os lábios pensativa - Sabe o quê eu costumo fazer pra relaxar? 

Eu: - O quê? 

Tia Lauren: - Eu ligo o gravador do celular, desabafo tudo o quê tenho pra desabafar e no final disso, já estou melhor. Faça isso e pode ter certeza, vai fazer você melhorar pelo menos um pouquinho, o quê já é alguma coisa. 

Eu: - Tá bom, eu vou tentar, obrigada, tia Laura - Agradeço sorrindo - Quer falar sobre alguma coisa em específico?

Tia Laura: - Só pra saber se vocês estão bem, mas agora que eu já te ajudei, tenho voltar ao trabalho. Beijo, te amo

Eu: - Te amo, tchau. 

Ligação off 

Ok, eu preciso tentar isso de desabafar, já que não tenho ninguém pra fazer isso, vai ser bom pra mim... Eu espero. 

Ligo o gravador de voz do meu celular, respiro fundo e começo. 

Gravador on 

"B-Bom... Égh... Eu me sint... - Paro de falar, quando escuros duas vozes femininas. Uma das vozes, parece ser muito conhecida pra mim, como se eu já a tivesse escutado algumas vezes na vida, mas não era de alguma amiga minha; já a outra voz, não consigo identificar muito bem, pra falar a verdade, nem sei quem é. Colocando um pouco a cabeça para o lado, vejo que é... Camila Cabello? O quê ela faz aqui? E... Quem é essa de costas pra mim? 

Xxxxxx: - Já postei o vídeo na internet, agora é só esperar os fãs do Joshua começarem à comentar. 

Camila: - Eu não tenho certeza se quero continuar com isso... - Fala com os ombros encolhidos 

Xxxxxx: - Qual é, você odeia ele tanto quanto eu. Depois que aquele idiota insensível terminou comigo, só me veio ódio. 

Camila: - Mas... Talvez... Essa não seja a melhor maneira de... - A garota que eu não conheço, interrompe Camila. 

Xxxxxx: - Você quer tê-lo nas suas mãos, ou não? - A morena pensa um pouco - Pensa só... Você dando o apoio que ele precisa nesse momento difícil, depois viagens, beijos... Noites de amor... - Franzi a testa e uma raiva surgiu dentro de mim. Que porra, eu continuo tendo ciúmes desse cara idiota. - Vai desistir mesmo, Camilinha? 

Camila: - Eu... Não. - Fala confiante - O Josh vai ser meu. - Escuto cada detalhe com muito cuidado, se for realmente o Josh que eu sou pensando, essa garota desconhecida, tem ouro ódio dele, mas... Quem é ela? 

Xxxxxx: - Agora vamos, antes que alguém nos veja aqui. 

Camila: - O anel, cadê? - Pergunta 

Xxxxxx: - Relaxa, está em um lugar seguro, agora vamos logo. - Puxa o bravo de Camila e as duas andam para longe. 

Caraca, o quê foi isso que eu acabei de presenciar? Por quê essa garota tem gando ódio do Josh? Que vídeo é esse que ela postou? Por quê a Camila age com incerteza sobre algo que quer, ou não fazer? Estão tramando algo... E eu vou descobrir o quê é. 

Sabem o quê eu acabei de perceber? 

Em momento nenhum, eu desliguei o gravador

P.O.V Josh 

Joalin, Noah, Bailey e Sina, estão muito estranhos. Eles me arrancaram daquele escritório, com tanta pressa, que eu pensava que correríamos em uma maratona. Nenhum deles me disse exatamente o quê está acontecendo, nenhum deles quer me dizer o quê está acontecendo e, sempre que eu pergunto, dizem que só dirão quando chegarmos no apartamento. 

Assim que entramos na residência, Joalin tranca a porta da sala de estar e todos vêm até mim, que estou em pé no meio da sala. 

Joalin: - Josh, a gente precisa te contar uma coisa muito importante. - Fala e ela parece bem estressada 

Bailey: - Mas antes de te dizer, precisamos que prometa manter a calma e não surtar. 

Josh: - Sabiam que estão me deixando ainda mais nervoso com esse papo todo? Digam de uma vez. - Falo ansioso, mas não de um jeito bom. 

Sina: - Josh, a Dytto apareceu lá na empresa... - É interrompida, quando meu celular dispara descontroladamente no toque de mensagens. Tiro o eletrônico do bolso de trás da calça jeans e bem na hora que eu ia olhar, Noah o tira da minha mão. 

