História Truth Or Dare - Park Jimin - Capítulo 6


Escrita por: e xtaekim

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Namjoon (RM), Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys (BTS), Jennie, Jimin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Namjoon, Rose, Taehyung
Visualizações 20
Palavras 1.565
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Taehyung


S/n


Fiquei tanto tempo conversando com o Jimin que nem percebi que Soffy e Jungkook tinham ido embora.


- Nossa olha a hora, já tenho que ir se não Seokjin me mata. - Me levanto e pego minha bolsa.

- Eu também tenho que ir. A gente se vê depois? - Se levanta também.

- Talvez, não gosto de andar com pessoas chatas sabe. - Digo tirando sarro da cara dele.

- Eu que sou o chato? Ata você que é chata por ser muito fresca. - Diz convencido.

- Á tchau. - Vou indo no rumo da porta pra ir embora mas ele segura meu braço.

- Nossa não vai me dar nem um abraço? Legal viu.

- Ai, ai nem somos amigos pra ter essa intimidade de abraço.

- Podemos começar uma amizade mesmo você sendo chata sabe.

- Tchau Park Jimin. - Viro as costas indo no rumo da porta pra ir embora.

Saio daquela sorveteria com um sorriso de orelha a orelha, depois dessa tarde que passei com o Jimin. Além de bonito, esse garoto e bastante legal até, mesmo sendo babaca às vezes. Chego em casa, abro a porta e a fecho com muito cuidado.

- Onde você estava? E por que demorou tanto? - Me viro e vejo Jinsentado no sofá.

- J-Jin.- Ri de nervoso. - Você por aqui que conhecidência não? - Sorri amarelo.

- Isso talvez por que a gente more juntos? Mas não tente mudar de assunto, onde você estava.

- Aish eu já tinha falado que eu iria na sorveteria, mas ai eu demorei porque...por que eu pedi muito sorvete, isso pedi muito sorvete.

- Já te falaram que você mente muito mal?


- Poxa eu já sou grande e semana que vem vou completar 18 anos, e não, eu não estava fazendo coisas erradas ok? Eu só estava tomando sorvete com um colega meu. - Cruzo o abraço.

- Tá eu sei que você estava na sorveteria, mas não avisou que iria demorar, eu me preocupo com você tá, e mesmo fazendo 18 anos vou te tratar como uma criança de 5 anos.

- Tudo bem, desculpa prometo que não vou mais chegar tarde.

- Promete de dedinho? - Ergue o dedo mindinho. - Sorri com a forma infantil do mesmo.

- Prometo. - Ergo o meu dedo e assim entrelaçando com o dele. - As vezes a criança aqui é você não eu. - Rio e corro pro quarto ouvindo-o resmungando.

Assim que abro a porta vejo Tae deitado na minha cama mechendo no computador.

- Você Não tem seu próprio quarto não?

- Sim claro, mas eu não tava conseguindo achar meu computador então vim no seu. - Da de ombros.

- Também naquela zona não se consegue nem achar a porta do seu banheiro. - Vou no guarda-roupa e pego meu pijama. - E não coloque vírus no meu computador. - Falo e entro no banheiro.

Depois de terminar meu banho coloco meu pijama lá mesmo, lógico que na frente do Tae não vai ser, saio do banheiro e não encontro Tae então suponho que foi ao seu quarto ou pra sala. Desço as escadas e me deparo com Jin esparramado no sofá.

- O que tá assistindo? - Me sento em outro sofá.

- O de sempre. - Reviro os olhos

- Bem que a gente podia assisti um filminho né? - O olho com um olhar pidão. - Ele me olha.

- Sabe que essa sua cara não me faz sentir dó mais né? E não, não vamos assistir pois está na hora de ver como ficou o bolo. - Volta a encarar a TV.

Levanto resmungando e vou para o jardim vê se encontro alguma pra fazer. E como imaginado não tem bosta nenhuma pra fazer. Deitei em um colchão de solteiro inflável na grama perto da piscina e fiquei observando o céu estrelado que estava nesta noite.


Fico olhando e pensando sobre a tarde que passei com Jimin. Ele quando está com os amigos na escola é tão idiota e babaca, e quando está sem eles é até normal, tirando as piadas sem graça que ele faz e as perguntas idiotas. Pensei tanto que acabei adormecendo ali mesmo


[(...)]


Acordo com Tae me chamando de longe e quando vou ver eu estava em cima do colchão só que dentro da piscina. Olho pro Tae com uma cara de pura raiva.

- QUE PORRA TAEHYUNG, TU ME PAGA CARALHO. - Tento chegar perto da borda nadando com o pé, só que falho e caio dentro da piscina.

Cara, Taehyung me paga.

