1. Spirit Fanfics >
  2. Tsuki no Sekai - Interativa Vagas abertas >
  3. Saga Reflexos - Fim de Jogo

História Tsuki no Sekai - Interativa Vagas abertas - Capítulo 16


Escrita por: e 2_Guten_2


Notas do Autor


Opa! Aqui estou com o penúltimo capítulo dessa saga linda, próximo capítulo vai ser apenas duas batalhas

Contra Yazuruo
Contra... Não vou dizer, é spoiler kk

Vamos a este capítulo lindo, maravilhoso e confuso!

Capa de hoje: Ninguém de novo, juro que no próximo eu faço alguma capa legal kk

Capítulo 16 - Saga Reflexos - Fim de Jogo


◇■■■■■○■■■■■◇


Você Sabia - fora de jogo.


Você sabia que Tsuki no Sekai tem três finais? Sim, ao acabar a história, ela terá três finais alternativos, cabe a cada um escolher o que mais gostou… eu particularmente prefiro o último. Mas, vocês irão ver ao decorrer da história as mudanças de cada… end.


◇■■■■■○■■■■■◇


Tsuki no Sekai - Capítulo 16 - Saga Reflexos - Fim de Jogo.


Salão Principal de entrada - Quartel dos Life Soldiers - Crystal City - Presente - World 2


Espadas se chocam em alta velocidade, a morena levava vantagem por está em boa forma, ao contrário de seu inimigo, o pecado estava com um braço a menos e um olho cortado, mesmo assim, Yazuruo não podia vacilar nem um único segundo, ou seria acertada.


-A-azur… o… Talismã… destrua-o! - a voz de Guten ecoa pelo salão, estava com vários machucados na garganta, por isso não conseguia falar de forma natural, aquilo era um problema, lentamente o albino se levantava, mesmo com a Greatsword cravada em suas costas, empurrou-a para fora e usou sua kagune para estancar o sangue. Seu olho esquerdo começa a brilhar, a negridão toma conta de seu olho que ficam apenas com um grande aro vermelho brilhante no centro, seu olho ghoul, o albino começa a gritar, dois enormes tentáculos pretos com detalhes vermelhos saiem de suas costas. Seus ferimentos se curam, o verdadeiro poder ghoul se manifesta dentro e fora do albino que foca no monstro de cabelo branco, desferindo poderosos golpes contra o mesmo.


-É isso! O talismã mágico dele só funciona em duas pessoas ao mesmo tempo, mas somos quatro! - Kindred grita, avançando contra o maldito pecado, eram três contra um, mas, parece que Felicya acaba de acordar, ela investe também, mas, por Marts ser um demônio, seu braço se regenera, assim como seu olho e todos os ferimentos em seu corpo, estando intacto, com as mãos segurando todos os ataques dos quatro.


{-Guten On-}


Estava muito machucado, mas não pensava em desistir, pensava em meus amigos, então me concentrei na batalha, não podia deixar Azur se ferir da mesma forma que quando achei ela na fonte, Kindred poderia acabar morrendo, afinal, seu corpo era até que consideravelmente frágil, mesmo sendo tão poderoso. E Felicya? Bem… ela não tinha fraquezas… não que eu conhecesse.


-Droga, nem minha kakuja está conseguindo o acertar! O que faremos, Kin? - um albino pergunta ao outro, uma coisa bem estranha, né? A gente se dava bem, mas, as vezes ele fica meio psicopata, sério de mais, ou muito frouxo, igual agora. Azur estava lutando bem, mas, de uma forma diferente, não era o mesmo jeito que a ensinei.


-Vocês… são… UNS IDIOTAS! - uma grande explosão de energia se forma no centro do corpo de Marts, e de repente… BOOM! Tudo explodiu, inclusive o talismã, que foi necessário para a explosão. Consegui usar minha kakuja para defender a Azur e a mim, mas, em troca, grande parte da mesma, foi totalmente destruída, agora eu só tinha mais uma kakuja e muito pouca magia restante.


