História Truth or Dare? | Vkook/Taekook | - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Vkook Yaoi Bts
Visualizações 185
Palavras 3.250
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eai? Ainda lembram de mim? E desta fic, hm?

Okay, eu deixo vocês me darem um puxão de orelha nos comentários.

Bom, eu não vou enrolar aqui contando tudo o que aconteceu para eu me afastar assim, porque vai apenas ser uma enrolação.
Apenas digo que, eu me afastei por causa de todas essas situações que sofremos em nossas vidinhas complicadas, problemas pessoais e muita, muita coisa de escola!

Enfim, realmente não quero enrolar. Quero mostrar logo o capítulo que depois de ter escrito mais de 10 vezes (sem brincadeira), espero que ele pelo menos tenha ficado razoável, me digam depois no comentários, sim?

Ah, aliás, obrigada pelos quase 100 favs. Sei que a fic havia chegado ao 100, porém algumas pessoinhas aí devem ter desistido de mim, maaaas, obrigada pra vocês aí que eu sei que vão ler este capítulo com uma pequena empolgação. Amo vcx szsz

Bem! Sem mais delongas! Vamos para o capítulo!

Boa leitura <3



• olhem as notas finais ;)

Capítulo 2 - Sorriso



 Ilegal.

Simplesmente ilegal.

Era a única palavra que Taehyung conseguia pensar quando tinha a visão daquele sorriso.

E mais uma vez Taehyung se encontrava ali, sentando nos bancos mais altos da arquibancada da quadra, observando o moreno. Isso já havia virado um tipo de rotina, todas as quintas suas pernas o levavam para o mesmo lugar, lugar onde o moreno tinha seus treinos.

O jeito como Taehyung havia descoberto aquele lugar fora um tanto quanto aleatório.

Ele estava cansado de ficar sempre no mesmo lugar, ou seja, o pátio. Praticamente todos os estudantes ficavam lá e era cansativo todas aquelas conversas, todas aquelas vozes de adolescentes falando ao mesmo tempo. Assim, decidiu em uma plena quinta-feira procurar por outros lugares para ficar na escola, afinal, sua escola não era nem um pouco pequena e naquele dia teve total certeza que acharia um lugar mais calmo para ficar, se sentar e ler seus quadrinhos. Enfim, Taehyung acabou por achar a quadra onde os alunos que faziam parte da equipe de basquete e acabou ficando por ali, mesmo que no começo seu objetivo fosse apenas ler seus quadrinhos em paz, algum tempo depois ele descobriu que não era apenas esse o real motivo por ele sempre acabar ali no fim das aulas dos dias de quinta.

Perdido em seus pensamentos, Taehyung mal percebeu quando seu melhor amigo — O rosado que havia ignorado dês da noite de sexta-feira, por causa de certos acontecimentos — havia sentado ao seu lado e começado um diálogo.

— Então o que você disse era verdade — Jimin disse soltando um riso soprado.

Após essa fala, outros pensamentos invadiram a mente de Taehyung, mas especificamente as lembranças da noite de sexta. Sim, ele tinha muitos motivos para odiar aquele jogo idiota e agora, tinha mais um. Mais resumidamente sobre o que aconteceu foi que, todos seus Hyungs exageraram um pouco na bebida e ele infelizmente não ficou de fora, resultando em um jogo totalmente inconsciente que no final o levou a fazer confissões que não deveria como responder a pergunta que fora feita pelo seu melhor amigo sobre o que ele fazia depois das aulas de quinta, já que, ele sempre sumia de vista nesse específico dia da semana.

— É — Concordou quando saiu de sua total reflexão.

— Olha, você não precisa ficar assim, Tae — Jimin disse tentando se aproximar do mais novo.

— Desculpa, eu não queria que você soubesse sobre isso — Taehyung confessou. — É vergonhoso —

— Vergonhoso? Por que estar apaixonado seria vergonhoso? — Perguntou.

— Espera, o que?! — Taehyung riu em desespero. — Eu não estou apaixonado, não mesmo — Negou.

'Tsc — O mais velho fez um barulho estranho com a língua. — Você sabe que dois “nãos” numa frase, anulam o primeiro, sabe? —

Mas que merda, seu Hyung não era nada bobo e sua técnica de tentar disfarçar seus sentimentos não funcionava com ele.

— E-eu gosto de garotas — Taehyung tentou dizer firme, sem sucesso. — Ei! — O castanho exclamou vendo seu Hyung rindo loucamente ao seu lado.