Josh: - Ei - Falo em tom de reprovação, mas ele ignora e eles todos olham para a tela do celular. - Ei, eu quero ver. - Falo, mas nem me respondem e nem fazem o quê eu pedi. Conforme o vídeo rolava, as expressões deles só pioravam e aí é que eu ficava ainda mais nervoso e com medo do quê estava por vir. Eles deixaram o vídeo mudo e colocaram legenda, apenas para que eu não ouvisse do que se tratava aquilo. - Gente, é sério, ou vocês me mostram, ou eu... - Noah me interrompe

Noah: - Filha da puta. - Xinga com uma expressão nervosa 

Josh: - O quê foi? Alguém me explica? Eu não tô entend... - Bailey me interrompe vindo para o meu lado com o celular na mão e voltando todo o vídeo. 

Bailey: - Assiste. - Fala e dá play, me entregando o eletrônico e voltando para a minha frente, onde estavam os outros que me olhavam. 

Video on 

"Olá - Dytto? Por quê ela está vestida como alguém que acabou de sair do Alaska e com cara de enterro? - Eu... Queria começar esse vídeo, dizendo que... Isso aqui... Serve mais pra me consolar e pra desabafar, porque... Tem sido realmente muito difícil levar isso sozinha. - Ela suspira - Tudo começou ontem. Eu estava no meu apartamento, jogando videogame e comendo alguma salgadinhos. A portaria do meu prédio, é completamente descuidada. O porteiro NUCA está lá, então qualquer um entra e sai a hora que quer. - Isso é verdade, quando ainda namorávamos, eu nem pedia pra subir. Eu já vi esse porteiro dançando Shakira dentro da portaria... Não tem visão pior. - De repente, quando eu terminei de jogar um dos jogos... A campainha do meu apartamento tocou e... Eu fui atender. - Quando olho para as pessoas na minha frente, todos me encaram roendo as unhas, mexendo no cabelo pelo estresse... Que isso, gente? - Assim que eu abri a porta... Um homem entrou e... Abusou de mim sexualmente e muito brutalmente - Ela chora e eu arqueio as sobrancelhas. - Foi o p-pior dias de todos pra mim... Eu me sent-ti um lixo. Mas graças à Deus, eu tenho minha família, que me ajudou nesse momento difícil. Eu tentei me esconder no banheiro, mas ele quebrou a porta, rasgou minhas roupas e... - Na hora, me vem memórias do estado de seu apartamento ontem e começo à ficar mais nervoso ainda - O nome da pessoa que fez isso... É... Josh Beauchamp. - O QUÊ? - Tchau, gente... Obrigada, por me ouvirem. - O vídeo acaba com ela chorando." 

Vídeo off 

Quando eu ouvi meu nome sair da sua boca, foi como se ali, naquele momento, eu já estivesse morto e minha alma tivesse saído do meu corpo. Meu corpo está tremendo, meus olhos cheios de lágrimas... Eu morri... Eu morri... Como? Eu... Eu fiz isso? Não... Não EU NUNCA... Olho para Sina, Noah, Joalin e Bailey e percebo o modo como me encaravam. Eles todos me olhavam sem desviar o olhar e, eu já não estava mais aguentando aquilo. Pra mim, todos aqueles pares de olhos, são como olhares de julgamento, que me condenam aos piores pensamentos de mim mesmo. Por dentro, meu coração está disparado, meu cérebro pensa em mil coisas, músculos perdem as forças e aos poucos, minhas respiração fica desregulada, como se eu estivesse tendo uma crise de asma, ou doença respiratória. Ouvir aquelas palavras do vídeo, foi o suficiente, para que uma grande massa sobrisse meus pulmões, me fazendo ter uma falta de ar. 

Josh: - E-Eu... P-Para... N-Não m-me olha... - Gaguejo com os olhos arregalados e lágrimas rolando por todo o rosto. - PARA DE ME OLHAR! - Grito e assusto todos. 

Joalin: - Josh, se acalma, nós estamos aqui por você e sempre estaremos. - Fala tentando me acalmar

Josh: - VOCÊS... 

Noah: - Irmão... Por favor, fica calmo. - Tenta me acalmar

Josh: - SAIAM, AGORA. POR FAVOR, EU NÃO QUERO MACHUCAR NENHUM DE VOCÊS. - Falo com o tom de voz totalmente em falta de sintonia com minha respiração. 