-Vocês estão bem? - Kin nos perguntou, como resposta apenas acenei "sim" com a cabeça, precisávamos poupar palavras, era uma batalha pelo destino do mundo. Azur corava em meus braços, não sei o motivo, mas ela sempre ficava envergonhada, mas, parecia estar com febre, o que era estranho, nunca tinha visto ela sentir febre. Alguns arranhões se curaram instantaneamente em seu corpo, era realmente uma demônia...


Um assobio de Kindred deu o sinal, usei minha kakuja para me mover mais rapidamente, atirado Yazuruo contra Marts que dava sua atenção a Felicya que lutava sem nem ser tocada pelo terrível demônio. Azur seguiu o plano e ainda no ar, sacou sua katana e com um golpe circular lateral, cortou parte do tronco do pecado, começando pelo ombro. Eu preparei minha Greatsword, transformei ela em duas espadas nova, White and Black, uma espada preta e outra branca, o albino fez surgir uma grande espada totalmente negra, que ele usou para se defender de minhas espadas, mas, perfurei a barriga dele usando minha kakuja. Kin atirou sua foice de mão que enrolou no pescoço do pecado, enquanto isso, Felicya usava seu punhal flamejante para cortar todos os membros de Marts, assim com Yazuruo, quando pensávamos que tinhamos ganhado, o malandro mais uma vez nos enganou, o corpo dele se desfez em um tipo de sombra, talvez magia negra…


-Não toquem nisso! - Felicya avisou, uma grande parte estava caindo em minha direção, por instinto usei minha kakuja para defender, mas, aquela sombra estranha acabara de corroer minha kakuja de uma forma que eu nunca tinha visto antes.


-HAHAHAHAHA EU SOU INDESTRUTÍVEL! INSETOS IDIOTAS! - ele gritava de uma forma assustadora, mas, eu me sentia cada vez menos assustado, só conseguia pensar numa coisa enquanto ele gritava sem parar: "Esse cara tem demência."


-Me poupe de sua gritaria idiota, agora se me permite, vou te mostrar um pouco de minha velocidade máxima!! - comecei a me gabar para tentar tirá-lo do sério, mas, percebi que era burrice fazer aquilo, então tentei cumprir com o que eu falei, mesmo naquele estado, eu conseguia exalar uma velocidade tão alta que ninguém ali presente conseguia acompanhar, ataquei ele diversas vezes com minhas espadas, black era melhor cortando, white era melhor perfurando e juntas elas eram imbatíveis, as espadas forjadas pela deusa Nayure, não era a toa que eu era um Nay.


-O que acha disso? - perguntei, orgulhoso do dano que causei nele, consegui quase incapacita-lo usando apenas minha velocidade. Enquanto isso, vários monstros de magia negra corrosiva atacavam meus amigos, mas, antes de salvá-los, precisava matar Marts a todo custo. Em um piscar de olhos, o demônio segurava em meu pescoço… "como?" Me perguntei, ao que parecia, ele se deixou ser acertado para saber quando de dano eu podia causar em uma única investida, ele… era esperto, confesso isso. Mas, eu era mais ainda, ao sacar minha carta na manga!


-Ei… você quer ver algo legal? - perguntei esperando sua resposta antes que ele me enforcasse até a morte


-Hum? - ele apenas ficou surpreso, mas, logo respondi a altura.


-Eu posso te matar agora mesmo… usando isso! - puxei uma carta de meu bolso, estava jogando baralho com Yazuruo ontem a noite e tinha esquecido uma carta em meu bolso… Não! Eu não trapaciei! Foi o baralho inteiro, quando o guardei, uma carta sobrou em meu bolso… aquilo era obviamente um brefe, mas, veríamos se funcionaria ou pelo menos faria a gente ganhar um tempo.


-E-espera… isso? Não é o que estou pensando… né?! - ele se surpreendeu com a carta, tanto que acabou me soltando, não sei o que ele viu demais nela, mas, aparentemente estava funcionando, o pecado olhou diretamente apara Azur, como se desconfiasse da mesma.