— Você? — Perguntou ainda rindo. — Gostar de garotas?! Aí, Taehyung não me faça morrer desse jeito — O rosado disse sem conter as risadas, direcionando suas mãos a barriga.

Enquanto seu amigo soltava gargalhadas, o castanho apenas observava aquela cena toda sem ter nenhuma expressão em seu rosto.

Ele era tão óbvio assim?

Foi a primeira pergunta que Taehyung fez a si mesmo, enquanto via seu Hyung ficar vermelho de tanto rir.

— Ei! Pare de rir, aish — Taehyung disse com um tom de voz que demonstrava sua indignação.

— Ok, ok… uuh — O rosado disse abanando seu próprio rosto. — Me desculpe por isso — Jimin disse já em seu estado normal.

Taehyung apenas concordou com a cabeça e voltou a observar os alunos da equipe de basquete, notando que o treino deles já havia acabado.

— Hey! Guk-ssi! — Jimin gritou ao se levantar.

— Mas o que?! — Taehyung disse puxando o mais velho para se sentar novamente. — O que você acha que está fazendo, Hyung? — O mais novo perguntou levemente desesperado, enquanto segurava o braço de seu melhor amigo com uma certa força.

— Ora, não posso mais falar com um dos meus dongsaengs mais novos agora? — Jimin perguntou, enquanto encarava o mais novo com um sorriso ladino.

Dongsaeng mais novo? — Taehyung fez uma expressão de dúvida.

— Sim — O rosado concordou. — Taehyung você não lembra o que eu te contei sobre conhecer o Jeongguk faz anos? — Perguntou.

— E-eu... — O castanho ponderou por alguns segundos.

Lembrou-se de seu Hyung contanto sobre as histórias que havia passado com o outro dês da época em que eles eram crianças até atualmente. Taehyung havia se esquecido totalmente de que seu Hyung era uns dos melhores amigos do moreno.

Bem, antes mesmo de Taehyung poder responder seu Hyung, os mesmo foram interrompidos por uma terceira voz se fazendo presente em seus diálogos.

— Hyung? — Era ele.

Jimin logo se levantou para abraçar o dono da nova voz, deixando um Taehyung totalmente paralisado com um medo imenso de ter que trocar olhares ou falas com o dono daquela voz.

Por que ele tinha que ter um Hyung assim? Tão… sociável? Tudo bem que por um certo lado era bom, pois quem fez Taehyung conseguir a maior parte dos amigos que o mesmo tem hoje, foi justamente o rosado. Porém, Taehyung não tinha essa facilidade toda em conversar, criar diálogos e todo esse processo para que pessoas se conheçam e talvez virem amigas, não tinha nem um pouco.

Então, ele continuou ali, na mesma posição encarando a madeira clara dos bancos da arquibancada, pensando em milhões de possibilidades de fugir dali sem precisar trocar olhares e diálogos com o dono daquela voz.

E que voz, nossa… — Taehyung pensou.

Ela não era muito grossa, mas também nem muito fina. Mesmo que o dono de sua voz tivesse um corpo um pouco mais desenvolvido do que os outros jovens de sua idade, sua voz era diferente do esperado, porém, era bem bonita de se escutar.

— Ah ele? — Escutou a voz de seu Hyung. — Ele é o Taehyung. Ei Tae, comprimente o Guk! — Ao ouvir a seguinte frase proferida pelo seu melhor amigo, Taehyung o xingou mentalmente antes de poder pensar em fazer algum movimento.

— Taehyung… Eu já ouvi esse nome em algum lugar — O dono da nova voz disse enquanto ponderava encarando o castanho.

Enquanto isso Taehyung conseguiu com que suas pernas o sustentasem, mantendo-se de pé bem a frente do moreno.

— Kim Taehyung, certo? — O mais novo perguntou olhando para o castanho que até então não tirava os olhos de seus próprios pés.

— Ahn.. Sim — Taehyung respondeu tentando não demonstrar seu nervosismo.

— Você é o garoto da aula de música? — Mais uma pergunta.

— Sou, sim — Taehyung disse levantando o olhar vagarosamente, antes de conseguir coragem para perguntar. — Por que? — Perguntou e só então ele teve a visão daquele sorriso de perto.

Ele era ainda mais bonito visto de perto, oh meu Deus.

— Já te ouvi cantar, sua voz é realmente muito bonita — O moreno respondeu sorridente. — Você devia cantar nas apresentações do colégio, eu tenho certeza que todos iriam adorar você — E com mais essa fala, Taehyung teve a total certeza de que seu rosto estava corado, podia sentir suas bochechas queimarem.