Bailey: - Josh... - Tenta vir até mim, mas eu viro de costas pra ele. 

Por minutos, eu pareço estar surdo, eu pareço estar mudo, cego, não posso me mexer... Sinto que tudo parou de funcionar, sinto que não há um jeito de mudar isso, não posso me levantar... 

Narradora 

Poucos juntos depois dos dois casais saírem do apartamento, Josh se descontrola totalmente, tomado por sua extrema raiva e indignação. Ele começa passando as mãos pelo seu cabelo de forma bruta e depois arranha os braços. Com lágrimas rolando por seu rosto, ele grita várias vezes, chamando si mesmo de idiota, enquanto pega o abajur da sala de estar e joga o objeto no chão, o deixando em pedaços. Tudo o quê tinha pelas frente, foi derrubado com um só movimento do rapaz, que gritava e chorava de tanta raiva que existia dentro de si. Lembranças paieavam sobre sua cabeça, de todas coisas que Dytto falou e tudo o quê ele já passou com Any. Na sua mente, só vinham as palavras "Josh Beauchamp", "Abusou de mim sexualmente", o choro aumenta, a raiva aumenta e então se lembra... "Eu prometo que não vou machucá-la", foi a promessa que fez para Bailey relacionado à Any. Se xingando com raiva, ele vai até a cozinha, abre os armários e preta todos os pratos, copos, colheres, TUDO. Seu corpo fervia de raiva, sua mente chorava tentando amenizar a raiva e seu corpo obedecia aos comandos da mais temida fúria que existia dentro de Josh. A forte tristeza se misturava com a pura raiva e se tornavam uma só coisa, que podia ser ainda pior que as duas coisas separadas. O primeiro andar estava acabado, ele havia derrubado o sofá, jogado a televisão no chão sem pena e como última coisa, fazendo um certo esforço, ele pega a mesinha de centro e à arremessa em um quadro que estava seu rosto quando se formou no ensino médio. Em meio à tanta violência e agressões verbais consgio mesmo, as palmas das mãos de Josh estavam vermelhas e haviam alguns cortes pelos vidros que foram quebrados pelo rapaz. Seus braços e pernas estão tremendo, seus lábios batem um no outro por conta da tremedeira, mas isso não o impede de continuar a auto tortura. Tudo estava destruído, mas quando viu uma parede branca sem nenhum errinho, aproveitou sua raiva e acabou comentando uma tremenda besteira. Josh fecha o punho difeito e acerta a parede com força, fazendo seus dedos estralarem. No décimo soco, a parede estava em situação deplorável, havia sangue do rapaz espalhado por ela. Mesmo com a impressão de sua mão estar quebrada, isso não fez com que Josh parasse a intensa sessão de seguidos socos, o quê fez sua mão ficar roxa por estar com ossos quebrados e rachados, vermelha por fora e fraca aos poucos. Foram ao todo vinte ou vinte e um socos, então já estava tudo em situação deplorável. As lágrimas insistiam em sair de seu rosto, sua mão direita sangrava muito, mas nada doía mais do que o coração de Josh. De pé ao lado da parede que acabara de abrir um buraco não muito fundo, ele sente suas pernas começarem à fraquejar, sua vista começa à ficar embaçada e a última coisa que o rapaz vê embassadamente, são quatro de seus amigos entrando às pressas no apartamento... Ele desmaia. 

( ... ) 

P.O.V Lamar 

Cheguei em casa completamente exausto do trabalho, não tô nem conseguindo ficar em pé direito, ficar sentado naquela cadeira, depois ficar sentado no banco do carro e dirigir até em casa, cansa demais, a bunda fica quadrada e parece estar dormente essa porra. Isso porque eu ainda estou jovem, imagina quando eu tiver tipo uns 30 anos? Misericórdia, só faltam 5 cinco anos... Jesus, me ajuda. 

Cansado, eu me jogo no sofá da sala de estar e ligo a televisão para assistir qualquer coisa. Estranho, esse horário já era pra Any está em casa... Cadê ela? O Bailey eu sei que está com a Joalin, não larga do pé dela. Enfim, estou aqui zapeando canal na tv, até que, em um dos jornais, eu vejo uma foto do Josh e uma da ex dele, o quê é isso? 