-Sim… isso mesmo… esse valete de espadas pode te matar! - eu indaguei, com um sorriso no rosto, meu olho que anteriormente teria voltado ao normal, virou novamente aquele olho ghoul, eu tinha uma habilidade especial e única, conseguia deixar o inimigo tonto e paralisado se olhasse fixamente para seu olhos. Levantei a carta para cima e incarei o mesmo fixamente, olho a olho, até que ele ficou paralisado e caiu.


-Muito bem, Guten, usou a carta com sabedoria! - Kindred disse tentando deixar mais explícito que era verdade, mesmo sendo mentira, o pecado estava supreendentemente indignado, seus olhos azuis e cheios de emoções foram engulidos por uma escuridão total, eram negros como a noite mais escura, ele estava voltando a se mexer, tentei conte-lo mas não consegui, ele explodiu de raiva, ignorou, a todos nós… com exceção de Yazuruo, ele partiu para cima dela, desferindo vários e vários golpes consecutivos cada vez mais rápidos e forte, estavam chegando próximos a parede, ela logo estaria encurralada, corri, como nunca tinha corrido para salvar alguém, ativei meu único poder de nascença, "Velocidade Divina", ao usar essa velocidade eu sempre quebrava alguns ossos das pernas, por isso quase nunca a utilizava, mas, era questão de minha melhor amiga morrer em minha frente, não podia deixar!


-MORRA DAMA DOS ESPELHOS! MORRA, YAZURUO MIKAZUCHI!!!! - ele gritou… então aquele era o nome completo dela, tinha a impressão de que já tinha ouvido o nome completo dela em algum lugar, mas não era apenas impressão, eu realmente tinha ouvido e visto esse nome em algum lugar, o livro Tsuki No Sekai, uma história criada por um autor desconhecido, mas, mundialmente famosa por contar sobre a trágica e maldita infância de uma garota chamada "Yazuruo Mikazuchi", a dama dos espelhos… era coincidência demais, não era possível aquilo está acontecendo… o último golpe de Marts contra Yazuruo, um poderoso corte com sua espada negra, eu consegui! EU CHEGUEI.. EU… eu… e-eu…


[...]


Enfermaria - Quartel dos Life Soldiers - Crystal City - Presente - World 2


Me acordei na cama da infermaria, meus braços… eu não sentia meus braços, estavam enfaixados, e… minhas pernas, eu deveria ter quebrado os ossos delas! Espera… Yazuruo! Felicya! Kindred! Me levantei da cama, tirei todos os bagulhos de soro de meus braços, aquela roupa da enfermaria, joguei encima da cama, peguei minha Greatsword que estava próxima a minha cama com a boca e a coloquei nas costas, pois não estava sentindo meus braços, abri a porta e corri até o salão principal de entrada…


Salão Principal de entrada - Quartel dos Life Soldiers - Crystal City - Presente - World 2


-O-oque… a-aconteceu… AQUI?! - pude ver claramente muito mas muito sangue, braços, pernas, dedos e muitas outras coisas horríveis… aquela antiga fonte que era azul, se tornou apenas uma fonte quebrada cheia de sangue, o líquido iria se esvair e secar a cada hora que se passasse, mas por enquanto, era apenas água vermelha… escutei barulhos de metais se chocando… não acreditei no que vi, Kindred atirava sua foice em Yazuruo, tentei fazê-los parar, mas, era um motivo verdadeiramente preciso, a garota queria o Life Crystal, por algum motivo, Kindred já não estava mais em perfeitas condições.


-Eu assumo a batalha, descanse Kindred, faremos a Azur voltar ao normal! Tenho certeza disso! - indaguei sem nem me passar pela cabeça que ela poderia ter recuperado suas memórias.