— Obrigado, Jeon — Agradeceu sem encarar o mesmo.

— Oh não! — O moreno exclamou. — Por favor, não me chame assim, só o pessoal chato aqui da escola me chama assim — Riu. — Me chame de Guk — Sorriu para o castanho.

— Hm.. Tae — O menor disse baixo, porém dando para ouvir. — Quero dizer, pode me chamar de Tae — Sorriu levemente para o moreno a sua frente.

— Ah sim — Jeongguk riu breve, ele havia achado Taehyung uma graça. — Tudo bem então, Tae —

Taehyung segurou o sorriso que iria se formar naquele instante mordendo seu lábio inferior, ele havia gostado de ouvir seu apelido vindo da boca do moreno.

— Bem, eu preciso ir para o vestiário — O dono da voz bonita disse. — Você mora perto do Jiminnie-Hyung, não mora? — Perguntou.

— Uhum — Taehyung concordou balançando a cabeça positivamente.

— Uoh, ótimo! Será que posso ir junto de vocês hoje? — Jeongguk perguntou animado.

— Bem… — Taehyung tentou direcionar seu olhar ao seu Hyung, porém o mesmo não havia percebido que o rosado não se encontrava mais ali.

Voltou seu olhar ao garoto a sua frente, notando sua expressão que dizia que o mesmo esperava uma resposta e por fim respondeu:

— Claro que pode —



— — —




Taehyung andava com suas mãos dentro dos bolsos de sua calça jeans e com sua cabeça baixa, encarando seus próprios pés se mexendo, enquanto ele caminhava.

Em sua mente ele pensava em várias coisas ao mesmo tempo, porém, uma delas estava ocupando um pouco mais de espaço em seus pensamentos, o que era justamente a desculpa totalmente idiota que seu melhor amigo tinha dito pra ele e pra Jeongguk no horário de saída.

— Eu não sabia que Jimin-Hyung tinha aulas extras — Jeongguk comentou ao ver que o caminho até suas casas estava sendo um tanto quanto monótono. — Você sabia disso, Tae? —

— A-ah — Taehyung teria que acostumar com o moreno o chamando pelo seu apelido. — Eu também não sabia… — É! Por que ele realmente não tem! — Ele só disse isso hoje — O castanho disse mantendo sua cabeça baixa.

Argh — Escutou o outro resmungar baixo, porém continuou a andar normalmente, ou pelo menos tentou, já que ao dar mais dois passos para frente Taehyung sentiu seu rosto bater contra outro corpo parado a sua frente.

Antes mesmo de poder levantar seu olhar, Taehyung sentiu mãos grandes e macias tocarem em seu rosto, levantando o mesmo.

— Isso, ande assim! — O moreno disse encarando o castanho.

O mais velho sentiu sua boca abrir e fechar várias vezes, buscando alguma coisa pra dizer, mas era impossível com toda aquela proximidade e aquele toque repentino.

— Só me dá agonia ver você caminhando com a cabeça baixa assim — Jeongguk disse voltando a se posicionar ao lado de Taehyung.

— Mas eu sempre caminhei assim — O castanho finalmente disse algo.

— Jura? E você, sei lá… Nunca bateu a cabeça em um poste? — O moreno perguntou com uma expressão indignada.

Taehyung riu de sua pergunta e respondeu:

— Não, Guk. Eu nunca bati minha cabeça em um poste — Riu novamente ao finalizar a frase.

— Uoh! Eu te fiz rir — O mais novo disse batendo palminhas como uma criança. — Gostei do seu sorriso, ele é… —

— Esquisito? Eu sei — O castanho interrompeu a fala do mais novo.

— Não — Guk franziu as sobrancelhas. — Eu ia dizer que ele é diferente e bonito — O moreno sorriu e Taehyung sentiu seu rosto esquentar levemente.

— Obrigado, eu acho — Taehyung disse.

— De nada — Guk disse sorridente, enquanto ajeitava sua mochila em suas costas. — Então… Sua casa é aonde? — O mais novo perguntou se aproximando um pouco de Taehyung.

— Ah — Taehyung pronunciou olhando em volta, ele havia esquecido de que eles estavam indo pra casa. — Espera… — O castanho continuou a olhar em volta e percebeu que já havia passado de sua casa. — Oh merda —

— Olha a boca — Guk disse rindo. — O que foi? —

— Eu passei da rua onde fica minha casa — Taehyung disse irritado com si próprio.