Saio da piscina com pura raiva, Taehyung ja tinha se mandado quando sai. Vou pra um banheiro perto dali e tomo um banho lá. Quando termino me enrolo em uma toalha e entro na casa. Como previsto Taehyung não estaria ali.

- Cadê Kim Taehyung? - Pergunto com uma voz de raiva para Jin que estava na sala mechendo no celular.

- Não, sei. Acho que ele subiu lá pra cima, mas porque você está toda molhada e enrolada nessa toalha? Você não estava com o pijama e seca quando foi lá pra fora? - Fala olhando pra mim.

- Eu estava deitada em um colchão inflável lá fora e dormi, quando eu acordo estava no meio da piscina, e talvez um ser chamado Kim Taehyung, só talvez, tenha me colocado lá, e agora eu estou proucurando aquela peste. - Respondo ele.

- É oque você pretende fazer S/n? - Pergunta pra mim.

- Nada ainda, ainda. Mas uma coisa eu tenho certeza, eu vou aprontar uma com ele, que ele vai se arrepender de ter feito isso, ah mais vai!

- Só não mata o garoto. - Volta sua atenção pro celular.

Subo pro meu quarto e me troco. Por enquanto eu não vou fazer nada com aquela criatura, mas quando ele menos esperar eu pego ele. Deito na minha cama e fico mechendo no celular até me dar sono. Quando sinto os meus olhos pesando, desligo o celular e me ajeito na cama e logo adormeço.


No outro dia não toco nem uma palavra com Tae, ainda estou muito brava com ele com o acontecido de ontem. Já o mesmo tenta trocar assunto comigo mas falha na mesma hora, pois só respondo com um "Aham" e nada mais.

Fomos pra escola ainda sem trocar um "A" sequer. Quando chegando lá, cada um foi pra sua sala.

- Oi Soffy. - Falo sentando no meu lugar.

- Oi. - Fala encarando seu celular.

- Oque você estava fazendo ontem com o Jungkook, por conhecidencia, naquela sorveteria que eu estava?

- Ah, sei lá. - Tira sua atenção do celular e olha pra mim. - A gente se encontrou por um acaso na rua e fomos tomar sorvete, que por sinal na mesma que você estava com o Jimin não é mesmo S/n? Oque vocês estavam fazendo juntos, sendo que vocês se odeiam?

- Quem faz as perguntas aqui sou eu criatura, ok? - Desvio meu olhar do dela. - Você voltou com o Jungkook? - Volto a olhar ela.

- Mais ou menos. Mas parece que ele terminou com a galinha da Lisa. Ele disse que a empresa do pai dele não tem mais negócios com a empresa do pai da Lisa, porque o pai dela roubou o pai dele.

- Nossa, o pai dela deve ser bem cretino não é mesmo? - Ri.

- Se ele é ou não, tô nem aí. Agora que eu tô me aproximando do amor da minha vida do passado e da atual, eu tô, pode ter certeza disso! - Rimos. - Mas agora, me responde a minha pergunta o caralho. Oque tu tava fazendo com o Jimin?


- Tá, tá, eu falo. - Levanto a mão como forma de rendimento. - Não é oque você está pensando ok. Bom eu estava lá pra tomar um sorvete sozinha mesmo, porque não queria chamar ninguém, até porque era bem rápido oque eu iria comer, só que chega o Jimin lá e depois de eu ter falado que até lá ele me perseguia, ele acabou sentando comigo. Passamos a tarde inteira conversando que até perdi a hora. - Soffy me encarava como se estivesse surpresa.

- Nossa, tá tão íntima assim com o Jimin?

- Idiota, a gente só tava conversando nada demais ok. - Falei.

- Então ok. No futuro quero ver se é só conversa. - Fala tirando sarro.

- Ok, dona idiota.



[(...)]



Depois de aulas, estamos finalmente no intervalo.

- Oque você acha de uma festa do pijama no meu aniversário? - Pergunto pra Soffy que estava na minha frente sentada na mesa.

- Ótima ideia. - Fala pegando seu celular no bolso. - Mas você vai fazer na sua casa? Junto com seus irmãos? Eles não iriam achar ruim? Principalmente Jin

- Sim, logicamente Jin não iria deixar, mas eu tenho um apartamento que minha mãe tinha deixado pra mim. Ela falou que quando eu completasse 18, e quisesse morar sozinha eu poderia, então eu vou fazer lá, já que eu vou morar nele. Meus irmãos ultimamente estão muito chatos.

- Mas já falou pra Jin sobre isso?

- Não, mas ele não vai poder me proibir, vou ser independente, e ele sabe do apartamento.


- Então tá.

Depois de um tempo, o sinal bate e voltamos pra sala.




Continua...





Notas Finais


Desculpem se tiver erros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...