-E pensar que eu me aliei a idiotas como vocês! - ela disse… foi estranho, senti como se não a conhecesse… ela tentou me acertar com um golpe rápido, mas, retirei a espada da bainha rapidamente, usando a boca pois meus braços estavam inutilizados, bloqueei seu ataque mesmo segurando a espada a espada com meus dentes, era difícil, mas, estava me acostumando, em questão de segundos quase a acerto com meu contra-ataque, tentei investir com a espada em sua barriga, mas, a mesma desviou, porém, ela não contava que sou um ótimo estrategista, ou talvez tenha esquecido, atirei a espada nela e antes que a lâmina se distanciasse de mim, o impulsionei com um forte chute de sola de pé, consegui a cortar de raspão na bochecha, um pouco de sangue saiu, mas, nada de mais, continuei forçando ataques por algum motivo consegui a deixar encurralada, literalmente entre a parede e a espada, por fatiga excessiva, acabei soltando a espada…


-Parando para pensar bem, eu poderia até ter me apaixonado por você… he...he - estava encarando a morena, até parecia que eu iria beija-la ou algo do tipo, mas… minhas vistas começaram a embaçar, tudo começou a girar, até que, caí com meu corpo sob o dela, ela continuava me apoiando para que eu não caísse no chão, então… eu apaguei novamente…


[...]


Salão Principal de Entrada - Quartel dos Life Soldiers - Crystal City - Presente - World 3


Abri meus olhos, acordei em um lugar estranho, me levantei, conseguia mover meus braços agora, estava… que lugar era aquele? Era tudo igual mas… eu sentia que estava num lugar nunca antes visto!


-Finalmente acordou, bela adormecida. Pensei até em te beijar para ver se você acorda, mas lembrei que não sou um príncipe encantado! - o garoto de cabelos brancos disse… sua voz me era muito familiar, seu rosto também, na verdade… ele era idêntico a mim?! Eu tenho irmão gêmeo!?


-Sei que deve estar confuso com outro de você aparecendo em sua frente do nada… mas, você está com tanto cansaço em seu corpo por um motivo, tem um Guten… em um mundo por aí, ele está deixando de existir, e se ele para de existir, todos os outros Gutens existentes em outras terras perdem parte de sua existência também, mas, para você não ficar confuso, me chame de "Três", exato, sou o Guten da terra de numero "3", e você está agora na terra três, mas, vamos por partes, primeiro de tudo, pode me fazer qualquer pergunta por agora. - ele me disse, eu não estava confuso, mas sim facinado, era incrível saber da existência de outros de mim em universos alternativos!


-Quantas "terras" existem ao todo e a qual terra pertenço? - perguntei, procurando saber mais informações, estava ficando animado e me esquecendo totalmente da luta pelo meu mundo.


-Vejamos, você é Gutenberg, Terra 2, enfrentou o pecado da ira Marts, e conseguiu o derrotar, enfim, não perguntou sobre suas informações para pessoas de outras terras, você é da terra dois, no momento, existem apenas sete terras num total, mas, existem mais três possíveis terras que vão de acordo com a sua! A principal terra! - ele disse calmo… espera… DERROTEI MARTS? COMO!? Agora sim tinha ficado confuso, eu perdi até o movimento dos braços, não sabia nem o que tinha acontecido! 


-Entendi, mas, como assim derrotei Marts?! Quero saber tudinho desde o início, vamos, desembucha! - avisei, o olhando com um rosto sério, queria descobrir tudo o mais rápido possível, era necessário saber o que estava acontecendo para que eu pudesse evitar algo pior!


-Tudo bem… se insiste… - ele disse, então começou a contar o que me aconteceu durante o meu primeiro apagão…


Momento Flashback!


-MORRA DAMA DOS ESPELHOS! MORRA, YAZURUO MIKAZUCHI!!!! - ele gritou… então aquele era o nome completo dela, tinha a impressão de que já tinha ouvido o nome completo dela em algum lugar, mas não era apenas impressão, eu realmente tinha ouvido e visto esse nome em algum lugar, o livro Tsuki No Sekai, uma história criada por um autor desconhecido, mas, mundialmente famosa por contar sobre a trágica e maldita infância de uma garota chamada "Yazuruo Mikazuchi", a dama dos espelhos… era coincidência demais, não era possível aquilo está acontecendo… o último golpe de Marts contra Yazuruo, um poderoso corte com sua espada negra, eu consegui! EU CHEGUEI.. EU… eu… e-eu…