— Sério? — Jeongguk segurou o riso. — Talvez seja só uma consequência de ficar andando assim com a cabeça baixa — O moreno comentou em um tom um tanto quanto irônico.

'Tsc — Taehyung soltou o ar. — Tenho certeza que não foi por causa disso — O mais velho disse ainda irritado.

Naaah — O moreno pronunciou colocando um de seus braços em volta do pescoço de seu mais novo Hyung. — Pra que ficar irritado? Que tal irmos pra minha casa? — Jeongguk sugeriu.

— Sua casa? Você nem me conhece direito, Jeongguk — Taehyung disse achando engraçado a proposta do mais novo.

— É o que você acha, Jiminnie-Hyung já me contou várias coisas sobre você e eu sei que você é uma pessoa boa — Sorriu.

— Hm… — O castanho pronunciou pensativo, encarando o semblante sorridente de Jeongguk.

— Vamos! Decida-se —

— Okay — Taehyung disse.

— Okay? Tipo, vamos? — Perguntou o mais novo.

— Sim, Guk. Vamos, eu aceitei — Taehyung riu. — Onde você mora? — Perguntou curioso.

— Ah, é lá — Jeongguk apontou para frente e Taehyung seguiu seu olhar naquela direção, percebendo que o mais novo apontava para um prédio totalmente alto e luxuoso, fazendo o mais velho fazer uma expressão engraçada pela surpresa. — Vamos! — O mais novo disse indo na frente, esperando o castanho o seguir logo depois.



— — —





Ok, apenas de olhar por fora percebemos que aquele prédio era realmente luxuoso e concluímos que o menino Jeongguk tinha uma ótima condição, mas… Vocês já viram o prédio por dentro?

Woah — Foi a primeira coisa que Taehyung pronunciou ao ver o moreno abrir a porta do apartamento por uma espécie de senha.

— Entra aí, a casa é sua — Jeongguk disse sorrindo.

— Não acho que deveria dizer isso a um garoto que você não conhece direito, Jeon — O castanho arqueou uma sobrancelha.

— Oh, já disse pra não me chamar de Jeon, Hyung — O mais novo franziu as sobrancelhas em desgosto.

— Okay, me desculpe… Mas espera, Hyung? — Taehyung estranhou. — Como sabe que eu sou mais velho que você? — O mesmo perguntou seguindo o moreno pela escada que havia mais ou menos ao lado da porta.

— Já disse que sei várias coisas sobre, Kim Taehyung — Jeongguk riu ao ver a reação do mais velho. — Relaxa, eu não sou nenhum tipo de stalker — O moreno disse e chamou o castanho fazendo um sinal com a mão para que ele continuasse a o seguir.

Taehyung subiu as escadas junto do moreno e ao terminar de subir, o mesmo se deparou com um corredor um pouco grande… Afinal, quantos cômodos tinham aquele apartamento?

Enquanto o castanho pensava na quantidade de cômodos que haviam ali, Jeongguk caminhou até a última porta do corredor sendo seguido por Taehyung.

— Apresento a você, minha zona de conforto — O moreno sorriu e então abriu a porta, revelando um quarto característico de um adolescente.

Prateleiras com jogos, livros, quadrinhos, mangás, um notebook em cima da cama de casal que havia ali mesmo sendo um quarto onde apenas uma pessoa ocupava, uma pequena caixa de som em um canto do quarto e alguns pôsteres pendurados nas paredes do quarto.

— Uau — Taehyung disse rindo. — Eu realmente ficaria aqui o dia todo — O mais velho disse indo em direção a prateleira onde havia alguns mangás e quadrinhos. — Não achei que curtia — Comentou olhando para Jeongguk que estava encostado na porta.

— É, digamos que eu seja um pouquinho nerd — O moreno disse indo em direção a Taehyung. — Pode pegar algum emprestado se quiser — Sorriu.

Taehyung retribuiu com um sorriso tímido e disse:

— Tenho a maioria desses —

— Jiminnie-Hyung disse que você gosta bastante de One Piece… Já leu a edição especial? — Guk disse esticando o braço, pegando o mangá na prateleira branca e mostrando para o mais velho.

— Uooh!! — Taehyung disse pegando rapidamente o mangá do mais novo. — Como conseguiu? Eu não consegui achar até hoje! — O castanho disse analisando a capa e algumas páginas do mangá.

— Tive sorte — O mais novo disse rindo vendo a excitação de Taehyung com o mangá em mãos. — Pode ficar por um tempo, depois você me devolve —

— Jura? — Taehyung perguntou olhando diretamente para Jeongguk que apenas concordou sorrindo levemente. — Uoh, obrigado — Agradeceu e logo guardou o mangá em sua mochila.