"Então, vamos explicar o quê aconteceu mais ou menos aqui. Esse cantor extremamente famoso, namorou com essa moça, mas terminaram há uns meses atrás. - Isso eu já sei - Tudo parecia muito bem, até que hoje, esta mesma moça, postou um vídeo na internet, dizendo que sofreu um abuso sexual dentro de sua própria casa e o ator deste crime, seria: Josh Beauchamp - QUÊ?" 

Com os olhos arregalados e sem acreditar nisso, eu acabo escutando um choro bem atrás de mim e quando viro o roto pra trás, vejo Any. Ela está observando a tv com lágrimas no rosto. 

Lamar: - Any, Tenho certeza que isso é só uma mentira. - Sem dizer nada, ela apenas abaixa a cabeça e corre para seu quarto. 

Me levanto para ir atrás dela, mas meu celular começa à tocar. Pego o mesmo, olho para a tela e vejo que é o Bailey. 

 Ligação on 


Eu: - Oi

Bailey: - Vem pro hospital que fica no endereço que eu te amndei por whatsapp o mais rápido que você puder 

Eu: - Por quê? 

Bailey: - O Josh está internado e, parece ser sério. - Meu coração erra nas batidas e rapidamente, eu desligo. 

Ligação off 

Lamar: - ANY, TEMOS QUE SAIR E, TEM QUE SER RÁPIDO
 
 


Notas Finais


MAIS UM PUTA CAPÍTULO (Gostei desse, em modéstia parte, né?)
@Horse_House

Perguntas

Any- para de fazer isso, você não entendeu o lado dele, você está magoando você mesma e que você ama, se afastando de quem você ama, o Josh, os seus irmãos e seus amigos. Já pensou em reunir todos para falarem ?
2- e sério pensa só, que tal escutar eles ?

Any: - Eu faria isso, talvez... Mas agora não dá, tenho que descobrir quem era aquela garota com a Camila Cabello, falando que tinha ódio do Josh.

Dytto- por que tu tem raiva do Josh ? Eu to boiando aqui socorro !!!

Dytto: - Ele terminou comigo dizendo que éramos um casal muito ioiô e, isso acabou me dando esperanças de uma possível volta, mas esse idiota estava lá se agarrando com a Camila, também tenho raiva dela. Se ela acha que vai ficar com o Josh depois dessa confusão toda, tenho dó dela.

Krys como você se sente por ter sido tão idiota ?

Krystian: - Eu não me lembrava do trauma da Heyoon, ok?

Josh- Jura que tu não percebeu que era a Camilla que te levou ?

Josh: - Não foi a Camila... Eu não lembro de nada pra falar a verdade.

Lamar- como você está ? Como se sente ?

Lamar: - Mal, muito mal. Eu sei que a Any está chateada, mas com essas atitudes, ela só afasta quem realmente a ama.

Dytto- por que ? Sério ! O que é isso ? Por que tu mentiu ?

Dytto: - Quem disse que é mentira?

Autora- quero sua opinião, eu devia ser psicóloga? Tipo eu to pensando aqui....

Autora: - Pensei que já fosse

Mas agora sério, e a Dona Maria e a sua filha Savannah ?

Autora: - Calminhaaaa, elas vão aparecer, ok? Só não posso dar certeza se será nessa tem... Chega.

Rapidinho, se o Josh for preso, como a Camilla vai ter ele ? Acho que se ele for preso ela vai se arrepender e vai contar toda verdade

Autora: - Talvez ele não seja preso, será? Não sei.
@Now_United_123

 Josh :

1°SE AFASTA DA CAMILAA BLZ?ELA É UMA COBRA !

Josh: - Eu não quero nem pensar nisso agora, eu tô todo fudido em uma cama de hospital.

2°Ñ ACREDITE NA DYTTO QUANDO ELA FALA Q VC ESTUPROU ELA

Josh: - Eu... Foda se, não sei.

Pra Any:

ANJAAAA,ELE TE AMA E SS ,É RECÍPROCO!PELO AMOR DO SANTO DEUSSSS!!!

Any: - Eu não digo mais nada

Pra Dytto:

EU SÓ TE DIGO UMA COISA:VAI PRA PONTE Q PARTIU(MINHA PROFESSORA FALA ISSO KAKAKA)!!!

Dytto: - Ha Ha Ha, vocês são muito cachorrinhos do Joshua.


Gente, tem tanta coisa pra acontecer ainda, vocês não perdem por esperar, de verdade. Beijos, até o próximo 💜💜😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...