-Argh! Não irei deixar você matar ela! Seu… maldito! - eu disse enquanto segurava a espada com meus braços que estavam enrolados com minhas kagunes, como se eu fosse um ghoul koukaku, mesmo sendo um ghoul rinkaku, consegui usar minha kagune como um tipo de armadura para meus braços, ataquei o pecado com minha kakuja, consegui o acertar, perfurei sua barriga, após isso, girei meu corpo junto a minha kakuja, como um tipo de furacão (Nota do Autor: Tipo o Presa sobre Presa do Kiba em Naruto), consegui separar seu tronco em dois, assim, puxei a parte superior pelos cabelos e atirar o mais longe que consegui, enquanto a outra parte eu enterrei dentro de um buraco aleatório que tinha no lugar… evitando que o demônio se regenerasse, mas, ele continuava vivo.


-Azur, você está bem? - perguntei, mas, em resposta recebi um forte e rápido ataque, como foi de surpresa tentei usar meus braços para me defender, mas, quase tive meus braços cortados, após isso, a morena me deu uma joelhada a barriga, me levantou pela gola da camisa e me atirou contra Kindred que não conseguia fazer nada após ver tanto sangue, após mais um forte golpe, apaguei.


Fim do flashback.


-Então, após desmaiar, Felicya pediu para Kindred te levar para a enfermaria enquanto ela atrasava Yazuruo, e bem… funcionou, certo? Mas, me diga uma coisa… deu no mesmo não deu? Você da terra 1 se sacrificou para salvar o Life Crystal, e não deu certo logo depois, ao invés de honrarem "nossa" morte, acabaram desistindo e morrendo também, eu me sacrifiquei, hoje não tenho mais nenhum poder, apenas uma habilidade que possa lhe ser útil… chamo ela de "Steal", com ela… posso roubar por tempo indeterminado o poder de quem eu quiser, só depende de minha escolha, se para sempre, ou para minutos, horas, dias e etc… enfim, apartir de hoje, você terá essa habilidade também, confio em você para salvar os mundos, já não tenho mais nenhuma utilidade, então… por favor, aceite meu presente - ele sorria enquanto dizia, até que ele me ofereceu o presente, ele não sorrio de felicidade, mas sim, de esperança! Então… eu era o protagonista desta história? Eu iria salvar a todos?! Não, nunca tive nenhum dom além de correr… mas, se eu não aceitar, todos vão morrer! O Life Crystal vai ser daquela maldita Yazuruo com memórias antigas! Eu quero a Yazuruo sem memórias de novo! Talvez… possa conseguir derrotá-la com isso, sim! Eu quero!


-Bem… aceitarei - respondi - Ótimo, este será meu último sacrifício! - ele disse enquanto seu corpo começava a brilhar, retirou o tapa olho que tampava seu olho esquerdo… então, com um sorriso, seu corpo se desfaz…


Salão principal de entrada - Quartel dos Life Soldiers - no início do dia do ataque de Marts - World 2


Estava esperando escondido no local, não sabia exatamente do que se tratava mas, estava vigiando aqueles três a dias, eles até mesmo fizeram viagens no tempo, o que era estranho de mais, Kindred nunca usaria seus poderes para passeiar! O mesmo e Felicya estavam possivelmente esperando Yazuruo, e do nada, a mesma sai de dentro do espelho, caindo dentro da fonte novamente, me aguentei para não rir e me descobrirem, repentinamente, um homem forte de cabelos albinos chegou no local… uma batalha havia se iniciado entre eles, não… ele iria atacar Azur! Não podia deixar ele fazer tal coisa!! Saquei minha Greatsword da bainha enquanto corria, e defendi minha amiga… ela corou um pouco, eu me senti meio estranho, mas… acabei deixando para lá, naquele momento… memórias me passaram pela cabeça, eu havia voltado no tempo… era isso, me foquei en derrotar Marts.


Minutos depois...