— Não precisa agradecer — O moreno disse caminhando em direção a outra parte do quarto. — Aliás, não tá afim de deixar sua mochila em algum lugar? Pode deixar em algum canto do quarto —

— Ahn.. Não precisa! — Taehyung respondeu rapidamente. — Eu não pretendo ficar muito tempo aqui, provavelmente meu irmão vai me ligar daqui a pouco e vai estranhar por eu não estar em casa —

— Diga que está na casa de um amigo. Simples, não? — O mais novo perguntou fazendo uma expressão engraçada.

— É… —

— Ou você não quer ficar muito tempo comigo? — Jeongguk interrompeu o mais velho.

— Não, não. Não é isso, é que… ah.. — Taehyung se embolou com as palavras, causando uma mini crise de riso no mais novo.

— Relaxa, Tae — O mesmo disse ainda rindo levemente. — Estou apenas brincando —

Jeongguk sorriu e Taehyung se perdeu novamente naquele sorriso ao olhar diretamente para o moreno. Ele não sabia exatamente o porquê, mas aquele sorriso o deixava vidrado, era realmente muito bonito e Taehyung assumiu para si mesmo que poderia ficar vendo Jeongguk sorrir por horas, dias, semanas... Ele não se cansaria daquela visão.

Bonito… — O castanho sussurrou quase que inaudível.

— Hm? — O mais novo pronunciou em dúvida.

— A-ah, nada — Taehyung respondeu rapidamente, balançando a cabeça de um lado para o outro. — E-eu acho que já vou — O mesmo disse caminhando até a porta do quarto.

— Ei, ei! — O moreno correu até o mais velho e segurou o mesmo pelo pulso. — Por que a pressa? — Perguntou rindo baixo.

— Eu só... — Taehyung tentou achar alguma desculpa, mas falhou.

— Você só...? — O mais novo perguntou.

— Meu irmão realmente não vai gostar muito de eu estar fora de casa agora, ahn… — O castanho disse desviando o olhar.

— Ah, Tae! — Jeongguk “reclamou”. — É só hoje, qualquer coisa até eu mesmo falo com seu irmão, se quiser — Sugeriu.

— Hm… E seus pais? Não acha que se verem um desconhecido em sua casa, eles não vão gostar muito? — O mais velho perguntou.

— Meus pais? — Guk riu soprado. — Eles estão sempre a viajem de negócios, eles viajaram ontem e sabe se lá quando voltam — Deu de ombros. — Não vai ter nada pra nos incomodar, Hyung! — Sorriu.

— Por que está insistindo tanto? — Taehyung perguntou desconfiado.

— Não é óbvio? — O moreno perguntou e Taehyung negou. — Quero te conhecer melhor, Tae. Jiminnie sempre diz coisas muito gentis sobre você, quero ver se você é todo esse poço de fofura que o Hyung fala sempre —

— Oh.. — Taehyung abriu a boca por um instante. Ele estava surpreso.

— E então? Aceita passar uma tarde comigo? — Jeongguk disse puxando o mais velho pelo pulso até o corredor, guiando o mesmo. — Tenho certeza que você não vai se arrepender! — O moreno disse animado, esperando uma resposta positiva.

— Eu não sei… — Taehyung respondeu, porém, no fundo ele sabia que queria muito bem passar uma tarde inteira com Jeongguk.

— Vamos, confie em mim? Só essa tarde, você vai gostar, Hyung — O mais novo insistiu, juntando suas mãos quase implorando.

Taehyung sorriu pelo ato fofo do mais novo, ponderou por alguns segundos olhando a situação do moreno e por fim, respondeu:

— Tudo bem, Guk. Eu te dou uma chance —









Notas Finais


Então minha gtn, esse foi o capítulo. Agora é com vocês, me digam, gostaram? Odiaram? Deixem seus sentimentos aí nos coments, please sz

Bem, tenho dois avisos!

Um, é que as provas finais estão chegando aí, então é provavelmente que eu suma um pouquinho novamente. Mas vou tentar não sumir muito, okay? Okay!

E o segundo é! Sempre olhem os comentários, especificamente o comentário fixado. Sempre deixo um ali, para avisar alguma coisa, ou pra pedir alguma opinião a vocês. Gosto de interagir com voxês =3

Enfim, é apenas isso.
Obrigada se vc leu até aqui! E espero ver vocês em breve ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...