Acabei roubando o poder do pecado por três dias, ele estava mais fraco e mesmo furioso, continuava perdendo para nosso squad, até que ele resolveu sumir! Eu mudei o tempo sem querer… mas… foi melhor assim! Teria chance de matá-lo sem nenhuma ajuda… eu usei minha velocidade para sair do local, Yazuruo não tinha mais se lembrado de quem era, mas, tenho certeza de que ela descobriria uma hora ou outra, o destino sempre nos prega peças…


{-Guten OFF (finalmente)-}


-Então… Kindred, vou ajudar minha irmã a derrotar aqueles monstros malditos! Deixo o resto com você… não fui de muita ajuda aqui… - a albina diz, sua franja de pontas negras balança ao vento, ela provavelmente se sentia uma inútil, mas teria que superar esse fato logo depois, o tempo foi modificado e uma nova batalha estava prestes a ocorrer… Kindred apenas acena "Sim" com a cabeça e puxa Yazuruo, andando rumo ao campo de treino, até que… a garota some…


-Você… se você não tivesse sobrevivido… eu teria agora vida eterna e poderia trazer meus comoanheiros de volta! Maldita! Morra… morra… morra… MORRA YAZURUO MIKAZUCHI!!!! - O grito do anjo da morte ecoa pelo quartel inteiro… desferindo um poderoso soco contra Yazuruo que estava paralisada e aflita, Kindred o impede cortando seu braço usando sua foice…


-Parece que você não sabe mesmo quando é hora de morrer, vamos acabar com isso de uma vez por todas, Pecado da Ira. - uma voz grossa substitui a antiga voz doce e feminina de Kindred, uma aparência seria e uma pose de luta de alguém experiente, assustado por não poder usar poderes, o albino pega seu braço cortado e foge, adiando um pouco a luta.


-Foi o que pens- o mago temporal é atacado de surpresa pela demônia a qual ele protegeu, mas… por que?! Ela recuperou sua memória, de novo, desta vez, Guten não estava lá para ajudar, Kindred teria uma luta contra a Dama dos espelhos, Yazuruo Mikazuchi. Um 1x1 estava próximo, quem sairá vitorioso?


[...]


[.

.

.]


?


Error - Linhas temporais danificadas…

Iniciando processo de reboot…

Reboot falhado!


ERROR. ERROR. ERROR. ERROR

ERROR. ERROR. ERROR. ERROR

ERROR. ERROR. ERROR. ERROR

ERROR. ERROR. ERROR. ERROR

ERROR. ERROR. ERROR. ERROR

ERROR. ERROR. ERROR. ERROR

ERROR. ERROR. ERROR. ERROR


Iniciando novo final…


Final iniciado com sucesso!


O campo florido era lindo… haviam vários casais, entre eles, uma mulher de cabelos negros como a noite, e um homem de cabelos brancos como a neve, estavam fazendo um pequenique, mas, não estavam sozinhos, tinha uma pequena garotinha de cabelo acinzentado com eles… ela estava usando um espelho para pentear seu cabelo, tinha em média uns cinco anos, seus pais, em média 25 e/ou 26, era um… final feliz...


A visão muda, agora indo para um quarto, esse quarto tinha uma cama de casal branca, um guarda roupas preto e finalmente, uma cômoda, em cima dessa cômoda tinha uma foto, ao aproximar poderíamos ver rostos familiares, estavam todos sorrindo, felizes da vida… 


Iniciando novo final…


Final iniciado com sucesso…


Um cenário pós apocalíptico poderia ser visto, pessoas passavam fome, muito sofrimento, era horrível aquela cena, mas, podíamos ver um grande castelo, ao se aproximar dele, a rainha que agora podia ser vista gargalhava, estava feliz com a situação? Não pode ser… a garota estava usando sua própria irmã e guardiã como apoio para os pés… o quão longe isso iria? Que maldito final é esse?! Esse realmente é um final triste...


Continua...






Notas Finais


Deu merda... Deu muita merda...

Guten a cada dia parecendo mais um protagonista, nem parece que apanha mais que um saco de pancadas.

Kindred X Yazuruo - Essa luta promete.

Sinto cheiro de escravos... Vou escravizar alguém no próximo cap kkk

Falai Senpai.
Falei Paps.
Ksksksskskksskksks

Esse foi o capítulo, espero que tenham gostado!
Falouws!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...